José Carlos Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo.
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
José Carlos Carvalho
Ministro do Meio Ambiente do  Brasil
Período 5 de março de 2002
até 31 de dezembro de 2002
Antecessor Sarney Filho
Sucessor Marina Silva
Dados pessoais
Nascimento 5 de setembro de 1952 (67 anos)
Jerônimo Monteiro, ES
Alma mater Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Profissão Funcionário público

José Carlos Carvalho (Jerônimo Monteiro, 5 de setembro de 1952) é um engenheiro florestal, servidor público de carreira aposentado e sócio-diretor da Seiva Consultoria em Meio Ambiente & Sustentabilidade Ltda. ME.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi ministro do Meio Ambiente do Brasil no governo Fernando Henrique Cardoso, de 5 de março de 2002 a 1 de janeiro de 2003.

Representou o país em eventos globais sobre sustentabilidade. Foi ainda Secretário-Executivo do Ministério de Meio-Ambiente, Diretor e Presidente do IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Secretário de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais e Diretor-Geral do Instituto Estadual de Florestas - IEF/MG.

Atualmente é proprietário de uma consultoria especializada e realiza também palestras pelo Brasil.

Teve atuação destacada na organização de várias instituições ambientais brasileiras, destacando-se a criação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA, da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais - SEMAD, do Instituto Mineiro da Gestão das Águas - IGAM, da Agencia Nacional das Águas - ANA e da transformação do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em Autarquia Federal.

Foi chefe da delegação brasileira na Conferencia das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a RIO + 10, realizada em Joanesburgo, em 2002 e presidiu o Fórum de Ministros de Meio Ambiente da América Latina e Caribe, alem de ativa participação nas Conferencias da ONU sobre Mudanças Climáticas e Conservação da Diversidade Biológica, no Comitê de Florestas da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação - FAO e nas reuniões anuais da Organização Internacional de Madeiras Tropicais - OIMT.

Cronologia sumária[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Sarney Filho
Ministro do Meio Ambiente do Brasil
2002 — 2003
Sucedido por
Marina Silva


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.