Spice Girls

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Spice Girls
O grupo em concerto em Toronto, Ontário em fevereiro de 2008
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s)
Período em atividade
Gravadora(s) EMI, Virgin Records
Página oficial www.thespicegirls.com
Ex-integrantes Emma Bunton
Geri Halliwell
Melanie B
Melanie C
Victoria Beckham

As Spice Girls foram um grupo feminino de música pop britânico criado originalmente em 1994 com o nome Touch e dois anos depois com o nome definitivo.

Formada por Emma Bunton, Geri Halliwell, Melanie B, Melanie C e Victoria Beckham, o grupo tornou-se conhecido em 1996 com o primeiro single, "Wannabe". O single estourou em 1º lugar em mais de 30 países, fazendo as garotas tornarem-se um "fenômeno global".

Creditadas por serem as pioneiras que pavimentaram o caminho para o sucesso comercial do pop adolescente na década de 1990, o grupo vendeu cerca de 90[1] milhões de discos, tornando-se o grupo feminino mais famoso e bem-sucedido mundialmente de todos os tempos, além de tornarem-se o grupo com maior venda de discos de todos os tempos. Em toda a carreira, o grupo lançou 4 álbuns. De acordo com a Virgin Records 2008, o álbum de estreia do grupo, Spice, vendeu 36[1] milhões de cópias, tornando o álbum mais vendido de todos os tempos por um grupo de garotas; o 2º álbum Spiceworld vendeu 24 milhões, o terceiro Forever vendeu 10 milhões e o último álbum/coletânea Greatest Hits vendeu 20 milhões.[2]

As medidas de seu sucesso incluem recorde de vendas internacionais, a turnê de 2007-2008 The Return Of The Spice Girls, merchandising, recorde-realizações, simbolismo icónico como o vestido de Geri Halliwell da Union Jack, o que representa "Girl Power", um filme de bilheteria, Spice World, e seus apelidos reconhecidos internacionalmente. O grupo se tornou um dos motores de marketing de maior sucesso já, com as suas grosses globais estimados em US$ 500-800 entre 1996 e 1998, e o grupo ganhou até US $ 75 milhões por ano.

Após a demissão do empresário Simon Fuller e a saída de Geri Halliwell do grupo, em 1998, as Spice Girls passaram algumas conturbações, retornando apenas em 2000 com o terceiro álbum, Forever. Em 2001, o grupo dissolveu-se definitivamente, seguindo, cada integrante, sua própria carreira músical distinta.

Separadas desde então, as Spice Girls, voltaram a se reunir em sua formação original em 2007, para gravar o Greatest Hits, com algumas faixas inéditas, e realizar uma turnê mundial intitulada The Return of the Spice Girls com seus maiores sucessos, finalizando por vez o grupo em 2008. As Spice Girls consagraram grandes sucessos como "Wannabe", "Holler", "2 Become 1", "Say You'll Be There", "Viva Forever" e "Spice Up Your Life". É Considerado o maior grupo feminino do mundo, sendo influências para varios cantores e bandas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

1993-1995: em busca do sonho[editar | editar código-fonte]

Em 1993, a revista britanica "The Stage" trazia um anúncio que iria promover a formação de um grupo pop feminino. A ideia foi do empresário Bob Herbert em parceria com outros produtores que reuniu centenas de garotas que passaram por processos de seleção rigorosos em canto, dança e desempenho.

Cquote1.svg Quer ser estrela? Tem entre 18-23 anos e sabe cantar e dançar? Você é dinâmica, extrovertida, ambiciosa e esforçada? A Heart Management está montando um espetáculo pop com coreografia, canto e dança, formado apenas por garotas, para a gravação de um espetáculo. Testes abertos, trabalhos de dança, Rua Balderton, 16, sexta-feira 4 de março. Cquote2.svg
Anuncio da revista The Stage

Cinco garotas foram selecionadas: Geri Halliwell, Melanie Brown, Victoria Adams, Michelle Stephenson e Melanie Chisholm, que teve sua oportunidade após a desistencia de Lianne Morgan em uma das etapas, formando assim o grupo Touch. A primeira música escrita pelas garotas, "We’re Gonna Make it Happen", foi descartada por não agradar os produtores, que consideraram a letra não convencional e a coreografia, criada por Melanie B, muito complexa.

Em 1994 Michelle Stephenson deixou o grupo, não por sua mãe estar doente como cogiava-se, mas o produtores Chic, Bob e Chris, pressionaram a cantora a deixar o grupo devido a ela não ter potencia vocal suficiente para acompanhar as outras garotas.

A professora de música Pepi Lemer foi convocada para encontar uma quinta integrante que pudesse acrescentar ao grupo. Sugerida pela amiga Victoria Adams e ex-aluna de Pepi por 6 anos na Sylvia Young school, Emma Bunton aceitou o convite para fazer parte do grupo. Diferente das outras garotas, Emma era uma garota reservada que nunca havia dormido fora de casa, além de ser a mais nova do grupo.

No final de 1994, à ponto de assinar o contrato com os produtores, as cinco garotas mostraram-se descontentes com a pressão de trabalhar com a fraca canção "Take Me Away" e com as imposições absurdas dos Herberts, decidindo assim abandonar o hotel onde viviam, deixando apenas um bilhete que dizia "Obrigada por tudo o que têm feito, mas estamos em desacordo com o novo contrato".

Mudando-se para Maidenhead, subúrbio de Londres, as cinco cantoras escreveram 35 músicas próprias e criaram suas coreografias. Interessadas em encontrar um produtor acessível, Geri Halliwell, Victoria Adams e Melanie B foram alertadas nas gravadoras, onde deixaram um demo do grupo, à fazerem dietas e ginástica para controlar seu peso.

Em uma sessão de ginástica em 1995, Geri e Melanie B chegaram à conclusão de que "Spice" seria um bom novo nome para o grupo. Porém como já existia um rapper com este nome, elas adicionaram o "Girls", fazendo assim o antigo grupo Touch chamar-se agora Spice Girls.

O maior desafio agora era provar que havia espaço no showbizz para coisas novas, como uma banda feminina. Porém sem empresários, as cinco garotas precisaram ser suas próprias gerentes de marketing e assessoras de imprensa, procurando fazer contatos no mundo da música.

Em maio de 1995, depois de terem suas músicas rejeitadas por várias gravadoras e em busca de um empresário acessível, as Spice Girls conseguem que um disco demo com suas gravações chegasse às mãos de Simon Fuller. Após isso, as garotas invadiram o escritório do empresário dizendo que ele era o homem certo para transformá-las em estrelas. O empresário apostando no talento das Spice Girls aceita uma parceria, diferente do esquema adotado por Bob e Chris Herbert.

No final de 1995, as Spice Girls assinam seu primeiro contato com a gravadora Virgin Records, que estava à procura de apostar em novos artistas. A primeira música escrita e apresentada pelas Spice Girls aos investidores foi Love Thing. A faixa seria lançada como primeiro single, porém o grupo preferiu trabalhar com a nova canção que haviam escrito, "Wannabe".

1996-1997: O Mundo se Rende às Spice Girls[editar | editar código-fonte]

Em 1996, antes mesmo que o single fosse lançado, Vincent Monsey, representante do canal "The Box" - então concorrente da MTV no Reino Unido - descobriu as Spice Girls e decidiu transformar seu primeiro vídeo, Wannabe, em um furo de reportagem. Monsey exibiu o vídeo em sua emissora, causando um grande alarde.

Os comentários tomaram proporções gigantescas, fazendo com que os telefones da The Box ficaram congestionados com o público querendo saber quem eram aquelas cinco garotas e implorando a reprise do vídeo, que passou a ser exibido 70 vezes por semana. O acontecimento foi interpretado como um fenômeno pela imprensa e pelo público.

Em 8 de julho de 1996 "Wannabe" foi lançada oficialmente juntamente com o slogan feminista, Girl Power, tornando-se primeiro lugar em mais de 36 países. Quando o single chegou ao topo das paradas no Reino Unido, o grupo atingiu um recorde, sendo a primeira banda feminina obtendo primeiro lugar, desde o desaparecimento do grupo The Bangles. "Wannabe" vendeu em torno de 6 milhões de cópias em todo mundo.

O segundo single, "Say You'll Be There", é lançado em 14 de outubro, vendendo 350 mil cópias na primeira semana, recebendo certificado de platina e entrando para o Guiness Book como o single que mais vendeu cópias em sua primeira semana. O single alcançou o primeiro lugar nas rádios e ficou 30 semanas no Top 100, vendendo 930.000 cópias no país natal e tornando-se o quarto mais vendido do ano. Além disso o single foi a melhor estreia de um grupo estrangeiro nos Estados Unidos, em quinto lugar, vendendo 500.000 cópias no país.

Em 4 de novembro de 1996 é lançado o primeiro álbum Spice, recebendo excelentes críticas. O jornal The Times afirmou que as Spice Girls tinham potencial suficiente para rivalizar até com bandas superconsagradas como Oasis. Já a revista Top Of The Pops criou um perfil de cada garota durante uma entrevista e publicou os apelidos Ginger, Scary, Posh, Baby e Sporty ao lado das fotos delas, sendo adotado pelo grupo como referência.

Em 16 de dezembro de 1996 é lançado o terceiro single "2 Become 1". O single conta que a ligação de duas pessoas através do sexo pode se tornar tão forte que eles praticamente se tornam uma entidade, sendo em parte auxiliadora ao sexo seguro na parte "Seja um pouco mais sábio, baby. Vista-a", se referindo a uma camisinha.

Duas versões do single foram gravadas. Na versão do álbum Geri Halliwell canta o segundo verso. Já na versão do single Victoria Beckham canta o mesmo verso. A letra da música também é diferente em ambas versões. As letras foram mudadas pela fato do grupo estar tendo grande adoração do público GLBT e não queriam desagradá-los pela letra original cantar "Garotos e garotas ficam bem juntos", sendo trocada por "O amor vai trazer-nos de volta juntos". Geri teve dificuldades de alcançar as notas da nova letra, sendo substituída por Victoria. Apesar do single ter sido lançado duas semanas antes do fim do ano foi o décimo mais vendido do ano, com 730.000 cópias em apenas 2 semanas, e um total de 2.5 milhões de cópias em todo mundo. O sucesso da música foi tão grande que o grupo gravou uma terceira versão,só que em espanhol, intitulado Seremos Uno Los Dos, lançada em na edição do álbum Spice na Espanha.

Em uma entrevista que deram sobre o Parlamento Inglês Geri Halliwell chamou Margaret Thatcher de "a primeira Spice Girl", porém a imprensa cortou as partes de Melanie C por ela ser de esquerda política, e o objetivo da entrevista era mostrar as Spice Girls sendo de direita política.

Em 1997, no Brit Awards, um dos maiores prêmios da música, Liam Gallagher, do Oasis,declarou provocando, as Spice Girls dizendo "que não ganhariam prêmio nenhum naquela noite". Após vencerem duas categorias, Melanie C provocou o cantor dizendo "Liam, venha aqui e mostre que você é bom o bastante!".

Em 4 de fevereiro de 1997, o álbum Spice é lançado nos Estados Unidos, vendendo em torno de 7.3 milhões no país, superior ao seu país natal, onde vendeu 3 milhões de cópias. Ao redor do mundo o álbum vendeu 36 milhões de cópias, sendo o terceiro mais vendido do ano e o terceiro mais vendido da década de 1990.

Em 3 de março de 1997 os singles "Mama" e "Who Do You Think You Are" são lançados em versão dupla, ambas alcançando o primeiro lugar nas rádios. O dinheiro arrecadado com a venda dos singles foram doados para a campanha Red Nose Day, que ajuda as pessoas pobres. O duplo single vendeu 660.000 cópias no Reino Unido.

1997-1998: Consolidando o sucesso[editar | editar código-fonte]

De 8 de julho à 1 de agosto de 1997 as Spice Girls trocaram os estúdios de música pelos de cinema para gravar seu primeiro longa metragem, dirigido por Bob Spiers, com Roger Moore, Elton John e Jennifer Saunders.

Spice World - The Movie foi lançado em 26 de dezembro, narrando a históra das próprias Spice Girls contra um jornalista ambicioso em busca de um furo de reportagem, tentando arruiná-las. A cena em que o grupo cantava "Leader of the Gang", com Gary Glitter, foi regravada depois que o cantor foi preso por pedofilia, evitando uma má repercusão para o filme.

Apesar das boas criticas sobre o filme, as Spice Girls ganharam o Framboesa de Ouro - troféu que premeia os piores do cinema - levando o prêmio de pior atriz. Foi gasto em Spice World - The Movie US$ 25 milhões, com retorno de 100 milhões.

Com todo sucesso, as Spice Girls foram convidadas para licenciar uma enormidade de produtos que incluíam de bonecas a batatas fritas, dentre outros 400 produtos. A propaganda mais conhecida do grupo foi o comercial da Pepsi, trazendo a música "Move Over" como tema e o slogan Generation Next. A repercussão foi tanta que em 28 de julho de 1997 a faixa acabou sendo lançada, com a música bônus "Step To Me".

Em 13 de outubro é lançado "Spice Up Your Life", primeiro single oficial do segundo álbum do grupo. O single chega ao primeiro lugar nas rádios, vendendo um total de 795.000 cópias, sendo 321.000 apenas na primeira semana. O single iria ser lançado na mesma semana da música "Candle In The Wind" de Elton John em homenagem à morte da Princesa Diana, porém foi atrasado pelo clima no país ser de luto. "Spice Up Your Life" também foi tema de divulgação do perfume Impulse Spice.

O segundo álbum, Spiceworld é lançado em 3 de novembro, seguindo a linha do primeiro trabalho do grupo. No total, o álbum vendeu mais de 24 milhões de cópias em todo o mundo, sendo 1.9 milhões no Reino Unido e 4.1 milhões nos Estados Unidos, tornando-se o quarto álbum mais vendido do ano.

Em 15 de dezembro de 1997 o segundo single "Too Much", tema do filme Spice World - The Movie, é lançado. O single chegou ao topo das paradas, sendo o segundo single natalino do grupo a realizar o êxito. Apesar de ter feito mesmo sucesso que seu antecessor, "Too Much" vendeu apenas 657.000 cópias no Reino Unido.

O terceiro single "Stop" foi lançado em 9 de março de 1998. Diferente dos outros singles do grupo, "Stop" não chegou à primeira posição, ficando em segundo lugar, atrás do single "It's Like That" do Run DMC. Mesmo com a propaganda chamativa "Stop the Spice Girls" nos meios de comunicação, o single só vendeu 331.000 cópias.

Nessa época, o grupo passou por desentendimentos internos. Houve muitos desentendimentos entre o grupo quando o álbum Spice World obteve uma venda menor que seu antecessor, recaindo a culpa sobre Geri Halliwell, que havia demitido Simon Fuller, para empresariar o grupo por sí mesma. Além disso, houveram mais desentendimentos quando o convite de casamento de Melanie Brown nunca chegou às mãos de Geri, supondo que Melanie não teria convidado-a propositalmente.

1998-1999: A Amizade Nunca Acaba e saída de Geri Halliwell[editar | editar código-fonte]

Em 31 de Maio de 1998, após tantas conturbações, o porta-voz de Geri Halliwell, Julian Turton, anunciou à imprensa mundial o que nenhum fã esperava.

Cquote1.svg Esta mensagem é para os fãs. Tristemente, eu gostaria de confirmar que eu saí das Spice Girls. Isto por causa de diferenças entre nós. Eu estou certa de que o grupo continuará tendo sucesso e eu desejo a elas o melhor. Eu não tenho nenhum plano imediato. Eu desejo pedir desculpas a todos os fãs e agradecer a todos que estiveram entre nós. Com muito amor, Geri. PS: Eu voltarei. Cquote2.svg
Geri Halliwell, anunciando sua saída do grupo

A notícia teve um efeito bombástico, já que nenhum antecedente evidenciava, de forma concreta, essa decisão. Exceto pela ausência de Geri na gravação de um programa para a BBC, e por sua ausência durante um show realizado em Oslo, dois dias antes do anúncio formal de sua saída. A assessoria de imprensa da Virgin Records chegou a assegurar que Geri Halliwell não teria cumprido esses últimos compromissos pelo fato de ter sofrido uma crise gástrica. No mesmo dia do anuncio de Geri, as Spice Girls declararam:

Cquote1.svg Nós estamos chateadas e entristecidas pela saída de Geri, mas nós a apoiamos em tudo que ela deseja fazer. As Spice Girls estão aqui para ficar, veremos vocês nos shows. Nós pedimos desculpas a todos os nossos fãs por terem que passar por tudo isso. Com todo o nosso amor, Victoria, Emma, Mel C, Mel B. PS: Amizade nunca acabará!. Cquote2.svg
Spice Girls, sobre a saída de Geri Halliwell do grupo

Um dia após o anuncio, em 1 de junho de 1998 foi lançado o single em parceria com a banda England United, "(How Does It Feel to Be) On Top of the World", como havia sido programado. O single foi o tema oficial da Inglaterra na Copa do Mundo de 1998, porém foi pouco divulgado, entrando em nono lugar nas rádios e vendendo apenas 92.000 cópias. No vídeo o grupo interagia com os jogadores da seleção do país, transformando-se em crianças, podendo-se ver também que Geri já não se sentia parte do grupo à algum tempo.

Em 9 de junho de 1998 as Spice Girls fizeram sua primeira apresentação pública como um quarteto no Pavarotti & Friends 98, espetáculo do tenor Luciano Pavarotti em Modena, na Itália. Ao lado do cantor, as Spice Girls cantaram "Stop" e "Viva Forever" ao vivo e declararam que sua formação atual continuaria como grupo.

O single "Viva Forever" é finalmente lançado em 20 de julho de 1998. Apesar de pouco divulgado e em meio à conturbações, o single vendeu 277.911 cópias em sua primeira semana, ficando duas semanas em primeiro lugar nas rádios. O single vendeu um total de 623.000 cópias no Reino Unido e foi o décimo terceiro single mais vendido do ano.

"Viva Forever" já tinha sido apresentado em alguns programas ainda com Geri Halliwell e seu vídeo já havia sido produzido com a participação da cantora. Porém o duplo com a faixa "Never Give Up on the Good Times" foi cancelada, devido aos vocais de Geri na música e ao vídeo não ter sido gravado antes de sua saída. Outra faixa, Denying, seria um suposto single, mas não chegou a ser lançado.

Em 14 de setembro veio a primeira investida solo. Melanie Brown lança "I Want You Back" com Missy Elliot, chegando ao primeiro lugar. Já em 30 de novembro é a vez de Melanie C lançar o single "When You're Gone" com Bryan Adams, obtendo um terceiro lugar.

Em 14 de dezembro de 1998 é lançado "Goodbye" o primeiro single sem nenhum vocal de Geri, parte do novo álbum. O single chega ao primeiro lugar nas rádios, fazendo o grupo se igualar aos The Beatles ao ter três singles Natalinos consecutivos em primeiro lugar. O single foi o oitavo mais vendido de 1998 depois de apenas 2 semanas de vendas e vendeu cerca de 3 milhões de cópias em todo o mundo. "Goodbye" havia começado a ser escrita ainda quando Geri estava no grupo, tratando-se de uma canção sobre despedida de uma amiga. Com saída de Geri do grupo algumas partes da letra foram alteradas para ser favorável ao momento que o grupo passava.

Em 13 de novembro de 1999 é a vez de Emma Bunton lançar seu primeiro single, "What I Am", em parceria com a banda Tin Tin Out, chegando ao segundo lugar e gerando mais comentários sobre o definitivo fim do grupo e a afirmação das integrantes em suas carreiras solo.

2000-2001: Amadurecimento e separação[editar | editar código-fonte]

No final de 1999, contrariando os comentários sobre o fim do grupo, as Spice Girls voltam a se reunir para gravar o terceiro álbum e anunciar uma nova turnê, desmentindo boatos que o grupo estava em crise. Já em 14 de agosto de 2000, Victoria Beckham lança o single, "Out of Your Mind", obtendo o segunda posição.

Em 23 de outubro de 2000 é lançado os singles "Holler" e "Let Love Lead the Way" em edição dupla, depois de quase dois anos sem uma nova música. O single foi lançado em duas versões. A primeira versão trazia o vídeo de "Holler". Já a segunda versão trazia o vídeo e os bastidores de "Let Love Lead the Way". Ambos os singles foram diretamente para o topo das paradas, passando 17 semanas no Top 75 do Reino Unido e vendendo 230.000 cópias no país. Ainda no mês de novembro "Holler" era a canção mais executada em todo o mundo.

Em 6 de novembro de 2000, finalmente é lançado o terceiro álbum, Forever, entrando para a segunda posição e vendendo 280,000 cópias só em sua primeira semana. O álbum vendeu mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo, um número bom em relação ao mercado musical, mas um fiasco em relação aos outros discos do grupo. Apesar de apresentada na turnê Christmas In Spice World e gravada em estúdio, a faixa "W.O.M.A.N." foi cortada do disco por motivos desconhecidos. O único país onde Forever chegou ao primeiro lugar de vendas foi no Brasil, onde o álbum subiu da segunda posição para a primeira na semana seguinte e levou os álbuns anteriores de volta aos mais vendidos. Spice World chegou novamente ao nono lugar e Spice em décimo sexto.

Após o lançamento de Forever as Spice Girls seguiram suas carreiras solo, dando por finalizar o trabalho como um grupo, porém sem anunciar oficialmente a separação. Ainda em 2000 a faixa "If You Wanna Have Some Fun" foi liberada para as rádios como um single promo, seguida, em 2001, por "Tell Me Why" e "Weekend Love", que seriam supostos singles do álbum e que não forma lançados.

2007-2008: O retorno[editar | editar código-fonte]

Spice Girls em coreografia sensual durante a canção Holler, em Las Vegas, 2008.

Em 28 de Junho de 2007 as cinco integrantes do grupo são vistas juntas, depois de 6 anos separadas e 9 sem Geri Halliwell. Pelas ruas de Londres as Spice Girls andaram de mãos dadas, anunciando sua volta. Em uma coletiva de imprensa, no mesmo dia, no observatório de Greenwich, em Londres, as integrantes anunciaram oficialmente que se estavam juntas novamente, e divulgaram planos de realizar uma turnê mundial e um álbum com seus maiores sucessos.

Em 5 de novembro de 2007 o single, "Headlines (Friendship Never Ends)", é lançando, sendo tema do desfile de moda Victoria's Secret Fashion Show e da campanha benefíciária Children in Need de 2007, cujas vendas do single seriam arrecadadas para ajudar crianças carentes. O single alcançou a décima primeira posição no Reino Unido e a primeira na Austrália, Espanha, dentre outros países. "Headlines (Friendship Never Ends)" vendeu em torno de 2 milhões de cópias mundialmente.

Em 14 de novembro é lançada o álbum Greatest Hits, reunindo os treze maiores sucessos do grupo, como as faixas "Wannabe", "Spice Up Your Life" e "Holler". O álbum ainda trazia duas faixas inéditas: "Headlines (Friendship Never Ends)" e "Voodoo". Além da versão original, ainda foram à venda, uma versão especial, com CD e DVD, que contem todos os clipes do grupo. Outra versão limitada, trazia em embalagem especial com CD de karaokê e remixes, cartões postais, além do CD e DVD.

Em 2 de dezembro de 2007 as Spice Girls iniciam sua turnê The Return of the Spice Girls em Vancouver, Canadá. A turnê trazia os treze maiores sucessos do grupo, além da faixa inédita "Headlines (Friendship Never Ends)" e músicas de suas antigas turnês, como "If U Can't Dance" e "The Lady is A Vamp".

Em Londres 20.000 ingressos para o show da arena The O2 se esgotaram 38 segundos, fazendo as Spice Girls entrarem para o Guinnes Book como "Grupo que vendeu ingressos para uma turnê em menor tempo". A turnê passou por cidades de países como Alemanha, Reino Unido, Espanha e Estados Unidos. Em novembro as cinco integrantes protagonizam dois episódios do comercial da maior rede de supermercados do Reino Unido, a Tesco, para o Natal e o Ano Novo.

Em 13 de fevereiro de 2008 a faixa "Voodoo" é lançada como single na Austrália e Finlândia, onde o single chegou à quadragésimo nona posição. Além disso o single insperadamente chegou à décima posição no Japão e ainda foi liberado para as rádios do Reino Unido, Itália e Suécia. Já em 26 de fevereiro de 2008 a turnê de reencontro chega ao fim depois de 47 apresentações em três meses de viagem. Algumas apresentações em países como China, Austrália e Argentina, foram desmarcadas devido ao longo tempo da turnê pelo mundo.

A gravadora EMI chegou a oferecer para as integrantes um contrato para gravação de álbuns inéditos e a oportunidade de serem as artistas de primeira linha da gravadora, a qual eles mais investiriam como na época de auge do grupo, para que assim as Spice Girls voltassem ao cenário músical com novos sucessos e em uma dimensão maior do que a prevista para a turnê de reencontro. Porém o convite foi recusado pelas cantoras.

Jogos Olímpicos de Verão de 2012[editar | editar código-fonte]

Vários rumores surgiram desde que Londres foi escolhida como sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em julho de 2005 e os primeiros meses de 2012 de que o grupo iria se reunir para uma possível apresentação durante algum momento dos Jogos. O que parecia não passar de simples boatos, foi, ao longo dos anos, ganhando vida, apesar de até algumas integrantes do próprio grupo recusarem a ideia de se reunirem.

Passaram-se os anos e os rumores foram aumentando até que o boato criou vida, Em Agosto de 2012, o boato se torna verdade, quando o grupo canta um medley de seus dois maiores hits "Wannabe" e "Spice Up Your Life" na Cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, se reunindo apenas para aquela noite.[3] Aquele momento inacreditável para milhões, teve grande resposta no mundo e se tornou o momento de maior repercussão dos Jogos,ultrapassando até mesmo as performances de Usain Bolt e Michael Phelps.[4] .

Musical na Broadway[editar | editar código-fonte]

Em Dezembro de 2012 foi lançado em Londres, no West End, um musical intitulado Viva Forever, sendo todas as músicas do espetáculo das Spice Girls. O musical conta a história de uma garota que possui ao redor pessoas que ela ama e que ao mesmo tempo busca a fama e a fortuna.

Pela mídia, o musical não recebeu boas críticas. Para a maioria dos críticos, o espetáculo foi muito mais insípido do que picante. Já Jennifer Saunders, criadora do musical, todos que vão ao musical fazem questão de, nos finais, levantarem-se e aplaudirem-no, querendo dizer que muitos amaram-no. Apesar disso, o musical está recebendo poucas pessoas em comparação ao número de pessoas que estava sendo esperado.

Impacto cultural e legado[editar | editar código-fonte]

Cenário musical britânico[editar | editar código-fonte]

A imagem das Spice Girls foi deliberadamente destinada a jovens, um público de tamanho e potencial formidável, reforçando a gama de recurso dentro do público-alvo foram as cinco companheiras da banda com suas "personalidades distintas", o que incentivou os fãs a se identificarem com um membro ou outra. Este mercado foi ajudado pelos apelidos atribuídos a cada membro do grupo, semelhante à estratégia de marketing usada nas letras das músicas, que sempre traziam um enredo diferente. Logo após o lançamento "Wannabe", o grupo apareceu na revista Top of the Pops onde cada membro recebeu um apelido baseado em sua imagem: Adams tornou-se a "Posh Spice", Emma Bunton se tornou a "Baby Spice", Brown tornou-se "Scary Spice", Halliwell se tornou "Ginger Spice", e Chisholm se tornou a "Sporty Spice".

"Girl Power"[editar | editar código-fonte]

"Girl power" foi o nome de um fenômeno social, [5] , mas o slogan foi recebido com reações mistas. A frase era um rótulo para a atitude neo-feminista adotada pela banda: a de que uma aparência sensual, feminina e uma igualdade entre os sexos não precisam ser mutuamente exclusivas. Este conceito não era de forma original no mundo pop, tanto Madonna quanto Bananarama tinham empregado perspectivas semelhantes. A frase frase já havia sido usada por algumas bandas, embora de forma muito pequena. Trevor Horn produziu e lançou uma música chamada "Girl to the Power of 6". O formato da canção, embora obviamente soe os anos 80, tinha um formato semelhante ao das Spice Girl em 'Wannabe', onde cada menina apresentou um traço de personalidade distinta. Girl Power é mencionado várias vezes, bem como sobretons fortes do poder feminino, unidade e lealdade. No entanto, a fórmula não funcionou, talvez sendo muito à frente de seu tempo. Não foi até o surgimento das Spice Girls em 1996 com Wannabe (mais de 9 anos após Mint Juleps), que o conceito de 'girl power' explodiu na consciência comum. A versão das Spice Girls foi distinta. Sua mensagem de fortalecimento apelou para meninas, adolescentes e mulheres adultas, sublinhando a importância da amizade forte e leal entre as mulheres.

Ao todo, a frase "girl power" tem sido coerente para a banda, formando uma peça central para seu sucesso. Alguns críticos a consideraram mais do que uma tática de marketing, enquanto outros olharam problemas com a ênfase na aparência física, preocupado com o potencial impacto sobre os jovens. Independentemente disso, a frase tornou-se um fenômeno cultural [5] , adotado como o mantra para milhões de meninas [5] e até mesmo tornando-se parte do Oxford English Dictionary'. [6] Na soma do conceito, o autor Ryan Dawson disse, "The Spice Girls mudou a cultura britânica pois Girl Power agora parece completamente normal". [6]

Status na década de 1990[editar | editar código-fonte]

The Union Jack, o vestido que Halliwell usava foi identificado com um status de ícone, tornando-se um dos símbolos mais proeminentes da cultura pop dos anos de 1990... O vestido foi vendido em um leilão de caridade na Hard Rock Cafe, em Las Vegas, para um recorde de £ 41.320, dando a Halliwell um Guinness World Records para a peça mais cara que uma estrela pop já vendeu [7] . O vestido foi um dos muitos itens memoráveis das Spice Girls vendidos no leilão, onde as vendas totais atingiram £ 146.511 para a caridade. [8]

O simbolismo emblemático das Spice Girls na década de 1990 também é atribuído ao seu merchandising e a vontade de ser parte de um mundo que nunca para. Elas anunciaram muitas marcas e até mesmo parodiou-se no vídeo para a canção "Spice Up Your Life", em que a banda voar em uma nave espacial cercada por cartazes e anúncios que caracterizam elas. Por causa de suas aparições regulares em anúncios e mídia, a banda consolidou-se como um fenômeno - um ícone da década e para a música britânica.

Algumas fontes reverenciam as Spice Girls como "ícones gays", especialmente aqueles no Reino Unido. Em uma pesquisa na qual mais de 5.000 homens e mulheres homossexuais tinham votado, Victoria Beckham ficou no número 12 e Geri Halliwell no 43 no Top 50 ícones gays de todos os tempos. [9] Halliwell brincou no Video Music Awards em 1998 sobre sua aparência como Ginger Spice: "Como vocês notaram, eu não estou mais vestida como uma drag queen". [10] Durante uma entrevista, Emma Bunton explicou por que as Spice Girls têm tantos fãs gays: "Nós éramos realmente lisonjeadas em ter uma grande quantidade de fãs gays, porque eles sabem sobre moda e eles sabem sobre as músicas... Estou tão lisonjeada que temos um grande público gay, é incrível". [11]

Dez anos após o lançamento de seu primeiro single, as Spice Girls receberam 80% dos votos como um dos maiores ícones culturais da década de 1990 em uma pesquisa do Reino Unido em que 1000 pessoas foram entrevistadas para o jogo de tabuleiro "Trivial Pursuit", afirmando que "Girl Power", definia a década [12] .

As tendências da moda e apelidos[editar | editar código-fonte]

Como as meninas se tornaram mais populares, suas imagens foram tão importante quanto a sua música. Em seus primeiros dias de banda, as meninas tinham um olhar descontraído e casual, e mantido uma imagem de garotas britânicas jovens. Como sua carreira progrediu em um fenômeno mundial, as meninas e seu empresário Simon Fuller tornaram-se mais conscientes do impacto sobre suas imagens. As Spice Girls logo criaram roupas e penteados únicos, e tornaram-se ícones da moda dos anos 1990. Em uma edição de verão de 1996 da revista Top of the Pops, o editor Peter Loraine deu-lhes apelidos para suas imagens e personalidades, que logo teve um impacto sobre sua moda. Em contraste com o seu início de carreira, as meninas logo começaram a divergir de suas imagens, e cada menina tinha um olhar original.

  • Victoria Beckham: Victoria foi chamada de Posh Spice por causa de seu estilo casual, seu penteado agitado e atitude refinada, com roupas de design único e seu amor por calçados de salto alto.
  • Melanie Brown: Melanie (também chamada de Mel B) foi dada o apelido de Scary Spice por causa de sua atitude ultrajante, por ser muito "alta", pela gargalhada dela, seu pírcingue na língua, suas roupas (que muitas vezes consistia de estampa de leopardo), e seu cabelo crespo afro, sendo o único membro negro do grupo.
  • Emma Bunton: Emma foi chamada de Baby Spice, porque ela era a mais jovem do grupo, usava seu longo cabelo loiro com tranças, vestidos babydoll, tinha um sorriso inocente, e tinha uma personalidade feminina.
  • Melanie Chisholm: Melanie (também chamada de Mel C) foi chamada de Sporty Spice, porque ela normalmente usava um agasalho esportivo com seu cabelo escuro em um rabo de cavalo e usava uma atitude de garota durona assim como ostentava tatuagens em ambos os braços. Ela também possuía verdadeiras habilidades atléticas, sua assinatura sendo a sua capacidade de realizar um handsprings.
  • Geri Halliwell: Geri foi chamada de Ginger Spice por causa de sua "vivacidade, entusiasmo e cabelo vermelho flamejante". Ela sempre usava roupas de palco ultrajantes, como seu icônico vestido Union Jack. Geri foi vista por alguns como líder de fato do grupo graças a seu estilo articulado de conversação.

Representação nos meios de comunicação[editar | editar código-fonte]

As Spice Girls se tornaram ícones da mídia na Grã-Bretanha e uma característica regular da imprensa britânica, [13] durante o auge de sua fama mundial em 1997, os paparazzi estavam constantemente vistos a segui-las em todos os lugares para obter histórias e fofocas sobre o grupo, como um suposto caso entre Emma Bunton e Simon Fuller, [14] ou rumores constantes de separação que se tornaran importantes para tablóides numerosos. Rumores de conflitos dentro do grupo também tem atingido as manchetes, especialmente entre Geri Halliwell e Mel B. Os rumores sugeriram que eleas estavam lutando para ser o líder do grupo [15] . Mel B, que depois admite que ela costumava ser uma "puta" com Geri, disse que os problemas tinham ficados no passado. [16] Os rumores atingiram o seu auge, quando as Spice Girls despediram seu empresário Simon Fuller, durante as lutas pelo poder, com Fuller supostamente recebendo uma indenização de 10 milhões de seleção para manter o silêncio sobre os detalhes de sua demissão. [17] Meses depois, em maio de 1998, Halliwell deixaria a banda, no meio de rumores de briga com Mel B, a notícia da saída Halliwell foi coberta como uma notícia importante pelos meios de comunicação ao redor do mundo, [18] e tornou-se a maior notícia de entretenimento do ano. [19]

Em Fevereiro de 1997, o vestido de Geri, Union Jack, que ela usou no Brit Awards desempenhou uma atenção fenomenal e, posteriormente, fez todas as primeiras páginas dos jornais do dia seguinte. [20] Durante a cerimônia, os seios de Geri foram expostos duas vezes causando polêmica. [21] Essa não foi a única exposição, pois as fotos de Geri nua foram publicadas, que ela posou para mais cedo em sua carreira, causou algum escândalo. De acordo com um documentário, elas sabiam sobre as fotos antes de serem famosas, mas quando as fotos foram publicadas, elas criaram problemas e atritos dentro do grupo durante estes anos, mas o problema nunca foi embora.

As histórias de seus encontros com outras celebridades também se tornaram importantes para a imprensa; por exemplo, em maio de 1997, no aniversário 21 anos do príncipe, Mel B e Geri Halliwell violaaram o protocolo real quando beijaram nas bochechas o príncipe Charles, deixando ele coberto de batom, e mais tarde, Halliwell disse a ele "você é muito sexy", e também beliscou seu bumbum. [22] Em novembro, a família real britânica foi considerada fã das Spice Girls, incluindo o Príncipe de Gales e sua filho, o Príncipe Harry de Gales [23] [24] Naquele mês, o Presidente Sul-Africano Nelson Mandela disse: "Estas são minhas heroínas, este é um dos maiores momentos da minha vida" [25] em um encontro organizado pelo príncipe Charles, que disse: "é o segundo momento maior na minha vida, a primeira vez que eu encontrei com elas foi o maior". Em 1998, a revista Nintendo Power deu um prêmio para as Spice Girls, acrescentando: "O que poderia ter sido mais irritante em 1997, as Spice Girls, você pergunta?" [26]

Victoria Adams começou a namorar o jogador de futebol David Beckham, em 1997, depois que eles se conheceram em uma partida de futebol de caridade, levando-o a solicitar uma reunião com ela. [27] O casal anunciou o noivado em 1998 [28] e foram apelidados de "Posh e Becks" pela mídia. [29] Eles foram chamados de o casal de celebridades da década e são os maiores da Grã-Bretanha, atraindo muita atenção da mídia nos anos seguintes.

Outros empreendimentos da marca[editar | editar código-fonte]

Filme[editar | editar código-fonte]

Em junho de 1997, o grupo começou a filmar sua estréia no cinema com o diretor Bob Spiers. O estilo cômico e o conteúdo do filme estava na mesma linha do filme dos 'The Beatles' na década de 1960, A Hard Day's Night. A comédia alegre, destinada a capturar o espírito das Spice Girls, contou com uma infinidade de estrelas, incluindo Roger Moore, Hugh Laurie, Stephen Fry, Elton John, Richard O'Brien, Jennifer Saunders, Richard E. Grant, Elvis Costello, e Meat Loaf. Lançado em dezembro de 1997, Spice World: The Movie provou ser um sucesso de bilheteria quebrando o recorde de estreia em um final de semana nos EUA, com $10,527,222 em vendas de bilheteria. [30] O filme conseguiu um total de 77 milhões de dólares em bilheteria em todo o mundo. [31] 100 milhões de dólares combinando as bilheterias no cinema e vendas em DVD, [32] incluindo $ 30 milhões nos EUA e $ 11 milhões em Grã-Bretanha. Apesar de ser um sucesso comercial, o filme foi amplamente criticado pelos críticos, o filme foi indicado para sete prêmios no ano de 1999 no Prémio Framboesa de Ouro, onde elas "venceram" o prêmio de "Pior Atriz" [33] .

Televisão[editar | editar código-fonte]

O primeiro especial para televisão feito das Spice Girls foi um documentário de suas experiências em 1996-97, intitulado Uma Hora de Girl Power. [34] Mais tarde, Girl Talk foi lançado. Foi um especial de televisão, onde as Spice Girls falaram individualmente sobre si mesmos e sobre o grupo. [35] Em abril de 1997, as Spice Girls apareceram no popular programa de televisão americano Saturday Night Live, [36] cantando "Wannabe" e "Say You'll Be There". [37] Em novembro de 1997, um programa com as Spice Girls foi exibido para o canal britânico ITV. [38] O show atraiu 11,8 milhões de telespectadores no Reino Unido, um quinto da população. [39] Em dezembro de 1997 foi o lançamento do primeiro documentário de televisão dos EUA, Too Much Is Never Enough, com foco na sua súbita ascensão à fama em todo o mundo. [40] Em janeiro de 1998, as Spice Girls apareceram no The Oprah Winfrey Show, cantando duas canções, seguido por uma entrevista com Oprah.

Em 1999, o especial de TV, The Spice Girls in America: A Tour Story foi ao ar. Isto seguiu as façanhas das Spice Girls e aventuras na América, com foco em sua turnê dos EUA, [41] e quando Geri Halliwell deixou as Spice Girls. Em 2003, a série de televisão do canal VH1 Behind the Music dedicou um capítulo para contar a história das Spice Girls, [42] , assim como o E! True Hollywood Story.

Viva Forever: The Spice Girls Musical[editar | editar código-fonte]

Em meados de Outubro de 2009, o grupo informou que iriam produzir um musical de West End lideradas por Geri e com grande destaque para todos os momentos das Spice Girls. [43]

Em 21 de janeiro de 2010, foi anunciado que Judy Craymer, o produtor por trás do musical de grande sucesso Mamma Mia! produziria Viva Forever, uma comédia romântica baseada nas canções das Spice Girls. Em 3 de Setembro de 2010, foi anunciado que a vencedora do prêmio BAFTA britânico Jennifer Saunders comediante, roteirista e atriz iria escrever a história original de "Viva Forever". [44] Em junho de 2012 é anunciado que Viva Forever será aberto no Piccadilly Theatre no Outono de 2012 [45]

Produtos e ofertas de patrocínio[editar | editar código-fonte]

O ano de 1997 assistiu as Spice Girls capitalizando sua fama através de um fenômeno de milhões de dólares de mercadorias, com centenas de produtos oficiais, incluindo produtos licenciados por marcas como Chupa Chups, Walkers Crisps, Cadbury Chocolate, Polaroid, Desodorante Impulse, Aprilia Scooters, Domino Sugar, Bonecas das Spice Girls, um vídeo game para PlayStation e se tornaram garotas propagandas da rede de supermercados ASDA,e ainda tiveram o maior contrato de propaganda da história da Pepsi,sendo que na época valia mais de £5 milhões (US$ 10 milhões). [46] As Spice Girls movimentaram mais de £300 milhões no todo no mundo através de mercadorias em 1997. [47] Globalmente, o grupo conseguiu movimentar quase US$ 1 bilhão entre 1996 e 1998. [48]

No auge da década de 1990, a Spicemania, não tinha produtos oficiais e muitos produtos piratas foram produzidos por vários fabricantes. [49]

Durante o verão de 1997, o grupo foi criticado por "se vender" para as marcas em todo o mundo, sendo acusado de superexposição e assinatura de contratos de patrocínio com muitas empresas de grande porte. [50] O grupo respondeu às críticas prensas com o clipe de "Spice Up Your Life", onde elas são vistas referindo-se ao número de patrocínios que tinham.

  • Cadbury Chocolate: 10 barras de chocolate, em caixas sortidas e em confeitarias de férias, incluindo ovos de páscoa que caracterizam as meninas individualmente ou em grupo foram produzidos.
  • Chupa Chups: Latas diferentes cheias de pirulitos variados que caracterizam uma menina diferente estavam entre os muitos produtos lançados, mas o mais produzido foi o "Fantasy Ball" Chupa Chups com seis pacotes diferentes cada um com adesivo colecionável. Também Pushpops, Crazy Dips e chicletes com tatuagens e microfones de brinquedo foram produzidos.
  • Walkers Crisps: Nesta promoção, mais de 51 modelos de embalagens diferentes foram criados, com 10 para cada menina, além de um pacote do grupo. As meninas estrelaram dois anúncios de televisão para os produtos.
  • Pepsi Cola: No início de 1997, as Spice Girls assinaram um acordo multimilionário de patrocínio com a Pepsi, e ganharam mais de £ 5 milhões (EUA $ 10 milhões) para o grupo. As meninas foram destaque em várias latas e garrafas de Pepsi em toda a Europa. Brindes promocionais incluído copos colecionáveis estavam presentes. As meninas estrelaram em três anúncios de televisão para a Pepsi todos com a música "Move Over (Next Generation)".
  • Bonecas das Spice Girls: Foram criadas pela Hasbro em 1997, se tornando um enorme sucesso durante a época do Natal passando a se tornar bonecas best-sellers. [51]
  • Polaroid: Uma câmera Polaroid instantânea regular com um escudo rosa e roxo e o nome Spice Girl foi produzida juntamente com uma Polaroid descartável e uma lanterna, também usando a marca. Cada uma das meninas filmou um anúncio de televisão para promover novos tipos de filme Polaroid (ou seja, preto e branco, escrita, etc), além de fazer um anúncio em grupo.
  • Impulse: As meninas lançaram uma fragrância conhecida como "Spice Impulse", com desodorante em gel. Um anúncio de televisão foi feito para o produto.
  • Playstation: Spice World, um jogo de vídeo com desenhos animados por computador das meninas foi desenvolvido em 1998.
  • Aprilia Scooters: 5 scooters diferentes, cada uma feita para promover uma Spice Girl, foram criadas e comercializadas com o "Efeito Spice Sonic".
  • ASDA : A cadeia de supermercados britânica ASDA, criou mais de 40 itens sobre as Spice para o Natal de 1997 desenvolvendo produtos como luzes de natal, biscoitos de chocolate, bolos, pizzas, toalhas, travesseiros, sacos de feijão, roupa e até mesmo uma marca de tênis com sapatos plataforma, além de um restaurante infantil especializado nas Spice Girls. O contrato assinado com a ASDA foi de £ 1 milhão (EUA $ 2 milhões) [52]
  • Tesco: A principal concorrente da ASDA criou uma campanha publicitária de televisão comemorando o Natal com as Spice Girls foi ao ar em 2007,cada Spice recebeu 5 milhões de libras para a campanha (EUA $ 10 milhões). [53]
  • Channel 5 (UK): As meninas apareceram em anúncios impressos promocionais, gravaram uma canção ("1,2,3,4,5!"), filmaram um vídeo de música e contribuíram para um crescimento audiência do canal.
  • Domino Sugar: As meninas foram promovidas com um patrocinador de sua turnê norte-americana, com clipes que estão sendo jogados antes dos shows e durante o intervalo em telas de vídeo.
  • Target Corporation: A varejista de desconto americana foi um dos maiores fornecedores de mercadoria oficial das Spice Girls nos Estados Unidos e na Austrália, geralmente dedicando um corredor para produtos como bicicletas, material escolar, fones, e brinquedos.

Discografia[editar | editar código-fonte]