Mais na Tela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mais na Tela
Tipo Canal de televisão por assinatura
País  Brasil
Fundação 2 de dezembro de 2007 (13 anos)
por Roberto Irineu Marinho
Pertence a Canais Globo
Proprietário Grupo Globo
Sede Rio de Janeiro, RJ
Estúdios Rio de Janeiro, RJ
Formato de vídeo
Cobertura  Brasil
Nome(s) anterior(es) Globosat HD (2007-2012)
+Globosat (2012-2016)
Mais Globosat (2016-2020)
Página oficial canaisglobo.globo.com/c/mais-na-tela/
Disponibilidade por satélite
Vivo TV
SKY
  • Canal 44
  • Canal 444 (HD)
Claro TV
Oi TV
Canal 130 (HD)
Disponibilidade por cabo
Claro TV
Vivo TV
Canal 535 (HD)
TV Alphaville
Canal 120 (HD)
Disponibilidade digital
Canais Globo
Simulcast
Globoplay
Simulcast
DirecTV Go
Simulcast

Mais na Tela é um canal de televisão por assinatura brasileiro lançado em 2 de dezembro de 2007[3] que transmite sinal em alta definição, atualmente seguindo o conceito de superstation. Reúne varios programas do gênero de Documentário.

Segundo a Globosat, ao lançar o canal, seu objetivo foi proporcionar aos assinantes de TV por assinatura a experimentar a tecnologia HD no país.[3]

No início o canal era conhecido como Globosat HD, nele o assinante possuía conteúdos dos canais Globosat, como SporTV, GNT, Multishow, entre outros, totalmente em HD. Com o lançamento das versões em HD desses canais, o Globosat HD passa a se chamar +Globosat em 1º de novembro de 2012. Após a mudança no nome, obtiveram outras modificações, como o foco nos programas, com isso o canal também passou a ser transmitido em SD (standard definition). Os conteúdos ainda são exibidos em alta definição, no formato 16:9 (widescreen), e com som Dolby Digital 2.0 e 5.1 quando disponível. Em 7 de maio de 2016, o canal passa a se chamar Mais Globosat (susbstituindo o símbolo ''+'' pela palavra ''Mais'').

Em 1 de outubro de 2020, devido a unificação das empresas do Grupo Globo e a extinção da marca Globosat, o Mais Globosat passa a se chamar Mais na Tela.[4]

O Canal[editar | editar código-fonte]

O canal inicialmente exibia em alta definição programas exibidos originalmente nos canais GNT, Canal Brasil, Combate, Canal Viva e Multishow, porém, na medida que os canais ganhavam suas versões em HD próprias, os conteúdos deixavam de ser exibidos. Atualmente exibe séries exclusivas para o canal como é o caso de How Not to Live Your Life, The Bridge, The Slap, The Deep, Crownies, Rake, Escobar, el patrón del mal e Cain, também exibe documentários abordando os mais diversos assuntos, todos disponibilizados on-line na página Canais Globo. Em 2015 haverá estreia de séries de várias partes do mundo como Viento Sur, Tony's Revenge, No Limit, Easy Living, The Hour e a novela americana La Reina Del Sur.

Faixas extintas[editar | editar código-fonte]

Telecine HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Telecine Premium

O Telecine HD, tornou-se "o primeiro canal a transmitir filmes em alta definição no Brasil". Na programação, foram exibidos filmes em HD todos os dias a partir 20h até as 02h, e na sessão "Superestreia", que lança na TV paga brasileira sucessos recentes, vencedores do Oscar e líderes de bilheteria. (A faixa deixou de ser exibida a partir do dia 28 de Abril de 2009 após o lançamento do canal independente)

Logotipo usado até 2016 quando passa a usar o nome Mais Globosat
Logotipo da Mais Globosat usado até 2020, quando passa a usar o nome Mais na Tela

Telecine Action HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Telecine Action

Substituiu a faixa Megapix a partir de 1 de setembro de 2010, sendo trocada pela faixa do Megapix HD em 1 de novembro do mesmo ano após o lançamento do canal independente.

Playboy HD[editar | editar código-fonte]

Costumava ser um bloco com séries eróticas durante a madrugada, foi cortada no início de 2012. O canal próprio estreou em 28 de abril de 2017, na Sky Brasil.

Megapix HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Megapix

Foi cortado após a estreia do canal próprio. É um canal de filmes disponível nos pacotes básicos das operados.

Canal Brasil HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Canal Brasil

E o canal da cultura e da alma brasileira não poderia ficar atrás. O Canal Brasil HD exibe filmes nacionais com o melhor da qualidade de som e imagem digitais.

Combate HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Combate

O canal agora conta com as melhores lutas em Alta Definição.

GNT HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: GNT

Foi substituído pela faixa do Canal Viva depois da estreia do canal próprio em HD.

Globo News HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: GloboNews

Neste bloco o + Globosat exibe os melhores programas do canal jornalístico como o programa Arquivo N e Starte.

Multishow HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Multishow

A faixa exibiu o primeiro programa brasileiro produzido em alta definição, o Circo do Edgar.

Sua última exibição como bloco no canal deu-se em 1º de outubro de 2010, o canal havia deixado de ser exibido no Globosat HD com a criação do canal próprio em HD. Quando o antigo Multishow HD virou BIS, em novembro de 2012 o bloco retornou a grade do canal exibindo as melhores produções do canal musical. Com o relançamento do Multishow HD (simulcast ao canal Multishow SD) em dezembro do mesmo ano, deixou de ser exibida.

SporTV HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: SporTV

A Globosat HD transmite jogos das diversas modalidades esportivas em alta definição como o futebol (Campeonato Paulista, Campeonato Carioca, Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro e a Eurocopa 2012 e a Fórmula 1. Já foram exibidos pelo canal o Eurocopa 2008, Copa do Mundo 2010 e os Jogos Olímpicos de 2012. Com o lançamento do canal próprio, deixou de ser exibido.

Canal Viva HD[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Canal Viva

A nova faixa do Globosat HD traz os programas que passam no canal em alta definição.

Referências

  1. a b Grade de canais "Juntinho"
  2. a b Grade de canais "Juntinho"
  3. a b Katibian, Tatiana (7 de maio de 2008). «NET amplia cidades com transmissão em alta definição». Quaero Imprensa. Consultado em 2 de novembro de 2012 
  4. «Canal pago da Globo ganha novo nome de gosto duvidoso». VCFAZ.tv. 1 de outubro de 2020. Consultado em 1 de outubro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]