Vítor Lippi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Vitor Lippi
Prefeito de Sorocaba Sorocaba bandeira.jpg
Período 1 de janeiro de 2005
até 1º de janeiro de 2013
Antecessor(a) Renato Amary
Sucessor(a) Antonio Carlos Pannunzio
Deputado federal por São Paulo São Paulo
Período 1 de fevereiro de 2015
até atualidade
Dados pessoais
Nascimento 18 de maio de 1959 (58 anos)
Sorocaba, SP
Nacionalidade brasileiro(a)
Progenitores Mãe: Volda Pedroso Lippi
Pai: Eno Lippi
Alma mater Faculdades Souza Marques
Prêmio(s)
  • Selo Prefeito Empreendedor 2008 pelo Sebrae
  • Diploma Prefeito Amigo da Criança 2008 pela Fundação Abrinq
  • Diploma de Destaque Nacional em Meio Ambiente, Ação Social e Desenvolvimento Sustentável pelo Instituto Ambiental Biosfera e pelo Instituto Brasileiro de Estudos Especializados (Ibrae)
  • Medalha Brigadeiro Tobias, maior honraria outorgada pelo Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo
  • Medalha Comemorativa ao Sesquicentenário da Revolução Liberal de 1842 pelo CPI-7/Sorocaba
  • Diploma de Amigo dos Bombeiros pelo comando do 15º Grupamento de Bombeiros de Sorocaba
Primeira-dama Denise Nóvoa Gomes Lippi
Partido PDT (1988-1996)
PSDB (2004-presente)
Profissão Médico

Vítor Lippi (Sorocaba, 18 de maio de 1959) é um médico e político brasileiro, ex-prefeito de sua cidade natal, Sorocaba, desde o ano de 2005 até 2013[1]. Em 2008 foi reeleito com de 242 mil votos, totalizando 79,35% dos votos válidos, a maior votação registrada na história de Sorocaba[2]. Foi conselheiro honorário da Faculdade de Direito de Sorocaba[3] e é casado com a médica Denise Nóvoa Gomes Lippi. Atualmente preside o Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS).

História[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Sorocaba em 18 de maio de 1959. Filho do médico Eno Lippi e da professora Volda Pedroso Lippi. Cresceu no município de Mairinque em razão das atividades profissionais do pai junto à Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). Após concluir o ensino médio em Sorocaba, em 1978, Vitor foi aprovado no vestibular para a faculdade de medicina da Fundação Souza Marques, no Rio de Janeiro, onde se formou médico e se especializou em dermatologia e conheceu sua esposa Denise Lippi, com quem tem dois filhos.[4] Denise exerce medicina num bairro tradicional de Sorocaba, o Parque Campolim. A primeira-dama é conhecida por seu carisma e dedicação nos trabalhos sociais que desenvolve na cidade.[5][6]

Trajetória política[editar | editar código-fonte]

De volta à região, Vitor Lippi retoma morada em Mairinque, onde, a exemplo do pai, também atuou como médico da CBA. Sua atuação e liderança comunitária lhe rendeu um convite para participar das eleições municipais naquela cidade, onde foi vereador entre 1989 e 1992. Uma de suas bandeiras foi a emancipação política do distrito que transformou no município de Alumínio[7].

Na recém-criada cidade, disputou a primeira eleição municipal e foi eleito vereador, participando da instalação da primeira legislatura entre 1993 e 1996, tendo sido presidente da Câmara Municipal em 1994.

Em Sorocaba, sua atuação no Poder Público começou em 1997, como secretário de saúde na gestão do prefeito Renato Amary. Nas Eleições de 2004 foi inicialmente candidato a vice-prefeito do candidato Luiz Leite (PSDB).[8] Luiz Leite teve sua candidatura cassada, sendo Lippi escolhido como o candidato oficial do partido. Com o apoio do então prefeito Renato Amary, Lippi foi o candidato mais votado no primeiro turno, com 130.874 votos (45,66% dos votos). No segundo turno enfrentou José Caldini Crespo, onde foi eleito com 167.856 votos (62,43% dos votos).[9][10] Na Eleição municipal de Sorocaba em 2008 foi reeleito no primeiro turno com de 242.271 votos, totalizando 79,35% dos votos válidos, a maior votação registrada na história de Sorocaba.[2]

Nas Eleições de 2014 foi candidato a deputado federal, sendo segundo deputado mais votado da história de Sorocaba, depois de Renato Amary nas Eleições de 2006, que recebeu 125.518 votos na cidade,[11] 44% dos votos válidos e 188.331 votos no estado.[12] Vitor Lippi foi eleito com 111.374 (36,98% dos votos válidos)[13] na cidade e 176.153 votos no estado.[14]

Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[15] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[15] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[15] [16] Em agosto de 2017 votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer.[15][17]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Vitor Lippi recebeu alguns prêmios em função de sua atuação político-administrativa na Prefeitura de Sorocaba. Recebeu em 2008 o Selo Prefeito Empreendedor pelo Sebrae, no mesmo ano foi diplomado Prefeito Amigo da Criança pela Fundação Abrinq. Além disso, o Chefe do Executivo Sorocabano foi agraciado com o Diploma de Destaque Nacional em Meio Ambiente, Ação Social e Desenvolvimento Sustentável, título este outorgado pelo Instituto Ambiental Biosfera e pelo Instituto Brasileiro de Estudos Especializados (Ibrae), no Rio de Janeiro.

O prefeito sorocabano também foi condecorado com a Medalha Brigadeiro Tobias, maior honraria outorgada pelo Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo, e com a Medalha Comemorativa ao Sesquicentenário da Revolução Liberal de 1842, concedida pelo CPI-7/Sorocaba, e ainda com o Diploma de Amigo dos Bombeiros, conferido pelo comando do 15º Grupamento de Bombeiros de Sorocaba[4].

Desempenho em eleições[editar | editar código-fonte]

Ano Eleição Coligação Partido Candidata a Votos Votos em Sorocaba Resultado
1988 Municipal de Mairinque PDT PDT Vereador 214 (11º) Eleito[18]
1992 Municipal de Alumínio PDT PDT Vereador 209 (3º) Eleito[19]
2004 Municipal de Sorocaba PSDB, PP, PDT, PSL, PL, PTC PSDB Prefeito 130.874 (1º - primeiro turno)
167.856(1º - segundo turno)
Eleito[20]
2008 Municipal de Sorocaba PSDB, PV, PHS, PSDC, PMN, PTB, PMDB, PRP, DEM, PSL e PSC PSDB Prefeito 242.271 (1º - turno único) Eleito[20]
2014 Estadual de São Paulo PSDB, DEM, PSD, PRB PSDB Deputado Federal 176.153 (19º) 111.374 (1º) Eleito[20]

Referências

  1. http://noticias.uol.com.br/ultnot/eleicoes/eleito/sorocaba.jhtm  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. a b http://noticias.terra.com.br/eleicoes2004/interna/0,,OI413636-EI4052,00.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. http://www.fadi.br/novo/dirigentes.php  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. a b http://www.seminarionacional.com.br/vitor.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. http://www.jornalipanema.com.br/novo/Social/DENISE+LIPPI+RECEBE+REPRESENTANTES+DE+FUNDOS+SOCIAIS+DE+17+MUNICIPIOS+NA+6%C2%AA.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  6. http://listadesorocaba.com.br/denise-lippi-entrega-brinquedos-a-criancas-internadas-em-oito-hospitais-da-cidade  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  7. http://www.sorocaba.sp.gov.br/secretarias.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  8. Luiz Leite no PMDB
  9. Placar SP/ Sorocaba
  10. Aliados no Estado, PSDB e PFL se enfrentam
  11. Votação por município 2006
  12. Eleições 2006
  13. Eleições 2014 - Sorocaba
  14. Eleições 2014 - São Paulo
  15. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  16. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  17. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  18. Mairinque Vereador Eleito
  19. Alumínio Vereador Eleito
  20. a b c Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome eleição2006