Oneiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Na mitologia grega, os Oneiros (em grego Όνειροι, Oneiroi, "Sonhos") são, de acordo com Hesíodo, os filhos de Nix (Noite), e são irmãos de Hipnos(Sono), Tânato (morte), Geras (velhice) e outros seres, todos produzidos através de partenogénese.[1] Cícero segue esta tradição, mas descreve os filhos de Nyx como progenes de Érebo (Trevas).[2]

Eurípedes uma vez os chamou-os de filhos de Gaia (Terra), e há imagens deles como demônios de asas negras.

O poeta latino Ovídio apresenta-os não como irmãos de Hypnos, mas como alguns de seus milhares de filhos. Ele menciona três nomes: Morfeu (que se destaca na apresentação de imagens humanas), Ícelo ou Phobetor (que apresenta imagens de animais, pássaros e serpentes), e Fântaso (que apresenta imagens de terra, rochas, água e madeira).[3]

Em Ilíada de Homero, um dos Oneiros é retratado como convocado por Zeus, recebendo dele instruções por voz, para que fosse até o o acampamento dos aqueus e entrasse na tenda de Agamemnon, insitnado-o para a guerra.[4]

Na Odisseia, são retratados como terra dos sonhos passados, ​​como os fluxos de Oceano, perto de onde os espíritos dos mortos são levados para o reino de Hades. [5] Algumas gravuras em uma caverna dessa região, mostram pessoas adormecidas por Hypnos (Sono em latim).[6]

Em outra passagem da Odisséia, são mencionados sonhos (não personificados), por um jogo de palavras de duplo sentido, como: "[...] vindo através de um portão de chifre, se verdadeira (uma brincadeira com as palavras gregas para "chifre" e "cumprir") ou um portão de marfim se falsa (uma brincadeira com as palavras gregas para "marfim"e "enganar")[...]".

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.