Medicina antroposófica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ita Wegman, co-fundadora do movimento antroposófico.

A medicina antroposófica é um dos desenvolvimentos das teorias de Rudolf Steiner, além da pedagogia Waldorf e a agricultura biodinâmica. Trata-se de uma abordagem complementar à medicina que integra as teorias e práticas da medicina moderna com os tratamentos homeopáticos, terapias físicas e arteterapia e aconselhamento. A abordagem médica tem o seu fundamento em um entendimento espiritual-científico do ser humano que considera bem-estar e doença como eventos ligados ao corpo humano, mente e espírito do indivíduo.

Utiliza-se uma abordagem holística ("salutogenesis") que enfoca os fatores que sustentam a saúde humana através do reforço da fisiologia do paciente e da individualidade, ao invés de apenas tratar os fatores que causam a doença. A auto-determinação, autonomia e dignidade dos doentes é um tema central; terapias são acreditadas para aumentar as capacidades de um paciente para curar.

O sistema médico antroposófico foi fundado em 1920 por Rudolf Steiner em conjunto com Ita Wegman como uma extensão à medicina convencional baseado na filosofia espiritual da Antroposofia. Convencionais tratamentos médicos, incluindo cirurgia e medicamentos, são empregados como necessários. Os médicos antroposóficos devem ter uma educação médica convencional, incluindo um grau de uma escola estabelecida e certificado médico, bem como estudo de pós-graduação extensa. Neste momento, existem práticas médicas antroposóficas em 80 países em todo o mundo.

A medicina antroposófica não possui fundamentação na ciência[1] e já foi descrita como pseudociência[2] e charlatanismo.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. McKie, Robin; Hartmann, Laura (29 de abril de 2012). «Holistic unit will 'tarnish' Aberdeen University reputation». The Observer 
  2. Dugan, Dan (1 de janeiro de 2002). Michael Shermer, ed. Anthroposophy and Anthroposophical Medicine. The Skeptic Encyclopedia of Pseudoscience. [S.l.]: ABC-CLIO. pp. 31–32. ISBN 978-1-57607-653-8 
  3. Jump, Paul (11 de maio de 2012). «Aberdeen decides against alternative medicine chair». Times Higher Education Supplement