Henrique Eduardo Alves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henrique Eduardo Alves
Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil
Mandato 4 de fevereiro de 2013
até a atualidade
Antecessor(a) Marco Maia
Sucessor(a)
Deputado federal  Rio Grande do Norte
Mandato 1 de fevereiro de 1971
até a atualidade
(11 mandatos consecutivos)
Vida
Nascimento 9 de dezembro de 1948 (65 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Dados pessoais
Esposa Laurita Arruda Camara[1]
Partido MDB, PP, PMDB
Profissão advogado, empresário
linkWP:PPO#Brasil

Henrique Eduardo Lyra Alves (Rio de Janeiro, 9 de dezembro de 1948) é um advogado, empresário e político brasileiro no exercício do décimo primeiro mandato consecutivo de deputado federal pelo Rio Grande do Norte.

Dados pessoais[editar | editar código-fonte]

Filho de Aluísio Alves e Ivone Lira Alves. Aluno do curso de Direito do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) transferiu-se para a Universidade Federal do Rio de Janeiro onde graduou-se em 1972. Além de político é empresário e um dos proprietários do Sistema Cabugi de Comunicação, do qual fazem parte a TV Cabugi, afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Norte, a Rádio Globo Natal, a Rádio Difusora de Mossoró e o jornal Tribuna do Norte, do qual é presidente.[2] [3]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Após a cassação de seu pai pelo Ato Institucional Número Cinco em 7 de fevereiro de 1969, Henrique Eduardo Alves resolve seguir carreira política e ingressa no MDB elegendo-se deputado federal em 1970, 1974 e 1978. Após a extinção do bipartidarismo no governo João Figueiredo, ingressou no PP em 1980 e ali permaneceu até que seus integrantes decidiram incorporar-se ao PMDB[4] e Henrique Eduardo Alves foi eleito presidente do diretório estadual reelegendo-se deputado federal em 1982.

Em seu novo mandato votou a favor da emenda Dante de Oliveira em 1984 e em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral em 1985 e após nova vitória em 1986 participou da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Constituição de 1988 reelegendo-se em 1990 e nessa legislatura votou a favor do processo de impeachment do presidente Fernando Collor. Obteve novos mandatos em 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010 chegando ao posto de líder do PMDB, função que desempenha desde 2007.

Sobrinho dos políticos Garibaldi Alves e Agnelo Alves e primo de Garibaldi Alves Filho e Carlos Eduardo Alves, concorreu duas vezes à prefeitura de Natal, sem sucesso: em 1988 foi derrotado por Wilma de Faria, e em 1992 por Aldo Tinoco.[5] Durante parte do segundo governo Garibaldi Alves Filho foi Secretário de Governo.[6]

Pelo tempo que está na Câmara dos Deputados, empatou em onze mandatos com Ulysses Guimarães e está atrás de Manoel Novaes, que tem doze.[7]

Referências

Precedido por
Marco Maia
Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil
2013 – atualmente
Sucedido por