Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Hermafrodita"

66 bytes removidos ,  11h22min de 20 de fevereiro de 2020
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 177.97.191.214 para a última revisão de Mbassis, de 11h02min de 23 de setembro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
== Hermafroditismo humano ==
Existem três tipos de hermafroditismo humano: o hermafroditismo verdadeiro, o [[pseudo-hermafroditismo]] masculino e o pseudo-hermafroditismo feminino:
* No hermafroditismo verdadeiro as crianças nascem com os dois órgãos sexuais bem formados, possuindo os órgãos sexuais internos e externos de ambos os sexos, incluindo [[ovário]]s, [[útero]], [[vagina]], [[testículo]]s e [[pênis]]. No hermafroditismo verdadeiro a maioria das pessoas são do sexo feminino (cromossomos XX) e a formação dosde órgãospénis, sexuaisescroto e masculinostestículos é atribuída a causas ainda não totalmente conhecidas.<ref name="RMuniz">{{citar web | titulo = Principal causa do hermafroditismo é mutação genética | url = http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1301395-5603,00.html | autor = Ricardo Muniz | publicado = [[Globo]] | data = 11/09/09 |acessodata= 2009-09-17}}</ref>
* No pseudo-hermafroditismo masculino a criança nasce como do sexo masculino (cromossomos XY) embora os órgãos sexuais externos não se desenvolvam completamente.
* No pseudo-hermafroditismo feminino a criança nasce como do sexo feminino (cromossomos XX) embora o [[clítoris]] desenvolva-se excessivamente adquirindo um formato semelhante a um pênis ([[Clitoromegalia]]). Atribui-se uma suposta causa não genética para o pseudo-hermafroditismo feminino aos efeitos dos medicamentos utilizados no tratamento da [[hiperplasia congênita das suprarrenais]] (HCSR) por deficiência da 21-Hidroxilase, uma doença genética que necessita de tratamento permanente e que em alguns casos não é interrompido por gestantes que não sabem se estão grávidas.
 
Uma teoria genética recente busca explicar várias anomaliasvariações sexuais doda hermafrotitismointersexuação humanohumana com sequências [[palíndromo]]s presentes no cromossomo Y. Segundo essa teoria as sequências palíndromos presentes no cromossomo Y, que supostamente protegeriam esse cromossomo de mutaçõesvariações genéticas, poderiam ocasionalmente se esticar e formar uma atração fatal com o palíndromo similar de seu vizinho, alterando o tamanho e/ou deslocando o [[centrômero]] do gene: os cromossomos gerados nessas [[divisão celular|divisões celulares]] teriam comprimentos variáveis, curtos e longos, com centrômeros deslocados ora para o centro, ora para as extremidades. Nessa teoria, os pacientes nos quais a distância entre os dois centrômeros do Y é curta, seriam homens, ao passo que quanto maior a distância entre os centrômeros, maior a tendência de que os pacientes sejam anatomicamente feminilizados. Essa pesquisa incluiu alguns pacientes do sexo masculino (cromossomos XY) portadores da [[síndrome de Turner]], uma condição só então conhecida em mulherespessoas atribuídas como do sexo feminino ao nascer que nascem com um único cromossomo X (cromossomos 45-XO).<ref>{{citar web | titulo = Fraqueza em cromossomo Y é relacionada a anomalias sexuais | url = http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u631323.shtml | publicado = [[Folha Online]] | data = 30/09/2009 |acessodata= 2009-10-02}}</ref>
 
Convém notar também que osas hermafroditaspessoas intersexo são frequentemente estéreis (e que todostodas as classificadas oscomo hermafroditas verdadeiros são estéreis).
 
== Tratamento ==
Utilizador anónimo