Línguas de Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Línguas de Portugal
Língua oficial Português
Línguas regionais Mirandês
Línguas principais estrangeiras Inglês (59.06%)
Francês (24%)
Espanhol (9%)
Línguas gestuais Língua gestual portuguesa
Layouts de teclados
QWERTY português
KB Portuguese.svg
Fonte Diário da República
Europa.eu
Unicode Consortium (em inglês)

As línguas de Portugal são os idiomas falados atualmente, ou antigamente, no território da República Portuguesa.[1][2][3]

Atualidade[editar | editar código-fonte]

A língua oficial de Portugal é o português, uma das primeiras línguas cultas da Europa medieval a par do provençal, sendo a sua escrita influenciada por esta última. Há um município onde algumas pessoas nas aldeias falam uma língua derivada de uma língua de um antigo reino, o Reino de Leão, chama-se mirandês (lhéngua mirandesa em mirandês). Esta língua tem menos de 15 000 falantes (a maioria como segunda língua) e é apenas falada em aldeias, sendo a aldeia de Picote (Picuote em mirandês) a única praticamente cem por cento monolingue nesta língua, o que é uma curiosidade para um país cultural e linguisticamente homogenizado como Portugal. A ortografia do mirandês é influenciada naturalmente pelo português, mas é uma língua diferente, com um desenvolvimento, estrutura e história diferentes.

Existem também outras línguas[4], faladas mas não oficiais. Uma destas é o minder[5]ico, que começou como um socioleto, mas passou a ser falado em toda a região de Minde, tendo hoje projetos de revitalização. O barraquenho[6] é um dialeto, próximo do espanhol, falado no concelho de Barrancos, no Alentejo. O caló[7] português é a língua falada pela grande comunidade cigana em portugal, tendo vocabulário português e romani, a língua original dos ciganos.

Há também línguas faladas por comunidades imigrantes bastante faladas, como o crioulo cabo-verdiano (kabuverdianu[8]).

Dialetos de Portugal[editar | editar código-fonte]

Dialetos de Portugal

Historicamente[editar | editar código-fonte]

Línguas e dialetos, que eram ou são faladas em Portugal:

Línguas pré-romanas[editar | editar código-fonte]

Mapa etnográfico e linguístico da península Ibérica cerca de 300 a.C., do fim da segunda guerra Púnica
Ver artigo principal: Línguas paleo-hispânicas

Línguas românicas, pós-românicas e medievais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Para ouvir o dialeto respetivo, clique no ícone do altifalante: Loudspeaker.svg

Referências

  1. «Mapa II: Os dialectos portugueses segundo Luís Filipe Lindley Cintra». Instituto Camões. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  2. «Mapa VI: Localização das Amostras - Gravações do Grupo de Variação do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa». Instituto Camões. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  3. Correia, Susana (21 de abril de 2003). «Os dialectos em Portugal». Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 
  4. ncultura (18 de setembro de 2017). «As 10 línguas de Portugal». ncultura. Consultado em 12 de agosto de 2019 
  5. «Minderico». Wikipédia, a enciclopédia livre. 31 de julho de 2019 
  6. «Dialeto barranquenho». Wikipédia, a enciclopédia livre. 25 de agosto de 2018 
  7. «Caló». Wikipédia, a enciclopédia livre. 1 de maio de 2019 
  8. «Crioulo cabo-verdiano». Wikipédia, a enciclopédia livre. 16 de julho de 2019 
  9. Rocha, Carlos. «O dialecto beirão (Portugal)». Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Consultado em 19 de agosto de 2016 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre línguas de Portugal
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.