Aquarela do Brasil (minissérie)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros sentidos do termo, veja Aquarela do Brasil (desambiguação).
Aquarela do Brasil
Informação geral
Formato Minissérie
Duração 35
Criador(es) Lauro César Muniz
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Elenco Edson Celulari
Maria Fernanda Cândido
Thiago Lacerda
Norton Nascimento
Talita Castro
Daniela Escobar e grande elenco
Tema de abertura Aquarela do Brasil - Roberta Lombardi
Exibição
Transmissão original 22 de agosto de 2000 - 1 de dezembro de 2000
N.º de episódios 60

Aquarela do Brasil foi uma minissérie brasileira exibida pela Rede Globo entre 22 de agosto a 1 de dezembro de 2000, às 23 horas, totalizando em 60 capítulos[1].

Escrita por Lauro César Muniz e colaboração de Rosane Lima e direção de Marcelo Travesso e Carlo Milani, e direção geral e núcleo de Jayme Monjardim e Carlos Magalhães, e núcleo de Jayme Monjardim.

Apresentando Thiago Lacerda, Maria Fernanda Cândido e Edson Celulari como protagonistas.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uma história romântica, passada no Rio de Janeiro da década de 1940, que narra a ascensão de uma cantora de música popular durante o período áureo do rádio. Uma época conturbada, no qual grandes acontecimentos políticos se mesclam ao glamour do mundo do rádio e de suas estrelas, acontecimentos políticos esses que são, no país, o Brasil sendo governado pela ditadura de Getúlio Vargas, no contexto do Estado Novo, que, aliado às elites oligárquica e urbano-industrial, ele incia o processo de modernização econômica e de industrialização do Brasil, cujo ápice é a construção da Companhia Siderúrgica Nacional, em Volta Redonda, no sul do estado do Rio de Janeiro; e no plano externo, a ocorrência da Segunda Guerra Mundial.

A escalada de Isa Galvão como cantora de rádio começa em Roseiral, pequena cidade vizinha de Volta Redonda, em 1943. Nesta cidade a cantora conhece o Capitão Hélio Aguiar, um militar íntegro e patriota que está na cidade para investigar Felipe, suspeito de espionagem nazista. No passado o tio de Isa já havia sido preso por ter participado da ação integralista. Mesmo jurando inocência Felipe é preso e levado para o Rio de Janeiro, fazendo com que Isa também se mude para a capital.

No Rio, ela conhece Mário Lopes, um pianista boêmio, que se apaixona por ela e procura ajudá-la em sua carreira. Isa também se encanta com ele, mas fica dividida entre o artista e o militar com quem já se envolvera profundamente, este é noivo de Beatriz, o que não impede de se entregar completamente à cantora.

Também no Rio, Isa conhece Armando Vasquez, dono da Rádio Carioca, casado com Dulce, mas que mantém um caso amoroso velado com sua ajudante Velma, uma ex-vedete. É Armando quem lança Isaura como a cantora Isa Galvão.

O universo da guerra permeia toda a trama: da preparação do Brasil para entrar na mesma ao embarque dos personagens junto com a FEB para os campos da Itália. Para ilustrar o clima da Segunda Guerra, alguns personagens mostravam a realidade dos judeus que fugiram de seus países para escapar ao Holocausto e se instalaram no Brasil. Entre eles, a jovem Bella Landau, que é salva de morrer nos campos de concentração por Axel Bauer, um oficial nazista que se apaixona por ela. Axel torna-se um desertor do exército alemão ao fugir com Bella para o Brasil, onde os dois têm dificuldades para entrar no país. O Sr. Jakob, Sofia e Dr. Álvaro também ajudavam as pessoas que chegavam da Europa fugindo do conflito. Último trabalho de Lauro Cesar Muniz na rede Globo. A Minisserie teve cenas gravadas na Antiga Estância turista de São José do Barreiro, interior de São Paulo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Maria Fernanda Cândido Isa Galvão
Edson Celulari Capitão Hélio Aguiar
Thiago Lacerda Mário Lopes
Daniela Escobar Bella Landau
Marco Ricca Felipe
Odilon Wagner Armando
Natália do Valle Dulce
Ângela Vieira Velma
Norton Nascimento Bemol
Adriana Lessa Neide
Nicete Bruno Glória
Marcos Frota Casaca
Othon Bastos Coronel Mendes
Bete Mendes Olga
Fernanda Rodrigues Luisa
Flávia Alessandra Beatriz
Ernani Moraes Ivo
Sebastião Vasconcelos Belmiro
Myrian Rios Zuleika
Roberto Bataglin Tenente Gomes
Cláudio Marzo Rodolfo
Paulo Goulart Gabriel Laguardia
Gracindo Júnior García
Rui Rezende Gastão
Chica Xavier Celeste
Fernanda Muniz Clarita
Talita Castro Marina
Eloísa Mafalda Margarida
Débora Olivieri Matilde
Thierry Figueira Milton
Luciano Szafir Maurício
Cristina Prochaska Flora
Graça Berman Sofia
João Signorelli Álvaro
Gilberto Marmorosch Jakob
Malu Valle Soraia
Sílvio Guindane Dagô
Tarciana Saad Tatiana
Ana Carolina Dias Laura
Olivetti Herrera Tenente Rafael
Gérson de Abreu Pipo
Dandara Guerra Maria
Regina Remencius Anna
Pedro Malta Poeira
Felipe Kannenberg Axel
André Luiz Miranda Pitu
Samuel Costa Dirceu
Thiago Oliveira Brasito
Thiago Farias Amendoim
Carolina Macieira Zezé
Elenco de apoio

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Capa: Edson Celulari, Maria Fernanda Cândido e Thiago Lacerda.

  1. Poder da Crianção - Alcione
  2. Por Toda Vida (tema de Isa) - Marcus Viana e Transfônica Orkestra
  3. Segredo - Maria Bethânia
  4. Nervos De Aço - Paulinho da Viola
  5. Blue Moon - Mel Torme
  6. La Enorme Soledad - Paula Santoro
  7. No Mexe-Mexe No Bole-Bole - Dudu Nobre
  8. À Medida Da Paixão - Fafá de Belém
  9. Sabor a Mi - Laura Fygi
  10. Samba Rasgado - Ney Matogrosso
  11. Clair De Lune - Marcus Vianna
  12. Aquarela Do Brasil - Roberta Lombardi
  13. Madame Butterfly - Sagrado Coração da Terra
  14. Teu Lindo Olhar - Emílio Santiago

Referências

  1. «"Aquarela do Brasil" estréia hoje e reproduz o glamour dos anos 40 na Globo». Folha Ilustrada. 22 de agosto de 2000. Consultado em 7 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]