José Leopoldo de Bulhões Jardim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Leopoldo de Bulhões Jardim (Cidade de Goiás, 28 de setembro de 1856Petrópolis, 15 de dezembro de 1928[1]) foi um político e financista brasileiro. Foi advogado formado na Faculdade de Direito de São Paulo.

Criador do clã Bulhões no estado de Goiás. Foi notável combatente da permanência de Rui Barbosa no Ministério da Fazenda e foi decisivo no plano de estabilização monetária do ex-presidente Rodrigues Alves. Foi Ministro da Fazenda e também diretor do Banco do Brasil.

Exerceu também o mandato de senador pelo seu estado natal de 1894 a 1902, em 1909 e de 1911 a 1918, além de ter sido deputado federal de 1881 a 1885 e 1891 a 1893.

Foi presidente da Câmara Municipal, sendo vereador por diversas vezes e prefeito de Petrópolis. Em seu breve mandato, regulamentou as escolas subvencionadas pela Prefeitura Municipal, determinando requisitos em relação ao tamanho e às instalações da escola e ao número de alunos.[2]

Seu nome foi atribuído a um município de Goiás, Leopoldo de Bulhões.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Precedido por
Sabino Alves Barroso Júnior
Ministro da Fazenda do Brasil
1902 — 1906
Sucedido por
David Morethson Campista
Precedido por
David Morethson Campista
Ministro da Fazenda do Brasil
1909 — 1910
Sucedido por
Francisco Antônio de Sales
Precedido por
Oswaldo Gonçalves Cruz
Prefeito de Petrópolis
1 de fevereiro de 1917 — 1 de maio de 1917
Sucedido por
Domingos de Souza Nogueira


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.