Ájax, filho de Oileu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Fevereiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ájax, filho de Oileu violando Cassandra.

Ájax, filho de Oileu (conhecido como Ájax, o Menor ou Ájax, o Lócrida; em grego: Αίας ο Λοκρός, transl. Aías ho Lokrós), é um dos personagens da Guerra de Troia, na mitologia grega.

Lenda[editar | editar código-fonte]

Ájax era filho de Oileu, rei da Lócrida, que foi um dos Argonautas. Sua mãe provavelmente foi Eriópide,[1] citada na Ilíada como esposa de Oileu e madrasta de Medon, filho bastardo de Oileu.[2] [3] [4]

Liderou um destacamento de lócridas, durante a Guerra de Troia, na qual desempenhou um papel importante.

Foi um dos guerreiros que se ocultaram no interior do cavalo de madeira (Cavalo de Troia) e abriram os portões da cidade de Troia, para a entrada do exército grego.

Internando-se no palácio real, encontrou a princesa Cassandra sob um altar dedicado à deusa Atena e apesar dos rogos da princesa para que respeitasse aquele lugar sagrado, violou-a ali mesmo.

Uma lenda posterior relata que esse ato provocou a ira da deusa, levando-a a pedir ajuda a Poseidon, para vingar-se da afronta. Então, o deus dos mares fez o guerreiro naufragar, na fatídica tempestade que se abateu sobre a frota grega, em seu regresso à pátria. Seu barco foi atirado contra as rochas de um promontório no Mar Egeu, matando todos os seus ocupantes.

Mas outra lenda diz que o náufrago conseguiu escapar do afogamento, e após recobrar os sentidos, zombou de Poseidon por não ter conseguido matá-lo. Foi quando um grande tridente ergueu-se das águas do mar e projetou-se contra o corpo de Ájax, fincando-o na rocha.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Homero - Ilíada - tradução do grego de Frederico Lourenço, ISBN 972-795-118-X
  • Bowder, Diana - Quem foi quem na Grécia Antiga, São Paulo, Art Editora/Círculo do Livro S/A, s/d
  • Ájax - tradução em português de Maria Helena da Rocha Pereira editada pela Fundação Gulbenkian, 2ª Edição de 2013

Referências

  1. William Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology (1870), p.87
  2. Homero, Ilíada, Livro II, 716-728
  3. Homero, Ilíada, Livro XIII, 685-700
  4. Homero, Ilíada, Livro XV, 328-342