Universidade do Estado de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UEMG)
Ir para: navegação, pesquisa
UEMG
Universidade do Estado de Minas Gerais
Uemg logo.jpg
Lema Uma nova maneira de pensar, ser e agir
Fundação 1989
Tipo de instituição Pública, Estadual
Mantenedora Brasão de Minas Gerais.svg Governo do Estado de Minas Gerais
Orçamento anual R$ 63.349.156,24 em 2011[1]
Docentes ≅ 1.418 (2004)
Total de estudantes ≅ 23.008 (2004)
Graduação ≅ 21.677 (2004)
Pós-graduação ≅ 1.331 (2004)
Reitor(a) Dijon de Moraes Junior
Vice-reitor(a) Santuza Abras
Sede Brasão de Belo Horizonte (Minas Gerais).svgBelo Horizonte
Campi Brasaobarbacena.gifBarbacena
Carangola
Brasao diamantina.gifDiamantina
Brasao Frutal.jpgFrutal
Coat of arms of João Monlevade MG.pngJoão Monlevade
Bras leopoldina.jpgLeopoldina
BRASAO POCOSDECALDAS.jpgPoços de Caldas
Brasao Uba.jpgUbá
Estado Brasão de Minas Gerais.svg Minas Gerais
Afiliações ABRUEM
Página oficial uemg.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) é uma instituição pública estadual de ensino superior multicampi, que oferece mais de vinte cursos distribuídos em seis cidades mineiras: Belo Horizonte (sede), Barbacena, Leopoldina, Frutal, João Monlevade, Poços de Caldas, Ubá.

O curso de Pedagogia da instituição foi apontado como um dos melhores do Brasil pelo Guia do Estudante e vencedor da Medalha Paulo Freire, em 2005.[2] Em 2006, a UEMG recebeu dois selos do Guia do Estudante pelos cursos de Design Gráfico, da Escola de Design e Pedagogia, da Faculdade de Educação.

No âmbito do Ensino, a universidade planeja a promoção dos cursos de mestrado e a oferta de outros (em nível de graduação e atualização) pelo método de ensino à distância. A Faculdade de Educação (FaE) deverá ganhar um novo prédio para o seu funcionamento, criando assim melhor estrutura para receber seus alunos.

A UEMG tem uma forte vocação para a educação na área de meio ambiente. É intuito do estado expandir e oferecer, a outros estados brasileiros, aos países da América Latina e aos países de língua portuguesa uma ferramenta para a recuperação de áreas degradadas e educação ambiental, com o apoio e acompanhamento da UEMG..[3]

Campus UEMG - Carangola

História[editar | editar código-fonte]

A UEMG foi criada pelo com o advento da Constituição do Estado de Minas Gerais de 1989, que proporcionou às fundações educacionais de ensino superior instituídas pelo Estado ou com sua colaboração a optarem por serem absorvidas como campi da UEMG, sendo elas:

  • Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Carangola
  • Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha, de Diamantina
  • Fundação de Ensino Superior de Passos Visite o Portal FESP
  • Fundação Educacional de Lavras
  • Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas, de Varginha
  • Fundação Educacional de Divinópolis
  • Fundação Educacional de Patos de Minas
  • Fundação Educacional de Ituiutaba
  • Fundação Cultural Campanha da Princesa, de Campanha

Ainda foram incorporadas à UEMG as instituições públicas:

  • Fundação Mineira de Arte Aleijadinho (FUMA), hoje transformada em duas escolas: Música e Design
  • Fundação Escola Guignard
  • Curso de Pedagogia - Instituto de Educação, incorporado à Faculdade de Educação
  • Serviço de Orientação e Seleção Profissional (SOSP), hoje, Centro de Psicologia Aplicada – CENPA


Região Central de Carangola.
Carangola

Unidades[editar | editar código-fonte]

A construção do campus no bairro Cidade Nova é admitida como prioritária, inclusive para o governo estadual, visto que trará maior integração e celeridade em todos os níveis de atuação da Universidade. É intenção edificar em duas áreas situadas uma defronte à outra, em um lote de 100.000 m², e outro de 29.000 m², doados pelo governo estadual. A implementação do campus foi incluída entre as cinco prioridades do Governo do Estado. A Reitoria, a Escola de Design, a Escola de Música, a Escola Guignard e a Faculdade de Educação serão instaladas no campus e têm juntas cerca de 3.500 alunos, o que vai provocar um afluxo de cerca de 5 mil pessoas (entre alunos, professores e funcionários) circulando diariamente pela redondeza.

Os terrenos doados pelo governo do Estado à UEMG estão localizados na Avenida José Cândido da Silveira, na confluência dos bairros União, Santa Inês, Horto e Cidade Nova.[4]

São unidades da UEMG:

  • Escola de Design
  • Escola de Música
  • Escola Guignard
  • Faculdade de Educação
  • Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves
  • Unidade de Barbacena - Instituto Superior de Educação Dona Itália Franco
  • Unidade de Frutal
  • Faculdade de Engenharia de João Monlevade
  • Unidade de Ubá - Fundação Municipal Irailda Ribeiro dos Santos
  • Unidade de Poços de Caldas - Autarquia Municipal de Ensino de Poços de Caldas - entidade municipal que oferece cursos da FAE-UEMG, por meio de convênio

Na instalação de novas unidades, levar-se-ia em conta, prioritariamente, regiões densamente povoadas não atendidas por ensino público superior, observada a vocação regional.

A UEMG foi criada pelo art. 81 das Disposições Transitórias da Constituição do Estado de Minas Gerais em 1989, como entidade publica, sob a forma de Autarquia, com reitoria na Capital e Unidades localizadas nas diversas regiões de Minas Gerais. O § 1 do art. 82 da Constituição Estadual facultou às Fundações Educacionais de Ensino Superior instituídas pelo Estado, optar por serem absorvidas como Unidades da UEMG. Este procedimento foi praticado à princípio por nove instituições sediadas nas cidades de Campanha, Carangola, Diamantina, Divinópolis, Ituiutaba, Lavras, Passos, Patos de Minas e Varginha. Atualmente as instituições associadas à UEMG estão sediadas nas cidades: Campanha, Carangola, Diamantina, Divinópolis, Ituiutaba e Passos.


Escola Guignard[editar | editar código-fonte]

A origem da Escola Guignard, que formou artistas importantes no circuito mineiro, nacional e internacional, remete ao convite feito pelo prefeito Juscelino Kubitschek, em 1943, para o artista dirigir a Escola de Belas Artes. Em 1994, foi inaugurado o prédio que abriga a instituição até hoje. Implantada junto a Serra do Curral, esta obra do arquiteto Gustavo Penna é repleta de simbolismo, reafirmando a tradição cultural de Minas Gerais numa linguagem contemporânea. Classificada pela revista Projeto como uma das 30 obras arquitetônicas de maior relevância no Brasil..[5]

Escola de Design e Escola de Música[editar | editar código-fonte]

A Escola de Design e a Escola de Música, incorporadas à universidade, têm origem comum. No final de 1953, a Sociedade Mineira de Concertos Artísticos, presidida por Clóvis Salgado e a Sociedade Coral de Belo Horizonte, presidida por Carlos Vaz, se associaram para fundar a Universidade Mineira de Arte (UMA), que iniciou suas atividades no ano seguinte com a Escola de Música e, na seqüência, criou a Escola de Artes Plásticas e Arquitetura, atual Escola de Design

Faculdade de Educação[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Educação da UEMG constituiu-se a partir da incorporação, em 1994, do Curso de Pedagogia do Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG). Fundado em 1906, o IEMG foi o colégio modelo de Belo Horizonte. As reais origens do curso de Pedagogia na educação mineira localizam-se em 1928/29, com a Escola de Aperfeiçoamento, cuja principal finalidade era a de preparar docentes para atuação em Escolas Normais, alcançando, deste modo, também a educação ao nível do então ensino primário. Em 1948 transformou-se no Curso de Administração Escolar com a função precípua de preparar profissionais para atuação nas escolas da rede estadual e em órgãos do sistema educacional, como o próprio órgão central e as inspetorias regionais e municipais de ensino. Em 1970 teve origem o Curso de Pedagogia, quando, por força da Lei Nº 5540/68, o Curso de Administração Escolar teve suas atividades encerradas, uma vez que passou a ser exigida em nível superior a formação do profissional ali preparado.

Unidade de Frutal[editar | editar código-fonte]

A Unidade de Frutal funciona desde 2004 (estadualizado em meados de 2007) e possui sete cursos de graduação: Administração, Ciência e Tecnologia de Laticínios, Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda), Direito, Geografia, Sistemas de Informação, Tecnologia em Processos Sucroalcooleiros. Tem como linha de pesquisas Redes de Computadores e Redes Wireless, Microbiologia Aplicada e Estudos Lingüísticos e Mediáticos. Seu principal foco em Extensão são os Sistemas de Informação.[3]

Faculdade de Engenharia de João Monlevade[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Engenharia de João Monlevade iniciou suas atividades em 2005. Oferece graduação em Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Minas e Engenharia Metalúrgica. Está localizada num núcleo minero metalúrgico, onde existe uma unidade da ArcellorMital. Nos municí­pios do entorno, de onde vêm os alunos, estão a Gerdau em Barão de Cocais; a Vale em Itabira, João Monlevade, Rio Piracicaba, Mariana, Bela Vista de Minas; a Ashanti Gold em Santa Bárbara; a Nova Era Silicon em Nova Era. As grandes empresas geram oportunidades para várias outras nas áreas ambiental, minas e metalurgia, que são suas terceiras ou fornecedoras de serviços e insumos.

Graduação[editar | editar código-fonte]

Belo Horizonte (sede)[editar | editar código-fonte]

Barbacena[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Pedagogia
  • Licenciatura em Ciências Sociais

Frutal[editar | editar código-fonte]

  • Bacharelado em Administração
  • Bacharelado em Ciência e Tecnologia de Laticínios
  • Bacharelado em Comunicação Social
  • Tecnologia em Processos Sucroalcooleiros
  • Bacharelado em Direito
  • Licenciatura em Geografia
  • Bacharelado em Sistemas de Informação

João Monlevade[editar | editar código-fonte]

  • Bacharelado em Engenharia Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Civil
  • Bacharelado em Engenharia de Minas
  • Bacharelado em Engenharia Metalúrgica

Ubá[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Ciências Biológicas
  • Bacharelado em Design de Produto
  • Licenciatura em Química

Poços de Caldas[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Pedagogia

Leopoldina[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Pedagogia

Pós-Graduação[editar | editar código-fonte]

Stricto sensu[editar | editar código-fonte]

  • Mestrado e Doutorado em Engenharia de Materiais (Faculdade de Engenharia de João Monlevade)
  • Mestrado em Educação (campus Belo Horizonte, Faculdade de Educação)
  • Mestrado em Design (Campus Belo Horizonte, Escola de Design)

Latu sensu[editar | editar código-fonte]

  • Design de Gemas e Joias (Campus Belo Horizonte - escola de Design)
  • Design de Móveis (Campus Belo Horizonte - escola de Design)
  • Gestão do Design em Micro e Pequenas Empresas (Campus Belo Horizonte - escola de Design)
  • Psicopedagogia Clínica e Institucional (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Educação)
  • GeEducação Ambiental (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Educação)
  • Educação Infantil (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Educação)
  • Práticas Interpretativas: Música Brasileira (Campus Belo Horizonte - Escola de Música)
  • Princípios e Recursos Pedagógicos em Música (Campus Belo Horizonte - Escola de Música)
  • Mediação em Arte Cultura e Educação (Campus Belo Horizonte - Escola Guignard)
  • Artes Plásticas e Contemporaneidade (Campus Belo Horizonte - Escola Guignard)
  • Gestão Pública (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Políticas Públicas)
  • Gestão de Pessoas (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Políticas Públicas)
  • Gestão Educacional e Coordenação Pedagógica (Unidade de Barbacena)
  • Direito e Gestão Ambiental (Unidade de Frutal)
  • Direito Civil e Processual Civil (Unidade de Frutal)
  • Gestão de Negócios e Tecnologia da Informação (Unidade de Frutal)
  • Tecnologias Ambientais Aplicadas à Mineração e Siderurgia (Faculdade de Engenharia de João Monlevade)

Instituições privadas que foram associadas à UEMG[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Portal da Transparência Página visitada em 03 de agosto de 2012
  2. Minas On-Line. UEMG divulga lista de aprovados no vestibular 2006. Página visitada em 2 de janeiro de 2009.
  3. a b Minas On-Line. UEMG universaliza acesso ao Ensino Superior no Estado. Página visitada em 2 de janeiro de 2009.
  4. Minas On-Line. Campus da UEMG desperta o interesse de empresários. Página visitada em 2 de janeiro de 2009.
  5. Enciclopédia Itaú Cultural. Escola Guignard (Belo Horizonte, MG). Página visitada em 2 de janeiro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]