Newton da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Newton da Costa
Newton da Costa em Berkeley em 1973
Conhecido(a) por lógica paraconsistente
Nascimento 16 de setembro de 1929 (89 anos)
Curitiba
Residência Brasil
Nacionalidade  Brasileiro
Cônjuge Neusa Feitosa Affonso da Costa
Alma mater Universidade Federal do Paraná
Influências
Prêmios Prêmio Jabuti
Moinho Santista[1]
Orientador(es) Edison Farah
Campo(s) Filosofia
Matemática
Lógica
Tese 1961: Topological Spaces and Continuous Functions

Newton Carneiro Affonso da Costa (Curitiba, 16 de setembro de 1929) é um matemático, lógico e filósofo brasileiro e um dos pensadores brasileiros mais reconhecidos internacionalmente.[2]

Da Costa é reconhecido principalmente pela formulação da lógica paraconsistente, um tipo de lógica distinta da clássica. A lógica paraconsistente põe em xeque o princípio da não contradição –segundo o qual duas afirmações contraditórias não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo –, um dos pilares da lógica clássica. Da Costa mostrou que é admissível criar sistemas lógicos que aceitem contradições sem por isso se tornarem triviais, ou seja, sem que o verdadeiro e o falso se tornem indistinguíveis dentro deles. Seus trabalhos, divulgados em mais de 250 obras, abrangem a filosofia da ciência, a filosofia da física, as teorias da verdade, os fundamentos da matemática, a economia, a teoria da computação e o direito, entre outros campos.[2] Por conta de sua teoria, da Costa é chamado de “pensador da contradição”.[1]

Obteve três graduações pela Universidade Federal do Paraná: em 1952 formou-se em engenharia civil, e em 1955 e 1956 obteve o bacharelado e licenciatura em matemática, ambos pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras.Especializou-se em licenciatura de matemática em 1957, e concluiu o doutorado em análise matemática e análise superior em 1961, orientado por Edison Farah. Newton da Costa foi professor catedrático da UFPR, professor titular de matemática e de filosofia na USP, e professor titular na Unicamp. Foi, também, professor visitante em instituições da Austrália, França, Estados Unidos, Polônia, Itália, Argentina, México e Peru.[1] Atualmente é professor visitante do Departamento de Filosofia da UFSC.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Da Costa nasceu em 1929, em Curitiba, e fez toda a sua carreira dentro de universidades brasileiras, embora tenha lecionado em diversas universidades ao redor do Mundo. Iniciou na Universidade Federal do Paraná, onde doutorou-se, e, depois disso, transferiu-se para a Universidade de São Paulo lecionando no Instituto de Matemática e Estatística e na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Filho de uma professora de francês, da Costa teve influência de autores franceses, interessando-se mais tarde pela filosofia e lógica.[2]

Principais contribuições[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta seção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2018). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Lógicas paraconsistentes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lógica paraconsistente

Em sistemas lógicos paraconsistentes a existência de proposições contraditórias não implica a trivialidade dos sistemas. As implicações destes sistemas lógicos têm importância acadêmica e prática tanto para os fundamentos quanto para as aplicações de ciências como direito, matemática, física e engenharia. Ser um dos criadores desta lógica não-clássica (tópico da lógica) deu parte do reconhecimento internacional que o Professor Da Costa granjeou. Os conhecidos cálculos Cn de Da Costa foram amplamente generalizados e ampliados pelas Lógicas da Inconsistência Formal investigados por Walter Carnielli, Marcelo E. Coniglio e João Marcos.

Juntamente com seu colega (e ex-orientando), o lógico Walter A. Carnielli, professor da UNICAMP, Da Costa deu uma contribuição original à Lógica Dêontica. Da Costa e Carnielli mostraram que uma lógica menos rígida que a lógica clássica pode dar uma nova resposta aos chamados paradoxos deônticos. Esta contribuição ao debate é reconhecida no verbete Deontic Logic da Stanford Enc. of Philosophy.

Teoria da Quase Verdade[editar | editar código-fonte]

Da Costa com alguns de seus colaboradores, estendeu o conceito escolástico de verdade, formulando, à maneira de Alfred Tarski, uma noção, a teoria da quase verdade ou verdade parcial que então aplicou aos fundamentos da ciência.

Fundamentos da matemática e da física[editar | editar código-fonte]

O método axiomático é uma ferramenta que estende a compreensão a respeito dos limites e desdobramentos das teorias. As pesquisa de Da Costas incluem teoria dos modelos, teoria de Galois, axiomatização da mecânica quântica e da relatividade restrita e teoria da complexidade.

Da Costa juntamente com o físico Francisco A. Dória axiomatizou, utilizando o predicado de Suppes, várias teorias físicas, chegando a resultados importantes como o da incompletude ou indecidibilidade de certas proposições da teoria de sistemas dinâmicos, em sua versão axiomatizada. Este resultado também foi estendido para o equilíbrio de Nash.

P=NP?[editar | editar código-fonte]

O problema P = NP? é um dos problemas mais importantes da teoria da computação e relaciona-se diretamente com a limitação do poder de processamento dos computadores, entre outras questões de aplicação prática.

Juntamente com Francisco A. Dória, Da Costa publicou dois artigos que condicionam a consistência do problema P=NP? à teoria de conjuntos ZFC. Os resultados obtidos são similares aos obtidos por outros autores e a comunidade científica ainda está avaliando estes resultados.

Ex-alunos[editar | editar código-fonte]

Linhas de pesquisa[editar | editar código-fonte]

Áreas de atuação[editar | editar código-fonte]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Artigos e palestras[editar | editar código-fonte]

  • N.C.A. da Costa, Sistemas Formais Inconsistentes. Curitiba, Brasil: Universidade Federal do Paraná, 1963.
  • N.C.A. da Costa, On the theory of inconsistent formal systems. Notre Dame Journal of Formal Logic 1974 ; 15: 497-510.
  • N.C.A. da Costa (com L. Dubikajtis), On Jaskowski's Discussive Logic. Non-Classical Logics, Model Theory and Computability, North-Holland Publishing Company, Amsterdam, pp.37-56, 1977.
  • N.C.A. da Costa, Pragmatic probability. Erkenntnis 1986; 25: 141-162.
  • N.C.A. da Costa (com V.S. Subrahmanian), Paraconsistent logic as a formalism for reasoning about inconsistent knowledge bases. Artificial Intelligence in Medicine 1989; 1: 167-174.
  • N.C.A. da Costa (com F.A. Doria), Undecidability and incompleteness in classical mechanics, International J. Theoretical Physics, vol. 30 (1991), 1041-1073.
  • N.C.A. da Costa, Paraconsistent logic. In Stanisław Jaškowski Memorial Symposium, pp. 29-35. Department of Logic, Nicholas Copernicus University of Toruń. 1998.
  • N.C.A. da Costa (com O. Bueno and S. French), Is there a Zande Logic? History and Philosophy of Logic 1998; 19: 41-54.
  • N.C.A. da Costa (com Walter A. Carnielli), On Paraconsistent Deontic Logic. Philosophia 16: 293-305, 1986.
  • N.C.A. da Costa (com O. Bueno and A.G. Volkov), Outline of a paraconsistent category theory. In P Weingartner (ed.), Alternative Logics: Do Sciences Need them? Berlin: Springer-Verlag, 2004, pp. 95-114.
  • N.C.A. da Costa (com F. A. Doria), Consequences of an exotic definition for P=NP. Applied Mathematics and Computation, vol. 145 (2003), 655-665, and Addendum to Consequences...' . Applied Mathematics and Computation, vol. 172 (2006), 1364-1367.
  • N.C.A. da Costa (com F. A. Doria), Computing the future, in Computability, Complexity and Constructivity in Economic Analysis, ed. K. V. Velupillai, Blackwell, 2005.
  • N.C.A. da Costa (com F. A. Doria), Some thoughts on hypercomputation, Applied Mathematics and Computation, in press (2006).
  • N.C.A. da Costa (with M.S.Berman),"On the Stability of Our Universe" Journal of Modern Physics 3,1211-1215 (2012)doi :10.4236/jmp.2012.329156 (http://www.SciRP.org/journal/jmp)

Livros[editar | editar código-fonte]

  • N.C.A. da Costa, Lógica Indutiva e Probabilidade. Hucitec-EdUSP, 2a. ed., São Paulo, 1993.
  • N.C.A. da Costa, Logique Classique et Non-Classique. Paris, Masson, 1997.
  • N.C.A. da Costa, O conhecimento científico. São Paulo, Discurso Editorial, 2a. Ed., 1999.
  • N.C.A. da Costa and S. French, Science and Partial Truth: A Unitary Approach to Models and Scientific Reasoning. (Oxford Studies in Philosophy of Science), Oxford University Press, 2003.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências