Companhia Energética de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CEMIG)
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão. (desde setembro de 2013)
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde agosto de 2013).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
CEMIG
Companhia Energética de Minas Gerais
Slogan A Melhor energia do Brasil
Tipo Sociedade Anônima
(BM&F Bovespa: CMIG3, CMIG4)
(NYSECIG)
(BMAD XCMIG)
Fundação 1952 (62 anos)
Fundador(es) Juscelino Kubitschek de Oliveira
Sede Belo Horizonte, MG, Brasil Brasil
Pessoas-chave Djalma Bastos de Morais (CEO)
Empregados 16.300
Produtos Eletricidade, Gás Natural
Subsidiárias Light S.A.
Lucro Aumento R$ 2,257 bilhões (2010)[1]
Renda líquida Aumento R$ 12,86 bilhões (2010)[1]
Página oficial www.cemig.com.br
Prédio da Cemig, em Belo Horizonte.
Poço de visita (bueiro) da Cemig.

A Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (CEMIG) é uma das principais concessionárias de energia elétrica do Brasil, tendo sede na cidade de Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais.

Fundada em 1952 pelo governador de Minas Gerais, Juscelino Kubitschek de Oliveira, a Cemig é um dos mais sólidos e importantes grupos do segmento de energia elétrica do Brasil. Constituído por 100 empresas e consórcios, ela é uma companhia de capital aberto controlada pelo Governo do Estado de Minas Gerais e possui 117 mil acionistas em 40 países. Suas ações são negociadas nas Bolsas de Valores de São Paulo, Nova York e Madri.

Hoje, a Empresa é referência na economia global, reconhecida por sua atuação sustentável. Há 11 anos consecutivos, faz parte do Dow Jones Sustainability Index World (DJSI World). A edição 2010/2011 selecionou novamente a companhia mineira como líder mundial do supersetor de utilities, que engloba as empresas prestadoras de serviço de energia elétrica, distribuição de gás, saneamento, entre outras de utilidade pública em todo o mundo.

Além disso, a Cemig foi selecionada em 2010 pela sexta vez consecutiva para compor a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Esse Índice reflete o retorno de uma carteira composta por ações de empresas listadas na Bovespa reconhecidamente comprometidas com a sustentabilidade empresarial.

O Grupo Cemig é reconhecido também pela sua dimensão e competência técnica, sendo considerada a maior empresa integrada do setor de energia elétrica do Brasil. A atuação da Cemig estende-se a 19 estados brasileiros, além do Distrito Federal, e ao Chile, com a operação de uma linha de transmissão em consórcio com a Alusa. Tornou-se controladora da Light Rio, ampliando participação na distribuidora que atende o Rio de Janeiro e outras cidades fluminenses. Também possui participação em empresas transmissoras de energia elétrica (TBE e Taesa), investimentos no segmento de gás natural (Companhia de Gás de Minas Gerais), telecomunicações (Cemig Telecom) e eficiência energética (Efficientia).

Seguindo a política de investimentos em alternativas energéticas, a Cemig adquiriu participação acionária em três parques eólicos da Energimp S.A.(Impsa) [2] , com capacidade instalada de 99,6 megawatts, no Ceará. Essa aquisição veio resgatar o pioneirismo da Companhia que, em 1994, construiu a primeira usina eólica com geração comercial no Brasil. A Empresa também investe em outras fontes renováveis, como biomassa, pequenas centrais hidrelétricas, energia solar e projetos de cogeração.

A Cemig é também a única concessionária do setor elétrico da América Latina a fazer parte do The Global Dow Index [3] . Criado em 2008, o índice americano inclui 150 empresas de 25 países, consideradas líderes mundiais, e tem por objetivo servir como referência no mercado internacional. No Brasil, apenas três companhias foram listadas.

Compromisso com o meio ambiente[editar | editar código-fonte]

Atenta aos pilares da sustentabilidade empresarial, a Cemig alinha continuamente geração de valor econômico, respeito às relações sociais com as partes interessadas e preservação do meio ambiente, desenvolvendo diversos projetos nos âmbitos social, econômico e ambiental. Entre eles estão o (Programa Especial de Manejo Integrado de Árvores e Redes - Premiar),[4] , que tem como objetivo estabelecer estratégias e procedimentos voltados para o manejo da arborização urbana junto a sistemas elétricos; o (Programa Luz para Todos)[5] , de universalização da energia elétrica; e o Peixe Vivo[6] , de mitigação de impactos sobre a ictiofauna. Os projetos de eficiência energética, por meio dos quais a Cemig contribui para a redução da emissão de gases de efeito estufa e para o uso consciente da energia também merecem destaque. Um exemplo é o Projeto Conviver[7] , que orienta clientes de baixa renda sobre medidas de eficiência energética.

Programa Premiar[editar | editar código-fonte]

Lançado em janeiro de 2009, o Programa Especial de Manejo Integrado de Árvores e Redes - Premiar tem como objetivo conduzir as políticas da Cemig voltadas para o manejo da arborização urbana junto a sistemas elétricos,[8] com foco na redução dos conflitos entre as árvores e a rede elétrica. O Premiar também busca garantir a qualidade do fornecimento da energia elétrica, implementar programas de manejo de vegetação e promover a poda de árvores com a freqüência e qualidade necessárias para evitar a interferência com a rede elétrica.

O Programa realiza ainda pesquisas[9] sobre novos equipamentos, metodologias, espécies de árvores, padrões de mudas e covas para o aprimoramento da arboricultura em Minas Gerais. Com a criação do Premiar, a Cemig reforça seu compromisso de desenvolver ações que permitam melhorar ainda mais a qualidade do fornecimento de energia elétrica[10] e reafirma a sua preocupação e respeito com o meio ambiente.

Índice Dow Jones de Sustentabilidade[editar | editar código-fonte]

Pelo 11º ano consecutivo, a Cemig foi selecionada para compor a carteira do Dow Jones Sustainability World Index (DJSI World) [11] , em sua edição 2010/2011, juntamente com outras 318 empresas de 27 países. A Cemig continua sendo a única empresa do setor elétrico da América Latina a fazer parte desse índice internacional, desde 1999, quando foi anunciada a primeira edição do índice.

Fazer parte do Índice Dow Jones de Sustentabilidade[12] e reflete o compromisso da Cemig tanto com a geração atual quanto com as gerações futuras. A empresa busca continuamente aprimorar as práticas de sustentabilidade empresarial, alinhando às melhores práticas de gestão corporativa, respeito ao meio ambiente e ao bem-estar da sociedade.

Aquisições em 2009[editar | editar código-fonte]

Parques Eólicos[editar | editar código-fonte]

Aquisição de 49% da participação societária em três parques eólicos da Energimp S.A. localizados no Ceará, com potência total de 100 MW.[13]

Terna[editar | editar código-fonte]

Para a aquisição de ações da Terna Participações S.A., holding que atua no segmento de transmissão de energia elétrica em 11 estados, foi constituído o maior Fundo de Investimento e Participações do setor elétrico brasileiro, o FIP Coliseu. Formando assim a TAESA.[14]

TBE[editar | editar código-fonte]

A Companhia ampliou a participação no capital da TBE, um conjunto de cinco concessionárias de transmissão de energia elétrica, com a compra das ações de propriedade da Brookfield.[15]

Internacionalização[editar | editar código-fonte]

A CEMIG está iniciando a construção de uma linha de transmissão no Chile.

Usinas CEMIG[editar | editar código-fonte]

"Castelinho da CEMIG" em Juiz de Fora.

Usinas hidrelétricas da Cemig:

  • São Simão, no rio Paranaíba
  • Sá Carvalho, no Rio Piracicaba
  • Emborcação, no rio Paranaíba
  • Nova Ponte, no rio Araguari
  • Jaguara, no rio Grande
  • Miranda, no rio Araguari
  • Três Marias, no rio São Francisco
  • Volta Grande, no rio Grande
  • Salto Grande, no rio Santo Antônio
  • Itutinga, no rio Grande
  • Camargos, no rio Grande.
  • Piau, nos rios Pinho e Piau
  • Gafanhoto, no rio Pará
  • Peti, no rio Santa Bárbara
  • Rio das Pedras, no rio das Velhas
  • Poço Fundo, no rio Machado
  • Joasal, no rio Paraibuna
  • Tronqueiras, no rio Tronqueiras
  • Martins, no rio Uberabinha
  • Cajuru, no rio Pará
  • São Bernardo, no rio São Bernardo
  • Paraúna, no rio Paraú
  • Pandeiros, no rio Pandeiros
  • Paciência, no rio Paraibuna
  • Marmelos, no rio Paraibuna
  • Dona Rita, no rio Tanque
  • Salto de Morais, no rio Tijuco
  • Sumidouro, no rio Sacramento
  • Anil, no rio Jacaré
  • Machado Mineiro, no rio Pardo
  • Xicão, no rio Santa Cruz
  • Igarapava, no rio Grande, em parceria com a CVRD - Cia. Vale do Rio Doce, Grupo Votorantim e CSN - Cia. Siderúrgica Nacional
  • Porto Estrela, no rio Santo Antônio, em parceria com a CVRD - Cia. Vale do Rio Doce e Coteminas
  • Queimado, no rio Preto, em parceria com a CEB - Cia. Energética de Brasília
  • Funil, no rio de Contas, em parceria com a CVRD - Cia. Vale do Rio Doce e Coteminas
  • Aimorés, no rio Doce, em parceria com a CVRD - Cia. Vale do Rio Doce
  • Irapé, no rio Jequitinhonha
  • Capim I, no rio Araguari, em parceria com a CVRD - Cia. Vale do Rio Doce, Cia. Agrícola Paineiras e Cia. Mineira de Metais
  • Capim II, no rio Araguari, CVRD - Cia. Vale do Rio Doce, Cia. Agrícola Paineiras e Cia. Mineira de Metais
Outro poço de visita (bueiro) da Cemig.

Usina termelétrica da CEMIG:

  • Térmica Igarapé, no município de Juatuba-MG

Usina eólica da CEMIG:

  • Morro do Camelinho, no município de Gouveia-MG

Referências

  1. a b Alberto Alerigi Jr. (29/03/2011). Lucro da Cemig em 2010 cresce 6%, para R$ 2,257 bi. Reuters. Exame.com. Página visitada em 8/12/2011.
  2. Energia Elétrica. Secretria de Estado de Desenvolvimento Econômico. Página visitada em 8/12/2011.
  3. IN BRIEF: Cemig, Petrobras selected for Global Dow index (em inglês). Business Americans (20/11/2008). Página visitada em 8/12/2011.
  4. Cemig investe R$ 1,2 milhão em obras do Programa Premiar. Governo do Estado de Minas Gerais. Justiça do Brasil (27/07/2009).
  5. Governo e Cemig lançam 3ª etapa do Luz para Todos. O Debate (10/02/2010). Página visitada em 08/12/2011.
  6. http://www.paginasustentavel.com.br/sustentabilidade/49-programa-peixe-vivo-da-cemig-comeca-a-monitorar-a-sua-eficiencia.html
  7. Projeto Conviver da Cemig beneficia cidadão de baixa renda. Jornal Web Minas (04/10/2008). Página visitada em 08/12/2011.
  8. http://www.cemig.com.br/cemig2008/content/aplicativos/descricao.asp?codigo=564&tipo=3
  9. http://www.jusbrasil.com.br/politica/2917955/cemig-investe-r-1-2-milhao-em-obras-do-programa-premiar
  10. http://cemig-energia.blogspot.com/2010/01/premiar-inicia-plantio-na-pampulha.html
  11. http://ri.cemig.com.br/static/ptb/arquivos/ReleasefinalDowJones11Portugus.pdf
  12. Cemig continua a integrar o Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Brasil Econômico (09/09/2008). Página visitada em 08/12/2011.
  13. http://www.iof.mg.gov.br/index.php?/Acao-do-Governo-Arquivo/Cemig-implanta-usina-eolica-no-Ceara.html
  14. Alberto Alerigi Jr. (24/04/2009). Cemig compra holding de energia Terna por R$2,33 bilhões. Reuters. Estadão. Página visitada em 08/12/2011.
  15. Fabiano Lacombe (15/06/2009). TBE: BNDES aprova compra de participação da Brookfield pela Cemig. Grupo dos estudos do setor elétrico. Página visitada em 08/12/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]