Urinoterapia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
amostra de urina humana
Amostra de urina humana

A urinoterapia ou uroterapia é uma forma de medicina alternativa que propõe como tratamento o uso da urina humana para fins medicinais e cosméticos. Exemplos de aplicação incluem a ingestão da própria urina ou massagem da pele com urina.

Não há nenhum benefício cientificamente comprovado de tais técnicas para a saúde.[1][2][3][4][5]

Achados científicos[editar | editar código-fonte]

O fisiologista Turíbio Leite de Barros, de renome internacional e antigo funcionário do São Paulo Futebol Clube, afirmou desconhecer qualquer benefício que a técnica pudesse trazer ao esporte e disse que ela é antifisiológica "porque o organismo elimina o que não lhe serve, e a urina é o nosso principal produto de excreção. Além de não trazer benefício, podemos pressupor até que cause prejuízo".[6]

Não há nenhum benefício cientificamente comprovado de tais técnicas para a saúde.[1][2][3][4][5]

A urina humana constitui-se principalmente de água e ureia, sendo que este possui muitos usos diferentes e comerciais. A urina também contém pequenas quantidades de milhares de outros componentes, hormônios, metabólitos[1][7] incluindo corticosteroides.[8]

Praticantes modernos[editar | editar código-fonte]

A prática ganhou alguns adeptos entre esportistas como o lutador brasileiro Lyoto Machida e o mexicano Juan Manuel Márquez.[9]

Os japoneses e indianos já conhecem a prática da urinoterapia há milênios, sendo que os primeiros a utilizam inclusive como cosmético, supostamente rejuvenescendo a pele com a aplicação de urina. Na Índia é conhecida há milênios como Shivambhu Kalpa[10] e possui tradição na medicina Ayurveda.

Existem depoimentos de náufragos que excederam os limites de sobrevivência marítima bebendo a própria urina e no deserto é comum os viajantes usarem a mesma para saciar a sede, na falta de água potável.[11][12]

Urina de vaca (Cow Urine Ark - destilado medicinal de urina de vaca) provou-se efetivo no tratamento e prevenção de calculo renal, conforme publicado na International Brazilian Journal of Urology, que é o jornal oficial da Sociedade Brasileira de Urologia.[13]

Figuras públicas[editar | editar código-fonte]

Morarji Desai, 4º Primeiro Ministro da India, divulgador da urinoterapia

Em 1978, o então Primeiro Ministro da Índia, Morarji Desai, declarou em uma entrevista com Dan Rather no 60 Minutes que era adepto da urinoterapia.[14]

A atriz britânica Sarah Miles bebeu sua própria urina por mais de 30 anos, relatando benefícios imunológicos, combate a alergias entre outros benefícios para a saúde.[15]

O ex-Major do Exercito Americano Moisés Alou declarou que urina nas mãos para aliviar os calos, alegando que isso lhe permite jogar basebol sem usar luvas em suas rebatidas.[16]

O Boxeador Juan Manuel Márquez bebeu sua própria urina durante as filmagens da série da HBO 24/7 pois sentia um grande benefício nutricional para seus treinos.[17]

A urinoterapia foi tema central no episódio Crow's Feet, na série de TV CSI: Crime Scene Investigation.

J.D. Salinger, autor do romance O apanhador no campo de centeio, também declarou-se adepto da prática.[18]

Referências

  1. a b c Urine Therapy, Jeff Lowe
  2. a b Christopher Middleton (24 de fevereiro de 2003). «A wee drop of amber nectar». The Daily Telegraph. London 
  3. a b Gardner, Martin (2002). O Umbigo de Adao. Rio de Janeiro: Ediouro. pp. 110–121. ISBN 85-00-00879-2 
  4. a b «Taking The Piss: Is urine drinking a good idea?». Correx archives 
  5. a b The skeptic's dictionary: a collection of strange beliefs, amusing deceptions, and dangerous delusions illustrated ed. [S.l.]: John Wiley and Sons. 2003. pp. 391–394. ISBN 9780471272427  (vers online version)
  6. «Lutadores bebem urina em preparação e abrem polêmica no boxe e MMA - 23/09/2009 - UOL Esporte - Lutas». esporte.uol.com.br. 2009. Consultado em 23 de outubro de 2011. 
  7. Clinical value of 24-hour urine hormone evaluations, Alan Broughton, Townsend Letter for Doctors and Patients, January 2004.
  8. Tompsett, SL (1953). «An Investigation into the Determination of Corticosteroids in Urine: I. The Determination of Corticosterone-like Substances». Journal of clinical pathology. 6 (1): 74–7. PMC 1023535Acessível livremente. PMID 13034924. doi:10.1136/jcp.6.1.74 
  9. «O segredo do sucesso de Lyoto Machida». TATAME. Consultado em 28 de março de 2012. 
  10. «THE SHIVAMBU KALPA VIDHI FROM THE DAMAR TANTRA -». Consultado em 1 de outubro de 2013. 
  11. «Hell at sea - Lost fishermen survived on their own urine». JamaicaObserver. 18 de março de 2012. Consultado em 15 de outubro de 2013. 
  12. «Urine: The body's own health drink?». The Independent. 21 de fevereiro de 2006. Consultado em 15 de outubro de 2013. 
  13. «Anti-Urolithiatic Effect Of Cow Urine Ark On Ethylene Glycol-Induced Renal Calculi». International Brazilian Journal of Urology. 15 de abril de 2013. Consultado em 8 de maio de 2014. 
  14. Chowdhury, Prasenjit (27 de julho de 2009). «Curative Elixir: Waters Of India». The Times of India. Cópia arquivada em 30 de junho de 2009 
  15. 'I can't wait to get off this planet', interview with Sarah Miles in The Independent, September 2007
  16. «ESPN.com: Page 2 : Pee is only a wee bit gross». Sports.espn.go.com. 22 de fevereiro de 1999. Consultado em 28 de março de 2012. 
  17. Juan Manuel Márquez (17 de setembro de 2009). «Juan Manuel Marquez's training diary». ESPN{{{2}}} 
  18. «''The Independent'': Urine: The body's own health drink?». Independent.co.uk. 21 de fevereiro de 2006. Consultado em 28 de março de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.