10.º governo da ditadura (Portugal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Governos da Segunda República Portuguesa
Coat of arms of Portugal.svg

O 10.º governo da Ditadura portuguesa e 2.º governo do Estado Novo, nomeado a 18 de janeiro de 1936 e exonerado a 27 de setembro de 1968, foi o terceiro de três governos consecutivos liderados por António de Oliveira Salazar, e o mais longo governo de sempre em Portugal.

A sua constituição era a seguinte:[1][2]

Cargo Detentor Período
Presidente do Conselho de Ministros António de Oliveira Salazar 18 de janeiro de 1936 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Presidência João Lumbrales 2 de agosto de 1950 a 7 de julho de 1955
Marcelo Caetano 7 de julho de 1955 a 14 de agosto de 1958
Pedro Teotónio Pereira 14 de agosto de 1958 a 22 de junho de 1961
Ministro de Estado Adjunto
do Presidente do Conselho
José Gonçalo Correia de Oliveira 22 de junho de 1961 a 19 de março de 1965
António da Mota Veiga 19 de março de 1965 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Defesa Nacional Fernando dos Santos Costa 2 de agosto de 1950 a 14 de agosto de 1958
Américo Tomás (interino) 22 de maio de 1957 a 29 de junho de 1957
Júlio Botelho Moniz 14 de agosto de 1958 a 13 de abril de 1961
António de Oliveira Salazar 13 de abril de 1961 a 4 de dezembro de 1962
Manuel Gomes de Araújo 4 de dezembro de 1962 a 27 de setembro de 1968
Ministro do Interior Mário Pais de Sousa 18 de janeiro de 1936 a 6 de setembro de 1944
João Lumbrales (interino) 23 de julho de 1941 a 12 de agosto de 1941
Júlio Botelho Moniz 6 de setembro de 1944 a 4 de fevereiro de 1947
Augusto Cancela de Abreu 4 de fevereiro de 1947 a 2 de agosto de 1950
Manuel Cavaleiro de Ferreira (interino) 23 de outubro de 1948 a 9 de novembro de 1948
Joaquim Trigo de Negreiros 2 de agosto de 1950 a 14 de agosto de 1958
José Pires Cardoso 14 de agosto de 1958 a 28 de novembro de 1958
Arnaldo Schulz 28 de novembro de 1958 a 3 de maio de 1961
Alfredo dos Santos Júnior 4 de maio de 1961 a 19 de agosto de 1968
António Manuel Gonçalves Rapazote 19 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Justiça Manuel Rodrigues 18 de janeiro de 1936 a 28 de agosto de 1940
Adriano Vaz Serra 28 de agosto de 1940 a 6 de setembro de 1944
Manuel Cavaleiro de Ferreira 6 de setembro de 1944 a 7 de agosto de 1954
Cargo vago 7 de agosto de 1954 a 14 de agosto de 1954
João Antunes Varela 14 de agosto de 1954 a 31 de maio de 1955
Fernando Pires de Lima (interino) 31 de maio de 1955 a 30 de junho de 1955
João Antunes Varela 30 de junho de 1955 a 22 de setembro de 1967
Mário Júlio de Almeida Costa 22 de setembro de 1967 a 27 de setembro de 1968
Ministro das Finanças António de Oliveira Salazar 18 de janeiro de 1936 a 28 de agosto de 1940
João Lumbrales 28 de agosto de 1940 a 2 de agosto de 1950
Artur Oliveira 2 de agosto de 1950 a 7 de julho de 1955
António Pinto Barbosa 7 de julho de 1955 a 14 de junho de 1956
Ulisses Cortês 14 de junho de 1956 a 19 de agosto de 1968
João Dias Rosas 19 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Guerra Abílio Passos e Sousa 18 de janeiro de 1936 a 11 de maio de 1936
Joaquim Abranches (interino) 25 de janeiro de 1936 a 5 de fevereiro de 1936
António de Oliveira Salazar (interino) 11 de maio de 1936 a 6 de setembro de 1944
Fernando dos Santos Costa 6 de setembro de 1944 a 2 de agosto de 1950
Ministro do Exército Fernando dos Santos Costa (interino) 2 de agosto de 1950 a 26 de agosto de 1950
Adolfo Abranches Pinto 2 de agosto de 1950 a 12 de abril de 1954
Fernando dos Santos Costa (interino) 12 de abril de 1954 a 14 de agosto de 1958
Afonso de Almeida Fernandes 14 de agosto de 1958 a 13 de abril de 1961
Mário Silva 13 de abril de 1961 a 4 de dezembro de 1962
Joaquim da Luz Cunha 4 de dezembro de 1962 a 19 de agosto de 1968
José Manuel Bettencourt Rodrigues 19 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Marinha Manuel Ortins de Bettencourt 18 de janeiro de 1936 a 6 de setembro de 1944
António de Oliveira Salazar (interino) 25 de janeiro de 1936 a 5 de fevereiro de 1936
António de Oliveira Salazar (interino) 30 de janeiro de 1939 a 2 de fevereiro de 1939
Francisco Vieira Machado (interino) 23 de julho de 1941 a 12 de agosto de 1941
Américo Tomás 6 de setembro de 1944 a 10 de maio de 1958
Fernando dos Santos Costa (interino) 13 de novembro de 1953 a 18 de dezembro de 1953
Raul Ventura (interino) 10 de maio de 1958 a 14 de agosto de 1958
Fernando de Quintanilha e Mendonça Dias 14 de agosto de 1958 a 19 de agosto de 1968
Manuel Pereira Crespo 19 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968
Ministro dos Negócios Estrangeiros Armindo Monteiro 18 de janeiro de 1936 a 24 de novembro de 1936
António de Oliveira Salazar (interino) 6 de novembro de 1936 a 4 de fevereiro de 1947
José Caeiro da Mata 4 de fevereiro de 1947 a 2 de agosto de 1950
Paulo Cunha 2 de agosto de 1950 a 14 de agosto de 1958
Marcelo Caetano (interino) 26 de dezembro de 1956 a 11 de fevereiro de 1957
Marcelo Caetano (interino) 29 de maio de 1957 a 27 de junho de 1957
Marcelo Matias 14 de agosto de 1958 a 4 de maio de 1961
Alberto Franco Nogueira 4 de maio de 1961 a 27 de setembro de 1968
Ministro das Obras Públicas
e Comunicações
Joaquim Abranches 18 de janeiro de 1936 a 25 de maio de 1938
Manuel Rodrigues (interino) 23 de maio de 1938 a 25 de maio de 1938
Duarte Pacheco 25 de maio de 1938 a 16 de novembro de 1943
Cargo vago 16 de novembro de 1943 a 18 de novembro de 1943
João Lumbrales (interino) 18 de novembro de 1943 a 6 de setembro de 1944
Augusto Cancela de Abreu 6 de setembro de 1944 a 4 de fevereiro de 1947
Ministro das Obras Públicas José Frederico Ulrich 4 de fevereiro de 1947 a 2 de abril de 1954
Eduardo de Arantes e Oliveira 2 de abril de 1954 a 12 de abril de 1967
José Machado Vaz 12 de abril de 1967 a 27 de setembro de 1968
Ministro das Colónias Francisco Vieira Machado 18 de janeiro de 1936 a 6 de setembro de 1944
Manuel Rodrigues (interino) 11 de julho de 1938 a 27 de setembro de 1938
Manuel Rodrigues (interino) 17 de junho de 1939 a 12 de setembro de 1939
Francisco José Caeiro (interino) 6 de junho de 1942 a 5 de janeiro de 1943
Marcelo Caetano 6 de setembro de 1944 a 4 de fevereiro de 1947
Américo Tomás (interino) 9 de junho de 1945 a 14 de novembro de 1945
Teófilo Duarte 4 de fevereiro de 1947 a 2 de agosto de 1950
Ministro do Ultramar Manuel Sarmento Rodrigues 2 de agosto de 1950 a 7 de julho de 1955
Raul Ventura 7 de julho de 1955 a 14 de agosto de 1958
Vasco Lopes Alves 14 de agosto de 1958 a 13 de abril de 1961
Fernando de Quintanilha e Mendonça Dias (interino) 16 de junho de 1959 a 23 de julho de 1959
Adriano Moreira 13 de abril de 1961 a 4 de dezembro de 1962
António Augusto Peixoto Correia 4 de dezembro de 1962 a 19 de março de 1965
Joaquim da Silva Cunha 19 de março de 1965 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Instrução Pública António Carneiro Pacheco 18 de janeiro de 1936 a 11 de abril de 1936
Ministro da Educação Nacional António Carneiro Pacheco 11 de abril de 1936 a 28 de agosto de 1940
Manuel Rodrigues (interino) 9 de março de 1939 a 23 de março de 1939
Mário de Figueiredo 28 de agosto de 1940 a 6 de setembro de 1944
José Caeiro da Mata 6 de setembro de 1944 a 4 de fevereiro de 1947
Fernando Pires de Lima 4 de fevereiro de 1947 a 7 de julho de 1955
Francisco de Paula Leite Pinto 7 de julho de 1955 a 4 de maio de 1961
Manuel Lopes de Almeida 4 de maio de 1961 a 4 de dezembro de 1962
Inocêncio Galvão Teles 4 de dezembro de 1962 a 19 de agosto de 1968
José Hermano Saraiva 19 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968
Ministro do Comércio e Indústria Pedro Teotónio Pereira 18 de janeiro de 1936 a 13 de dezembro de 1937
João Lumbrales 13 de dezembro de 1937 a 28 de agosto de 1940
Ministro da Agricultura Rafael Duque 18 de janeiro de 1936 a 28 de agosto de 1940
Ministro da Economia Rafael Duque 28 de agosto de 1940 a 6 de setembro de 1944
Clotário Luís Supico Pinto 6 de setembro de 1944 a 4 de fevereiro de 1947
Daniel Barbosa 4 de fevereiro de 1947 a 16 de outubro de 1948
António Júlio de Castro Fernandes 16 de outubro de 1948 a 2 de agosto de 1950
Ulisses Cortês 2 de agosto de 1950 a 14 de agosto de 1958
José Ferreira Dias 14 de agosto de 1958 a 4 de dezembro de 1962
Luís Maria Teixeira Pinto 4 de dezembro de 1962 a 29 de março de 1963
Cargo cago[Nota 1] 29 de março de 1963 a 16 de abril de 1963
Luís Maria Teixeira Pinto 16 de abril de 1963 a 19 de março de 1965
José Gonçalo Correia de Oliveira 19 de março de 1965 a 27 de setembro de 1968
Ministro das Comunicações Manuel Gomes de Araújo 4 de fevereiro de 1947 a 4 de janeiro de 1956
Marcelo Caetano (interino) 4 de janeiro de 1956 a 1 de fevereiro de 1956
Manuel Gomes de Araújo 1 de fevereiro de 1956 a 14 de agosto de 1958
Carlos Ribeiro 14 de agosto de 1958 a 19 de agosto de 1968
José Machado Vaz (interino) 19 de agosto de 1968 a 28 de agosto de 1968
José Canto Moniz 28 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968
Ministro das Corporações
e Previdência Social
José Soares da Fonseca 2 de agosto de 1950 a 7 de julho de 1955
Henrique Veiga de Macedo 7 de julho de 1955 a 4 de maio de 1961
José João Gonçalves de Proença 4 de maio de 1961 a 27 de setembro de 1968
Ministro da Saúde e Assistência Henrique Martins de Carvalho 14 de agosto de 1958 a 9 de dezembro de 1960
Cargo vago 9 de dezembro de 1960 a 14 de dezembro de 1960
Henrique Martins de Miranda 14 de dezembro de 1960 a 4 de dezembro de 1962
Pedro Soares Martínez 4 de dezembro de 1962 a 15 de outubro de 1963
Alfredo dos Santos Júnior (interino) 15 de outubro de 1963 a 23 de novembro de 1963
Francisco Neto de Carvalho 23 de novembro de 1963 a 19 de agosto de 1968
Joaquim de Jesus Santos 19 de agosto de 1968 a 27 de setembro de 1968

Galeria[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Luís Maria Teixeira Pinto foi exonerado a seu pedido temporariamente entre 29 de março e 16 de abril de 1963 do cargo de ministro da Economia. Contudo, durante este período, surgem publicados vários diplomas legais em Diário do Governo com a sua assinatura.

Referências

  1. Guimarãis, Alberto Laplaine; Ayala, Bernardo Diniz de; Machado, Manuel Pinto; António, Miguel Félix. «56.º Ministério». Os Governos da República: 1910–2010. Lisboa: Edição dos autores. p. 347–358. ISBN 978-989-97322-0-9 
  2. Maltez, José Adelino. «Governo de António de Oliveira Salazar (1932–1968)». Politipédia — Repertório Português de Ciência Política. Observatório Político. Consultado em 11 de outubro de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.