Kairós

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Kairos)
Ir para: navegação, pesquisa
Kairos retratado em um afresco do século XVI por Francesco Salviati.

Kairós (em grego καιρός) é uma palavra da língua grega antiga que significa “o momento oportuno”, "certo" ou “supremo”. Na mitologia, Kairós é filho de Chronos (Deus do tempo e das estações).

Os gregos antigos possuíam duas palavras para a moderna noção de "tempo": chronos e kairos. Enquanto a primeira era usada no contexto de tempo cronológico, sequencial e linear, ao tempo existencial os gregos denominavam Kairos e acreditavam nele para enfrentar o cruel e tirano Chronos. Enquanto o primeiro é de natureza quantitativa, Kairos possui natureza qualitatitva [1] . Em grego antigo e moderno, kairós (em grego moderno pronuncia-se kerós) também significa "tempo climático", como a palavra weather em inglês.

Na estrutura linguística, simbólica e temporal da civilização moderna, geralmente emprega-se uma só palavra para significar a noção de "tempo". Os gregos antigos tinham duas palavras para o tempo: chronos e kairos. Enquanto o primeiro referia-se ao tempo cronológico ou sequencial (o tempo que se mede), este último é um momento indeterminado no tempo em que algo especial acontece: a experiência do momento oportuno. O termo é usado também em teologia para descrever a forma qualitativa do tempo, como o "tempo de Deus", enquanto khronos é de natureza quantitativa, o "tempo dos homens".


Na Filosofia e na Mitologia[editar | editar código-fonte]

Na filosofia grega e romana, Kairós é a experiência do momento oportuno. Os pitagóricos viam-lhe como "Oportunidade". Kairos é o tempo em potencial, tempo eterno e não-linear, enquanto Chronos é a medida linear de um movimento ou período. Na disciplina Retórica, Kairos era uma noção central, pois caracterizava "o momento fugaz em que uma oportunidade/abertura se apresenta e deve ser encarada com força e destreza para que o sucesso seja alcançado" [2] .

Na Mitologia, Kairós era habitualmente considerado filho menor de Chronos e Reia, mas posteriormente, na genealogia dos deuses, parece estar associado a todos eles como manifestação de um momento específico. Kairos, além de filho de Chronos, pode ser (ou estar manifesto em) Zeus; Kairós pode ser Chronos (Tempo), mas também Aevum (Eternidade); Kairos é Atena (Inteligência) e também Eros (Amor); inclusive Dionísio pode ser Kairos.

Kairos-Relief von Lysippos (do século IV), Antike Kopie in Trogir

Na teologia cristã[editar | editar código-fonte]

Na teologia cristã, em síntese apertada, pode-se dizer que chronos, é o "tempo humano": medido em anos, dias, horas e suas divisões. Enquanto o termo Kairós descreve "o tempo de Deus", que não pode ser medido, pois "para o Senhor um dia é como mil anos e mil anos como um dia."

No monoteísmo, Kairós e Aevum passam a ser atributos do Deus único, recolhendo ideias precedentes da filosofia clássica grega.


Referências[editar | editar código-fonte]

Mark Freier (2006) "Time Measured by Kairos and Kronos"

  1. Mark Freier (2006) "Time Measured by Kairos and Kronos"
  2. E. C. White, Kaironomia p. 13
Ícone de esboço Este artigo sobre Teologia ou sobre um teólogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.