Pró-Vida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Central Geral do Dízimo)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o movimento antiaborto, veja Pró-vida.

A Pró-Vida, Integração Cósmica (ou simplesmente Pró-Vida), instituição idealizada e fundada em 1978 pelo médico cirurgião e filósofo[1] Celso Charuri, propõe-se a conduzir interessados ao desenvolvimento do potencial humano, promovendo cursos em que são discutidos e analisados temas dentro das esferas mental, física e espiritual [2] .

Atividades e Histórico[editar | editar código-fonte]

A Pró-Vida teve sua origem em 1978, na cidade de São Paulo, quando Dr. Celso Charuri criou a Pró-Mente, onde ele próprio ministrava cursos de desenvolvimento e treinamento mental. No ano seguinte, foi criada a Pró-Vida Integração Cósmica e foi fundada a Central Geral do Dízimo, que passou a realizar doações a diversas entidades assistenciais. Atualmente possui núcleos de participantes em diversas cidades no Brasil e no exterior, como Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Espanha, Itália, México, Paraguai, Portugal e Estados Unidos, além de sete clubes de campo, sendo cinco no Brasil, um na Argentina e um na Bolívia[3] . São mais de 220.000 integrantes em mais de 100 pontos de presença[4] [5] [6] . Apesar da discrição com que conduz suas atividades, muitas vezes a atuação da Pró-Vida se faz notória nas cidades em que está presente[4] [7] [8] [9] [10] .


Sua principal manifestação pública está ligada ao setor de Responsabilidade Social. Através da Central Geral do Dízimo Pró-Vida (conhecida como CGD), uma entidade com fins não econômicos, são realizadas doações a instituições assistenciais como creches, asilos, orfanatos e APAEs, além da construção de escolas profissionalizantes. Mais de 10.000 entidades já foram beneficiadas por suas doações[3] [5] .

O conteúdo de seus cursos não é divulgado publicamente e seus alunos mantém discrição quanto às suas atividades. Esse segredo imprime à instituição um caráter misterioso que acaba despertando a curiosidade de se conhecer o seu funcionamento interno [11] . Segundo seu fundador, o desenvolvimento do seu potencial confere ao ser humano melhores condições para a realização dos seus objetivos. Através do treinamento mental, seria possível ao homem ampliar sua consciência, atingindo um estado que lhe permitiria uma ação diferenciada no meio em que atua [2] .

Cursos[editar | editar código-fonte]

Os cursos da Pró-Vida são organizados em nove estágios, sendo que os três primeiros têm duração de uma semana cada, e nesses cursos são discutidos e analisados "temas dentro das esferas mental, física e espiritual"[2] .

No primeiro curso, denominado Curso Básico, são abordados diversos temas referentes a propriedades do cérebro, tais como sono e sonhos, níveis de funcionamento cerebral e frequências cerebrais, energia, aura e pirâmides. Além disso, as aulas incluem uma parte prática onde se treinam métodos de relaxamento e visualização mental[12] .

Central Geral do Dízimo[editar | editar código-fonte]

A Central Geral do Dízimo Pró-Vida (CGD), entidade com fins não-econômicos, considerada uma instituição beneficente de Utilidade Pública, com reconhecimento nas instâncias municipal, estadual e federal, realiza doações a entidades assistenciais como hospitais, creches, asilos, orfanatos e APAEs. Segundo estatísticas divulgadas pela instituição, mais de 10.000 entidades já foram beneficiadas com veículos, ambulâncias, materiais de construção, equipamentos médico-hospitalares, oficinas e outros itens[13] [14] .

A arrecadação de fundos da Central Geral do Dízimo é realizada através de depósitos bancários anônimos. A totalidade dos recursos arrecadados - com exceção de uma taxa anual de funcionamento cobrada pela Prefeitura Municipal de São Paulo - é integralmente doada a instituições beneficentes, o que pode ser conferido nos pareceres das auditorias anuais, realizadas pela Deloitte Touche Tohmatsu, disponíveis para consulta no site da instituição[15] [16] .

Além disso, a CGD mantém convênios com o SENAI e com a Fundação Paula Souza. Através desses convênios, a CGD constrói escolas profissionalizantes e as equipa integralmente - incluindo mobiliário, equipamentos industriais, ferramental, computadores, etc. - e as entrega para aquelas entidades, que passam a gerí-las pedagógica e administrativamente[14] [17] [18] [19] [20] [11] [21] [22] [23] [24] [16] [25] [26] [5] .

Segundo regras publicadas pela instituição, "as entidades atendidas pela Central Geral do Dízimo são previamente analisadas e devem apresentar confiabilidade, reconhecida e efetiva atuação, além de estarem regulamentadas junto aos órgãos competentes"[3] . Em função dessa análise, várias entidades beneficentes consideram as doações da Central Geral do Dízimo como verdadeiros atestados de idoneidade[27] [28] [29] [30] [31] .

Clube de campo[editar | editar código-fonte]

O Clube de Campo Pró-Vida é uma instituição independente, que funciona como qualquer outro clube social, em que o acesso é franqueado apenas aos sócios, no caso, alunos da Pró-Vida, que se afiliam voluntariamente.

Ele foi criado com o objetivo de estimular e aprofundar o convívio dos alunos da Pró-Vida. Nesses locais, são promovidas atividades culturais, sociais e esportivas.

Atualmente, existem sete clubes de campo, cinco no Brasil, um na Argentina e outro na Bolívia.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

A forma discreta com que a Pró-Vida conduz suas atividades e seus cursos, nos seus mais de 30 anos de existência, despertou a curiosidade e gerou polêmica em alguns meios. Não se tem registros de pronunciamentos públicos da instituição, que parece ser avessa a publicidade. Sua única manifestação pública é a Central Geral do Dízimo.

Em 1996 a revista feminina Marie Claire destacou uma jornalista para participar de um curso da Pró-Vida e relatar sua experiência em uma reportagem[32] . Na reportagem em questão foram levantadas algumas questões que tem servido como material de referência para críticos da instituição.

Segundo a reportagem, a instituição visaria principalmente o lucro pois, além dos cursos serem pagos, a Central Geral do Dízimo e o Clube de Campo seriam formas adicionais de arrecadação. A jornalista também alega que o conteúdo dos cursos Pró-Vida seriam pseudo-científicos e utilizaria de forma distorcida conceitos científicos comprovados, retirando-os de seu contexto original, para tentar provar suas teorias e fundamentar a existência de fenômenos paranormais. Após a conclusão dos cursos fundamentais, para ter acesso aos cursos mais avançados, é necessário se submeter a uma avaliação. A reportagem relata casos de alunos que ficaram mais de dez anos neste processo e nunca foram aprovados para os estágios seguintes.

Ainda segundo a reportagem, o Clube de Campo aceita como sócios somente alunos da Pró-Vida e quando alguém que adquiriu um título, e eventualmente um chalé no clube, desliga-se do quadro de alunos da Pró-Vida, essa pessoa é convidada a se retirar do quadro de sócios e o valor ressarcido é inferior ao originalmente pago.

Referências

  1. Tese de doutorado da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp que usa, como uma das suas bases teóricas, a obra do filósofo Dr. Celso Charuri na Biblioteca Digital da Unicamp (o acesso é público, mas exige cadastramento)
  2. a b c Até Onde Vai a Religião: Um Estudo do Elemento Religioso nos Movimentos da Nova Era - Artigo publicado na Revista Horizontes da PUC-MG V.12, N.35, Jul/Set 2014
  3. a b c Site Oficial da Pró-Vida: http://www.provida.org.br - Acessado em Dezembro de 2015
  4. a b Requerimento 13-00561/2012 - Câmara Municipal de São Paulo - 2012
  5. a b c Notícia no Site da FIESP: Inauguração de Escola do SENAI em Guarulhos-SP - Acessado em Dezembro de 2015
  6. Câncer: Corpo e Alma. Renato Mayol. Editora Mercuryo, 1989.
  7. Ata de 79a sessão ordinária da 16a sessão legislativa da Câmara Municipal de Três Pontas-MG - 25 de Outubro de 2010
  8. Câmara Municipal de Cerquilho-SP: Moção 22/2009 - 02 Setembro de 2009 - Acessado em Dezembro de 2015
  9. Moção de Congratulações: Câmara Municipal de Catanduva-SP - 21 de Abril de 2008 - Acessado em Dezembro de 2015
  10. Moção de Congratulações e Aplausos: Câmara Municipal de Ubá-MG - 22 de Março de 2010 - Acessado em Dezembro de 2015
  11. a b Na sigilosa Pró-Vida Jornal Conta Tudo que Viu e Ouviu - Artigo publicado na Gazeta Paraminense em Junho de 2013
  12. A Pró-Vida: Razão ou Desrazão? Dissertação de mestrado do Instituto de Psicologia da USP de 2004
  13. Notícias publicadas em diversos veículos de comunicação sobre doações realizadas pela Central Geral do Dízimo - Acessado em Dezembro de 2015
  14. a b Relatório de Doações da Central Geral do Dízimo Pró-Vida - Acessado em Dezembro de 2015
  15. Demonstrações financeiros e parecer dos auditores - CGD - Acessado em Dezembro de 2015
  16. a b Artigo publicado no jornal "Diário da Manhã", de Goiânia-GO, em 24 de agosto de 2011, sobre escola do SENAI doada pela Central Geral do Dízimo - Acessado em Dezembro de 2015
  17. Escolas profissionalizantes doadas pela Central Geral do Dízimo - Acessado em Dezembro de 2015
  18. SENAI Rafard-SP SENAI de Rafard-SP
  19. Escola Profissionalizante de Ensino Municipal de Ribeirão Preto-SP
  20. Notícia publicada no Diário de Cuiabá sobre doação da Escola SENAI de Cuiabá-MT em Julho de 2001 - Acessado em Dezembro de 2015
  21. SENAI de Pará de Minas comemora 10 anos - Acessado em Dezembro de 2015
  22. ETEC Dr. Celso Charuri de Capão Bonito-SP
  23. SENAI de Sumaré-SP
  24. SENAI Aparecida de Goiânia
  25. Notícia sobre inauguração da FATEC SENAI de Campo Grande-MS em Novembro de 2012 - Acessado em Dezembro de 2015
  26. Notícia sobre a inauguração do SENAI de Uberlândia-MG em Fevereiro de 2014 - Acessado em 2015
  27. IPIS Birigui considera doação da Central Geral do Dízimo Pró-Vida como uma declaração de idoneidade - Acessado em Dezembro de 2015
  28. Centro Madre Teodora recebe doação da Central Geral do Dízimo Pró-Vida - Acessado em Dezembro de 2015
  29. ASADOM receberá doação da Pró-Vida - Acessado em Dezembro de 2015
  30. Casa de Apoio Danielle recebe recursos da Pró-Vida - Acessado em 2015
  31. Central de Dízimo do Grupo Pró-Vida realiza doação para Complexo Hospitalar São Francisco - Acessado em 21/12/2015
  32. Revista Marie Claire nº 68, novembro de 1996

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete pró-vida.