Pirituba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Distrito paulistano de
Pirituba
Área 17,1 km²
População (19°) 163.696 hab. (2010)
Densidade 95,73 hab/ha
Renda média R$ 1 122,10
IDH 0,841 - elevado (54°)
Subprefeitura Pirituba
Região Administrativa Noroeste
Área Geográfica 1 (Noroeste)
Distritos de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg

Pirituba é um bairro de classe média no distrito da Zona Oeste/Norte da cidade de São Paulo, no Brasil.

Pirituba teve um dos primeiros times de rugby do Brasil[carece de fontes?]. Há uma forte tradição em beisebol[carece de fontes?], sendo o distrito de São Paulo com o maior número de praticantes não nipônicos deste esporte.[carece de fontes?]

Topônimo[editar | editar código-fonte]

A origem do seu nome é o resultado da justaposição das palavra tupis pi'ri ("junco")[1] e tyba ("ajuntamento")[2] . Significa, portanto, "ajuntamento de juncos". Na região, havia uma lagoa denominada Pirituba, resultante de um dos braços do Rio Tietê, que passa próximo.

História[editar | editar código-fonte]

Pirituba nasceu a partir de uma fazenda adquirida pelo coronel Anastácio de Freitas, que veio a ser adquirida pelo brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar e pela Marquesa de Santos. Em 1917, a fazenda foi adquirida pela Companhia Armour, e a área destinada à criação de gado de corte foi dada à Cia. City, que urbanizou esta região. Atualmente, é um dos polos industriais da cidade, com várias indústrias instaladas e residências diversas. Houve, ultimamente, um grande aumento de edifícios na região, além da retirada total das favelas e o deslocamento dessas populações para unidades construídas pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulos em outros bairros.

Possui um dos clubes holandeses mais tradicionais de São Paulo, a Casa de Nassau e, no decorrer dos tempos, sofreu forte influência de colônias de ingleses, de russos e de italianos que vieram trabalhar nas indústrias da região no início do século XX. O distrito também é cortado pela Linha Sete da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, antiga Estrada de Ferro Santos-Jundiaí.

Evolução demográfica do distrito de Pirituba [3]

Principais Vias[editar | editar código-fonte]

As principais vias que ligam o distrito de Pirituba são:

O bairro é rico em praças, parques e tem um comércio com grande diversidade, prova disso são os portais eletrônicos de empresas da região.

  • Avenida Paula Ferreira: inicia-se no distrito da Freguesia do Ó e termina no distrito de Pirituba, quando liga-se à Avenida Raimundo Pereira de Magalhães. Tem cerca de 3,6 km a partir do distrito de Freguesia do Ó e é via de importante acesso para os bairros do Piqueri, Vila Bonilha e Vila Pereira Barreto. Localizam-se, nela, a Estação Pirituba, o Shopping Pirituba e o Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó.
  • Avenida Mutinga: inicia-se em Pirituba e termina no município de Osasco. Tem cerca de 5,5 km e passa pelos distritos de Pirituba, São Domingos e Vila Jaguara, terminando no subdistrito de Remédios.
  • Avenida Elísio Cordeiro de Siqueira: antiga Avenida Um, liga os distritos de Pirituba, São Domigos e Vila Jaguara.
  • Avenida Doutor Felipe Pinel: liga Pirituba aos distrito de Jaraguá.
  • Avenida Elísio Teixeira Leite: tem cerca de 7,2 km e abrange os distritos de Freguesia do Ó, Pirituba, Jaraguá e Brasilândia.

Outras vias importantes são: Avenida Alexios Jafet, Estrada São Paulo-Jundiaí, Avenida Chica Luisa, Estrada de Taipas, Avenida Miguel Castro, Avenida Cabo Adão Pereira, Avenida Benedito de Andrade, Avenida Fuad Lutfalla, Rua Manoel Barbosa e Rua Guerrino Giovanni Leardini.

Pontos Turísticos/históricos[editar | editar código-fonte]

  • Hospital Psiquiátrico Pinel - localizado em uma área verde, bonito por sua característica arquitetônicas;
  • Casarão do Anastácio - considerado patrimônio arquitetônico do bairro e tombado pelo patrimônio histórico;
  • Fritz Dobbert - fábrica de pianos desde 1956 no bairro;
  • Castelinho de Pirituba - construído em 1927, foi residência do superintendente da Estrada de Ferro São Paulo Railway. É patrimônio histórico e arquitetônico do bairro.
  • Casa de Nassau (Sociedade Holandesa de São Paulo) - inaugurada em 1957, a Casa de Nassau é um clube que pertence a Sociedade Holandesa de São Paulo. Declarado como área de utilidade pública.
  • Parque Estadual do Jaraguá - área arborizada pelo verde da Mata Atlântica, situada na zona oeste da cidade de São Paulo. Grande reserva ecológica, 7 hectares turísticos, local onde a cidade paulistana pode ser avistada do alto em 360º através de mirantes. Anfiteatros, pista de skate, trilhas, playground, espaço para piqueniques, quadras poliesportivas, lanchonetes, fraldários, banheiros para deficientes e estacionamento de automóveis
  • Jaraguá Clube Campestre - 500.000m² de clube com praticamente 2/3 de preservação natural com muita natureza e esplendor em torno de sua vegetação, fauna, cachoeiras, lagos e muito verde. Você encontra 3 campos de futebol, 12 quadras de tênis, 1 ginásio poli esportivo, 2 restaurantes, 1 piscina olímpica descoberta, 1 piscina olímpica coberta, sauna, muitos quiosques a disposição, lago para pesca esportiva, sala de ginástica, musculação, dança, berçário entre outras atrações e diversões.

O clube corre o risco de ser desapropriado para construção de um centro de convenções em Pirituba, o que prejudicaria mais 1.000 famílias de sócios.

Localização[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Localização do distrito de Pirituba (São Paulo)

Panorama[editar | editar código-fonte]

Panorama do distrito e ao fundo a zona oeste da cidade.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 338
  2. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  3. Tabelas. Página visitada em Junho de 2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.