Nericaré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Mericaré.
Nericaré
Desenho do texto sobre a estela de Nericaré descoberta em Tebas por Karl Richard Lepsius, que agora está perdida.
Faraó do Egito
Reinado 1 796 a.C.
Antecessor(a) Sombefe / Intefe IV
Sucessor(a) Amenemés V / Hotepecaré
 
Dinastia XIII dinastia egípcia

Nericaré foi um faraó egípcio da XIII dinastia durante o Segundo Período Intermediário. De acordo com os egiptólogos Kim Ryholt e Darrell Baker, ele foi o terceiro rei da dinastia, reinando por um curto período em 1 796 a.C..[1][2] Alternativamente, Jürgen von Beckerath vê Nericaré como o vigésimo terceiro rei da XIII dinastia, reinando após Intefe IV.[3]

Atestados[editar | editar código-fonte]

Nericaré é conhecido principalmente por uma única estela datada do primeiro ano de seu reinado.[1] A estela foi publicada em 1897, mas agora está perdida.[4][2]

Além disso, o prenome de um rei que poderia ser Nericaré é atestado em um registro do Nilo em Semna, perto da segunda catarata do Nilo na Núbia. O registro é datado do primeiro ano de reinado deste rei, cujo nome foi lido como "Djefakare" pelos egiptólogos F. Hintze e WF Reineke.[5] Kim Ryholt, no entanto, observa que o prenome foi mal interpretado pelos descobridores do registro com o sinal de Gardiner G14 nry, representando um abutre, confundido com o sinal G42 representando um pato e lendo ḏf3. Assim, Ryholt e outros, como Darrell Baker, agora lêem o nome como "Nerikare".[1][2]

Posição cronológica[editar | editar código-fonte]

Kim Ryholt aponta que os registros conhecidos do Nilo, que são semelhantes aos que ele atribui a Nericaré, datam do período do final da XII ao início da XIII dinastia. Ele conclui, portanto, que Nericaré também deve ter sido um rei deste período de tempo, e como "Nerikare" não aparece no cânone de Turim, Ryholt propõe que ele foi mencionado na lacuna do wsf que afeta o terceiro rei da dinastia no cânone de Turim (coluna 7, linha 6). Uma lacuna wsf (literalmente "ausente") sinaliza uma lacuna no documento do qual o cânone de Turim foi copiado na época Ramessida. Isso estabeleceria Nericaré como o terceiro rei da dinastia, embora a lacuna pudesse ter compreendido dois reis e ele pudesse ser o quarto governante, seguindo um rei desconhecido.[1] A duração do reinado de Nericaré é relatada como exatamente 6 anos no cânone de Turim, no entanto, Ryholt mostrou que isso é verdade para todos os reis marcados como wsf e que esta figura foi provavelmente inserida pelo autor da lista de reis para evitar lacunas cronológicas.[1] Em vez disso, Ryholt propõe que Nericaré reinou por apenas 1 ano. Além disso, a existência de um registro do Nilo datado de seu primeiro ano de reinado indica que ele acessou o trono no início de um ano civil, antes da estação de inundação durante a qual tais registros foram inscritos.[6]

Nomen[editar | editar código-fonte]

Em seu estudo de 1997 do Segundo Período Intermediário, Kim Ryholt propõe que o nome de Nericaré pode ter sido "Sobeque". Este nomen aparece em três selos, que podem ser datados da XIII dinastia, antes de Sebecotepe III. Visto que a nomina de todos, exceto dois reis desse período, é conhecida, ele argumenta que apenas Nericaré ou Sequenrécutaui Cabau pode ter suportado essa nomenclatura.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Ryholt 1997.
  2. a b c Baker 2008, p. 278.
  3. Beckerath 1964.
  4. «ULB Halle: Lepsius - Tafelwerke». edoc3.bibliothek.uni-halle.de. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  5. Hintze & Reineke 1989.
  6. Ryholt 1997, p. 321.
  7. Ryholt 1997, p. 34.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ryholt, K. S. B. (1997). The Political Situation in Egypt During the Second Intermediate Period, C. 1800–1550 B.C. Copenhague: Museum Tusculanum Press. ISBN 87-7289-421-0 
  • Baker, Darrell D. (2008). The Encyclopedia of the Pharaohs: Volume I - Predynastic to the Twentieth Dynasty 3300–1069 BC. [S.l.]: Stacey Internacional 
  • Beckerath, Jürgen von (1964). Untersuchungen zur politischen Geschichte der Zweiten Zwischenzeit in Ägypten. Glückstadt: Augustin. ISBN 978-3-87030-059-3 
  • Hintze, F.; Reineke, W. F. (1989). Felsinschriften aus dem sudanesischen Nubien. Berlim: Publikation der Nubien-Expedition 
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Nerikare».


Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.