Seth MacFarlane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Seth MacFarlane
MacFarlne na San Diego Comic-Con de 2010.
Nome completo Seth Woodbury MacFarlane
Nascimento 26 de outubro de 1973 (41 anos)
Kent, Connecticut,
 Estados Unidos
Ocupação Ator, dublador, animador, roteirista, comediante, cantor, produtor, diretor, ativista
Atividade 1995–presente
Assinatura Seth MacFarlane signature.svg
Emmy Awards
Melhor Dublagem
2000Family Guy
Melhor Música e Letra Originais
2002Family Guy
IMDb: (inglês)

Seth Woodbury MacFarlane (Kent, 26 de outubro de 1973) é um ator, dublador, animador, roteirista, comediante, produtor, diretor e cantor estadunidense. Ele é mais conhecido por ser o criador da série de animação Family Guy (1999-presente), além de ser o cocriador dos programas American Dad! (2005-presente) e The Cleveland Show (2009-2013), séries das quais Seth dubla vários dos personagens.

Nascido em Kent, Connecticut, graduou-se na Escola de Design de Rhode Island, onde estudou animação, alcançando o grau de bacharel em Belas Artes. Seth foi um dos animadores e roteiristas de Hanna-Barbera para vários dos programas de televisão criados pela empresa, incluindo Johnny Bravo, Cow and Chicken, Dexter's Laboratory e I Am Weasel, antes de criar sua própria série para a 20th Century Fox em 1999, chamada de Family Guy. Após isso, tornou-se o cocriador de American Dad! em 2005 e de The Cleveland Show em 2009, para a FOX. Passou a trabalhar como produtor executivo do seriado The Winner da Fox.

Como ator, ele fez aparições em séries como Gilmore Girls, The War at Home e FlashForward. Ele tem interesse em ficção científica e fantasia, o que o levou a fazer pequenas participações como convidado em Star Trek: Enterprise e como dublador do personagem de Johann Kraus em Hellboy II: The Golden Army, de Guillermo del Toro. Em 2008, ele criou sua própria série no YouTube intitulada Seth MacFarlane's Cavalcade of Cartoon Comedy. Como cantor, já se apresentou em vários locais, incluindo o Carnegie Hall e o Royal Albert Hall.

MacFarlane ganhou vários prêmios por seu trabalho em Family Guy, incluindo dois Primetime Emmy Awards e um Annie Award. Em 2009, ele ganhou o prêmio Webby. Durante vários anos, a animação Family Guy tem sido alvo de críticas de grupos de vigilância da televisão, como o Conselho de Pais para a Televisão, que regularmente condena o programa por sua suposta "indecência". Ele ocasionalmente discursa em universidades e faculdades em todo os Estados Unidos, além de ser um defensor dos direitos dos homossexuais e da legalização da maconha.

Em um episódio do programa americano Conan, que foi ao ar em 10 de fevereiro de 2011, anunciou que estava dirigindo seu primeiro longa-metragem de comédia, chamado Ted. O filme é estrelado por Mark Wahlberg como um adulto que, quando criança, desejava que seu urso de pelúcia ganhasse vida. MacFarlane dublou e fez a captura dos movimentos do urso. O filme foi lançado em 29 de junho de 2012. Seth foi o anfitrião da 85ª cerimônia do Oscar, em 24 de fevereiro de 2013.[1]

Infância e educação[editar | editar código-fonte]

Seth Woodbury MacFarlane[2] nasceu em Kent, Connecticut, Estados Unidos.[3] [4] Seus pais, Ann Perry (nascida Sager, 1947-2010) e Ronald Milton MacFarlane (1946 -), nasceram em Newburyport, Massachusetts.[5] Ele tem uma irmã mais nova chamada Rachael MacFarlane. Seth tem ascendência irlandesa, galesa, inglesa e escocesa.[2] Seus pais conheceram-se em 1970, quando ambos viviam e trabalhavam em Boston, Massachusetts, e casaram-se mais tarde naquele mesmo ano.[5] Em 1972, o casal mudou-se para Kent, onde Ann Perry começou a trabalhar no escritório de admissões da South Kent School e mais tarde no Colégio de Orientação e Escritórios de Admissão da Kent School, uma escola preparatória da faculdade seletiva onde Ronald também foi professor.[5] [6] Durante sua infância, interessou-se por ilustrações e fazia desenhos de personagens animados Fred Flintstone e Pica-Pau aos dois anos de idade.[7] Com cinco anos, já sabia que queria seguir carreira em animação e criava flip books, depois que seus pais encontraram um livro sobre o assunto.[8] Aos nove anos, começou a publicar uma tira semanal em quadrinhos intitulada "Walter Crouton" para o The Kent Good Times Dispatch, um jornal local de Kent, Connecticut, que lhe pagava cinco dólares por semana.[9] [10] Sobre uma piada da época, disse numa entrevista dada em 2011: "sempre gostei e era estranhamente fascinado pela cerimônia da comunhão, então eu fiz uma faixa com um homem ajoelhado desenhado no altar recebendo a comunhão e dizendo: 'Posso ganhar batatas fritas com isso?' E isso, para o meu cérebro de 11 anos de idade, foi comédia..." O papel impresso por Seth gerou "uma carta irada do nosso padre local [...] Ele criou uma espécie de mini-polêmica em nossa pequena cidade."[11]

MacFarlane recebeu seu diploma de ensino médio em 1991, da Kent School.[5] [6] Enquanto isso, ele continuou a trabalhar com animação e ganhou de presente uma câmera de 8 mm de seus pais.[8] Seth passou a estudar cinema, vídeo e animação na Escola de Design de Rhode Island (RISD - sigla em inglês), onde obteve um diploma de bacharel em Belas Artes.[9] Enquanto era estudante, tinha a intenção de trabalhar para a Disney, mas mudou de ideia depois de se graduar.[12] Na RISD, criou uma série de filmes independentes e eventualmente encontrou parte do futuro elenco de dubladores de Family Guy, como Mike Henry, cujo irmão Patrick era colega de classe de MacFarlane. No seu último ano na RISD, criou um filme para a sua tese intitulado The Life of Larry, que acabaria por se tornar a inspiração para Family Guy.[9] Seu professor apresentou o filme de Seth ao estúdio de animação Hanna-Barbera, onde mais tarde ele trabalharia.[13]

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Hanna-Barbera[editar | editar código-fonte]

Após a faculdade, foi contratado pela Hanna-Barbera (então Hanna-Barbera Cartoons) com base no roteiro de The Life of Larry, ao invés da habilidade de Seth com desenhos animados. Ele foi uma das poucas pessoas contratadas pela empresa baseada apenas no seu talento como redator.[3] Seth trabalhou como animador e roteirista da série animada Cartoon Cartoons, do canal Cartoon Network.[14] Ele descreveu a atmosfera a Hanna-Barbera como semelhante a um "estrutura hollywoodiana antiga, onde você se move de um programa para o outro, ou salta de um trabalho escrito para uma animação e de uma animação para um trabalho em desenho." Ele trabalhou em quatro séries de televisão durante o período em que trabalhou no estúdio: Laboratório de Dexter, Cow and Chicken, I Am Weasel e Johnny Bravo.[15] [16] Tanto como roteirista quanto como desenhista, passou mais tempo trabalhando em Johnny Bravo. Ele achou mais fácil de desenvolver seu próprio estilo nessa animação, através do processo de roteirização do programa, fato que Dexter's Laboratory, Cow and Chicken e I Am Weasel não o ofereciam.[3] Como membro da equipe de Johnny Bravo, reuniu atores e dubladores como Adam West e Jack Sheldon, de Schoolhouse Rock!. Ter conhecido esses indivíduos mais tarde tornou-se um ponto significativo para a produção e o sucesso de sua própria série, Family Guy.[17]

Seth também fez trabalhos freelances para a Walt Disney Television Animation, quando escreveu roteiros para Jungle Cubs e Ace Ventura: Pet Detective. Através da observação rigorosa de elementos do roteiro, como a progressão da história e pontos da trama, MacFarlane classifica o seu trabalho para a Disney como, do ponto de vista do roteirista, muito valioso na preparação para a sua carreira (particularmente em Ace Ventura).[3] Ele também criou e escreveu um curta intitulado Zoomates para o Oh Yeah! Cartoons, da Frederator Studios, na Nickelodeon.[18] Em 1996, criou uma sequência de The Life of Larry chamada Larry and Steve, que apresenta um personagem de meia-idade chamado Larry e um cão intelectual chamado Steve. O curta foi exibido no What a Cartoon! Show, do Cartoon Network. Os executivos da Fox viram os dois curtas de Larry e logo começaram as negociações para uma série de animação no horário nobre do canal.[19]

Family Guy[editar | editar código-fonte]

Embora MacFarlane gostasse de trabalhar na Hanna-Barbera, ele sentiu que a sua verdadeira vocação era para o horário nobre da animação, o que lhe permitiria um estilo muito mais ousado de humor.[3] Ele primeiro apresentou o projeto de Family Guy para a Fox durante seu período na Hanna-Barbera. Um executivo de desenvolvimento da empresa, que estava tentando voltar para o negócio do horário nobre na época, apresentou MacFarlane à Leslie Collins e Mike Darnell, chefes de departamento de comédia alternativa da Fox. Depois do sucesso de King of the Hill, em 1997, ele chamou Collins mais uma vez para perguntar sobre um possível segundo passo para a série. A empresa fez uma oferta estranha ao jovem roteirista: a Fox deu-lhe um orçamento de 50 mil dólares para produzir um piloto que poderia levar a uma série (o custo da maioria dos episódios de animação de produções do horário nobre são de pelo menos um milhão de dólares).[3] [20] Relembrando a experiência em entrevista ao The New York Times, MacFarlane declarou: "Eu passei cerca de seis meses sem dormir e sem vida, apenas desenhando como um louco na minha cozinha fazendo este piloto".[21]

Elenco de dubladores de Family Guy reunido na Comic-Con de 2009.

Depois de seis meses, voltou para a Fox com um "filme animado muito, muito simples e toscamente animado – com apenas o suficiente para obter o tom de programa". A apresentação do piloto aos executivos da empresa foi um sucesso e eles imediatamente ordenaram o início da série.[3] Em 15 de maio de 1998, a Fox Broadcast Company encomendou treze episódios de Family Guy e marcou sua estreia para janeiro de 1999.[22] A animação foi inicialmente concebida para ser uma série de curtas exibidas na MADtv, algo parecido com a forma como The Simpsons começou no The Tracey Ullman Show uma década antes. As negociações para a com a MADtv falharam completamente no início, como resultado de preocupações orçamentais.[3] Aos 24 anos, era o mais jovem produtor executivo de televisão.[7]

Family Guy foi ao ar pela primeira vez em 31 de janeiro de 1999.[23] O trabalho de MacFarlane na animação foi influenciado por Jackie Gleason e Hanna-Barbera, juntamente com referências retiradas de The Simpsons e de The Family Stone.[24] Além de ter escrito três episódios - "Death Has a Shadow", "Family Guy Viewer Mail 1" e "North by North Quahog" - ele dubla os personagens principais do programa, como Peter Griffin, Stewie Griffin, Brian Griffin e Glenn Quagmire, além de Tom Tucker, o seu filho Jake e personagens adicionais. Amparado pelas altas vendas de DVDs e de uma lealdade estabelecida entre os fãs da série, Family Guy tornou-se uma franquia de 1 bilhão de dólares.[20] Em 4 de maio de 2008, após cerca de dois anos e meio de negociações, chegou a um acordo de 100 milhões de dólares com a Fox para manter Family Guy e American Dad até 2012. O acordo torna Seth o roteirista mais bem pago na televisão por assinatura em todo o mundo.[25] Além disso, um videogame de Família Guy foi lançado em 2006.[26] Dois anos depois, em agosto de 2007, ele fechou um acordo de produção de conteúdo digital com o AdSense.[27]

Em 22 de julho de 2007, em uma entrevista ao The Hollywood Reporter, Seth anunciou que poderia começar a trabalhar em um filme, apesar de não ser "nada oficial".[28] Em setembro de 2007, Ricky Blitt, em uma entrevista ao TV.com, confirmou que já começou a trabalhar no roteiro do longa-metragem.[29] Em seguida, na edição de 18 de julho de 2008 da TV Week, MacFarlane confirmou planos de produzir um filme de Family Guy em algum momento "no próximo ano".[30] Seth teve uma ideia para a história, "algo que você não poderia fazer no programa, que é a única razão para fazer um filme". Mais tarde, ele passou a dizer que ele imagina que o filme seja "um musical à moda antiga com diálogos", semelhante à 'The Sound of Music, dizendo que ele "estava realmente tentando capturar, musicalmente, esse sentimento".[31]

Apesar de sua popularidade, a animação Family Guy não está imune a críticas.[32] O Parents Television Council (PTC) frequentemente critica o programa ao verificar seu conteúdo e chegou a organizar uma campanha de cartas com o objetivo de retirar a série da programação da Fox,[33] além de ter apresentado queixas com a Comissão Federal de Comunicações, alegando que alguns episódios da série continham "conteúdo indecente".[34] MacFarlane respondeu às críticas do PTC, dizendo, entre outras coisas, que "isso é o mesmo que receber cartas de ódio de Hitler. Eles são seres humanos literalmente terríveis."[35] A série foi cancelada duas vezes, embora o apoio dos fãs forte e as vendas em DVD tenha feito a Fox reconsiderar o cancelamento.[36] MacFarlane mencionou como esses cancelamentos afetaram a formação dos roteiristas cada vez que Fox aprovava o programa: "Um dos aspectos positivos de Family Guy ser constantemente posto para fora [do ar] é que nós sempre temos que recontratar os roteiristas".[37]

American Dad![editar | editar código-fonte]

Seth co-criou American Dad! com Matt Weitzman e Mike Barker. O programa foi exibido pela primeira vez como uma prévia após o Super Bowl XXXIX, em 6 de fevereiro de 2005. A animação começou a ser exibida regularmente na Fox em 1 de maio de 2005.[38] [39] Ele descreve o programa como sendo semelhante a The Family Stone.[37]

American Dad! foi inspirado nas políticas do presidente George W. Bush.[40] O programa se concentra em Stan Smith, um antigo agente da CIA e um ativista conservador. A esposa de Stan (Francine) e as crianças, (Hayley e Steve), são parte de uma típica casa de subúrbio da classe média estadunidense, com Roger, um extraterrestre resgatado por Stan da Área 51, e Klaus, um peixe dourado que hospedado no cérebro transplantado de um esquiador da Alemanha Oriental que disputava as Olimpíadas de 1988.[41] [42] Ele dubla as vozes de Stan e Roger, e para a voz deste último baseia-se na atuação de Paul Lynde como tio Arthur em Bewitched.[7] Sua irmã, Rachael MacFarlane, dubla de Hayley.[43]

The Cleveland Show[editar | editar código-fonte]

Seth na San Diego Comic-Con de 2011.

MacFarlane desenvolveu um spin-off de Family Guy chamado The Cleveland Show, que incide sobre o personagem de Cleveland Brown e sua família. A ideia que originou o programa partiu de uma sugestão do redator de Family Guy e dublador de Cleveland, Mike Henry. A Fox ordenou 22 episódios e a série foi ao ar em 27 de setembro de 2009. A animação, que foi ao ar com a primeira temporada composta por 22 episódios,[44] foi mantida pela Fox para uma segunda temporada, composta por 13 episódios, elevando o número total para 35 episódios. O anúncio foi feito em 3 de maio de 2009, antes mesmo da estreia da primeira temporada.[45] Esta é também a única série criada por MacFarlane que não tem seu personagem principal dublado por ele.[46]

Ted[editar | editar código-fonte]

MacFarlane fez sua estréia no cinema como diretor de longa-metragem com o lançamento de Ted em 2012. Além de dirigir o filme, também escreveu o roteiro, atuou como produtor e estrelou como o dublador do personagem principal. O filme conta a história de John (Mark Wahlberg) e de seu urso de pelúcia falante (MacFarlane), que impede John e sua namorada Lori (Mila Kunis) de seguir em frente com as suas vidas. O filme recebeu críticas geralmente positivas dos críticos e do público, além de ter sido um sucesso de bilheteria, abrindo com o maior fim de semana em lucro bruto de todos os tempos para uma comédia original.[47]

Outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

MacFarlane foi o produtor executivo de uma sitcom estrelada por Rob Corddry chamada The Winner. O programa estreou na Fox em 4 de março de 2007.[48] A trama conta a história de um homem chamado Glen, discutindo o tempo que ele amadureceu aos 32 anos de idade e seu envolvimento com o amor de sua vida logo depois que ela se muda para a porta ao lado.[49] No dia 10 de setembro de 2008, Seth lançou uma série de webisódios chamada de Seth MacFarlane's Cavalcade of Cartoon Comedy, com seus curtas de animação promovidos pela Burger King e publicados semanalmente.[50]

MacFarlane geralmente participa como um dos anfitriões anuais do Comedy Central Roast. Em maio de 2011, foi relatado que ele tinha assinado um acordo para reiniciar o desenho Os Flintstones, que voltaria a ser exibido em 2013.[51] Ele disse que iria emprestar sua voz para Barney.[52] No entanto, na San Diego Comic-Con, em julho de 2012, ao promover o filme Ted, ele revelou que o projeto havia sido arquivado, devido à resposta recebeu da empresa de produção, a Fox.[53]

Em agosto de 2011, a Fox anunciou que tinha pedido um remake de 13 episódios da série Cosmos: Uma Viagem Pessoal, que MacFarlane vai co-produzir com Ann Druyan e Steven Soter. A nova série será apresentada por Neil deGrasse Tyson e está prevista para começar a ser exibida no canal em 2014, com repetições ao ar no canal National Geographic na mesma noite.[54] Ele confirmou que está trabalhando no que será a sua quinta série animada com Alex Borstein e Janetti Gary. Atualmente não se sabe muito sobre a série, que não será sobre uma família e terá uma protagonista feminina.[55]

MacFarlane anunciou uma nova animação de sua autoria na Fox chamada Bordertown e que deve estrear na temporada 2014/2015. A série contará a história de duas famílias que moram em uma cidade na fronteira Estados Unidos-México.[56]

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

MacFarlane é um hábil pianista e cantor, que em seus primeiros anos, treinou com os instrutores vocais de Lee e Sally Sweetland, Barbra Streisand e Frank Sinatra. Em 2009, ele apareceu como vocalista, nos The Proms da BBC.[57] Em 2012, foi anunciado que Seth apareceria novamente no programa, com a Orquestra John Wilson em um concerto celebrando os musicais da Broadway.[58] Ele assinou um contrato com a gravadora Universal Republic Records e lançou um álbum em 2011. O álbum de estúdio de MacFarlane, Music Is Better Than Words, foi anunciado em 2010[59] e lançado em 27 de setembro de 2011, com base nos seus estudos e na sua atração pelo "The Great American Songbook e particularmente o início até o final dos anos 1950, a era de orquestração." O cantor, quando questionado sobre a sua experiência com a música, disse que fez "velhas composições de Nelson Riddle e Billy May com um dos meus compositores, Ron Jones, que tem um grupo chamado Influence Jazz Orchestra que ele apresenta por toda L.A."[11]

Ativismo[editar | editar código-fonte]

Palestras[editar | editar código-fonte]

MacFarlane discursando na cerimônia para Bill Maher receber uma estrela na Calçada da Fama em setembro de 2010

MacFarlane é um convidado frequente para fazer palestras em campi universitários.[60] Em 16 de abril de 2006, ele foi convidado pela Universidade de Stanford para falar a um público de mais de 1 000 pessoas no Auditório do Memorial.[61] Seth também foi convidado pela Universidade de Harvard para uma palestra em 7 de junho de 2006. Ele falou como a si mesmo e também como Peter Griffin, Stewie Griffin e Glenn Quagmire.[62] Ele também fez discursos na Universidade George Washington, Universidade Washington em St. Louis,[15] Universidade do Texas,[63] Universidade do Missouri,[64] Universidade de Toledo, Universidade Estadual Bowling Green[60] e Universidade Loyola Marymount.[65]

Greve dos roteiristas americanos de 2008[editar | editar código-fonte]

Durante a greve dos roteiristas americanos de 2008, ele publicamente apoiou o sindicato dos roteiristas e participou totalmente da greve.[66] A produção oficial de Family Guy foi interrompida em sua maioria em dezembro de 2007 e em vários períodos depois. A Fox continuou produzindo episódios sem a aprovação final de MacFarlane e embora ele tenha se recusado a trabalhar no programa durante a greve, o contrato com a Fox o obrigou a contribuir com quaisquer episódios posteriormente produzidos. Rumores da produção contínua em Family Guy forçaram a declaração de Seth de que "... que seria apenas uma jogada colossal se eles fizessem isso".[67] A greve terminou em 12 de fevereiro de 2008.[68]

Visão política[editar | editar código-fonte]

Seth é um defensor do Partido Democrata dos Estados Unidos.[35] Ele doou mais de US$ 200.000 para várias comissões democratas do Congresso estadunidense e para a campanha presidencial de 2008 de Barack Obama.[69] Seth também afirmou que apoia a legalização da maconha.[70]

Apoio aos direitos dos homossexuais[editar | editar código-fonte]

MacFarlane começou a apoiar os direitos dos homossexuais e o casamento entre pessoas do mesmo sexo após um membro de sua família ter perguntado em voz alta se a homossexualidade de seu primo gay poderia ser "curada". O incidente o irritou, sendo que ele disse em uma entrevista de 2008 para a The Advocate que tal declaração "foi uma merda horrível de se ouvir de alguém que você ama." Seth disse que a sua reação a esse acontecimento é uma consequência da educação que recebeu de seus pais, que o criaram para ser uma pessoa lógica.[35]

Seth MacFarlane discursando para membros do sindicato dos roteiristas em 2007, em Culver City, Califórnia.

Ele é apaixonado por seu apoio aos direitos dos homossexuais. Ele afirmou que é "irritante e idiota" que dois parceiros homossexuais "têm que passar por constrangimentos, como quando param em um hotel e o cara atrás do balcão diz: 'Você quer um quarto ou dois?'". Ele disse: "Eu sou incrivelmente apaixonado por meu apoio à comunidade homossexual e em relação ao que ela está tendo que lidar neste momento atual da história." MacFarlane continuou: "Por que é que um 'João Sem Braço' na merda da Geórgia pode bater em uma mulher, ser legalmente casado com ela e, em seguida, bater nela novamente, enquanto dois escritores inteligentes, sofisticados e que estão juntos há 20 anos não podem se casar?"[35] MacFarlane, em reconhecimento por "seu compromisso ativo e apaixonado de valores humanistas e por seu apoio sem medo aos direitos igualitários e às outras questões de justiça social", foi nomeado o "Humanista do Ano de Harvard", em 2011.[71]

Apesar de sua posição sobre os direitos dos homossexuais, ele foi criticado por sua interpretação do transexualismo no episódio de Family Guy "Quagmire's Dad". O romancista gay Brent Hartinger encontrou no episódio observações transfóbicas dos personagens Peter e Lois Griffin - além de uma cena em que Brian vomita profusamente ao descobrir que sua nova namorada é transgênera (uma referência satírica ao icônico filme The Crying Game) - que são "chocantemente insensíveis". Hartinger continuou, "Francamente, é literalmente impossível desculpar-se pelo episódio de ontem à noite com palavras de MacFarlane, a menos que eu chegue à conclusão de que o homem é nada mais que um completo idiota".[72] A Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação, uma organização LGBT de monitoramento da mídia, compartilhou "sérias preocupações sendo expressas por membros da comunidade" sobre o episódio.[73] Ele disse que ficou "surpreso" com a reação negativa ao episódio "Quagmire's Dad", dizendo que "parece que [os críticos gays] não perceberam o fato de que era um retrato muito simpático de um personagem transexual." Ele ainda acrescentou: "Olha, Brian é um personagem heterossexual, como eu sou. Se eu descobrisse que tinha dormido com um transexual, eu poderia reagir da mesma forma que um gay quando olha para uma vagina e diz: 'Oh, meu Deus, isso é nojento!"[74]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

MacFarlane se identifica como um fã de Star Wars, Star Trek e de ficção científica em geral.[75] [76] Ele apareceu em uma convenção de Star Wars para promover o seu novo episódio de Family Guy, "Blue Harvest", em 26 de maio de 2007.[77] O interesse de Seth por ficção científica e música são temas regulares em seus aniversários e nas festas de Natal em Los Angeles. Em 2009, ele realizou uma festa de Natal temática baseada em Star Wars.[78] Em 2010, ele realizou uma festa para o seu aniversário com uma orquestra de 60 componentes e interpretada por Frank Sinatra Jr., cujo tema era o Rat Pack.[79] Atualmente namora a atriz Emilia Clarke.[80]

Seth MacFarlane sendo entrevistado durante a Fox Fall Eco-Casino Party, em Hollywood em setembro de 2008.

Em uma entrevista de 2004 para o The Daily Princetonian, MacFarlane observou suas semelhanças com o personagem Brian Griffin de Family Guy, afirmando: "Eu tenho algumas questões, do tipo que o Brian têm de tempos em tempos, como procurar pela pessoa certa, mas eu saio com várias."[81] Ele também revelou que Brian é o seu personagem favorito de Family Guy, porque ele se sente mais confortável ao interpretar esse papel.[82]

No início de 2007, sua companheira comediante Alex Borstein relatou em uma entrevista que MacFarlane é antiquado em vários aspectos de sua vida e que "o seu conhecimento da cultura pop é muito retrô. Seth não tem e-mail em casa, não possui um computador e ele realmente não assiste à televisão. Ele não entende o MySpace e despreza a música mais nova."[83]

Em 16 de julho de 2010, a mãe de Seth, Ann Perry MacFarlane, morreu após uma longa batalha contra o câncer. Sua morte foi relatada por Larry King em seu programa, Larry King Live, que relembrou de uma conversa que teve com ela durante uma entrevista com o filho em maio de 2010.[5] [84] Uma breve cena na abertura do primeiro episódio da 9ª temporada de Family Guy ("And Then There Were Fewer") menciona sua vida e dedica o episódio a ela. MacFarlane é ateu, mas afirma não ter nenhum problema com pessoas religiosas em geral.[85]

11 de setembro[editar | editar código-fonte]

Na manhã do dia 11 de setembro de 2001, MacFarlane estava com um horário programado para voltar para Los Angeles no Voo 11 da American Airlines, de Boston. Sofrendo de uma ressaca por causa de uma festa da noite anterior[86] e com a hora de partida incorreta (08h15 ao invés de 07h45) por causa de seu agente de viagens,[87] ele chegou ao Aeroporto Internacional de Boston cerca de dez minutos atrasado para embarcar no voo e os portões já haviam sido fechados.[87] Quinze minutos após a partida, o Voo 11 da American Airlines foi sequestrado[88] e às 8:46 ele foi levado para a Torre Norte do World Trade Center, em Nova Iorque, colidindo o avião e matando todos a bordo.[89]

Em uma entrevista ao TVShowsOnDVD.com, MacFarlane disse o seguinte sobre sua estreita ligação com o evento:

Cquote1.svg A única razão para que isso não tenha realmente me afetado, pois talvez poderia ter, é que eu realmente não sabia que estava em perigo até depois que acabou, então nunca tive esse momento de pânico. Após o fato, fiquei pensativo, mas as pessoas têm um monte de escapadas; você está atravessando a rua e é quase atropelado por um carro ... isso estava relacionado por mero acaso com algo enorme. Eu realmente não posso deixar isso me afetar porque eu sou um escritor de comédia. Eu tenho que deixar isso para trás. Cquote2.svg
[90]

Processos judiciais[editar | editar código-fonte]

Em 3 de outubro de 2007, a Bourne Co. Music Publishers entrou com um processo contra Family Guy acusando o programa de violar seus direitos autorais sobre a canção "When You Wish upon a Star", através de uma versão parodiada intitulada "I Need a Jew" que aparece no episódio "When You Wish Upon a Weinstein". A Bourne Co., o único proprietário dos direitos autorais da música nos Estados Unidos, alegou que a paródia era uma cópia "velada" de sua música e com letras antissemitas. Os citados nessa ação foram MacFarlane, a 20th Century Fox Film Corp, a Fox Broadcasting Co., o Cartoon Network e Walter Murphy; o processo tentou parar a distribuição do programa e pediu uma indenização não especificada.[91] A Bourne argumentou que "I Need a Jew" usa a melodia protegida por direitos autorais de "When You Wish upon a Star", sem comentar sobre a música, e que não era, portanto, uma paródia protegida pela Primeira Emenda, através da decisão em Campbell vs Acuff-Rose Music, Inc.[92] [93] Em 16 de março de 2009, a juíza distrital dos Estados Unidos, Deborah Batts, decidiu que Family Guy não infringiu os direitos autorais da Bourne, quando transformou a música para uso em um episódio cômico.[94]

Em dezembro de 2007, Family Guy foi novamente acusado de violação de direitos autorais quando o ator Art Metrano entrou com uma ação sobre uma cena no filme "Stewie Griffin: The Untold Story", em que Jesus faz o principal ato "mágico" de Metrano, que envolve absurdos gestos mágicos "faux", enquanto cantarolava a melodia "Fine and Dandy".[95] MacFarlane, a 20th Century Fox, Steve Callaghan e Alex Borstein foram todos citados na ação.[96] Em julho de 2009, um juiz de um Tribunal Distrital Federal rejeitou o pedido da Fox para negar o processo, dizendo que os três primeiros fatores de uso justo, que envolvem o "propósito e caráter do uso", a "natureza da obra violada", e a "quantidade e substancialidade da tomada", contaram a favor Metrano, enquanto o quarto fator, o "impacto econômico", precisava aguardar mais evidências. Ao negar a recusa, o tribunal considerou que a referência na cena fez referência a Jesus e seus seguidores e não a Metrano ou seu ato.[97] [98] [99]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Papel Notas[100]
1995 The Life of Larry Larry Cummings
Steve
Lois Cummings
Vários personagens

Filme feito na faculdade
2005 Stewie Griffin: The Untold Story Peter Griffin
Stewie Griffin
Brian Griffin
Glenn Quagmire
Tom Tucker
Bugs Bunny
Additional voices
Dublagem
2006 Life is Short Dr. Ned Curta
2008 Hellboy II: The Golden Army Johann Kraus Dublagem
2009 Futurama: Into the Wild Green Yonder Mars Vegas Singer Dublagem
2010 The Drawn Together Movie: The Movie! I.S.R.A.E.L. (Intelligent Smart Robot Animation Eraser Lady) Dublagem
Tooth Fairy Ziggy
2012 Ted Ted Dublagem/Captura de movimento
Redator
Diretor
Produtor
TBA Lions vs Leopards Rei Lionel VI Dublagem
2014 A Million Ways to Die in the West Albert Ator
Redator
Diretor
Produtor

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Série Papel Notas
1995 The Shnookums and Meat Funny Cartoon Show Rhode Island Bug Episódio 2.3: "Bugging Out!"
1996 The Life of Larry and Larry & Steve Larry
Steve
Vários Personagens
1996-1998 Jungle Cubs Redator
1996 Ace Ventura: Pet Detective Redator
1997-2002 Johnny Bravo Animador e redator
46 episódios
1997-1998 Laboratório de Dexter Animador e redator
23 episódios
1997 A Vaca e o Frango Animador e redator
3 episódios
1999–2002
2005–presente
Family Guy Peter Griffin
Stewie Griffin
Brian Griffin
Glenn Quagmire
Vários personagens
Criador/Produtor executivo/Dublador/Redator
2002–2003 Gilmore Girls Zach / Bob Merriam Episódio 2.21: "Lorelai's Graduation Day"
Episódio 3.11: "I Solemnly Swear"
2003 Aqua Teen Hunger Force Wayne, o Cérebro Episódio 2.10: "Super Trivia"
The Pitts Voz do rádio Episódio 1.3: "Squarewolves"
2003–2005 Crank Yankers Dick Rogers
Arthur Johnson
Apareceu em 4 episódios
2004 Complete Savages Apresentador de TV Episódio 1.4: "Nick Kicks Butt"
2004–2005 Star Trek: Enterprise Engenheiro Episódios 3.20: "The Forgotten" e 4.15: "Affliction"
2005–2010 Robot Chicken Ele mesmo, vários personagens Apareceu em 16 episódios
2005 Inside the CIA Stan Smith
Roger
Redator/Animador/Ator
2005–presente American Dad! Stan Smith
Roger
Vários persoagens
Cocriador/Produtor executivo/Dublador
2006 The War at Home Hillary's Date Episódio 2.5: "I Wash My Hands of You"
2007 Help Me Help You Seth Episódio 1.13: "Moving On"
Robot Chicken: Star Wars Imperador Palpatine Filme para TV
The Family Guy 100th Episode Celebration Ele mesmo
Yin Yang Yo! The Manotaur Dublagem
Hulu Ele mesmo Comercial para televisão
59th Primetime Emmy Awards Stewie Griffin
Brian Griffin
Especial para televisão
2008 Robot Chicken: Star Wars Episode II Imperador Palpatine
Vários persogens
Filme para televisão
2008–2009 Seth MacFarlane's Cavalcade of Cartoon Comedy Vários personagens Criador; Aparece em 19 episódios
2009 Bones Stewie Griffin Episódio 4.25: "The Critic in the Cabernet"
2009 The Proms 2009 Ele mesmo Prom 22: John Wilson Orchestra - A Celebration of Classic MGM Film Musicals - Singer
2009–2010 FlashForward Agente Jake Curdy
Agente do FBI
Episódio 1.1: "No More Good Days" e 1.15: "Queen Sacrifice";
2009–presente The Cleveland Show Tim, o Urso
Vários personagens
Cocriador/Produtor executivo/Dublador
2010 Phineas and Ferb Jeff McGarland Episódio 2.33: "Nerds of a Feather"
Comedy Central Roast of David Hasselhoff Ele mesmo Anfitrião
2010 Robot Chicken: Star Wars Episode III Imperador Palpatine
Vários personagens
Filme para televisão
2011 Comedy Central Roast of Donald J. Trump Ele mesmo Anfitrião
2011 Comedy Central Roast of Charlie Sheen Ele mesmo Anfitrião
2011 Rove LA Ele mesmo Episódio 1.10: "Seth MacFarlane, will.i.am e Lauren Graham"
2011 Night of the Hurricane Peter Griffin
Stewie Griffin
Brian Griffin
Glenn Quagmire
Tom Tucker
Stan Smith
Roger
Vozes coadjuvantes
2012 FOX 25th Anniversary Special Ele mesmo
Peter Griffin
Stewie Griffin
Brian Griffin
Stan Smith
2012 Saturday Night Live Ele mesmo (afintrião) Episódio 38.1: "Seth MacFarlane/Frank Ocean"
2012–presente Weird Girl Chris
2012 The Proms 2012 Ele mesmo Prom 59: John Wilson on Broadway - Singer
2013 85th Academy Awards Ele mesmo Anfitrião
The Simpsons Ben Episódio 24.22 "Dangers on a Train"[101]
2014 Cosmos: A Space-Time Odyssey Produtor executivo 13 episódios

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Detalhes do álbum Melhores posições nas tabelas
EUA
[102]
EUA (Jazz)
[102]
Music Is Better Than Words[103] 111 2

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Título Resultado Ref.
2000 Primetime Emmy Award[104] Melhor Dublagem Stewie Griffin Family Guy Venceu [105]
2002 Primetime Emmy Award Melhor Música e Letra Originais Letra Family Guy, "Brian Wallows and Peter's Swallows" – "You've Got a Lot to See" Venceu [105]
2006 Annie Award Melhor Dublagem em uma Produção Animada de Televisão Stewie Griffin Family Guy Venceu [106]
2009 Webby Award Film & Video Person of the Year 2009 Venceu [107]
Primetime Emmy Award Melhor Dublagem Peter Griffin Family Guy Indicado [108]
2010 Primetime Emmy Award Melhor Música e Letra Originais Música e letras Indicado [109]
Teen Choice Award Melhor Série Animada Criador Venceu [110]
2011 Melhor Vilão de Televisão Stewie Griffin Indicado [111]
Melhor Série Animada Criador Indicado
2012 Melhor Voz em Filme Ted Ted Indicado [112]
Choice Movie Chemistry Indicado
Choice Summer Movie: Comedy/Music Indicado
2013 Oscar Melhor Canção Original Everybody needs a Best Friend Ted Indicado

Referências

  1. Seth MacFarlane to host the Oscars (1 de outubro de 2012). Visitado em 6 de janeiro de 2013. (em inglês)
  2. a b Child, Christopher. Ancestry of Seth MacFarlane. Visitado em 20 de dezembro de 2007. (em inglês)
  3. a b c d e f g h An Interview with Seth MacFarlane: The creator of Family Guy discusses his career IGN (21 de julho de 2003). Visitado em 20 de dezembro de 2007. (em inglês)
  4. The Flintstones: Profile of Seth MacFarlane The Daily Telegraph (17 de maio de 2011). (em inglês)
  5. a b c d e Obituaries - Ann Perry MacFarlane (16 de julho de 2010). Visitado em 31 de outubro de 2012.
  6. a b One-man campaign out for 'Family Guy' Fort Worth Star-Telegram (2 de julho de 1999). Visitado em 30 de outubro de 2012.
  7. a b c Levin, Gary (2 de fevereiro de 2005). 'Dad' joins 'Guy' for yuks USA Today Gannett Co. Inc.. Visitado em 21 de dezembro de 2007.
  8. a b MacFarlane, Seth. Inside the Actors Studio [Television production]. Bravo. Acessado em 2 de agosto de 2010.
  9. a b c Seth MacFarlane – Profile E! Online. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  10. MacFarlane, Seth. Inside the Actors Studio [Television production]. Bravo. Acessado em 30 de outubro de 2012.
  11. a b "Seth MacFarlane: TV's 'Family Guy' Makes Music, Too", Fresh Air interview transcript, NPR, 17 de outubro de 2011. Acessado em 6 de janeiro de 2013. Interview audio. (em inglês)
  12. Seth MacFarlane – Biography Yahoo!. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  13. "Family Guy Seth MacFarlane to speak at Class Day: Creator and executive producer of 'Family Guy' will headline undergraduate celebration. Harvard Gazette. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  14. An Interview with Seth MacFarlane: The creator of Family Guy discusses his career IGN (21 de julho de 2003). Visitado em 20 de dezembro de 2007.
  15. a b Broom, Caroline. "Creator of Family Guy to speak at Assembly Series". Record. Washington University in St. Louis. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  16. Hickman, Leo (29 de agosto de 2011). My TV hero: Daniel Roche on Seth MacFarlane The Guardian. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  17. Swiftfilm: 10 things you didn’t know about new Oscar host Seth MacFarlane (1 de outubro de 2012). Visitado em 17 de janeiro de 2013.
  18. Rumor Confirmed (25 de fevereiro de 2006). Visitado em 30 de outubro de 2012.
  19. Bartlett, James (12 de março de 2007). Seth MacFarlane – he's the "Family Guy" greatreporter.com Presswire Limited. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  20. a b Andreeva, Nellie (5 de maio de 2008). Family Guy creator seals megadeal The Hollywood Reporter. Visitado em 6 de janeiro de 2013.
  21. Weinraub, Bernard (7 de julho de 2007). The Young Guy Of 'Family Guy'; A 30-Year-Old's Cartoon Hit Makes An Unexpected Comeback The New York Times The New York Times Company. Visitado em 6 de janeiro de 2013.
  22. EW.com: Timeline - A Brief History of the Family Guy (18 de abril de 2005). Visitado em 12 de janeiro de 2013.
  23. Family Guy may return USAToday Gannett Company (18 de novembro de 2003). Visitado em 1 de novembro de 2009.
  24. McLean, Thomas (1 de junho de 2007). Seth MacFarlane: Family Guy, American Dad! Variety Reed Business. Visitado em 5 de janeiro de 2008.
  25. Family Guy Creator Signs Lucrative Deal with Fox. BuddyTV. 7 de maio de 2008. Acessado em 14 de maio de 2008.
  26. Adams, David (3 de maio de 2005). Family Guy creator seals megadeal IGN. Visitado em 31 de maio de 2008.
  27. YPulse: "Ypulse Essentials: Urban Disney, Marketing's Child, Teen Hackers" (20 de agosto de 2007). Visitado em 30 de outubro de 2012.
  28. Szalai, Georg (23 de julho de 2007). "Family Guy" movie possible, MacFarlane says Reuters. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  29. Family Guy feature film is in the works! TV.com (26 de setembro de 2007). Visitado em 30 de outubro de 2012.
  30. TCA Video: Family Guy Spoilers; Movie Plans TV Week. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  31. Dean, Josh. Seth MacFarlane's $2 Billion Family Guy Empire FastCompany.com. Visitado em 30 de outubro de 2008.
  32. Brent Bozell (10 de abril de 2009 acessodata=30 de outubro de 2012). TownHall: Fox's "Comedic Genius".
  33. Parents Television Council E-Alert Vol. 4, No. 26. (5 de maio de 2000). Visitado em 12 de janeiro de 2013.
  34. Eggerton, John (12 de novembro de 2009). PTC Outraged Over 'Family Guy' Episode Broadcasting & Cable. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  35. a b c d Voss, Brandon (Fevereiro/Março de 2008). BGF: Seth MacFarlane The Advocate. "... Eles são, literalmente, seres humanos terríveis. Eu li o boletim de notícias deles, eu visitei o site deles, e eles são apenas podres. Para uma organização que se orgulha dos valores cristãos, quer dizer, eu sou um ateu, então o que eu sei? Eles passam o dia inteiro odiando as pessoas."
  36. McKinley, Jesse (2 de maio de 2005). Canceled and Resurrected, on the Air and Onstage The New York Times The New York Times Company. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  37. a b Norton James. Flak MagazineSeth MacFarlane's Third Act. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  38. American Dad: Series Overview MSN Microsoft. Visitado em 22 de dezembro de 2007.
  39. Goodman, Tim (4 de fevereiro de 2005). American Dad is a wannabe. San Francisco Chronicle Hearst Newspapers. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  40. Rogers, Troy. Underground Online: Seth MacFarlane, American Dad Interview. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  41. Stanley, Alexandria (4 de fevereiro de 2005). Dad Is a C.I.A. Operative, the Kids Have a Weird Pet The New York Times The New York Times Company. Visitado em 22 de dezembro de 2007.
  42. Goyette, Jay (4 de fevereiro de 2005). Family Guys Seth MacFarlane's Speech Rescheduled The View University of Vermont. Visitado em 22 de dezembro de 2007.
  43. FoxRachael MacFarlane Biography. Visitado em 30 de julho de 2012.
  44. Rice, Lynette (10 de novembro de 2008). Fox orders full season of 'Family Guy' spin-off | Inside TV | EW.com Hollywoodinsider.ew.com. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  45. The Cleveland Show renewed before it begins Tvsquad.com. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  46. The Voices Behind 'Cleveland' Entertainment Weekly (2 de outubro de 2009). Visitado em 18 de novembro de 2009.
  47. The Hollywood Reporter: Box Office Report: 'Ted' Earns Record $54.1 Mil; 'Magic Mike' Sizzles With $39.2 Mil (1 de julho de 2012). Visitado em 6 de janeiro de 2013. (em inglês)
  48. Matheson, Whitney (19 de fevereiro de 2007). USA TODAY Blog: Sample The Winner. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  49. TV.com: The Winner.
  50. Cheng, Jacqui (10 de setembro de 2008). Family Guy creator opens Cavalcade of Comedy for business Arstechnica.com. Visitado em 26 de julho de 2011.
  51. MacFarlane To Tackle The Flintstones.
  52. Buchanan, Kyle (16 de maio de 2011). Seth MacFarlane Puts His Flintstones Reboot on Hold Vulture. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  53. Rose, Lacey (25 de julho de 2012). What Killed Seth MacFarlane's 'Flintstones' TV Remake The Hollywood Reporter. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  54. Mitchell, Gail (5 de agosto de 2011). Fox Orders Seth MacFarlane's 'Cosmos: A Space-Time Odyssey' The Hollywood Reporter. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  55. Alex Borstein's New Series With Seth McFarlane The Mary Sue (4 de novembro de 2011). Visitado em 19 de agosto de 2012.
  56. Michael Schneider (8 de novembro de 2013). TV GuideExclusive: Fox Gives 13-Episode Order to Animated Series Bordertown. Visitado em 13 de novembro de 2013.
  57. Review for the Independent by Edward Seckerson, 3 de agosto de 2009. Acessado em 23 de novembro de 2012. (em inglês)
  58. Family Guy creator Seth MacFarlane to perform at Proms BBC News (14 de junho de 2012). Visitado em 23 de novembro de 2012. (em inglês)
  59. Seth MacFarlane On Leno, Announces Debut Album Freakinsweetnews.com (8 de junho de 2010). Visitado em 23 de novembro de 2012.
  60. a b Sullivan, Ryan (6 de outubro de 2008). A 'voice' For Obama: 'Family Guy' Creator MacFarlane Speaks At Bowling Green State U. Bowling Green News. Visitado em 2 de agosto de 2009.
  61. Finley, Adam. "Seth McFarlane talks about South Park" TV Squad. Publicado em 20 de abril de 2006. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  62. "'Family Guy' Seth MacFarlane to speak at Class Day". The Harvard University Gazette. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  63. 'Family Guy' creator brings insights to UT. Cópia arquivada em 3 de julho de 2007.. The Daily Texan. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  64. Levy, Stephanie (21 de agosto de 2007). DSA lines up fall entertainment The Maneater. Visitado em 29 de janeiro de 2008. "MacFarlane e [Henry] Rollins foram escolhidos por causa da sua popularidade com os estudantes e sua prevalência na cultura pop."
  65. Universidade Loyola Marymount: “Family Guy” Seth MacFarlane Talks to LMU About the 1st Amendment. Visitado em 17 de janeiro de 2013.
  66. "Pencils Down". Writers' Guild of America. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  67. Adalian, Josef (13 de novembro de 2007). Fox to air new 'Guy' Sunday; MacFarlane hopes network changes plans Variety. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  68. Strike over, Hollywood writers head back to work CNN.com (13 de fevereiro de 2008). Visitado em 31 de outubro de 2012. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2012.
  69. Seth MacFarlane's Federal Campaign Contribution Report newsmeat.com. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  70. Vídeo: Seth MacFarlane on Legalizing Marijuana. YouTube. Acessado em 31 de outubro de 2012}}
  71. Seth MacFarlane, Harvard Humanist of the Year 2011! Humanist Chaplaincy at Harvard. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  72. Hartinger, Brent (10 de maio de 2010). Is Family Guy's Seth MacFarlane a Complete Idiot? AfterElton.com. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  73. Rosales, Jonathan (10 de maio de 2010). GLAAD Shares Community Concerns About Last Night’s Family Guy Gay and Lesbian Alliance Against Defamation. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  74. Amy Wallace (2010/08). Seth MacFarlane sounds off. Details.com. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  75. "Production Report: Klingon Discrepancy Addressed in 'Affliction'". Star Trek Online. Publicado em 16 de dezembro de 2004. Acessado em 20 de dezembro de 2007.
  76. Adalian, Josef. "Family Guy meets Star Wars: Toon kicking off season with approved spoof". Variety. Publicado em 25 de maio de 2007. Acessado em 20 de dezembro de 2007.
  77. Larsen, Peter. "'Star Wars' convention to attract thousands". Orange County Register. Publicado em 24 de maio de 2007. Acessado em 30 de maio de 2007.
  78. Seth Macfarlane & Brent Bolthouse Star Wars Christmas Party The Daily Truffle (14 de dezembro de 2009). Visitado em 15 de dezembro de 2010.
  79. Seth Macfarlane Rat Pack Bash The Daily Truffle (10 de outubro de 2010). Visitado em 31 de outubro de 2012.
  80. Family Guy's Seth MacFarlane Romances Game of Thrones Beauty Emilia Clarke. Visitado em 6 de janeiro de 2013. (em inglês)
  81. Rusli, Evelyn (5 de fevereiro de 2004). Princeton University: 'Family Guy': Today Princeton, tomorrow the world The Daily Princetonian. Visitado em 5 de janeiro de 2008. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2004.
  82. Brian Griffin (notes) Family Guy Wiki (sem daods).
  83. Borstein. Entrevista com Daniel Robert Epstein. SuicideGirls. 1 de janeiro de 2007. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  84. Seth MacFarlane's mother dies (31 de outubro de 2012). Visitado em 31 de julho de 2010.
  85. Episódio 173 de Real Time with Bill Maher em 19 de fevereiro de 2010.
  86. "Full Frontal TV" Q&A: Head of the Family". Penthouse. Setembro de 2007.
  87. a b ManiaDVD: DVD Interview: 10 Questions with FAMILY GUY's Seth MacFarlane – Part Two. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  88. FBI National Press Release: 9/11 Investigation (PENTTBOM)] (Setembro de 2001). Visitado em 31 de outubro de 2012.
  89. National Transportation Safety Board (NTSB): Flight Path Study – American Airlines Flight 11 (PDF). Visitado em 21 de dezembro de 2007.
  90. TVShowsonDVD.com: Interview with Seth MacFarlane (23 de abril de 2003). Visitado em 31 de outubro de 2012.
  91. Bourne Co., vs. Twentieth Century Fox Film Corporation, Fox Broadcasting Company, Twentieth Century Fox Television, Inc., Twentieth Century Fox Home Entertainment, Inc., Fuzzy Door Productions, Inc., The Cartoon Network, Inc., Seth MacFarlane, Walter Murphy. United States District Court, Southern District of New York. 3 de outubro de 2007. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  92. Hilden, Julie (31 de outubro de 2007). FindLaw"The Family Guy" Once Again Tests Parody's Limits: The Copyright Suit Challenging the Show's Use of "When You Wish Upon a Star" FindLaw's Writ. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  93. News Corp. Wins Suit Dismissal Over ‘Family Guy’ Song (Update1) (16 de março de 2009). Visitado em 31 de outubro de 2012.
  94. Kearney, Christine (16 de março de 2009). Reuters: "Family Guy" wins court battle over song. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  95. Magician sues over cartoon Jesus. Visitado em 25 de setembro de 2009.
  96. Arthur Metrano, vs. Twentieth Century Fox Film Corporation, Seth MacFarlane, Steve Callaghan and Alex Borstein. United States District Court, Central District of California. 5 de dezembro de 2007. Acessado em 31 de outubro de 2012.
  97. Metrano v. Twentieth Century Fox et al. (CV 08-6314). Memorandum & Order on Motions to Dismiss and to Strike. C.D. Cal. 16 de junho de 2009
  98. The Amazing Metrano, Family Guy, and Fair Use (20 de julho de 2009).
  99. Andy I. Corea (Dezembro de 2009). Tennessee Bar Association: Copyright Lessons from Family Guy Add Insult to Injury to Support Your Fair-Use Defense. Visitado em 31 de outubro de 2012.
  100. Rotten TomatoesSeth MacFarlane. Visitado em 19 de janeiro de 2013.
  101. Dan Snierson (30 de novembro de 2012). Seth MacFarlane to guest on 'The Simpsons' as... – EXCLUSIVE (em english) Entertainment Weekly EW.com. Visitado em 7 de fevereiro de 2013.
  102. a b BillboardMusic Is Better Than Words - Seth MacFarlane. Visitado em 19 de janeiro de 2013.
  103. AllMusic: Music Is Better Than Words. Visitado em 17 de janeiro de 2013.
  104. Seth Macfarlane Emmy Award Winner. Acessado em 6 de janeiro de 2013.
  105. a b VarietySeth MacFarlane: Family Guy, American Dad! (1 de junho de 2007). Visitado em 21 de dezembro de 2007.
  106. Annie Awards: Annie Award Winners. Visitado em 21 de dezembro de 2007. Cópia arquivada em 10 de julho de 2007.
  107. 1st Annual Wave Awards Winners Revealed By Academy Of Wireless Arts, Video And Entertainment. Academy of Wireless Arts, Video and Entertainment. Acessado em 8 de janeiro de 2008.
  108. Academy of Television Arts & SciencesThe 61st Primetime Emmy Awards and 2009 Creative Arts Emmy Awards Nominees are... (16 de julho de 2009). Visitado em 16 de julho de 2009.
  109. Academy of Television Arts & Sciences: 62nd Primetime Emmy Awars nominations (8 de julho de 2010). Visitado em 8 de julho de 2010.
  110. MTV: MTV - Teen Choice Award 2010 Winners (9 de agosto de 2011). Visitado em 17 de maio de 2011.
  111. Chiff: 2011 Teen Choice Awards (9 de agosto de 2011). Visitado em 7 de agosto de 2011.
  112. E! Online: Teen Choice Awards 2012: Breaking Dawn, Snow White Lead Second Wave of Nominations (14 de junho de 2012). Visitado em 9 de novembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons