Tabuleiro ouija

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tabuleiro Ouija)
Ir para: navegação, pesquisa
Ouija em inglês
Portal A Wikipédia possui o
Portal do Ocultismo

A Ouija ou Tábua Ouija, criada para ser usada como método da necromancia, é qualquer superfície plana com letras, números ou outros símbolos em que se coloca um indicador móvel, utilizada para comunicação com espíritos.

Os participantes colocam os dedos sobre o indicador que então se move pelo tabuleiro para responder perguntas e enviar mensagens. Na verdade, há um jogo de tabuleiro registrado no Departamento de Comércio norte-americano com o nome de Ouija, mas a designação passou a servir a qualquer tabuleiro que se utiliza da mesma ideia.

No Brasil, há uma variante conhecida como a brincadeira do copo ou o jogo do copo, em que um copo faz as vezes do indicador para as respostas. Existem também apoios para a utilização de lápis durante as sessões.

Origem[editar | editar código-fonte]

O princípio em que se baseia o tabuleiro Ouija ficou conhecido depois de 1848, ano em que duas irmãs norte-americanas, Kate e Margaret Fox, supostamente contactaram um vendedor que havia morrido anos antes e espalharam uma febre espiritualista pelos Estados Unidos e Europa[1] [2] . Há também indícios de que o princípio teria sido aperfeiçoado por um espiritualista por volta de 1853, chamado M. Planchette[3] [4] , que teria inventado o indicador de madeira que é utilizado até hoje.

Explicação[editar | editar código-fonte]

Explicação científica[editar | editar código-fonte]

Cientistas céticos em geral atribuem o funcionamento do tabuleiro Ouija ao efeito ideomotor[5] [6] . Segundo eles, as pessoas participantes da sessão involuntariamente exercem uma força imperceptível sobre o indicador utilizado, e a conjunção da força exercida por várias pessoas faz o objeto se mover. O físico inglês Michael Faraday realizou vários experimentos que provaram que os movimentos inexplicáveis de mesas girantes, atribuídos a fontes ocultas eram na verdade realizados pelos próprios participantes dos experimentos.[7] [8]

O mágico ilusionista e cético americano James Randi cita em seu livro An Encyclopedia of Claims, Frauds, and Hoaxes of the Occult and Supernatural que, quando vendados, os participantes do tabuleiro Ouija não conseguem produzir mensagens inteligíveis[9] .

Explicação espiritualista[editar | editar código-fonte]

Alguns espiritualistas que acreditam que é possível fazer contato real com o mundo dos mortos argumentam que vendar os olhos dos participantes da mesa prejudica suas supostas capacidades mediúnicas. A ideia que fundamenta o argumento é que o espírito utilizaria os sentidos do participante durante as sessões. A maioria dos adeptos dessa teoria acredita que o tabuleiro não tem poder em si mesmo, servindo apenas como ferramenta para o médium se comunicar com o mundo dos espíritos[10] .

Críticas[editar | editar código-fonte]

Além das tradicionais críticas dos céticos, o tabuleiro Ouija também é criticado entre os espiritualistas. O famoso Edgar Cayce declarou-os perigosos[11] . Críticos avisam que maus espíritos poderiam enganar os participantes e possuí-los espiritualmente.

No meio especializado, há diversos avisos contra o uso do tabuleiro por pessoas desavisadas. Há também notícias de tabloides relatando casos de suposta possessão demoníaca em decorrência de sessões envolvendo espíritos malignos[12] .

A Igreja Católica é crítica com o tabuleiro e a brincadeira do copo, assim como as experiências de seus fiéis na busca pelo contato com os mortos, em geral. A recomendação dos padres é que os fiéis se mantenham distantes de participações nesse tipo de evento [13] .Segundo alguns padres exorcistas, como o padre Grabriele Amorth, por exemplo, este tipo de jogo pode contactar demônios, em seus livros, ele relata inúmeras possessões causadas pelo uso desses jogos.

Da mesma forma, Igrejas Evangélicas costumam acusar essas práticas como "brincadeiras com demônios" [14] [15] .

A Doutrina Espírita orienta n'O Livro dos Médiuns que estas práticas devem ser evitadas uma vez que, normalmente, são utilizadas para curiosidades em geral e perguntas vãs apenas, longe da seriedade exigida no intercâmbio com a espiritualidade benfeitora, e, dessa forma, é mais provável a presença de espíritos levianos e zombeteiros, sem nenhum interesse com a verdade e com a dignidade, do que espíritos bons e esclarecidos comprometidos com a divulgação das propostas morais e éticas da Vida.

Observações[editar | editar código-fonte]

O tabuleiro não necessita propriamente de ter um formato retangular, muitos tabuleiros de Ouija são em formato circular. Em vez do ponteiro, pode utilizar uma moeda ou um copo de vidro, sendo este último não aconselhável devido ao facto do espírito poder vingar-se utilizando o copo, precisamente por este ser de vidro.[16] [carece de fontes?]

Aparições famosas[editar | editar código-fonte]

  • Na série televisiva Sobrenatural, Sam usa um tabuleiro Ouija para se comunicar com seu irmão Dean quando este se encontrava em coma pelo acidente de carro que foi sofrido pela dupla e seu pai.
  • Apareceu logo no início do livro 4 da série Diários do Vampiro de L.J Smith, onde a personagem Bonnie, uma suposta médium, tenta se comunicar com a amiga Elena após sua morte.
  • Na série Televisiva "Charmed", o aparecimento é constante desde o episódio piloto.
  • O escritor G. K. Chesterton utilizou um tabuleiro Ouija durante um período de depressão e ceticismo e depois disso passou a ser fascinado pelo ocultismo[17] .
  • Michelle Pfeiffer utiliza um tabuleiro ouija no filme Revelação,Brandon Flowers, vocalista da banda The Killers, utilizou o tabuleiro e passou a ter medo do número 621. A data também se relaciona com o dia de seu aniversário, 21 de junho[18] .
  • No filme O Exorcista de 1973, Regan Macneil é possuída depois de utilizar um tabuleiro Ouija.
  • Também na serie televisiva Assombrações do Discovery Channel, uma médium usa o tabuleiro para falar com um espírito demoníaco chamado Aloysius
  • Na série de TV O Mundo Perdido o tabuleiro Ouija é usado por todos os personagens para se comunicar co Ned Malone no mundo espiritual.
  • No clipe Memórias (canção) da Pitty, usam o tabuleiro em um cemitério.
  • O guitarrista da banda estadunidense Metallica, Kirk Hammet, possui uma guitarra com o fundo caracterizado como um tabuleiro de Ouija.
  • No filme Atividade Paranormal de 2008, as personagens tentam contato com um suposto fantasma ou demônio utilizando este tabuleiro.
  • Na série de TV Kyle XY, Kyle tenta descobrir coisas sobre o seu passado utilizando um tabuleiro ouija.
  • Na série YuGiOh!, o personagem Bakura utiliza uma carta com o tabuleiro, fazendo o monstro Necrófaga das Trevas escrever a palavra FINAL. Se a palavra tivesse sido completada, Yugi teria perdido o duelo automaticamente.
  • Na série Friends, no episódio 14 da 3ª temporada, as personagens Phoebe Buffay e Mônica Geller aparecem jogando logo no início do episódio, mas o assunto não é explorado pela série.
  • No filme Amityville 3 de 1983, com as personagens Lisa Meg Ryan, Susan Baxter Lori Loughlin e Melanie Candy Clark.
  • No álbum The Drug in Me Is You da banda Falling In Reverse há uma faixa chamada "Don't Mess With Ouija Boards"
  • O guitarrista da banda Black Veil Brides tem uma guitarra em que aparece o tabuleiro de ouija, no videoclipe Perfect Weapon.
  • No jogo Castlevania Symphony of the Night, em Marble Gallery, e possível encontrar um inimigo chamado "Ouija Table", que é uma mesa flutuante.
  • Na música "Ouija board, Ouija board" faixa do disco Bona Drag, o cantor Morrissey, explora o assunto. Na letra da música, a utilização do tabuleiro tem a finalidade de matar a saudade de uma pessoa querida que se foi.
  • No jogo La Piedra de Anamara há uma fase que você usa um Tabuleiro Ouija, para se comunicar com um espírito do jogo.
  • A banda britânica de heavy metal Angel Witch aborda o assunto na música She Don't Lie do álbum Frontal Assault, a música fala sobre uma mulher que após utilizar o tabuleiro ouija é possuída e mata seu amante.
  • Na série de TV Pretty Little Liars, Hanna Marin e Mona Vanderwaal utilizam o tabuleiro para se comunicar com os espíritos e a ele perguntam sobre Alison Dilaurentis e ele dá em resposta alive, informando que a personagem está viva.
  • No livro Os Adivinhos de Libba Bray, a história começa com um grupo de jovens que solta um espírito enquanto utilizavam o tabuleiro de ouija.

Referências

  1. (em inglês) Museum of Talking Boards, History of the Talking Board
  2. (em inglês) [http://www.mitchhorowitz.com/ouija.html Mitch Horowitz: Ouija
  3. (em inglês) Museum of Talking Boards, Ancient History
  4. (em inglês) Spence, Lewis; An Encyclopedia of Occultism(1960); University Books
  5. Projeto Ockham, A Brincadeira do Copo
  6. Wegner DM. The Illusion of Conscious Will. Cambridge, MA: MIT Press;2002
  7. (em inglês)Como as pessoas são enganadas pelo efeito ideomotor, Ray Hyman, Ph.D
  8. Faraday, Michael. (1853). "Experimental Investigation of Table-Moving". Journal of the Franklin Institute 56 (5): 328-33. DOI:10.1016/S0016-0032(38)92173-8 (Finally, I beg to direct attention to the discourse delivered by Dr. Carpenter at the Royal Institution on the 12th of March, 1852, entitled 'On the influence of Suggestion in modifying and directing Muscular Movement, independently of Volition':-which, especially in the latter part, should be considered in reference to table moving by all who are interested in the subject.). Visitado em 06/08/2014.
  9. (em inglês) Ouija Board, James Randy Educational Foundation
  10. (em inglês) Museum of Talking Boards, Theories
  11. (em inglês) The Ouija Board - Part One
  12. (em inglês) Ghost Research - Ouija: Not a game
  13. Doutrina Católica, Perguntas e respostas
  14. (em português) Igreja Batista Independente em Pato Branco
  15. (em português) Igreja Evangélica da Paz, O Exorcista, Quando o demônio vira astro de cinema
  16. (em português) Tabuleiro de Ouija - Notas Adicionais
  17. (em inglês)BBC
  18. (em inglês) Monsters and Critics, Ouija Death Threat