Parada de Taipas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parada de Taipas
Coreto no bairro de Parada de Taipas
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Dia Oficial: 3 de maio
Distrito: Jaraguá
Subprefeitura: Pirituba
Região Administrativa: Noroeste

Parada de Taipas é um bairro localizado na região noroeste de São Paulo. Considerado de classe baixa, porém contendo alguns condomínios de classe média, tem como principais vias de acesso: Avenida Raimundo Pereira de Magalhães (conhecida como Estrada Velha de Campinas), Avenida Elísio Teixeira Leite, Avenida Deputado Cantídio Sampaio e Rodoanel Mário Covas. Situa-se no distrito de Jaraguá. Seu aniversário é celebrado em 1 de outubro, data de inauguração da estação de trem Jaraguá.

Origem[editar | editar código-fonte]

Um dos bairros mais setentrionais de São Paulo, situado na região do Vale do Rio Juqueri e da Serra da Cantareira, Taipas é um núcleo urbano isolado do restante da cidade por um cinturão verde cada vez mais tênue, assim como Perus. Teve origem numa parada do trem que ligava a cidade a Jundiaí.

Através do político Chico Macena, Taipas poderá ser o 97º Distrito da cidade de São Paulo, através do projeto de lei nº 350/2006[1] que tramita na Câmara Municipal de São Paulo.

Nome[editar | editar código-fonte]

A região do Vale do Rio Juqueri e da Serra da Cantareira foi zona de passagem de tropas militares e importante entreposto de abastecimento durante o período colonial e sob vigência do Império, fato que ficaria materializado em vias que fazem a ligação de municípios como Franco da Rocha e Caieiras e os bairros de Pirituba e Jaraguá.

Seu nome vem exatamente por ser um posto de passagem e abastecimento (parada) às tropas militares e do grande números de casas feitas de taipa ali existentes.

Primeira capela[editar | editar código-fonte]

A Igreja Católica está oficialmente presente no bairro desde meados da década de 1960, quando foi erigida uma capela em honra a Santo Estevão, que serviu à realização de missas aos que ali moravam. Todavia, esta capela ruiu em meados da década de 1970.

Igreja Santo Antônio de Taipas[editar | editar código-fonte]

Devido ao desmoronamento da última capela, foi edificado um outro templo, bem maior, que desta vez foi dedicado a Santo Antônio de Lisboa. Este templo está de pé até hoje, e situa-se na esquina da Estrada de Taipas com a Av. Raimundo Pereira de Magalhães.

Em meados da década de 1980, a igreja foi desinstalada sob motivo de que uma nova igreja deveria ser erguida no centro do bairro que, segundo o pároco da época, seria próxima ao Hospital Kátia Rodrigues de Sousa, conhecido por Hospital Geral de Taipas, na Avenida Elísio Teixeira Leite. Mas em 2004, por exímios trabalhos do pároco Pe. Valdiran da paróquia São Luís Maria Grignion de Montfort, no Jardim Rincão, a igreja foi reinstalada sob o título de Comunidade Santa Cruz. Em 2007, o mesmo padre sugeriu à comunidade a adoção do nome antigo, e é chamada atualmente de Comunidade Santo Antônio de Taipas.

Paróquia Nossa Senhora das Dores[editar | editar código-fonte]

Inaugurada em 1986, teve a pedra fundamental lançada em março de 1985. Localiza-se próxima ao HGT e à Cohab. Já esteve sob cuidados de quatro párocos.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]