Universidade do Estado de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UEMG)
Ir para: navegação, pesquisa
UEMG
Universidade do Estado de Minas Gerais
Uemg logo.jpg
Lema Uma nova maneira de pensar, ser e agir
Fundação 1989
Tipo de instituição Pública, Estadual
Mantenedora Brasão de Minas Gerais.svg Governo do Estado de Minas Gerais
Orçamento anual R$ 63.349.156,24 em 2011[1]
Docentes ≅ 1.418 (2004)
Total de estudantes ≅ 23.008 (2004)
Graduação ≅ 21.677 (2004)
Pós-graduação ≅ 1.331 (2004)
Reitor(a) Dijon de Moraes Junior
Vice-reitor(a) José Eustáquio de Brito
Sede Brasão de Belo Horizonte (Minas Gerais).svg Belo Horizonte
Campi Brasaobarbacena.gif Barbacena
Brasaocampanhamg.jpg Campanha
Brasao Carangola.png Carangola
Brasao diamantina.png Diamantina
Brasão de divinopolis.svg Divinópolis
Brasao Frutal.jpg Frutal
Brasaoibiriteveteriorizado.svg Ibirité
Brasao ituiutaba.jpg Ituiutaba
Coat of arms of João Monlevade MG.png João Monlevade
Bras leopoldina.jpg Leopoldina
Bandeirapassos.png Passos
BRASAO POCOSDECALDAS.jpg Poços de Caldas
Brasao Uba.jpg Ubá
Estado Brasão de Minas Gerais.svg Minas Gerais
Afiliações ABRUEM
Página oficial uemg.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) é uma instituição pública estadual de ensino superior com várias unidades educacionais, que oferece vários cursos de graduação e pós-graduação distribuídos nas seguintes cidades mineiras: Belo Horizonte (sede), Barbacena, Campanha, Carangola, Diamantina, Divinópolis, Ibirité, Ituiutaba, Frutal, João Monlevade, Leopoldina, Passos, Poços de Caldas e Ubá.

O curso de Pedagogia da instituição foi apontado como um dos melhores do Brasil pelo Guia do Estudante e vencedor da Medalha Paulo Freire, em 2005.[2] Em 2006, a UEMG recebeu dois selos do Guia do Estudante pelos cursos de Design Gráfico, da Escola de Design e Pedagogia, da Faculdade de Educação.

No âmbito do Ensino, a universidade planeja a promoção dos cursos de mestrado e a oferta de outros (em nível de graduação e atualização) pelo método de ensino à distância. A Faculdade de Educação (FaE) deverá ganhar um novo prédio para o seu funcionamento, criando assim melhor estrutura para receber seus alunos.

A UEMG tem uma forte vocação para a educação na área de meio ambiente. É intuito do estado expandir e oferecer, a outros estados brasileiros, aos países da América Latina e aos países de língua portuguesa uma ferramenta para a recuperação de áreas degradadas e educação ambiental, com o apoio e acompanhamento da UEMG.[3]

Campus UEMG - Carangola

História[editar | editar código-fonte]

A UEMG foi criada pelo com o advento da Constituição do Estado de Minas Gerais de 1989, que proporcionou às fundações educacionais de ensino superior instituídas pelo Estado ou com sua colaboração a optarem por serem absorvidas como unidades da UEMG, sendo elas:

  • Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Carangola
  • Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha, sediada em Diamantina
  • Fundação de Ensino Superior de Passos
  • Fundação Educacional de Lavras
  • Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas, sediada em Varginha
  • Fundação Educacional de Divinópolis
  • Fundação Educacional de Patos de Minas
  • Fundação Educacional de Ituiutaba
  • Fundação Cultural Campanha da Princesa, sediada em Campanha

Ainda foram incorporadas à UEMG as seguintes instituições públicas estaduais:

  • Fundação Mineira de Arte Aleijadinho (FUMA)
  • Fundação Escola Guignard
  • Instituto de Educação
  • Serviço de Orientação e Seleção Profissional (SOSP)

A UEMG foi criada pelo artigo 81 das Disposições Transitórias da Constituição do Estado de Minas Gerais em 1989, como entidade publica, sob a forma de Autarquia, com Reitoria na Capital e Unidades localizadas nas diversas regiões de Minas Gerais. O § 1º do artigo 82 da Constituição Estadual facultou às fundações educacionais de Ensino Superior instituídas pelo Estado, optar por serem absorvidas como Unidades da UEMG. Este procedimento foi praticado à princípio por nove instituições sediadas nas cidades de Campanha, Carangola, Diamantina, Divinópolis, Ituiutaba, Lavras, Passos, Patos de Minas e Varginha, se tornando instituições associadas.

Em 2005 foi dada a opção às instituições agregadas se tornarem associadas. A Fundação Educacional de Lavras, a Fundação Educacional de Patos de Minas, a Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas optaram nessa época por manter sua autonomia em relação à UEMG e são mantendoras da UNILAVRAS, UNIPAM e UNIS, respectivamente.

As instituições que se tornaram associadas em 2005, desde dezembro de 2013 e ao longo do ano de 2014, estão sendo incorporadas à UEMG, se tornando as unidades de Campanha, Carangola, Diamantina, Divinópolis, Ituiutaba e Passos[4] .

Região Central de Carangola.

Absorção das fundações associadas à UEMG (2013 e 2014)[editar | editar código-fonte]

Desde o fim de 2013, as instituições privadas associadas à UEMG, além dos cursos superiores mantidos pela Fundação Helena Antipoff, foram absorvidas pela UEMG como unidades[5] [6] [7]

Carangola

Unidades[editar | editar código-fonte]

A construção do campus no bairro Cidade Nova é admitida como prioritária, inclusive para o governo estadual, visto que trará maior integração e celeridade em todos os níveis de atuação da Universidade. É intenção edificar em duas áreas situadas uma defronte à outra, em um lote de 100.000 m², e outro de 29.000 m², doados pelo governo estadual. A implementação do campus foi incluída entre as cinco prioridades do Governo do Estado. A Reitoria, a Escola de Design, a Escola de Música, a Escola Guignard e a Faculdade de Educação serão instaladas no campus e têm juntas cerca de 3.500 alunos, o que vai provocar um afluxo de cerca de 5 mil pessoas (entre alunos, professores e funcionários) circulando diariamente pela redondeza.

Os terrenos doados pelo governo do Estado à UEMG estão localizados na Avenida José Cândido da Silveira, na confluência dos bairros União, Santa Inês, Horto e Cidade Nova.[8]

São unidades da UEMG:

  • Escola de Design (Belo Horizonte)
  • Escola de Música (Belo Horizonte)
  • Escola Guignard (Belo Horizonte)
  • Faculdade de Educação (Belo Horizonte)
  • Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves (Belo Horizonte)
  • Unidade de Barbacena
  • Unidade de Campanha
  • Unidade de Carangola
  • Unidade de Diamantina
  • Unidade de Divinópolis
  • Unidade de Frutal
  • Unidade de Ibirité
  • Unidade de Ituiutaba
  • Unidade de João Monlevade
  • Unidade de Leopoldina
  • Unidade de Passos
  • Poços de Caldas (curso fora de sede)
  • Unidade de Ubá

Escola Guignard[editar | editar código-fonte]

A origem da Escola Guignard, que formou artistas importantes no circuito mineiro, nacional e internacional, remete ao convite feito pelo prefeito Juscelino Kubitschek, em 1943, para o artista dirigir a Escola de Belas Artes. Em 1994, foi inaugurado o prédio que abriga a instituição até hoje. Implantada junto a Serra do Curral, esta obra do arquiteto Gustavo Penna é repleta de simbolismo, reafirmando a tradição cultural de Minas Gerais numa linguagem contemporânea. Classificada pela revista Projeto como uma das 30 obras arquitetônicas de maior relevância no Brasil..[9]

Escola de Design e Escola de Música[editar | editar código-fonte]

A Escola de Design e a Escola de Música, incorporadas à universidade, têm origem comum. No final de 1953, a Sociedade Mineira de Concertos Artísticos, presidida por Clóvis Salgado e a Sociedade Coral de Belo Horizonte, presidida por Carlos Vaz, se associaram para fundar a Universidade Mineira de Arte (UMA), que iniciou suas atividades no ano seguinte com a Escola de Música e, na seqüência, criou a Escola de Artes Plásticas e Arquitetura, atual Escola de Design

Faculdade de Educação[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Educação da UEMG constituiu-se a partir da incorporação, em 1994, do Curso de Pedagogia do Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG). Fundado em 1906, o IEMG foi o colégio modelo de Belo Horizonte. As reais origens do curso de Pedagogia na educação mineira localizam-se em 1928/29, com a Escola de Aperfeiçoamento, cuja principal finalidade era a de preparar docentes para atuação em Escolas Normais, alcançando, deste modo, também a educação ao nível do então ensino primário. Em 1948 transformou-se no Curso de Administração Escolar com a função precípua de preparar profissionais para atuação nas escolas da rede estadual e em órgãos do sistema educacional, como o próprio órgão central e as inspetorias regionais e municipais de ensino. Em 1970 teve origem o Curso de Pedagogia, quando, por força da Lei Nº 5540/68, o Curso de Administração Escolar teve suas atividades encerradas, uma vez que passou a ser exigida em nível superior a formação do profissional ali preparado.

Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves (FAPP) foi criada pela Resolução CONUN/UEMG Nº. 78/2005, de 10 de setembro de 2005. Tem foco no desenvolvimento de projetos de interesse comum e na oferta de cursos que correspondam às reais necessidades da administração pública.

Unidade Frutal[editar | editar código-fonte]

A Unidade de Frutal funciona desde 2004 (estadualizado em meados de 2007) e possui sete cursos de graduação: Administração, Ciência e Tecnologia de Laticínios, Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda), Direito, Geografia, Sistemas de Informação, Tecnologia em Processos Sucroalcooleiros. Tem como linha de pesquisas Redes de Computadores e Redes Wireless, Microbiologia Aplicada e Estudos Lingüísticos e Mediáticos. Seu principal foco em Extensão são os Sistemas de Informação.[3]

Unidade João Monlevade[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Engenharia de João Monlevade iniciou suas atividades em 2005. Oferece graduação em Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Minas e Engenharia Metalúrgica. Está localizada num núcleo minero metalúrgico, onde existe uma unidade da ArcellorMital.

Nos municípios do entorno, de onde vêm os discentes, estão a Gerdau em Barão de Cocais; a Vale em Itabira, João Monlevade, Rio Piracicaba, Mariana, Bela Vista de Minas; a Ashanti Gold em Santa Bárbara; a Nova Era Silicon em Nova Era. As grandes empresas geram oportunidades para várias outras nas áreas ambiental, minas e metalurgia, que são suas terceiras ou fornecedoras de serviços e insumos.

Unidade Campanha[editar | editar código-fonte]

Campanha é um dos municípios mais antigos de Minas Gerais, tendo sido criado em 1798. A Fundação Cultural Campanha da Princesa foi criada em 11 de março de 1966, por meio de Lei Estadual de Minas Gerais. E era uma instituição privada associada à UEMG até dezembro de 2013. Sua primeira denominação foi Fundação Universidade da Campanha, nome alterado posteriormente para Fundação Cultural Campanha da Princesa.

Unidade Carangola[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Filosofia, CIências e Letras de Carangola - FAFILE foi fundada em 1970. Em 1999 foi credenciada na qualidade de fundação agregada à Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG. Em 2007, passou a ser FAVALE - Faculdades Vale do Carangola. Em dezembro de 2013 foi definitivamente estadualizada.

Unidade Diamantina[editar | editar código-fonte]

A Fundação Educacional Vale do Jequitinhonha (Fevale) foi uma entidade autônoma, com personalidade jurídica própria, sem fins lucrativos, autorizada pela Lei Estadual nº 4059, de 31 de dezembro de 1965. Desde 1999, através do Decreto-Lei n.º 40359, é um campus agregado à Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

Unidade Divinópolis[editar | editar código-fonte]

A FUNEDI foi uma instituição autônoma cuja história remonta a 1964, com a criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Divinópolis (FAFID). Foi incorporada à UEMG em setembro de 2014.

Unidade Ituiutaba[editar | editar código-fonte]

A Fundação Educacional de Ituiutaba foi instituída em 1963, com a finalidade de criar, instalar e manter, sem fins lucrativos, escolas de ensino fundamental, médio e superior, com o objetivo de promover a cultura, a pesquisa e a formação profissional, em todos os ramos do saber técnico e científico, nos termos da legislação específica. Em 1970, foi implantado o ensino superior em Ituiutaba, com a criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ituiutaba, por meio de suas duas unidades acadêmicas: Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de Ituiutaba (ISEPI) e Instituto Superior de Educação de Ituiutaba (ISEDI), este, criado em 2002 para abrigar as licenciaturas.

Unidade Ibirité[editar | editar código-fonte]

A história da Fundação Helena Antipoff inicia-se em 1955 com a criação do Instituto Superior de Educação Rural – ISER, órgão de ensino superior destinado à pesquisa, orientação, supervisão e especialização em assuntos de Educação Rural. Em 1970, o ISER foi transformado em Fundação Estadual de Educação Rural – FEER e dedicou-se à formação de especialistas de ensino primário e professores primários para a zona rural. Decorridos oito anos, a FEER passou a designar-se Fundação Helena Antipoff e incorporou pelo Estado, a Escola Sandoval Soares de Azevedo. Em 1999, o projeto de criação dos cursos superiores em educação, idealizado por Helena Antipoff com a criação do ISER, foi concretizado pela professora Irene de Melo Pinheiro. A partir de 2001, a Fundação Helena Antipoff passa a oferecer os Cursos Superiores de Licenciatura do Instituto Superior de Educação Anísio Teixeira – ISEAT, por meio do Centro de Pesquisas e Projetos Pedagógicos – CPP, instituição particular, em convênio com a Fundação Helena Antipoff. Em agosto de 2009, os cursos de licenciatura do ISEAT foram estadualizados e, em novembro de 2013 o governador do Estado de Minas Gerais, Antônio Anastasia assinou o decreto que incorpora os cursos superiores do ISEAT ao quadro de terceira maior Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG.

Unidade Leopoldina[editar | editar código-fonte]

A unidade UEMG de Leopoldina foi inaugurada no dia 27 de abril de 2011, oferecendo o curso de Pedagogia com primeira turma aprovada no Processo Seletivo/2010.

Poços de Caldas (curso fora de sede)[editar | editar código-fonte]

No ano de 1965, através da Lei nº 1.265, a prefeitura Municipal de Poços de Caldas criou a Faculdade Municipal de Filosofia, Ciências e Letras como entidade autárquica de direito público regularmente organizada, autorizada pelo Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais, pelos pareceres 268/66 e 269/66. Foram instalados os cursos de Filosofia, Pedagogia, Letras e Matemática. Em meados do ano de 2002, a AME – Autarquia Municipal de Ensino, retorna suas atividades no Ensino Superior, na busca pelo serviço educacional-pedagógico. Nesse mesmo ano, firma-se o Convênio entre a UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais) e a AME, criando então o Curso de Pedagogia - Fora de Sede.

Unidade Ubá[editar | editar código-fonte]

No ano de 2006, a Universidade do Estado de Minas Gerais, a Fundação Irailda Ribeiro (FUNIR) e a Prefeitura Municipal de Ubá uniram-se ao Governo do Estado de Minas Gerais para criarem a Unidade de Ubá e teve início o curso fora de sede de Design de Produtos. Em 2007 iniciou-se o curso de Licenciatura de Ciências Biológicas e em 2008 o curso de Licenciatura em Química.

Unidade Passos[editar | editar código-fonte]

A Fundação de Ensino Superior de Passos é uma instituição instituição de ensino superior fundada na década de 1960 e atualmente agregada a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), realizando cursos de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão nas áreas de saúde, exatas e humanas. Ainda em 2014 será incorporada à UEMG como unidade.

Cursos de Graduação oferecidos[editar | editar código-fonte]

Belo Horizonte (sede)[editar | editar código-fonte]

Barbacena[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Pedagogia
  • Licenciatura em Ciências Sociais

Divinópolis[editar | editar código-fonte]

  • Bacharelado em Administração
  • Bacharelado em Ciências Biológicas
  • Bacharelado em Ciências Contábeis
  • Bacharelado em Comunicação Social
  • Bacharelado em Educação Física
  • Bacharelado em Enfermagem
  • Bacharelado em Engenharia Civil
  • Bacharelado em Engenharia da Computação
  • Bacharelado em Engenharia da Produção
  • Bacharelado em Fisioterapia
  • Bacharelado em História
  • Bacharelado em Letras
  • Bacharelado em Matemática
  • Bacharelado em Pedagogia
  • Bacharelado em Psicologia
  • Bacharelado em Química
  • Bacharelado em Serviço Social
  • Cursos de especializações
  • Cursos de mestrado

Frutal[editar | editar código-fonte]

  • Bacharelado em Administração
  • Bacharelado em Ciência e Tecnologia de Laticínios
  • Bacharelado em Comunicação Social
  • Tecnologia em Processos Sucroalcooleiros
  • Bacharelado em Direito
  • Licenciatura em Geografia
  • Bacharelado em Sistemas de Informação

João Monlevade[editar | editar código-fonte]

  • Bacharelado em Engenharia Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Civil
  • Bacharelado em Engenharia de Minas
  • Bacharelado em Engenharia Metalúrgica

Ubá[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Ciências Biológicas
  • Bacharelado em Design de Produto
  • Licenciatura em Química

Poços de Caldas[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Pedagogia

Leopoldina[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Pedagogia

Programas de Pós-Graduação[editar | editar código-fonte]

Stricto sensu[editar | editar código-fonte]

  • Mestrado e Doutorado em Engenharia de Materiais (Escola de Design em parceria com Universidade Federal de Ouro Preto)
  • Mestrado em Educação (campus Belo Horizonte, Faculdade de Educação)
  • Mestrado em Design (Campus Belo Horizonte, Escola de Design)

Lato sensu[editar | editar código-fonte]

  • Design de Gemas e Joias (Campus Belo Horizonte - escola de Design)
  • Design de Móveis (Campus Belo Horizonte - escola de Design)
  • Gestão do Design em Micro e Pequenas Empresas (Campus Belo Horizonte - escola de Design)
  • Psicopedagogia Clínica e Institucional (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Educação)
  • GeEducação Ambiental (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Educação)
  • Educação Infantil (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Educação)
  • Práticas Interpretativas: Música Brasileira (Campus Belo Horizonte - Escola de Música)
  • Princípios e Recursos Pedagógicos em Música (Campus Belo Horizonte - Escola de Música)
  • Mediação em Arte Cultura e Educação (Campus Belo Horizonte - Escola Guignard)
  • Artes Plásticas e Contemporaneidade (Campus Belo Horizonte - Escola Guignard)
  • Gestão Pública (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Políticas Públicas)
  • Gestão de Pessoas (Campus Belo Horizonte - Faculdade de Políticas Públicas)
  • Gestão Educacional e Coordenação Pedagógica (Unidade de Barbacena)
  • Direito e Gestão Ambiental (Unidade de Frutal)
  • Direito Civil e Processual Civil (Unidade de Frutal)
  • Gestão de Negócios e Tecnologia da Informação (Unidade de Frutal)
  • Tecnologias Ambientais Aplicadas à Mineração e Siderurgia (Faculdade de Engenharia de João Monlevade)

Referências

  1. Portal da Transparência Página visitada em 03 de agosto de 2012
  2. Minas On-Line. UEMG divulga lista de aprovados no vestibular 2006. Visitado em 2 de janeiro de 2009.
  3. a b Minas On-Line. UEMG universaliza acesso ao Ensino Superior no Estado. Visitado em 2 de janeiro de 2009.
  4. UEMG. Fundação Educacional de Ituiutaba é incorporada à UEMG. Visitado em 28 de setembro de 2014.
  5. UEMG. Fundação Educacional de Ituiutaba é incorporada à UEMG. Visitado em 28 de setembro de 2014.
  6. Prefeitura de Divinópolis. Prefeito participa da solenidade de incorporação da FUNEDI à UEMG. Visitado em 28 de setembro de 2014.
  7. UEMG. Governador assina estadualização e torna UEMG ainda maior.. Visitado em 28 de setembro de 2014.
  8. Minas On-Line. Campus da UEMG desperta o interesse de empresários. Visitado em 2 de janeiro de 2009.
  9. Enciclopédia Itaú Cultural. Escola Guignard (Belo Horizonte, MG). Visitado em 2 de janeiro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]