Marcos Bezerra Abbott Galvão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcos Galvão
Marcos Galvão na reunião da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa em Brasília.
Ministro das Relações Exteriores Brasil
(interino)
Período 22 de fevereiro de 2017
até 7 de março de 2017
Presidente Michel Temer
Antecessor(a) José Serra
Sucessor(a) Aloysio Nunes
Dados pessoais
Nascimento 14 de janeiro de 1959 (58 anos)[1]
Nova York, Estados Unidos[2]
Nacionalidade brasileira
Progenitores Mãe: Sônia Bezerra Galvão
Pai: Fernando Abbott Galvão
Alma mater Instituto Rio Branco
American University
Cônjuge Ana Maria Doria Galvão
Filhos Luísa
Pedro

Marcos Bezerra Abbott Galvão (Nova York, 14 de janeiro de 1959) é um diplomata brasileiro, atual Secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. De 22 de fevereiro de 2017 a 7 de março de 2017 ocupou, interinamente, o cargo de ministro das relações exteriores.[3][4][5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em 1959, se formou em 1980 pelo Instituto Rio Branco, a academia diplomática brasileira, e concluiu mestrado em Relações Internacionais pela American University em Washington D.C., nos Estados Unidos. Entrou na carreira diplomática, como terceiro secretário, em 2 de setembro de 1980.[6]

No Ministério das Relações Exteriores, passou por diversos cargos, tal como assessor do secretário-geral (1982-1984) e de subchefe de Gabinete e porta-voz do ministro (1998-2001). Em outras agências governamentais, foi adjunto da Assessoria Diplomática da Presidência da República (1990-1992), assessor do ministro da Fazenda (1994), chefe de gabinete do ministro do Meio Ambiente (1993-1994) e do ministro da Fazenda (2005-2007). Foi secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda e negociador principal pelo Ministério da Fazenda no processo do G-20 (2008-2010). Foi empossado como secretário-geral das Relações Exteriores em 25 de maio de 2016.[6]

No exterior, serviu na Missão do Brasil junto à Organização dos Estados Americanos, em Washington D.C., nos EUA (1984-1987), na Embaixada em Assunção, Paraguai (1987-1989), na Embaixada em Londres, Reino Unido (1995-1998) e na Embaixada em Washington D.C., EUA (2001-2005), onde foi ministro-conselheiro e encarregado de negócios. De janeiro de 2011 a outubro de 2013, foi embaixador do Brasil no Japão e, logo em seguida, representante permanente do Brasil junto à OMC e a outras organizações econômicas em Genebra (2013-2016).[6]

Ministrou diversos cursos no Instituto Rio Branco, por exemplo Linguagem Diplomática e Política Externa Brasileira.[6]

Referências

  1. Dicas de Políticas Públicas
  2. Senado Federal
  3. Luciana Amaral (22 de fevereiro de 2017). «Ministro José Serra pede demissão». G1. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  4. André de Sousa (25 de maio de 2016). «Marcos Galvão assume secretaria-geral do Itamaraty». O Globo. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  5. «Marcos Galvão assume secretaria-geral do Itamaraty». O Paraná. 25 de maio de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  6. a b c d Relações Exteriores
Precedido por
José Serra
Ministro das Relações Exteriores do Brasil (interino)
2017
Sucedido por
Aloysio Nunes