Necao I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Necao I
Nascimento Século VII a.C.
Morte 664 a.C.
Mênfis
Filho(s) Psamético I
Ocupação soberano
Título Faraó

Necao I,[1] Necau I[2] ou Neco I[3] (em egípcio: Nekau; em grego clássico: Νεχώς Α ou Νεχώ Α, em acadiano: Nikuu ou Nikû, ? - 664 a.C., perto de Mênfis) era um governante da antiga cidade egípcia de Saís. [4] Ele foi o primeiro rei local que passou a ser Faraó da XXVI dinastia egípcia, que reinou por 8 anos (672–664 a.C.) de acordo com a obra Aegyptiaca de Manetão. Egito foi reunificado por seu filho Psamético I. [5]

Referências

  1. Jaguaribe 2001.
  2. Editora 1967, p. 245.
  3. Barsa 1967, p. 440.
  4. «King Nekau I». Museum of University College of London. Consultado em 7 de junho de 2019 
  5. Ryholt, Kim. «New Light on the Legendary King Nechepsos of Egypt». Journal of Egyptian Archaeology 97, 159-173 (em inglês) 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Barsa (1967). Enciclopédia Barsa. 9. São Paulo: Encyclopaedia Britannica Editôres 
  • Editora (1967). Enciclopédia brasileira mérito. 16. Rio de Janeiro e Lisboa: Editora Mérito S. A 
  • Jaguaribe, Hélio (2001). Um estudo crítico da história. 1. São Paulo: Paz e Terra 


Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.