Sérgio Sá Leitão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sérgio Sá Leitão
Ministro do Cultura do Brasil
Período 25 de julho de 2017
até atualidade
Presidente Michel Temer
Antecessor(a) João Batista de Andrade (interino)
Dados pessoais
Nascimento 1 de dezembro de 1967 (49 anos)
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade Federal do Rio de Janeiro

Sérgio Sá Leitão (Rio de Janeiro, 1 de dezembro de 1967) é um jornalista e gestor público brasileiro, atual Ministro do Cultura do Brasil.

Jornalismo[editar | editar código-fonte]

Sérgio Sá Leitão é graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Foi repórter e editor do Jornal do Brasil e da Folha de S.Paulo, e na década de 2000 migrou para a carreira política.

Foi repórter, colunista e editor da Folha de S. Paulo e do Jornal do Brasil, além de diretor de redação do Jornal dos Sports.

É co-autor dos livros "Futebol-arte: a cultura e o jeito brasileiro de jogar" (1998) e "Marketing esportivo ao vivo" (2000), entre outros.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Entre 2003 e 2006, Sá Leitão foi Chefe de Gabinete do então Ministro da Cultura, Gilberto Gil, e Secretário de Políticas Culturais do MinC. Em maio de 2006, assumiu o posto de assessor da presidência do BNDES, atuando na criação do Departamento de Economia da Cultura e do Programa de Apoio à Cadeia Produtiva do Audiovisual (Procult)[1]. No MinC, coordenou os programas Copa da Cultura, Música do Brasil, CulturaPrev e Economia da Cultura, entre outros.

Em 2007, foi nomeado assessor de diretoria da Agência Nacional do Cinema (Ancine). No ano seguinte passou a diretor do órgão, com mandato até 2010.[2] No entanto, em janeiro de 2008 deixou o cargo para presidir a RioFilme, a convite do prefeito Eduardo Paes.

Entre 2009 e 2014, a RioFilme investiu cerca de R$ 180 milhões em mais de 300 projetos de empresas cariocas de audiovisual, nos segmentos de desenvolvimento, produção, distribuição, exibição, capacitação e serviços. Com isso, o Rio de Janeiro se tornou a capital brasileira que mais investe no setor audiovisual. Também foi secretario municipal da Cultura do Rio de Janeiro entre 2012 e 2015.

Assumiu o Ministério da Cultura (MinC) no governo Michel Temer em 25 de julho de 2017.[3][4]

Referências

  1. «Quem é Quem». FilmeB. Consultado em 27 de maio de 2011 
  2. «Sérgio Sá Leitão é nomeado diretor da ANCINE». ANCINE. Consultado em 27 de maio de 2011 
  3. «Sérgio Sá Leitão é o novo ministro da Cultura». MinC. Consultado em 20 de julho de 2017 
  4. Amaral, Luciana. «Sérgio Sá Leitão é o novo ministro da Culturacmpid=copiaecola». UOL. Consultado em 20 de julho de 2017 


Precedido por
João Batista de Andrade (interino)
Ministro da Cultura do Brasil
2017–atual
Sucedido por