Veneziano Vital do Rêgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Veneziano Vital
Veneziano Vital do Rêgo Segundo Neto
Veneziano Vital do Rêgo
Senador pela Paraíba
Período 1 de fevereiro de 2019
até a atualidade
Deputado Federal pela Paraíba
Período 1 de fevereiro de 2015
até 1 de fevereiro de 2019
36º Prefeito de Campina Grande
Período 1 de janeiro de 2005
até 1 de janeiro de 2013
Antecessor Cozete Barbosa
Sucessor Romero Rodrigues Veiga
Vereador de Campina Grande
Período 1 de janeiro de 1997
até 1 de Janeiro de 2005
Dados pessoais
Nome completo Veneziano Vital do Rêgo Segundo Neto
Nascimento 17 de julho de 1970 (49 anos)
Campina Grande, Paraíba
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Nilda Gondim
Pai: Antônio Vital do Rêgo
Alma mater Centro de Ensino Unificado de Brasília
Cônjuge Ana Cláudia Oliveira da Nóbrega Vital do Rêgo
Partido PSB
Profissão Advogado

Veneziano Vital do Rêgo Segundo Neto (Campina Grande, 17 de julho de 1970) é um advogado e político brasileiro filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Já foi vereador e prefeito de Campina Grande, deputado federal pela Paraíba por dois mandatos consecutivos e atualmente é Senador pelo estado da Paraíba.[1]

Nas eleições de 2018, foi eleito senador pela Paraíba, com 24,63% dos votos válidos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em 17 de julho de 1970, é filho da ex-deputada federal Nilda Gondim e do jurista Antônio Vital do Rêgo, irmão de Vital do Rêgo Filho, sobrinho neto de Argemiro de Figueiredo, neto de Pedro Gondim e do major Veneziano Vital do Rego e casado com Ana Cláudia Vital do Rêgo. Em 1975 começa a estudar no Instituto São Vicente de Paula, fazendo posteriormente o ginásio na Escola Virgem de Lourdes (Lourdinas) e o Ensino Médio no Colégio Imaculada Conceição (Damas). Em 1987 é aprovado no vestibular de Direito pela Universidade Estadual da Paraíba e depois transferido para Centro de Ensino Unificado de Brasília, em decorrência de seu pai ter sido eleito deputado federal.

Em 1992 foi candidato a vereador de Campina Grande pelo PST, obtendo 301 votos, perdendo a eleição. Em 1996 elegeu-se com 2.108 votos vereador de Campina Grande pela primeira vez, sendo reeleito em 2000 com 3.485 votos, ambas eleições pelo PDT. Em 1998 e em 2002 candidata-se a deputado federal sem êxito, na primeira eleição com 428 votos e na segunda atinge a marca de 44.732 votos. Em 2004 é eleito prefeito de Campina Grande, derrotando o candidato Rômulo Gouveia do PSDB em 2º turno, sendo reeleito em 2008, derrotando novamente Rômulo Gouveia.

Em setembro de 2011 um recurso proposto por Rômulo Gouveia que visou a cassação do mandato de Veneziano não foi aceito pelo TRE por falta de legitimidade.[2]

Foi eleito deputado federal em 2014 com 177.680 votos, sendo o segundo mais votado em todo o estado da Paraíba e o mais votado na cidade de Campina Grande, para a 55.ª legislatura (2015-2019). Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[3] Em abril de 2017 foi contrário à Reforma Trabalhista.[3] [4] Em agosto de 2017 votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer.[3][5] No dia 06 de abril de 2018 filiou-se ao PSB e se lançou pré candidato ao Senado Federal na chapa com João Azevedo, também do PSB.

Veneziano Vital do Rêgo (PMDB): Responde a nove inquéritos (4085, 3976, 4122, 4229, 4222, 4179, 4029, 4017 e 4012), por corrupção passiva, crimes de responsabilidade e contra a Lei de Licitações e lavagem de dinheiro, relativos aos seus dois mandatos de prefeito de Campina Grande. É investigado, em um dos casos, pelo desvio de R$ 10,3 milhões da prefeitura por serviços pagos a uma empreiteira que não executou os trabalhos. O deputado afirma que, dos 28 processos abertos contra ele no STF, 19 foram arquivados e que tem convicção de que isso ocorrerá com as investigações em andamento. Atribui as acusações a disputas políticas locais.

“Os inquéritos que respondo perante o Supremo Tribunal Federal são provenientes de investigações movidas pela Procuradoria do Município de Campina Grande/PB, em razão da contestação de atos administrativos praticados no período de 2005 a 2012, ocasião em que exerci o cargo de prefeito do Município de Campina Grande. Dos 28 processos abertos no âmbito do STF, 19 foram arquivados após extensas investigações realizadas pelas autoridades competentes, sem a comprovação, sequer indiciária, de minha participação na prática de qualquer ato lesivo ou ilícito durante minhas gestões. Tenho plena convicção de que os 9 inquéritos remanescentes, serão arquivados pela mesma motivação. Ressalta-se que os referidos procedimentos tiveram origem a partir de denúncias feitas pela Procuradoria Municipal, haja vista a disputa política local.”

Deputado Federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB/PB) - Fonte Congresso em Foco

Em junho de 2019, votou contra o Decreto das Armas.

Referências

  1. {{Citar web|titulo=Veneziano Vital do Rêgo (PSB) e Daniella Ribeiro (PP) são eleitos senadores na PB|url=https://www25.senado.leg.br/web/senadores/senador/-/perfil/5748
  2. «TRE livra Veneziano de mais uma cassação | Política » JP Online». jornaldaparaiba.com.br. 2011. Consultado em 23 de outubro de 2011 
  3. a b c G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  4. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  5. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Cozete Barbosa Loureiro Garcia de Medeiros
Prefeito de Campina Grande
1 de janeiro de 2005 - 31 de dezembro de 2012
Sucedido por
Romero Rodrigues Veiga
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.