Eneu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eneu na mitologia grega foi um rei de Calidão. Seus filhos foram Meleagro[1] , Dejanira [2] e Tideu [3]

Família[editar | editar código-fonte]

Seu pai, Portaon, era filho de Agenor, filho de Pleuro, e de Epicasta, filha de Calidão.[4] Sua mãe, Eurite, era filha de Hipodamas,[5] filho do deus-rio Aqueloo com Perimede, filha de Éolo e Enarete.[6]

Portaon e Eurite tiveram cinco filhos, Eneu, Agrios, Alcatos, Melas e Leucopeu, e uma filha, Estérope.[5] Em algumas versões do mito, Estérope e Aqueloo (que, pela genealogia de Pseudo-Apolodoro, seria seu bisavô) são os pais das sirenes.[5]

Relação com a história dos Sete contra Tebas[editar | editar código-fonte]

Tideu, filho de Eneu, foi exilado de Calidão por ter morto um seu parente próximo, e, indo para Argos, tornou-se um dos Sete contra Tebas.[7]

Existem várias versões sobre quem Tideu matou; uma delas foi que sua vítima foi Alcatos, irmão do seu pai Eneu.[7] Outras versões são os oito filhos de Melas, irmão de Eneu, que plotavam contra o rei, ou segundo Ferecides de Leros, Tideu teria matado o próprio irmão Olênias.[7] De acordo com Diodoro Sículo, Tideu matou seus primos Alcatos e Licopeu.[8]

Disputa por Calidão[editar | editar código-fonte]

Eneu e Ágrio eram filhos de Portaon; Ágrio, vendo que Eneu não tinha filhos, expulsou-o do reino[9] . Depois da Guerra de Troia, Diomedes, filho de Tideu e Deipile, sabendo que seu avô havia sido expulso do reino, uniu-se a Estênelo, filho de Capaneu, lutou com Lycopeus, filho de Ágrio, matou-o, e expulsou Ágrio, restaurando o reino a Eneu[9] .

Referências

  1. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 34.3
  2. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 34.1
  3. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 35.2
  4. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.7.7
  5. a b c Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.7.10
  6. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.7.3
  7. a b c Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.8.5
  8. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 65.2
  9. a b Higino, Fabulae, CLXXV, Ágrio
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.