Makro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Makro
Comércio
Slogan Faz mais pelo seu negócio. Faz mais por você. (no Brasil)
Indústria Cash and Carry profissionais
Fundação 1968
Sede Amsterdã, Holanda
Empresa-mãe SHV Holdings N.V.
Website oficial

O Makro é uma rede atacadista holandesa pertencente a SHV Holdings N.V., fundada em 1968 e sediada em Amsterdã, nos Países Baixos. Desde 1998 as lojas europeias pertencem a alemã Metro, atuando em vários países da Europa, Ásia e América do Sul.

No Brasil, a empresa está presente em vinte e três estados e no Distrito Federal, com um total de 78 lojas. É a sétima maior empresa varejista do país (considerando que também vende ao consumidor final), segundo ranking do Ibevar em 2012.

Propriedade da empresa[editar | editar código-fonte]

As lojas europeias foram adquiridas em 1998 pela empresa alemã Metro, fundada em 1964. Fora da Europa (a exceção dos Países Baixos), a propriedade das lojas continua com a SHV Holdings N.V.

Makro em Portugal[editar | editar código-fonte]

A Makro chegou a Portugal em 1989 e abriu a sua primeira loja em Alfragide, nos arredores de Lisboa em 1990. Atualmente conta com 10 lojas nos principais centros urbanos e económicos do país e emprega cerca de 1.200 pessoas. A rede tem planos para abrir mais lojas no futuro e marcar presença na grande maioria dos distritos e regiões portuguesas.

Lojas em Portugal[editar | editar código-fonte]

Makro no Brasil[editar | editar código-fonte]

Loja em Amsterdam, na Holanda.
Loja em Cracóvia, na Polônia.
Loja Makoro de Guarapiranga, em São Paulo.

Presente no Brasil desde 1972, o Makro instalou sua primeira loja na cidade de São Paulo, estando a mesma localizada no bairro de Vila Maria.

Segue, abaixo, as unidades do Makro presentes em solo brasileiro[1] (o numeral entre parênteses refere-se às cidades com mais de unidade instalada).

Lojas no Brasil[editar | editar código-fonte]

Região Sudeste[editar | editar código-fonte]

Notas: a unidade mineira de Montes Claros, inaugurada em 2006, foi desativada em 2016;[2][3] a unidade paulista de São Carlos, inaugurada em 2013,[4][5] foi desativada em 2016.[6]

Região Sul[editar | editar código-fonte]

Região Centro-Oeste[editar | editar código-fonte]

Nota: inaugurada em 1999, a unidade localizada em Campo Grande (Mato Grosso do Sul) foi desativada em 2015.[8]

Região Nordeste[editar | editar código-fonte]

Nota: Em 10 de janeiro de 2017, a unidade de Aracaju foi completamente destruída num incêndio que não deixou vítimas fatais.[9] A mesma foi reinaugurada em 2018.

Região Norte[editar | editar código-fonte]

Os dados das unidades foram atualizados em 4 de novembro de 2018.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Henrique Marques de Souza, João. «Lojas do Makro». www.makro.com.br. Makro Atacadista. Consultado em 4 de novembro de 2018. 
  2. «Rede Makro fecha as portas em Montes Claros e deixa mais de 100 pessoas desempregadas». Aconteceu no Vale. 10 de junho de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2018. 
  3. «Makro encerra atividades em Montes Claros». O Norte de Minas. 11 de junho de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2018. 
  4. «MAKRO INAUGURA UNIDADE SÃO CARLOS NO DIA 19». www.saocarlos.sp.gov.br. Prefeitura Municipal de São Carlos. 9 de novembro de 2013. Consultado em 19 de novembro de 2013. 
  5. «Makro reforça atuação no interior de São Paulo e inaugura nova loja em São Carlos». www.maxpressnet.com.br. Maxpress. 18 de novembro de 2013. Consultado em 19 de novembro de 2013. 
  6. «Makro fecha unidade em São Carlos e demite cerca de 200 funcionários». G1 - São Carlos e Região. 30 de setembro de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2018. 
  7. Digital, Rony Rodrigues - Marketing. «Makro Atacado». www.martcentershopping.com.br. Consultado em 17 de julho de 2018. 
  8. Raíza Calixto, Edivaldo Bitencourt (2 de outubro de 2015). «Com concorrência maior, Makro sente crise e fecha as portas após 16 anos». Campo Grande News. Consultado em 4 de novembro de 2018. 
  9. «Incêndio atinge supermercado na Zona Sul de Aracaju». G1 - Sergipe. 10 de janeiro de 2017. Consultado em 10 de janeiro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]