Solus (sistema operacional)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de SolusOS)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Solus


Solus 4, versão com Budgie.
Desenvolvedor Ikey Doherty (até 2018), Peter O'Connor, Joshua Strobl, Stefan Ric, Bryan T. Meyers, Pierre-Yves, Joey Riches e outros
Arquiteturas x86-64
Modelo do desenvolvimento Código aberto
Lançado em 27 de dezembro de 2015 (3 anos)
Versão estável 4 / 17 de março de 2019; há 7 meses
Língua natural Inglês
Mercado-alvo Usuários comuns, Usuários avançados, Usuários de Mac ou Windows
Família Distribuição Linux independente
Núcleo Linux
Método de atualização eopkg
Gerenciamento de pacotes eopkg
Interface Budgie, GNOME e MATE
Licença GPL e outras licenças de softwares livres
Estado do desenvolvimento Corrente
Website getsol.us
Posição no Distrowatch (em inglês, em castelhano, em francês, em alemão, em tcheco/checo, em japonês e em chinês).
Origem comum  Irlanda
Portal do Software Livre

Solus é um sistema operacional independente baseado no kernel Linux. Foi criado como sucessor do SolusOS e EvolveOS, ambos sendo criações anteriores de Ikey Doherty. Hoje é oferecido no modelo rolling release e implementa um novo gerenciador de pacotes baseado no PiSi, chamado eopkg. Também deu origem a um novo ambiente gráfico, o Budgie Desktop.

História[editar | editar código-fonte]

Em 20 de setembro de 2015, Ikey Doherty anunciou que "o Solus 1.0 terá o codinome Shannon, pelo Rio Shannon da Irlanda", indicando que "os codinomes para lançamentos futuros continuarão tendo essa temática, usando rios irlandeses." [1]

Em julho de 2016, a Solus anunciou o descarte do conceito de releases fixos em prol de um modelo de Rolling release. [2]

Em janeiro de 2017, Doherty anunciou que o Solus irá adotar Flatpak para reempacotar aplicações de terceiros. [3] Isso irá melhorar significantemente a disponibilidade de software de provedoras as quais as licenças de software previnem a distribuição pelo próprio repositório de software do Solus. Em agosto, Doherty anunciou que o Solus também viria a adotar o Snappy (similar ao Flatpak). [4] Tendo ambos Flatpak e Snappy, teria-se assim resolução para o problema da distribuição do "Google Chrome", oferecendo aos usuários mais opções de escolha em geral.

No dia 13 de Junho do mesmo ano, foi anunciada a expansão da equipe de desenvolvimento com a adição de Stefan Ric, e também que Ikey Doherty - anteriormente trabalhando para a Intel no projeto Clear Linux - iniciou trabalho em tempo integral para o Solus. [5][6]

Em 2 de novembro de 2018, o site de tecnologia Phoronix publicou uma carta aberta do fundador original Ikey Doherty confirmando sua saída do projeto, entregando "todos e quaisquer direitos intelectuais, de nome e de marca relativos à propriedade do Solus" ao time desenvolvimento "com efeitos imediatos e permanentes, reconhecendo-os como donos oficiais e líderes do projeto." [7]

Características[editar | editar código-fonte]

Dentre os aplicativos incluídos por padrão estão o Mozilla Firefox, Transmission, GNOME MPV, Rhythmbox e GNOME Files (Nautilus).

Software adicional é obtido pela Software Center, desenvolvida para o Solus. Esta possui uma seção dedicada a software proprietário/de terceiros, como Google Chrome, Flash e Spotify. Codecs para os formatos de mídia mais populares já são inclusos na instalação.

Ambiente Gráfico[editar | editar código-fonte]

Budgie Desktop é o ambiente gráfico padrão, que busca proporcionar uma experiência não muito distante do desktop tradicional sem deixar de fornecer recursos bem valorizados de ambientes gráficos mais modernos. Um dos recursos que se destaca é o painel lateral Raven, capaz de exibir "widgets" como o calendário, player de música, controle de saída e entrada de áudio e outros.

Budgie é ligado às aplicações GNOME. A versão 3 incluiu suporte a "Luz noturna" e substituiu o layout padrão dos painéis e temas.

Fora anunciado por Ikey Doherty anunciou que o Budgie seria escrito com o Qt framework a partir de sua 11ª versão. Entretanto, essa decisão foi repensada posteriormente e, conforme, pronunciado por Joshua Strobl - um dos principais desenvolvedores da distribuição - em uma postagem da comunidade Reddit, a tendência é que o ambiente venha a adotar o GTK4 como framework. [8]

São fornecidas também versões com GNOME e MATE, ambas seguindo o layout e temas usados na versão Budgie. É possível instalar o ambiente gráfico i3 posteriormente, mas não há uma versão dedicada. É planejado o lançamento, num futuro, de uma versão com KDE Plasma. [9]

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

Data Versão
19 de outubro de 2016 Solus 1.2.1
18 de abril de 2017 Solus 2017.04.18.0
15 de agosto de 2017 Solus 3
17 de março de 2019 Solus 4

Popularidade[editar | editar código-fonte]

De acordo com o site Distrowatch, em 15 de setembro de 2019, o Solus foi classificado como a sétima distribuição mais buscada.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Doherty, Ikey (19 de setembro de 2015). «Solus Project announcement on Google+». Solus Google+. Consultado em 15 de setembro de 2019 
  2. Strobl, Joshua. «This Week in Solus -- Install #31». Solus (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2019 
  3. Doherty, Ikey. «Adopting Flatpak to Reassemble Third Party Applications». Solus (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2019 
  4. Doherty, Ikey (9 de agosto de 2017). «Solus adotando Snaps». Consultado em 15 de setembro de 2019 
  5. Strobl, Joshua. «We Are Growing!». Solus (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2019 
  6. «Solus». Patreon (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2019 
  7. «An Open Letter To Solus From Its Founder Ikey Doherty - Phoronix». www.phoronix.com. Consultado em 15 de setembro de 2019 
  8. «What is the current development state of Budgie 11?». Joshua Strobl. 26 de setembro de 2018. Consultado em 15 de setembro de 2019 
  9. Doherty, Ikey. «Waiter, There's a Plasma Desktop in My Soup». Solus (em inglês). Consultado em 15 de setembro de 2019 
  10. DistroWatch.com: Solus

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre distribuições Linux é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.