A Barba-Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A Barba Azul)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Barba Azul
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 minutos aprox.
Criador(es) Ivani Ribeiro
País de origem Brasil Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Henrique Martins
Antônio de Moura Mattos
Elenco Eva Wilma
Carlos Zara
Jussara Freire
Newton Prado
Edgard Franco
(ver mais)
Tema de abertura "Tema de abertura", César Mariano
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Tupi
Transmissão original 1 de julho de 1974 - 15 de fevereiro de 1975
N.º de episódios 196
Cronologia
As Divinas... e Maravilhosas
Meu Rico Português
Programas relacionados A Gata Comeu

A Barba-Azul é uma telenovela brasileira produzida e exibida às 19h00 pela extinta Rede Tupi, entre 1 de julho de 1974 a 15 de fevereiro de 1975, substituindo As Divinas... e Maravilhosas e sendo substituída por Meu Rico Português no horário.[1] Foi escrita por Ivani Ribeiro e dirigida por Antônio de Moura Mattos e Henrique Martins. Foi a primeira telenovela em cores do horário das sete da noite da emissora.

Tornou-se um grande sucesso de audiência, chegando a conquistar 54% da audiência, ultrapassando a concorrente da Rede Globo no horário, Corrida do Ouro. Em 1985, teve um remake produzido pela Rede Globo com o título A Gata Comeu, repetindo o sucesso da novela original.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Apesar de já ter ficado noiva sete vezes, Jô Penteado, sempre fica viúva de seus pretendentes, o que lhe rende o apelido de "Barba Azul", por fazer deles gatos e sapatos. Jô embarca numa excursão escolar à Angra dos Reis, promovida pelo pacato professor Fábio Coutinho, viúvo e pai de dois filhos, que levou consigo um grupo de alunos. Mas uma falha faz com que o barco desvie de sua rota e vá parar numa ilha desconhecida e distante.

Dados como mortos, eles passam alguns meses perdidos e a convivência faz com que nasça um amor tempestuoso entre Jô e Fábio, que passam a viver, feito cão e gato, um tumultuado romance que percorre toda a trama - apesar das armações de Gláucia, a irmã invejosa de Jô, e de Paula, ex-noiva de Fábio ainda apaixonada por ele.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator / Atriz Personagem
Eva Wilma Joana Penteado ()
Carlos Zara Fábio Coutinho
Jussara Freire Gláucia Brandão Penteado
Newton Prado Horácio Penteado
Lia de Aguiar Ester Brandão Penteado
Edney Giovenazzi Vitório Braga Galhardi / Conde de Parma
Kate Hansen Paula
Nélson Caruso Tony Duarte
Edgard Franco Maurício Moraes
Elizabeth Hartmann Tereza Penaforte (Tetê)
Luiz Carlos de Moraes Gustavo Penaforte (Gugu)
Nádia Lippi Bárbara Penaforte (Babi)
Paulo Figueiredo José Mário Braga (Zé Mário / Braguinha)
Analu Graci Lenita Brandão Penteado
Carlos Nunes Ernani
Wanda Stefânia Ivete
João Signorelli Tito
Geraldo del Rey Rafael Duarte
Léa Camargo Doralice
Yolanda Cardoso Conceição
Ivan Mesquita Oscar
Carminha Brandão Ofélia
Paulo Padilha Martim
Rachel Martins Zazá
Norah Fontes Televina
Arnaldo Weiss Vicente
Carmem Marinho Graziela
Leonor Navarro dona Sinhá Penaforte
Felipe Donavan Giovanni
Wilma de Aguiar Olga
Aldo César Padre Aurélio
Douglas Mazzola Carlos Coutinho (Cuca)
Dimitri Orrico Alexandre (Xande)
Suzy Camacho Suely
Haroldo Botta Renato (Nanato)
Ana Luíza Lancaster Adriana Coutinho
João Luiz Cecílio (Cecéu)
Janice Barreto Vera Lúcia (Verinha)

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

  1. "Don't Let Me Cry" - Mark Davis - Fábio Junior - (tema de Jô e Fábio)
  2. "Sempre" - Willis (tema de Fábio)
  3. "Papillon" - Il Guardiano Del Faro (tema de Horácio)
  4. "Caminho da Paz" - Edu França (tema de Tony)
  5. "If You Let Me Go" - Jeffrey (tema de Lenita)
  6. "Por Que Tudo Começou?" - Mariney (tema de Ester)
  7. "Tema de Abertura" - César Camargo Mariano
  8. "Quarto Fechado" - Ronnie Von (tema de Jô)
  9. "Shadows" - Demis Roussos (tema de Gláucia)
  10. "Procuro Por Você (Yours Until Tomorrow)" - Tony (tema de Babi)
  11. "Miss Mirian Said No" - Mr. Charlie (tema de Ofélia)
  12. "Só Nós Dois" - Bruno Paulli (tema de Tereza e Gustavo)
  13. "Tema de Jô" - César Camargo Mariano

Referências

  1. «A barba azul». Teledramaturgia. Consultado em 23 de abril de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.