Mentuotepe II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mentuotepe II
Nascimento século XXI a.C.
Morte 2013 a.C.
Sepultamento Deir Elbari
Cidadania Antigo Egito
Progenitores
Cônjuge Neferu II, Tem, Sadeh, Kemsit, Ashayet, Kawit, Henhenet
Filho(s) Mentuotepe III
Irmão(s) Neferu II
Ocupação soberano
Título faraó

Mentuotepe II[1] (Mentuhotep) foi um faraó da XI dinastia egípcia, responsável pela reunificação do Egito, evento que representou o fim do Primeiro Período Intermediário. Era filho do rei Antefe III e de Iá. Teve como prenome Nebepetré.

Mentuotepe começou por governar a região de Tebas, antes do início de um período de conflito entre o seu reino e o de Heracleópolis, onde governava a X dinastia. Após a reunificação, conseguida com a derrota da dinastia heracleopolitana, a capital do Egito foi transferida para Tebas. O faraó restabeleceu o cargo de tjati e conduziu ainda campanhas militares contra os Líbios e os beduínos do Sinai.

Ao longo do seu reinado Mentuotepe ordenou um vasto programa de obras, a maior parte das quais não sobreviveu até aos dias de hoje. Encontra-se atestada a construção de novos templos e capelas em locais como Dendera, Guebeleim, Abidos, Tod, Ermante, Elcabe, Carnaque e Assuão.

O complexo funerário de Mentuotepe II situa-se em Deir Elbari e representa uma combinação entre uma mastaba e um túmulo escavado na rocha. No complexo encontraram-se os túmulos da seis esposas do rei. Seria em Deir Elbari que seis séculos depois, no Reino Novo, a rainha Hatexepsute ordenaria a construção do seu templo funerário.

Referências

  1. Castro 1979, p. 350.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Castro, Ferreira de (1979). Obras de Ferreira de Castro Volume 4. Lisboa: Lello & Irmão 
  • SHAW, Ian (editor) - The Oxford History of Ancient Egypt. Oxford University Press, 2002. ISBN 0-19-280293-3
  • SHAW, Ian; NICHOLSON, Paul - The Dictionary of Ancient Egypt. Harry N. Abrams, Inc., 1995. ISBN 0-8109-9096-2