Cascavel (Paraná)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Cascavel
"Capital do Oeste" "Metrópole do Mercosul"
Vista aérea da cidade

Vista aérea da cidade
Bandeira de Cascavel
Brasão de Cascavel
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 14 de novembro de 1951 (63 anos)
Gentílico cascavelense
Prefeito(a) Edgar Bueno (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Cascavel
Localização de Cascavel no Paraná
Cascavel está localizado em: Brasil
Cascavel
Localização de Cascavel no Brasil
24° 57' 21" S 53° 27' 18" O24° 57' 21" S 53° 27' 18" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Oeste Paranaense IBGE/2008[1]
Microrregião Cascavel IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Santa Tereza do Oeste, Tupãssi, Toledo, Cafelândia, Corbélia, Braganey, Campo Bonito, Catanduvas, Três Barras do Paraná, Boa Vista da Aparecida e Lindoeste.[2]
Distância até a capital 491 [3] km
Características geográficas
Área 2 100,831 km² (BR: 711º)[4]
População 309,259 hab. (PR: 5º) –  Estimativa IBGE/2014[5]
Densidade 0,15 hab./km²
Altitude 800 [3] m
Clima Subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,782 (PR: 4º) – alto PNUD/2010[6]
PIB R$ Aumento6 180 636,000 mil ([[Anexo:Lista de municípios do Brasil por PIB|BR:95ºAumento]]) – IBGE/2011[7]
PIB per capita R$ 20 223 60 IBGE/2010[7]
Página oficial

Cascavel é um município brasileiro localizado na região oeste do estado do Paraná, do qual é o quinto mais populoso, com 309,259 habitantes, conforme estimativa do IBGE, publicada em agosto de 2014.[8] A distância rodoviária até Curitiba, capital administrativa estadual, é de 491 quilômetros.[3]

Consideravelmente novo e com topografia privilegiada, teve seu desenvolvimento planejado, o que lhe deu ruas largas e bairros bem distribuídos.

Com área de 2.100,831 km², é tido como um polo estratégico do Mercosul.

História[editar | editar código-fonte]

Ciclo da erva mate[editar | editar código-fonte]

Os índios caingangues povoavam a região oeste do Paraná, que teve a ocupação iniciada pelos espanhóis em 1557, quando fundaram a Ciudad Real del Guayrá, cujo sítio arqueológico encontra-se no município de Terra Roxa.

Uma nova ocupação se deu a partir de 1730 com o tropeirismo, mas a chegada de habitantes para a área atual do município iniciou-se no final da década de 1910 por colonos caboclos e descendentes de imigrantes eslavos, no auge do ciclo da erva-mate.

A vila começou a se formar em 28 de março de 1928, quando José Silvério de Oliveira, o Nhô Jeca, arrendou as terras do colono Antônio José Elias, nas quais se encontrava a Encruzilhada dos Gomes, atualmente bairro Cascavel Velho, que era um entroncamento de várias trilhas abertas por ervateiros, tropeiros e militares, onde montou seu armazém. Seu espírito empreendedor foi fundamental para a chegada de novas pessoas, que traziam ideias e investimentos.

A partir das décadas de 1930 e 1940, milhares de colonos sulistas, a maioria descendente de poloneses, alemães, italianos, ucranianos e caboclos vindos de regiões cafeeiras, deram início à atividades econômicas, como a exploração de madeira, agricultura e criação de suínos. O povoado tornou-se distrito em 1938.

Deve-se levar em conta que a localidade já constava nos mapas militares desde 1924 e que a vila foi oficializada pela prefeitura de Foz do Iguaçu em 1936, já com a denominação de Cascavel, mas o prelado daquele município, monsenhor Guilherme Maria Thiletzek, rebatizou-a como Aparecida dos Portos, nome que não vingou entre a população.[9]

Ciclo da madeira[editar | editar código-fonte]

Na década de 1930, com o ciclo da erva-mate extinto, uma ocupação maior da área foi iniciada com o chamado ciclo da madeira, o que atraiu grande número de famílias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, em especial colonos poloneses, russos, alemães e italianos, que juntos formaram a base populacional do município.

Na medida em que as áreas de mata nativa eram esgotadas, o extrativismo cedia lugar ao setor agropecuário, que embasa a economia até os dias atuais.

Em 1938, já com a denominação definitiva de Cascavel, tornou-se distrito administrativo.

Emancipação[editar | editar código-fonte]

O município de Cascavel foi emancipado no dia 14 de novembro de 1951, por meio da lei estadual n°790, desmembrando-se de Foz do Iguaçu.[10]

Por décadas houve uma discussão se esta seria a data correta, pois a instalação do primeiro governo municipal ocorreu apenas no dia 14 de dezembro de 1952, mas em 2010, com a Lei 5.689, a discussão chegou ao fim.[11]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Encerrado o ciclo da madeira no final da década de 1970, deu-se o início da industrialização, concomitantemente com o aumento da atividade agropecuária e da prestação de serviços.

Em menos de seis décadas, Cascavel passou de um ponto de parada e descanso de viajantes e tropeiros para o maior município do Oeste do Paraná e um dos maiores polos econômicos da região Sul do Brasil.

Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

Vista parcial do centro (Parque Vitória)
Catedral Nossa Senhora Aparecida
Nome Mandato
José Neves Formighieri 14 de dezembro de 1952 a 14 de dezembro de 1956
Helberto Edwino Schwarz 14 de dezembro de 1956 a 14 de dezembro de 1960
Octacílio Mion 14 de dezembro de 1960 a 14 de dezembro de 1964
Odilon Correia Reinhardt 14 de dezembro de 1964 a 31 de janeiro de 1969
Octacílio Mion 31 de janeiro de 1969 a 31 de janeiro de 1973
Pedro Muffato 31 de janeiro de 1973 a 31 de janeiro de 1977
Jacy Miguel Scanagatta 1º de fevereiro de 1977 a 31 de janeiro de 1983
Fidelcino Tolentino 1º de fevereiro de 1983 a 31 de dezembro de 1988
Salazar Barreiros 1º de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1992
Fidelcino Tolentino 1º de janeiro de 1993 a 31 de dezembro de 1996
Salazar Barreiros 1º de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2000
Edgar Bueno 1º de janeiro de 2001 a 31 de dezembro de 2004
Lísias Tomé 1º de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2008
Edgar Bueno 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012
Edgar Bueno, 1º de janeiro de 2013 a 31 de dezembro de 2016

Fonte: Jornal Hoje[12]

Toponímia[editar | editar código-fonte]

O termo cascavel origina-se de uma variação do latim clássico caccabus, cujo significado é borbulhar d'água fervendo. Segundo a lenda, o nome surgiu de um grupo de colonos que, pernoitando nos arredores de um rio, descobriram um grande ninho de cobras cascavéis, denominando-o Cascavel.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Praça do Migrante.

Situa-se no Terceiro Planalto do estado, na região Oeste Paranaense, com uma altitude variando em torno dos 815 metros e uma área de 2.091 km². O clima é subtropical mesotérmico superúmido com temperatura média anual em torno de 19 °C. A temperatura máxima média em janeiro é de 28,6 °C. Já a mínima média é de 11,2 °C, no mês de julho, quando ocorrem geadas. Há registro de neve desde a fundação do município em 1951, 1957, 1960, 1964, 1975, 1979, 1982, 1984, 1992, 2000, 2006 e 2013. De acordo com a classificação climática de Köppen-Geiger, Cascavel situa-se na região climática Cfb, apresentando o clima temperado propriamente dito; Nesta categoria (Cfb) a temperatura média no mês mais frio deve ficar abaixo de 19 °C (mesotérmico), e os verões devem ser frescos, a temperatura média no mês mais quente deve situar-se abaixo de 26 °C e sem estação seca definida. No caso específico de Cascavel a média anual de temperatura fica em torno de 19 °C, como já foi dito, no mês mais quente (janeiro) ficam em torno dos 25 °C e no mês mais frio (julho) em torno de 13 °C. A região de Cascavel consiste em uma exceção no terceiro planalto, pois a maior parte dos municípios da região oeste possuem clima Cfa. Isto ocorre devido à sua altitude consideravelmente elevada, aproximando-se da altitude de municípios do primeiro e segundo planalto. Por exemplo: a altitude de Foz do Iguaçu é de pouco menos de 200 metros, a de Curitiba fica em torno dos 950 metros, e Cascavel com cerca de 800. O dia mais frio corresponde a 17 de julho de 1975 quando a temperatura máxima foi de 1,4 °C. A temperatura mínima registrada foi de -6,2 °C (18 de julho de 1975). Já a temperatura máxima registrada foi de 39.2 °C (15 de outubro 2014).[13]


Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Cascavel Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 34,4 34,1 35,6 32,2 31,0 28,0 28,9 33,2 35,4 34,9 35,5 35,4 35,6
Temperatura máxima média (°C) 27,6 27,3 27,2 24,8 21,4 18,4 17,9 19,7 22,0 25,3 26,8 27,3 24,3
Temperatura mínima média (°C) 18,1 17,9 16,2 13,9 10,3 9,5 8,2 9,5 10,5 14,8 16,1 16,6 14,5
Temperatura mínima registrada (°C) 8,8 7,2 4,7 0,6 -2,4 -3,0 -6,2 -2,9 -1,2 2,0 5,2 6,8 -6,2
Precipitação (mm) 188 178 142 167 190 131 109 110 158 227 182 188 1 971
Fonte: [2] IAPAR

Demografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o IBGE, a base populacional de Cascavel é formada pelas seguintes etnias:[14]

Etnia Percentual
Branca 70,15%
Negra 2,59%
Parda 26,25%
Amarela 0,88%
Indígena 0,27%

Evolução da população de Cascavel[editar | editar código-fonte]

O Município experimentou um crescimento populacional significativo desde a sua fundação, principalmente nas primeiras décadas. Por outro lado, vários municípios foram desmembrados a partir de Cascavel, o que reduziu o ritmo de sua expansão demográfica.

Vista parcial do centro da cidade.
Censo População Variação
1950 404 habitantes
1960 39.598 habitantes 9.701,49%
1970 89.921 habitantes 127,08%
1980 163.459 habitantes 81,78%
1991 192.990 habitantes 18,07%
2000 245.369 habitantes 27,14%
2010 286.172 habitantes 16,63%
2014 309.259 habitantes 8,07% *
  • * Variação nos últimos quatro anos, de acordo com estimativas do IBGE.

Divisão territorial[editar | editar código-fonte]

Divisão administrativa.

De acordo com a Lei Municipal nº 3.765 de 09.12.2003, o município de Cascavel está dividido em oito distritos administrativos:[15]

  • Distrito sede: 142,09 km²
  • Sede Alvorada: 193,03 km²
  • Juvinópolis: 275,28 km²
  • Rio do Salto: 265,05 km²
  • São João do Oeste : 477,10 km²
  • Espigão Azul: 282,64 km²
  • Distrito Sete: 246,53 km²
  • São Salvador: 231,01 km²

Bairros[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Conhecida em seus primórdios como Encruzilhada, Cascavel garantiu o seu desenvolvimento pela estratégica posição geográfica e por ser um grande entroncamento rodoviária que o faz passagem obrigatório para vários destinos, como os estados de Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, portos do litoral e ainda o Paraguai e Argentina.

Rodoviário
Ferroviário
  • Ferroeste - Ferrovia Paraná Oeste, construída na década de 1980, liga o município até Guarapuava, onde se integra à malha ferroviária brasileira. É o principal modal de escoamento da produção agropecuária da região ao Porto de Paranaguá.
  • Porto Seco, que consiste em um terminal alfandegado de uso público, sendo um importante instrumento de desembaraço aduaneiro de produtos importados e exportados do Brasil, Argentina, Paraguai e Chile, além de um facilitador do comércio exterior das indústrias e agroindústrias da região, via Porto de Paraguá e Aeroporto Afonso Pena.[16]
Aéreo

Economia[editar | editar código-fonte]

O principal setor econômico de Cascavel é o agronegócio, com mais de 4.000 estabelecimentos agropecuários. Ainda há cerca de 14.458 estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços.[17] [18]

Pela sua localização, o município prosperou no comércio e na prestação de serviços, com destaque para o setor atacadista, de saúde e de ensino superior.

Outros ramos que têm experimentado forte crescimento são os de metalurgia e confecção.

Em 2014 ficou em 68° lugar entre os municípios brasileiros (6° do Paraná) no IFDM - Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal[19] - estudo do Sistema FIRJAN que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego e renda, Educação e Saúde, criado em 2008 e baseado em estatísticas públicas oficiais dos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.[20]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pontos de destaque[editar | editar código-fonte]

Lago Municipal

.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Prato típico[editar | editar código-fonte]

Escolhido em concurso, o prato típico de Cascavel é a Costela Fogo de Chão, conhecido também como costelão, que é o churrasco preparado com uma grande peça de costela bovina, presa em espeto de madeira ou metal, assada na posição vertical, com fogo feito diretamente no solo, sem uso de churrasqueiras.[21]

O costume de preparar o costelão veio com os colonizadores originários de regiões produtoras de gado do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, e tornou-se comum em festas particulares e eventos públicos, pela facilidade de se encontrar os principais ingredientes: lenha e carne.

Anualmente ocorre na cidade a Festa do Trabalhador, onde toneladas da iguaria são assadas e servidas.

Ensino superior[editar | editar código-fonte]

O município é o polo universitário do oeste, em face do número de instituições de ensino superior e de alunos.

Estima-se uma população de aproximadamente 21 mil estudantes universitários,[22] [23] dos quais uma parcela significativa vinda de outras regiões e estados.

Centros de ensino[editar | editar código-fonte]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Autódromo Internacional de Cascavel

Pioneiro do automobilismo no interior do Brasil, Cascavel conta com uma boa estrutura esportiva, com autódromo, kartódromo, estádios e centros esportivos, o que refletiu na sua escolha como um dos possíveis CTS (Centros de Treinamentos de Seleções) da Copa do Mundo 2014 pela FIFA[24] .

Em dezembro de 2012 foi anunciado pelo governo do estado a implantação do Centro Nacional Alto Rendimento em Atletismo do Sul do Brasil, que segundo informado, deverá ser o quinto do País e o mais moderno do Brasil.[25]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Principais estruturas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. [1]
  3. a b c Indicadores do Portal do Município de Cascavel (2013).
  4. IBGE (2010). Área territorial oficial. Visitado em 12 de maio de 2013.
  5. Título não preenchido, favor adicionar Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Visitado em 28 de agosto de 2014.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 12 de agosto de 2010.
  7. a b Título não preenchido, favor adicionar Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em dez. 2013.
  8. Publicação IBGE 2014 - DOU
  9. http://pt.scribd.com/doc/74933637/A-historia-da-Igreja-do-Lago A História da Igreja do Lago
  10. http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=16495&indice=1&totalRegistros=1
  11. Cascavel Notícias
  12. Jornal Hoje - Especial Cascavel 55 anos
  13. Globo (10/2014). G1 Globo. Visitado em 10/2014.
  14. IBGE Cidades - Cascavel
  15. Lei 3.765/03 - JusBrasil
  16. CODAPAR - Porto Seco de Cascavel
  17. IPARDES - Dez 2012
  18. IBGE (2014). IBGE Cidades IBGE. Visitado em 06/08/2014.
  19. - Texto IFDM - Firjan
  20. Página do IFDM - FIRJAN
  21. Concurso escolhe prato típico
  22. Prefeitura Municipal - dados do município
  23. Portal FAG
  24. Site Oficial da Copa 2014
  25. Agência Estado

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikisource Textos originais no Wikisource
Commons Imagens e media no Commons