Unas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o apresentador português, veja Rui Unas.
Unas
Oenas, Onnos, Unis, Wenis
Sarcófago de basalto negro na câmara funerária da Pirâmide de Unas
Sarcófago de basalto negro na câmara funerária da Pirâmide de Unas
Faraó do Egito
Reinado duração incerta de 15 a 30 anos em meados do século XXIV aC.,  V dinastia
Predecessor Djedkaré Isesi
Sucessor Teti
Esposa(s) Nebet, Khenut
Filhos Hemetre Hemi , Khentkaues , Neferut , Nefertkaues Iku , Sesheshet Idut .
incerto: Unas-ankh , Iput .
conjecturou: Nebkauhor , Shepsespuptah .
Pai possivelmente Djedkare Isesi
Mãe desconhecida
Tumba Pirâmide de Unas
Monumentos Pirâmide de Unas
Uma estela com o nome de Unas no complexo funerário de Sakara

Unas foi o último faraó da V dinastia egípcia. Reinou durante cerca de trinta anos, provavelmente entre 2375 e 2345 a.C, mas desconhecem-se muitos pormenores sobre a sua época.

Durante o seu reinado o comércio externo esteve ativo, como mostram inscrições na ilha de Elefantina, onde se pode ver uma girafa, um animal exótico no Egipto. Conhecem-se também várias cenas de guerra, mas estas parecem ter servido como propaganda oficial, não reflectindo conflitos verdadeiros.

Construiu uma pequena pirâmide no complexo de Sakara, a noroeste da pirâmide em degraus do rei Djoser, cujas paredes interiores estão cobertas com inscrições (hinos, feitiços...) que visavam ajudá-lo no Além. Estas e outras inscrições em túmulos de reis posteriores são denominadas como Textos das Pirâmides e constituem para os investigadores modernos uma importante fonte para o conhecimento da antiga religião egípcia.

Julga-se que teve duas esposas, Khenut e Nebit, cujos túmulos são duas mastabas fora do seu complexo funerário. Este fato é estranho para os investigadores, dado que seria de esperar que os seus túmulos fossem dentro do complexo.

Unas morreu sem deixar um herdeiro do sexo masculino capaz de governar, apesar de se acreditar que teve um filho, Ptah-Chepses. Em consequência seguiu-se um pequeno período de anarquia depois de sua morte, antes da subida ao trono de Teti, considerado o primeiro rei da VI Dinastia. Teti casou com Iput, talvez filha de Unas, ato que certamente o teria legitimado como rei.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SHAW, Ian - The Oxford History of Ancient Egypt. Oxford University Press, 2003. ISBN 0-19-280458-8.
Precedido por
Djedkaré Isesi
Faraó
V dinastia egípcia
Sucedido por
Teti
Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.