Caucaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Caucaia
Kitecumbuco2.jpg

Bandeira de Caucaia
Brasão de Caucaia
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 15 de outubro
Fundação 15 de outubro de 1759 (254 anos)
Gentílico caucaiense
Prefeito(a) Dr. Washington Luiz de Oliveira Gois (PRB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Caucaia
Localização de Caucaia no Ceará
Caucaia está localizado em: Brasil
Caucaia
Localização de Caucaia no Brasil
03° 43' 58" S 38° 39' 21" O03° 43' 58" S 38° 39' 21" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Metropolitana de Fortaleza IBGE/2008[1]
Microrregião Fortaleza IBGE/2008
Região metropolitana Região Metropolitana de Fortaleza[1]
Municípios limítrofes Fortaleza, Maracanaú, Maranguape, Pentecoste, São Gonçalo do Amarante
Distância até a capital 16,5 km
Características geográficas
Área 1 227,895 km² [2]
População 325 441 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 265,04 hab./km²
Altitude 29 m
Clima Tropical quente semi-árido brando e tropical altlântico subúmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,682 (CE: 8º) – médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 3 239 403 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 9 791,00 IBGE/2011[5]
Página oficial

Caucaia é um município brasileiro do estado do Ceará e faz parte da região Região Metropolitana de Fortaleza.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo "Caucaia" vem do tupi, podendo significar:

  • caa (mato) e caia (queimado): "mato queimado";[6]
  • cau (vinho de caju) e caia (queimado).[7]

Sua denominação original era "Caucaia", depois "Aldeia dos Caucaias", "Vila dos Caucaias", "Aldeia de Nossa Senhora dos Prazeres de Caucaia", "Vila Nova de Soure", "Vila do Soure", "Soure" e, desde 1943, "Caucaia".[8]

História[editar | editar código-fonte]

A região às margens do rio Ceará e aos aredores das serras metropolitanas, eram habitadas por diversas etnias Tupi e Tapuia, tais como os Potygauara, Tapeba, Apuiaré, Jenipapo, Parnamirim, Anacé, Cariti, Panatiquarema,[7] [9] e outros, antes da passagem dos jesuítas Luís Figueiras e Francisco Pinto no século XVII.

Depois da saída do Ceará dos holandeses,[10] [11] e a reconquista da região pelos portugueses, iniciou-se o processo de catequese en aldeamento dos índios, resultando a criação do Aldeamento de Caucaia, na segunda década do século XVII.

A partir de 1759, depois da expulsão dos jesuítas, a Aldeia de Nossa Senhora dos Prazeres de Caucaia, passou a ser conhecida por Vila Nova de Soure. Neste mesmo período os índios Tremembé, deslocam-se para este aldeamento, mas devido a fracasso de adaptação estes retornam a Itarema.

Com a expansão da pecuária, as sesmarias e o povoado ao redor de igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, durante o cima referido século, a vila consolida-se como um centro urbano.

Em 1917, com a criação da E. F. Fortaleza-Itapipoca, ou ramal de Itapipoca da RVC, Caucaia firma-se como centro regional com quatro estações de trem (Caucaia[12] , Boqueirão[13] , Arara/Guararu[14] , Cauípe[15] e Catauna[16] )

Com a criação da RMF, Caucaia expandiu-se como centro habitacional e industrial.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente sub-úmido e tropical quente semi-árido brando[17] , com pluviometria média de 1.492 mm com chuvas concentradas de janeiro à abril.[18]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água fazem parte da bacia Metropolitana, sendo elas os rios: Ceará e Maranguapinho, riacho do Cauípe e outros tantos; diversas lagoas: do Banana, Barra do Cauípe, Tabapuá e outras. Existem ainda diversos açudes, dentre eles o de maior destaque é o do Bom Pricípio.[19]

Relevo[editar | editar código-fonte]

Na região de Caucaia predomina a planície litorânea, com campos de dunas móveis e fixas, e pelas formas planas com fraco entalhe das drenagens dos tabuleiros; as altitudes ficam abaixo da centena de metros, o ponto culminante a Serra de Maranguape e outras serras. São ali encontrados os solos podzólicos e areias quartzosas distróficas.[19]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação local é composta de floresta à retaguarda das dunas(gramíneas e ervas) e a vegetação de tabuleiros, com espécies da caatinga mescladas com espécies de mata serrana.[19]

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município é dividido em 8 distritos: Caucaia(sede), Bom Princípio, Catuana, Guararu, Jurema, Mirambé, Sítios Novos, Tucunduba.[8]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia local é baseada na agricultura: algodão, banana, caju, cana-de-açúcar, mandioca e feijão; pecuária: bovino, suíno e avícola.

Caucaia faz parte da Região Metropolitana de Fortaleza, e no município situam-se de mais de uma dezena de indústrias.

Em suas terras foram registradas ocorrências de Diatomita, Calcita, Grafita e Biolita.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo também é uma importante fonte de renda devido os atrativos naturais, arquitetura colonial, cultura indígena e locais de peregrinação (turismo religioso):

  • As praias: do Cumbuco, do Icaraí, do Pacheco, de Iparana, dois Coqueiros e da Tabuba; as lagoas: do Banana e a Barra do Cauípe;
  • Parque Botânico do Ceará;
  • O centro histórico-cultural de Caucaia, pela sua arquitetura antiga e peculiar;
  • A Casa de Câmara e a Cadeia (metade do século XVIII).
  • Centro de Produção Cultural Tapeba, um local no qual pode-se conhecer a história e a cultura do índios Tapeba.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Os principais eventos culturais são:

Política[editar | editar código-fonte]

A administração municipal localiza-se na sede: Caucaia.[8]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking IDH-M Ceará. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 09 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 19 de dezembro de 2013.
  6. Título não preenchido, favor adicionar.
  7. a b Aragão, R. B, Índios do Ceará e Topônimos Indígenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994
  8. a b c http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/Caucaia.pdf
  9. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  10. Título não preenchido, favor adicionar.
  11. Diário da expedição de Mathias Beck ao Ceará em 1649 Título não preenchido, favor adicionar.
  12. Título não preenchido, favor adicionar.
  13. Título não preenchido, favor adicionar.
  14. Título não preenchido, favor adicionar.
  15. Título não preenchido, favor adicionar.
  16. Título não preenchido, favor adicionar.
  17. Tipos Climáticos. IPECE (2007). Página visitada em 17 de maio de 2012.
  18. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  19. a b c http://www.cprm.gov.br/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.