Janga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Janga
—  Bairro do Brasil  —
Praia do Janga
Praia do Janga
Fonte: Não disponível

O Janga é um bairro no litoral sul do município de Paulista, no litoral norte do estado de Pernambuco, no Brasil. Localiza-se entre pequenos morros e o mar. Fica a cerca de 15 quilômetros da capital estadual, Recife. Faz parte da Região Metropolitana Norte. Possui acesso pelas rodovias PE-01 e PE-22. É um local basicamente residencial e de veraneio.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O topônimo "Janga" é derivado do termo tupi antigo 'y 'anga, que significa "abrigo do rio" ( 'y, "rio" + 'anga, "abrigo").[1]

Praia do Janga[editar | editar código-fonte]

Ao se passar pela ponte que separa as cidades de Olinda e Paulista, basta olhar à direita para se ver um imagem de Iemanjá recepcionando e abençoando a todos, e à esquerda o manguezal que se estende por quilômetros rio adentro. O início da praia do Janga é conhecido como "Enseadinha": no local, até hoje existe um vila de pescadores. A praia do Janga é um importante ponto de encontro de grupos de cultura popular, como cirandeiras, maracatus, rodas de capoeira e outras manifestações populares que se apresentam no calçadão nos fins de semana.

Na orla do Janga, que se estende por cerca de 4 quilômetros, existem quiosques de água de coco e bares onde são servidos pratos preparados à base de frutos do mar, além de ser um ponto de encontro dos moradores, que, no início da manhã e nos fins de tarde, fazem caminhada e batem um bom papo no local. O mar do janga é calmo e tranquilo, proporcionando um banho de mar agradável. Na praia, são praticados esportes típicos de praia, como o vôlei, o futebol, o frescobol, além de esportes náuticos como pesca submarina, surfe, windsurf, caiaque etc. Durante todo o ano, existem vários eventos que são realizados na orla, como shows e feiras de artesanato. Nos fins de ano, os moradores instalam várias tendas em toda extensão do calçadão para confraternizar com os familiares e amigos, e receber o novo ano que entra.

Nos últimos anos, o avanço do mar estreitou a faixa de areia e, em alguns trechos, existe uma faixa muito curta de areia. Foram criados diques de contenção que ficam a aproximadamente 100 metros da areia, para diminuir o impacto das ondas na orla. Essa obra foi o ponto inicial da revitalização e urbanização da orla do Janga.

Acessos[editar | editar código-fonte]

  1. O acesso pode ser feito através de Olinda pela Avenida Governador Carlos de Lima Cavalcanti.
  2. Outra forma de chegar ao Janga é via Paulista, através das rodovias PE-15, PE-22 e PE-01. Para tal, basta seguir as placas indicativas em direção à região das praias.

Referências

  1. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 580.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]