RecordTV Litoral/Vale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TV Record Litoral)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde dezembro de 2016). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
RecordTV Litoral/Vale
TV Mar Ltda.
Santos, São Paulo
Brasil
Tipo Comercial
Canais
08 VHF analógico
33 UHF e 8.1 Virtual digital
Outros canais 17 e 516 HD (NET)
Lista de retransmissoras
Sede Bandeira Santos SaoPaulo Brasil.svg Santos, SP
Avenida Dona Ana Costa, 123 - Vila Mathias
Slogan Reinventar é a nossa marca
Rede RecordTV
Rede(s) anterior(es) Rede Manchete (1992-1999)
Fundador Gastone Righi
Pertence a Grupo Record
Proprietário Edir Macedo
Antigo proprietário Gastone Righi (1992-2004)
Administração Adriano Freitas
Presidente Luiz Cláudio Costa
Fundação 20 de fevereiro de 1992 (25 anos)
CNPJ 57.728.743/0001-08
Prefixo ZYB 894
Nome(s) anteriore(s) TV Mar (1992-2008)
TV Record Litoral/Vale do Paraíba (2008-2016)
Cobertura Baixada Santista, Vale do Ribeira e Vale do Paraíba
Coord. do transmissor 23° 57' 35.9" S 46° 21' 10.1" O
Potência 1,8 kW
Página oficial recordtvlitoral.com.br

RecordTV Litoral/Vale é uma emissora de televisão brasileira sediada em Santos, cidade do estado de São Paulo. Opera no canais 8 VHF e 33 UHF digital, e é uma emissora própria da RecordTV. Seus estúdios estão no bairro Vila Mathias, e sua antena de transmissão está no alto do Morro Santa Teresinha.

História[editar | editar código-fonte]

TV Mar (1992-2004)[editar | editar código-fonte]

Logotipo da emissora em sua fase como TV Mar

A TV Mar foi fundada em 20 de fevereiro de 1992 pelo político Gastone Righi, como afiliada da extinta Rede Manchete, através do canal 8 VHF, que anteriormente era ocupado por uma retransmissora da TV Globo São Paulo. Nesta época, notabilizou-se com uma programação regional que lançou vários nomes ao estrelato, bem como reunia outros de grande sucesso, como Hélio Ansaldo e Ferreira Netto.

Em 1998, a emissora começa a sentir o desgaste na programação da Rede Manchete, que já estava em sua maioria arrendada para infomerciais e programas religiosos. Nesta época, chegou a transmitir programas da TV Senac junto a programação local e durante os cortes impostos pela Embratel no sinal de satélite. Com a extinção da Manchete em 1999, a emissora chegou a acompanhar a fase transitória da rede (TV!), porém, acabou assinando contrato com a Rede Record. Por um curto período de tempo, seu sinal chegou a ser espelhado na antiga retransmissora da rede no canal 6 VHF, que foi desativada no mesmo ano.

Emissora própria da Record (desde 2004)[editar | editar código-fonte]

Em 2004, Gastone Righi se desfaz dos seus negócios em comunicação e vende a TV Mar para a Central Record de Comunicação, tornando-se uma emissora própria da Rede Record. A emissora passa por grandes reformulações, bem com a adoção dos padrões jornalísticos da rede. Em 2008, a emissora abandona sua antiga nomenclatura e passa a se chamar TV Record Litoral, finalizando o processo de transição iniciado em 2004.

Em 2009, a emissora assume as retransmissoras da TV Record São Paulo na região do Vale do Paraíba e expande a sua área de cobertura, que também já cobria o Litoral Norte e toda a Baixada Santista. Com isso, passa a adotar o nome de TV Record Litoral/Vale do Paraíba, e amplia seu foco jornalístico na região.

Em 25 de julho de 2016, a emissora se muda dos seus antigos estúdios no Bulevar Shopping em Gonzaga para uma nova sede no bairro da Vila Mathias, e os programas da emissora ganham novos cenários. Em 23 de agosto, a nova sede da emissora é oficialmente inaugurada, com a presença de personalidades da Record e diretores do canal.[1] Em 24 de novembro, com a reformulação da marca da rede, a emissora passa a se chamar RecordTV Litoral/Vale.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Proporção de tela Programação
8.1 33 UHF 1080i Programação principal da RecordTV Litoral/Vale / RecordTV

A emissora iniciou suas transmissões digitais em 2 de fevereiro de 2015, através do canal 33 UHF para Santos e região. No Vale do Paraíba, o sinal digital foi implantado em São José dos Campos em março do mesmo ano. Em dezembro, toda a sua programação local passou a ser transmitida em alta definição.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a RecordTV Litoral/Vale, bem como as outras emissoras de Santos, irá cessar suas transmissões pelo canal 8 VHF em 20 de dezembro de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[2]

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, a emissora produz os seguintes programas:

Retransmitidos da RecordTV São Paulo

Diversos outros programas compuseram a grade da emissora e foram descontinuados:

  • Baixada em Construção
  • Consultório Médico
  • Esporte Record
  • Essencial
  • Hora do Pescador
  • Ilha Porchat na TV
  • Jornal da Orla Imóveis
  • Jornal da Orla na TV
  • Litoral Record
  • Mar em Manchete
  • Mar Games
  • Mar Shopping Show
  • Noticias em Debate
  • Opinião
  • Periscópio
  • Programa Pedro Alcântara
  • Programa VIP
  • Rede Comex
  • Show da Saúde
  • Tudo a Ver Litoral
  • Ultrapassagem

Jornalismo[editar | editar código-fonte]

A emissora iniciou a produção de programação local em 1993, e nesta época o jornalismo era composto principalmente pelo telejornal Mar Em Manchete, que seguia o padrão jornalístico da rede, e pela revista eletrônica Periscópio. Este último era apresentado por Sérgio Willians e Rubeni Carpanedo, tinha a produção terceirizada pela Flip Vídeo, pertencente ao também jornalista Wanderley Camargo, e lançou à televisão nomes como André Argolo, Eduardo Barazal, Melissa Paiva, Rosana Vale e Paula Quagliato.

Em 1995, entrou no ar o Opinião, um programa de debates que era apresentado por Hélio Ansaldo, um dos pioneiros na televisão brasileira. Com o seu falecimento, o jornal passou a ser apresentado por Paulo Schiff. Também passaram pelo jornal nomes como Ferreira Netto, Francisco La Scala Júnior, Edgard Boturão, entre outros. Outros jornalísticos inspirados no programa vieram depois, como o Notícias em Debate.

Em 2006, seguindo a padronização da Record, a emissora estreou o Litoral Record, que substituiu o antigo Mar em Manchete (que manteve esse nome mesmo após a extinção da Rede Manchete), sendo apresentado por Carlos Lopez. Nesta época, também foi destaque o Esporte Record, apresentado por Carina Paiva. Em 2008, o Litoral Record passa a se chamar SP Record, e passa a ser apresentado também por Vanesca Leite.

Também em 2008, a Record Litoral estreou sua versão local do Balanço Geral, apresentada por Douglas Gonçalves e atualmente comandada por Willian Leite. Com a expansão da área de cobertura da emissora, foi criada uma edição própria para o Vale do Paraíba e Litoral Norte, apresentada por Sérgio Cursino. Em 2016, Sérgio é contratado pela RedeTV! e o jornalístico passa a ser comandado por Alexandre Furtado. Em 2017, o SP Record passou a ser apresentado por Beatriz Bucciano e em um período por Valéria Chagas, em substituição a Thaís Margarido, que saiu da apresentação para se dedicar a carreira politica como secretária de turismo em Guarujá. Em março, a emissora contrata a jornalista Fabiana Kiihl da RIT para o comando do SP Record, e Valéria volta para a reportagem além de ser apresentadora eventual do noticiário. No mesmo ano, estreou o Balanço Geral Especial aos sábados com um rodízio de apresentadores a cada semana.

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

Com o início da programação local em 1993, a emissora produziu vários programas locais, alguns em parceria com produtoras independentes. Foram destaques nesta época os programas Mar Games, Mar Shopping Show, Consultório Médico e Programa VIP.

Em 1997, passou a transmitir o programa Ilha Porchat na TV, apresentado por Odárcio Ducci. O programa de auditório havia sido exibido anteriormente na TV Brasil, e foi por muitos anos o único do gênero na região.

Com a compra pela Record em 2004, a programação local foi sendo drasticamente reduzida, tendo destaque apenas a parte jornalística. Um dos destaques na época foi o Tudo a Ver Litoral, que era um bloco local do programa exibido nacionalmente, e era apresentado por Paula Papareli, ficando no ar entre 2007 e 2008. Outros programas feitos por produtoras independentes também eram exibidos pela emissora, como Rede Comex, apresentado por Suzana Scheibel; Jornal da Orla Imóveis, apresentado por Teca Camargo; Jornal da Orla na TV, apresentado por Edison Carpentieri, entre outros. Atualmente, a emissora não produz programas de entretenimento.

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Inauguração Nova Sede Record Litoral». Emissoras Record. 26 de agosto de 2016. Consultado em 31 de dezembro de 2016 
  2. «Desligamento do sinal analógico em três regiões de SP começa amanhã (29/11)». ANATEL. 28 de novembro de 2017. Consultado em 28 de novembro de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.