Donizeti Nogueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Donizeti Nogueira
Senador pelo  Tocantins
Período 1° de Fevereiro de 2015
até 12 de Maio de 2016
Dados pessoais
Nascimento 15 de outubro de 1955 (63 anos)
Prata, Minas Gerais
Cônjuge Gleidy Braga Ribeiro
Partido PT (1983-atualmente)
Profissão Administrador

Divino Donizeti Borges Nogueira (Prata, 15 de outubro de 1955) é um administrador e político brasileiro, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT).[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Donizeti Nogueira é pai de quatro filhos. Nogueira iniciou sua militância no movimento da juventude de igreja nos anos 70. Filiou-se ao Partido dos Trabalhadores em 1983.

Em 2015 como suplente de Kátia Abreu ao Senado Federal assumiu a vaga de senador pelo Tocantins, uma vez que Kátia Abreu foi anunciada como nova Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Em novembro de 2015, votou contra a prisão de Delcídio Amaral.[2]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

«Página do senador Donizeti Nogueira no Senado Federal». www25.senado.leg.br 

Referências

  1. «Divulgação de registros de candidaturas». Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 2014. Consultado em 6 de março de 2015 
  2. Veja (25 de novembro de 2015). «veja.abril.com.br/politica/confira-quais-senadores-votaram-para-livrar-delcidio-da-cadeia/». Consultado em 16 de outubro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.