Problemas ambientais no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Queimadas vistas por satélite no sul da Amazônia.

O crescimento urbano, foi causado pelas atividades industriais, que atraiu milhões de habitantes para a cidade, causando a poluição das águas, do ar e do solo, a devastação de florestas e o desmatamento da Amazônia são alguns dos grandes problemas ambientais do Brasil.

Os problemas urbanos são mais conhecidos porque há uma grande concentração de pessoas nos centros urbanos. Eles acontecem pela falta de conscientização e também pela falta de educação daqueles que poluem.

Poluição hídrica (poluição da água)[editar | editar código-fonte]

Geralmente,este tipo de poluição é gerado em zonas industriais. Com o avanço da tecnologia e da indústria, aumenta o número de fábricas, e muitas delas,trabalham com materiais,que depois de utilizados são jogados indevidamente fora.O que há de errado é o fato de rios e lagos servirem como local de depósito esses mesmos químicos. A principal fonte de poluição hídrica é o homem,quer seja através de fábricas,quer seja através de simples gestos de lançar resíduos na água.

O lançamento de esgoto doméstico também é um problema ambiental para ser enfrentado, em muitas cidades, o esgoto não é tratado e é lançado diretamente aos rios, afetando o ambiente onde se encontra o rio, consequentemente, abalando todo um ecossistema.

Mas, quais são as reais consequências da poluição hídrica? A água é um ambiente de vida para muitos seres vivos. Com a poluição e contaminação da água, várias espécies poderão morrer. Além das consequências para as espécies marinhas, são também consideráveis as possíveis consequências para o homem.

Poluição (atmosférica) do ar[editar | editar código-fonte]

A poluição gerada nas cidades de hoje é resultado, principalmente, da queima de combustíveis fósseis como, por exemplo, carvão mineral e derivados do petróleo (gasolina e diesel). A queima destes produtos tem lançado uma grande quantidade de monóxido de carbono e dióxido de carbono (gás carbônico) na atmosfera. Esta poluição tem gerado diversos problemas nos grandes centros urbanos e é uma das causas principais do aquecimento global. A saúde do ser humano, por exemplo, é a mais afetada com a poluição. Doenças respiratórias como a bronquite, rinite alérgica, alergias e asma levam milhares de pessoas aos hospitais todos os anos. Fruto desta poluição, a chuva ácida mata plantas, animais e vai corroendo, com o tempo, monumentos históricos.

Fontes de poluição, efeito estufa, chuva ácida, combustíveis fósseis, consequências da poluição, combustíveis não poluentes, poluição ambiental e poluição atmosférica.

Lixo[editar | editar código-fonte]

Desde o surgimento dos primeiros centros urbanos, a produção de lixo se apresenta como um problema de difícil solução. A partir da Revolução Industrial, com a intensificação da migração dos trabalhadores do campo para a cidade, aumentaram as dificuldades referentes à produção de resíduos sólidos de diferentes naturezas (domésticos, industriais, serviços de saúde, etc), os quais constituem-se atualmente numa das principais fontes de degradação do meio ambiente.

Rurais[editar | editar código-fonte]

A poluição dos mananciais (rios, lagos, águas subterrâneas,...) pode ser causada por influentes líquidos e resíduos sólidos originários dos resíduos domésticos (banheiro, cozinha, lavanderia,...), das atividades agropecuárias (uso de agroquímicos, fertilizantes e corretivos; bovinocultura, suinocultura e avicultura) e atividades agroindustriais (conservas, laticínios, curtumes, frigoríficos).

A poluição do solo é a alteração prejudicial de suas características naturais, com eventuais mudanças na estrutura física, resultado de fenômenos naturais: terremotos, vendavais e inundações ou de atividades humanas: disposição de resíduos sólidos e líquidos, urbanização e ocupação do solo, atividades agropecuárias e extrativas e acidentes no transporte de cargas.

A contaminação do solo pode ser de origem orgânica ou inorgânica: materiais contaminados e/ou em decomposição presentes no lixo; substâncias químicas perigosas; pesticidas empregados na produção agropecuária. Alguns mais cedo ou mais tarde chegam ao corpo humano, não somente por respiração da poeira, como principalmente através da água que se contamina pelo solo e através dos alimentos produzidos.

Principais problemas ambientais atuais no Brasil[editar | editar código-fonte]

  • [1] Poluição do ar por gases poluentes, pela queima de combustíveis fósseis (carvão mineral, gasolina e diesel) e indústrias.
  • Poluição de rios, lagos, mares e oceanos provocada por despejos de esgotos e lixo, acidentes ambientais (vazamento de petróleo), etc;
  • Poluição do solo provocada por contaminação (agrotóxicos, fertilizantes e produtos químicos) e descarte incorreto de lixo;
  • Queimadas em matas e florestas como forma de ampliar áreas para pasto ou agricultura;
  • Desmatamento com o corte ilegal de árvores para comercialização de madeira;
  • Esgotamento do lixo
  • Falta de água para o consumo humano, causado pelo uso irracional (desperdício), contaminação e poluição dos recursos hídricos;
  • Aquecimento Global, causado pela grande quantidade de emissão de gases do efeito estufa;
  • Diminuição da Camada de ozônio, provocada pela emissão de determinados gases (CFC, por exemplo) no meio ambiente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. poluição, ambiental. Trabalho. [S.l.: s.n.]..

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço relacionado ao Projeto Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.