Eusébio Matoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Eusébio Barbosa de Queirós Matoso (Macaé, 10 de setembro de 1897São Paulo, 11 de junho de 1940) foi um advogado e empreendedor brasileiro.

Era trineto de Eusébio de Queirós Coutinho da Silva (que formou o primeiro grupo de ministros do Supremo Tribunal de Justiça do Império do Brasil) e bisneto de Eusébio de Queirós (ministro e conselheiro do Império do Brasil) e do 1º barão e visconde de Araruama.

Formou-se em Leis em 1919 na Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Todavia, não exerceu a advocacia ou a magistratura.

Trabalhou no Banco do Comércio e Indústria do Estado de São Paulo, posteriormente chamado COMIND, instituição da qual foi diretor e vice-presidente. Foi diretor também da Companhia Brasileira de Estradas Modernas, da Companhia Piratininga de Seguros, da Companhia Melhoramentos, entre outras instituições.

Foi, como empresário, um dos responsáveis pela abertura da avenida Rebouças, ligando as áreas mais altas do centro da cidade de São Paulo (rua da Consolação e avenida Paulista) à zona oeste até as margens do Rio Pinheiros.

Foi também um dos incentivadores da transferência do hipódromo da Mooca para a Cidade Jardim e da construção do Autódromo de Interlagos.