Icapuí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Icapuí
Praia Redonda

Praia Redonda
Bandeira de Icapuí
Brasão de Icapuí
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 22 de janeiro
Fundação 22 de janeiro de 1984
Gentílico icapuiense
Prefeito(a) Jerônimo Felipe Reis de Souza (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Icapuí
Localização de Icapuí no Ceará
Icapuí está localizado em: Brasil
Icapuí
Localização de Icapuí no Brasil
04° 42' 46" S 37° 21' 18" O04° 42' 46" S 37° 21' 18" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Jaguaribe IBGE/2008[1]
Microrregião Litoral de Aracati IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Norte e Leste: Oceano Atlântico, Sul: Tibau (RN), Aracati, Oeste: Aracati
Distância até a capital 202 km
Características geográficas
Área 423,448 km² [2]
População 19 129 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 45,17 hab./km²
Altitude 16 m
Clima Tropical Atlântico As
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,616 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 191 557,000 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 10 414,69 IBGE/2010[5]
Página oficial

Icapuí é o município mais oriental do estado brasileiro do Ceará. Sua população estimada em 2013 é de 19.129 habitantes.

O litoral de Icapuí está conurbado com o litoral de Tibau no Rio Grande do Norte.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo Icapuí vem do Tupi Igarapuí(ygara: canoa, puí: rápida, veloz) e significa canoa ligeira. Sua denominação original era Caiçara e desde 1943, Icapuí.[6]

História[editar | editar código-fonte]

A zona litorânea a leste do rio Jaguaribe era habitada pelos Potyguara,[7] [8] antes da chegada dos portugueses no século XVII.

Esta antiga aldeia, tão bem protegida pela vegetação litoral, tornou-se um centro urbano a partir da segunda metade do século XX, devido a diversos processos políticos, econômicos e demográficos.

Esportes[editar | editar código-fonte]

Considerada uma das melhores Cidades para a pratica do Kite Surf, esporte bastante popular na Cidade, principalmente na praia de Tremembé.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semiárido com pluviometria média de 982,6 mm[9] com chuvas concentradas de janeiro à abril.[10]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água fazem parte da bacia do Baixo Jaguaribe. Outras fontes são os córregos do Manguinho e da Mata Fresca. Não existem açudes de Grande porte.[11]

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

As terras se compõem-se de dunas móveis e fixas e de tabuleiros pré-litorâneos, com elevações inferiores a 100 metros acima do nível do mar(Morro do Timbaú). Os solos da região são de areias quartzosas distróficas e latossolos.[11]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação é variada: gramíneas e ervas, floresta de dunas, caatinga mista, mata serrana e espécies próprias nos tabuleiros.[11]

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município é dividido em três distritos: Icapuí (sede), Ibicuitaba e Manibu.[6]

Aspectos socioeconômicos[editar | editar código-fonte]

A maior concentração populacional encontra-se na zona litorânea. A sede do município dispõe de abastecimento de água, fornecimento de energia elétrica, serviço telefônico, agência de correios e telégrafos, serviço bancário, hospitais, hotéis e ensino de 1° e 2° graus.[11]

A partir de Fortaleza o acesso ao município pode ser feito por via terrestre através da rodovia Fortaleza/Aracati (CE-040) e a CE-261; ou via a BR-116, até Boqueirão do Cesário(BR-304) e CE-261. As demais vilas,lugarejos, sítios e fazendas são assecíveis(com franco acesso durante todo o ano) através de estradas estaduais, asfaltadas ou carroçáveis.[11]

A economia local é baseada na agricultura: caju, côco-da-Bahia, cana-de-açúcar, mandioca, milho, feijão e aspargo; Pesca: lagosta. Existem ainda três indústrias de produtos alimentares.[12]

O extrativismo vegetal do carvão; das matérias-primas obtidas da oiticica e carnaúba é outra atividade econômica

A mineração de areia, argila e diatomito para a fabicação de tijolos e telhas; de petróleo pela PETROBRÁS na terras da Fazenda Belém.

O turismo também é uma das fontes de renda devido as belezas naturais ao longo da extensa faixa litorânea, como as praias: Retiro Grande, Ponta Grossa, Redonda, Perobas, Picos, Barreira, Requenguela, Barra Grande, Quitérias, Tremembé, Melancias, Praia de Arrombado e Manibu.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Os principais eventos culturais são:

  • Semana Cultural (evento realizado na semana dos dias 18 a 22 de janeiro, englobando a festa de aniversário da cidade),
  • Festa de Emancipação (22 de janeiro),
  • Festa de São Sebastião,
  • Carnaval popular (fevereiro),
  • Semana Santa (abril),
  • Festa da Pesca (abril),
  • Festa da Nossa Senhora (maio),
  • Amostra de quadrilhas (junho),
  • Festival Interestadual de Quadrilhas (4 a 12 de julho),
  • Agosto da Lagosta (agosto), Festa de Nossa Senhora da Solenidade (30 de agosto a 1 de setembro),
  • Acampamento Latino-Americano da Juventude (evento realizado bienalmente, sempre no mês de julho),
  • Reveillon popular (dezembro).

Política[editar | editar código-fonte]

A administração municipal localiza-se na sede, Icapuí.[6]

Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • Obs.Lista a completar
  • José Aírton Cirilo
  • Francisco José Teixeira
  • José Edilson da Silva
  • Jerônimo Felipe Reis de Souza (PT), atual

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2013 Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 8 de outubro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 09 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 09 set. 2013.
  6. a b c http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/.pdf
  7. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  8. Aragão, R. B, Índios do Ceará e Topônimios Índigenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994
  9. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  10. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  11. a b c d e http://www.cprm.gov.br/
  12. /index.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.