Babilônia (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Babilônia
Mujeres Ambiciosas (ES)
Babilónia (PT)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 70 minutos (aproximadamente)[1]
Criador(es) Gilberto Braga
Ricardo Linhares
João Ximenes Braga
País de origem  Brasil
Idioma original Português brasileiro
Produção
Diretor(es) Dennis Carvalho
Maria de Médicis
Elenco
Tema de abertura "Pra Que Chorar" - Mart'nália[3]
Tema de encerramento "Pra Que Chorar" - Mart'nália entre outras músicas
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 16 de março - 28 de agosto de 2015 [4][5]
N.º de episódios 143 [6]

Babilônia (em Portugal, Babilónia) é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 16 de março e 28 de agosto de 2015, substituindo Império e sendo substituída por A Regra do Jogo, totalizando 143 capítulos. Escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga com a colaboração de Sérgio Marques, Ângela Carneiro, Chico Soares, Fernando Rebello, João Brandão, Luciana Peçanha e Maria Camargo, a novela possui direção geral de Maria de Médicis e direção de núcleo de Dennis Carvalho,[7] e é "novela das nove" exibida pela emissora.

Numa trama considerada "forte" pela crítica, a telenovela abordou temas pouco tradicionais ao gênero, como homossexualidade e racismo, e foi rejeitada pela parcela mais conservadora do público, especialmente entre os seguidores do evangelicalismo; alguns deputados da bancada evangélica chegaram inclusive a promover boicotes à produção.

Contou com as participações de Glória Pires, Camila Pitanga, Adriana Esteves, Thiago Fragoso, Bruno Gagliasso, Thiago Martins, Marcos Palmeira e Sophie Charlotte.[2]

Antecedentes e contexto[editar | editar código-fonte]

O setor de teledramaturgia da Globo estreou no mesmo ano de sua inauguração, em 1965, com O Ébrio, no horário das 20 horas.[nota 1][9][10] Desde 1965 até o término da exibição de Passione, em 2011, a emissora adotava para as telenovelas exibidas após o Jornal Nacional em sua programação diária a denominação "novela das oito". Entretanto, os anúncios da estreia de Insensato Coração, trama que sucedeu Passione, a denominavam uma "novela das nove". Tradicionalmente a "novela das oito" era o programa diário de maior audiência da emissora e também da televisão brasileira.[11][12][13][14]

Insensato Coração seria a 75ª "novela das oito", mas ao ser denominada a "novela das nove" da emissora, tornou-se a primeira produção do gênero a adotar essa denominação.[15][16][17][18] Desde então, foram exibidas como "novela das nove" seis produções adicionais: Fina Estampa, Avenida Brasil, Salve Jorge, Amor à Vida, Em Família e Império. Babilônia é a oitava telenovela a ser assim denominada, e sucede Império no horário.[19][20][21][22]

Ainda em 2013, a emissora definiria a ordem de sucessão para o horário, determinado que, após a conclusão de Amor à Vida, de autoria de Walcyr Carrasco, as produções seguintes seguiriam a seguinte ordem: Manoel Carlos (Em Família) sucederia Carrasco (Amor à Vida), e seria sucedido por Aguinaldo Silva (Império), Gilberto Braga (Babilônia) e João Emanuel Carneiro (A Regra do Jogo).[23]

Produção[editar | editar código-fonte]

Por coincidir com o cinquentenário da Globo, a telenovela recebeu considerável investimento da emissora, com o estabelecimento de uma ampla equipe de colaboradores no roteiro e na direção. A equipe de colaboradores dos autores inclui Ângela Carneiro, Chico Soares, Fernando Rebello, João Brandão, Luciana Pessanha, Maria Camargo e Sérgio Marques. A equipe de diretores, por sua vez, conta com Cristiano Marques, Pedro Peregrino, Luisa Lima e Giovanna Machline. A direção geral é de Maria de Médicis, sob núcleo de Dennis Carvalho.[24][25]

A atriz Isabelle Drummond foi convidada para integrar no elenco na pele da garota de programa Alice, porém a atriz negou o papel e quis integrar no elenco da nova novela do horário das 18 horas, Sete Vidas.[26]

Contou com gravações em Paris, na qual os atores Glória Pires e Cássio Gabus Mendes gravaram em locações como o restaurante La Tour d'Argent, no Jardim de Luxemburgo, Museu Rodin, Place des Vogues e Ponte de Bir-Hakeim; e em Dubai onde os atores Adriana Esteves, Sophie Charlotte e Tuca Andrada gravaram em locais como o Jumeirah Zabeel Saray e o Palm Jumeirah.[27][28][29][30][31][32][33][34] Daisy Lúcidi interpretaria Consuelo, mas teve o papel trocado com Arlete Salles.[35][36] Deborah Evelyn foi escalada para viver Inês, mas a direção da Globo a descolou para o elenco da novela seguinte.[37][38][39]

Exibição[editar | editar código-fonte]

País Canal Título local Estreia Final Horário semanal Hora Ref
Portugal SIC Babilónia 6 de abril de 2015 22 de janeiro de 2016 Segunda a Sexta 19:001 [40]
Uruguai Teledoce Mujeres Ambiciosas 9 de maio de 2016 17 de novembro de 2016 Segunda a Sexta2 21:303 [41]
Moçambique STV Babilônia 13 de junho de 2016 22 de outubro de 2016 Segunda a Sábado 21:00 [42]
Equador Gama TV Mujeres Ambiciosas 27 de junho de 2016 22 de abril de 2017 Segunda a Sexta4 20:005 [43]
Coreia do Sul TeleNovela 엠비셔스 위민 18 de julho de 2016 10 de abril de 2017 Segunda a Quarta7 11:008 [44]
Cabo Verde TCV Babilonia 25 de outubro de 2016 4 de março de 2017 Segunda a Sábado 21:00 [45]
Estados Unidos Telemundo Mujeres Ambiciosas 10 de janeiro de 2017 12 de abril de 2017 Segunda a Sexta 12:006 [46]

↑1 Transferida para às 18:40 a partir do dia 15 de junho de 2015.
↑2 Transferida para Segunda a Quinta a partir do dia 30 de maio de 2016.
↑3 Transferida para às 21:45 a partir do dia 4 de julho. Transferida para às 22:30 a partir do dia 12 de setembro, e para às 22:45 somente as Quartas.
↑4 Transferida para Sábado e Domingo a partir do dia 8 de outubro de 2016.
↑5 Transferida para às 18:00 os Sábados e para às 15:00 os Domingos a partir do dia 8 de outubro de 2015.
↑6 Exibida em capítulos duplos. Transferida para às 10:30 a partir do dia 7 de fevereiro.
↑7 Transferida para Segunda e Terça a partir do dia 13 de março.
↑8 Transferida para às 09:00 a partir do dia 13 de março.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Emblem-question.svg
Esta seção pode conter texto de natureza não enciclopédica. (desde março de 2015)
Justifique o uso dessa marcação e tente resolver essas questões na página de discussão.
Ambox important.svg
Esta seção pode conter pesquisa inédita. Por favor, melhore-o, verificando o seu conteúdo e adicionando referências bibliográficas. Mais detalhes podem ser encontrados na página de discussão. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Cidade do Rio de Janeiro, 2005. Amigas de adolescência, Beatriz Amaral (Glória Pires), uma arquiteta de sucesso, que voltou de Lisboa, onde morava, após ficar viúva, e Inês (Adriana Esteves), uma advogada falida que não se conforma com sua vida de privações financeiras, se reencontram, por uma armação de Inês, que descobre, através dos jornais, a volta de sua antiga amiga para o Brasil. Estrategicamente, Inês se aproxima de Beatriz, e lhe pede um emprego para seu marido, o engenheiro desempregado Homero (Tuca Andrada). Sempre arrogante e esnobe, Beatriz a humilha, e Inês diz que se vingará. Elas, então, se tornam arqui-inimigas devido à inveja ferrenha que Inês sente.

Mesmo tendo sucesso profissional, um apartamento de luxo e um escritório renomado, a vida econômica de Beatriz não anda bem. A herança deixada por seu marido, que faleceu de câncer, com quem ficou casada por mais de dez anos, não é suficiente para manter seus luxos, assim como já gastou toda herança deixada por seu pai. Sempre maquiavélica e interesseira, ela precisa achar outro milionário para dar o golpe do baú: jamais amou seu falecido marido, e sempre foi infiel a todos os homens que teve. Para Beatriz, o que vale é ter dinheiro e poder.

Investigando em jornais e revistas, Beatriz chega ao nome do engenheiro milionário Evandro Rangel (Cássio Gabus Mendes). Ela, então, descobre que Marta, a esposa dele, está internada com câncer terminal. Mesmo sem conhecê-la, Beatriz vai ao hospital, e fica perto do leito. Ela se faz de humilde e bondosa, chora, diz que é amiga da esposa dele. Com o tempo, Marta falece. Beatriz seduz Evandro de todas as formas, e força sutilmente uma aproximação amigável. Eles, então, viajam como amigos para passar o ano novo em Paris. Lá, ela se declara, fingindo-se apaixonada, e consegue levá-lo para a cama. Evandro, então, decide pedi-la em namoro. Com o tempo, ela consegue dominá-lo, e fazer com que ele a peça em casamento. Ela conhece o filho de Evandro, Gustavo, um menino esperto. Beatriz finge gostar dele, mas odeia crianças, tanto que nunca teve filhos por ser vaidosa com seu corpo, e mente a Evandro, que pergunta por que ela não teve filhos, e ela acaba dizendo que seu falecido marido já tinha outros filhos, e por ser operado, não podia ser pai, e que então, desistiu disso.

Após um casamento milionário, que é estampado em todos os noticiários, Beatriz tem seu desejo realizado, e passa a ser sócia majoritária da Construtora Rangel, a empresa de seu marido. Sempre voluptuosa e vulgar, embora discreta, ela se torna amante de Cristóvão (Val Perré), motorista de seu marido. Para seu azar, ela acaba sendo chantageada com fotos por Inês, que a fotografou durante uma festa beijando o motorista, de forma a conseguir subir na vida as custas de Beatriz, que acha ridículas as ameaças de Inês, mas teme ser desmascarada por ela. Inês arma mais uma situação e começa a conversar com Cristóvão, no mesmo dia em que Beatriz havia marcado um encontro com ele. Revoltada, Beatriz acha que eles estão juntos para lhe dar um golpe. A situação piora quando Cristóvão se cansa de ser objeto sexual de Beatriz, e lhe pede dinheiro para tratar da saúde da esposa, Dora (Virgínia Rosa), que está com problemas cardíacos e necessita de um transplante. Beatriz se nega a ajudá-lo, e ele levanta a voz para ela, que o humilha, dizendo que fora da cama ele só é o empregado da família. Ele, então, com raiva, a ameaça, e diz que se ela não lhe der dinheiro, ele revelará tudo a Evandro.

Acuada, a ira de Beatriz queima mais forte, e ela planeja dar um fim a tudo que está incomodando-a. Evandro manda Cristóvão ir a joalheria para comprar uma pulseira para Beatriz. Ela ouve a conversa e o segue. Ela acaba mandando ele seguir seu carro, alegando querer conversar com ele em um local discreto. Eles chegam a um terreno baldio. Beatriz entra no carro, e ele lhe entrega a pulseira que Evandro mandou comprar. Beatriz, então, coloca a pulseira e manda o motorista beijar sua mão, sendo fiel e submisso para ganhar o que ele quer. Ele, excitado, achando que transarão no carro, aceita. Enquanto está distraído, Beatriz saca sua arma e atira no homem a queima roupa. Ela tira suas mãos da mão dele, mas a pulseira arrebenta e Beatriz fica com um pedaço, e Cristóvão, morto, com outro. Beatriz chega no seu antigo apartamento e esconde a arma do crime em um cofre, e volta para a mansão do esposo como se nada tivesse acontecido.

Inês reaparece e elas marcam um encontro no antigo apartamento de Beatriz. Inês acaba ameaçando-a novamente, exigindo o dinheiro, e Beatriz arma para cima dela: humilha-a mais. Revoltada e morrendo de raiva e inveja, Inês diz que irá destrui-la. Beatriz, então, manda ela provar que tem sangue frio e pede para ela pegar a arma que está sobre a mesa e pede para atirar se tiver coragem. Inês tenta, mas sua obsessão por Beatriz é tão grande, que não tem coragem de matá-la. Beatriz a ridiculariza, e diz que matou Cristóvão com essa arma, e que as digitais de Inês agora estão ali, e que poderá também destruí-la. Inês fica furiosa, e Beatriz a manda embora. Ela pensa, e acha melhor se aliar a sua inimiga do que tentar contrariá-la, pois as duas têm muito a perder. Beatriz conversa com Inês, e fazem um acordo: se Inês apagar a gravação de Beatriz com Cristóvão, ela a ajudará a ter uma boa vida, e arrumar um emprego para o marido. Inês concorda, e finge que apagou o cd gravado.

Beatriz convence Evandro a dar um emprego para Homero, que mesmo sendo esnobe e prepotente, aceita o pedido da esposa. Homero fica surpreso, mas pensa em recusar o cargo, por não querer um emprego que não fez por merecer. Inês fica revoltada, o humilha demais, diz que jamais o amou, que se casou com ele por desespero de não ter mais família e nem ter onde morar, e que ele é um fracassado, sem ambição, e que só conseguiu lhe dar um apartamento de frente para o morro. Ele sofre muito nas mãos da impiedosa esposa, e acuado, aceita. Mas Beatriz a quer longe de sua vida, e manda Inês com o marido e a filha, Alice, a quem Inês sempre maltratou, para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde Homero começa a trabalhar como engenheiro chefe em um filial da Construtora Rangel.

Quem sofre pela morte de Cristóvão, além de sua esposa Dora, é sua filha, a batalhadora Regina Rocha (Camila Pitanga), uma jovem humilde, que mora em uma favela de Madureira, subúrbio do Rio, e que quer justiça na morte do pai, que é arquivada, alegando que ele fora morto em um assalto, pois viram a pulseira arrebentada em sua mão, alegando latrocínio (roubo seguido de morte). Regina jamais se conformou com essa hipótese, e lutará até o fim para fazer justiça. Após a morte do pai, e com a mãe doente e o irmão pequeno, ela passa a ser o único sustento da casa, tendo que abandonar os estudos e começar a trabalhar como garçonete.

Com o aluguel caro da pequena casa onde moram na favela, a família decide se mudar para uma quitinete no Morro da Babilônia, no Leme, Zona Sul do Rio. A mãe de Regina, consegue, enfim, ser transplantada, após aparecer um doador. No Leme, Regina conhece e se apaixona pelo jornalista mulherengo Luís Fernando (Gabriel Braga Nunes), um homem casado, que mente, dizendo ser solteiro. Regina é íntegra, honesta, sincera e fiel, e pensa em se casar com ele, mas em poucos meses de namoro fica desesperada por descobrir estar grávida. Para sua decepção, Luís Fernando diz que não vai assumir a paternidade, e pergunta se o filho é realmente dele. Regina o agride, e sofre demais, e decide se fechar para o amor. Luís Fernando a procura, e oferece dinheiro para ela fazer um aborto. Regina fica horrorizada, o xinga, e manda ele sair de sua vida. Sua decepção se torna maior quando ela o flagra com Karen (Maria Clara Gueiros), e com seus dois filhos. Regina faz um escândalo, o humilha e diz a Karen que está grávida. A esposa ciumenta tem um ataque de raiva e pede o divórcio para Luís Fernando, mas com o tempo, o perdoa.

Regina não quer mais que ele assuma a criança, e sua mãe pede para ela parar com esse orgulho, e que a criança não tem culpa de nada, e que precisa ter a referência de um pai. Após o nascimento da menina, a quem Regina batiza de Júlia, Luís Fernando diz que não quer mais fazer o DNA, e propõe que Regina seja sua amante. Regina fica furiosa, e como não leva desaforo para casa, briga muito com ele, dizendo que jamais vai querê-lo novamente. Como ela é orgulhosa, exige que ele faça o exame de paternidade, para comprovar que sempre teve moral. Com raiva, Luís Fernando realiza o teste, que comprova que é o pai da menina. Ele se compromete a pagar pensão, e Regina passa a detestá-lo, porém, com o tempo, acabam se tornando colegas.

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

Dez anos se passam. Chega o ano de 2015. Beatriz se tornou uma arquiteta prestigiada, além de uma grande empresária, pois se tornou presidente da Construtora Rangel. Ela mantém um casamento de aparências com o marido, Evandro, pois sabe que é traída por ele, mas finge não saber, sempre usando uma máscara de esposa compreensiva e zelosa, e muito articulada, acaba o dominando e tendo todos seus desejos realizados pelo marido, que acha que a esposa é um exemplo de moral, quando na verdade Beatriz o trai com diversos homens, e já levou para a cama desde o jardineiro da mansão até o vice-presidente da empresa. Para ela não há meio termo quanto a homens, o que ela quer é sexo, e precisa disso para sobreviver, já que é uma típica ninfomaníaca.[47]

Inês passou dez anos tendo uma vida de luxo em Dubai, vivendo como uma madame, sempre muito fútil e vazia, ainda cobiçando a beleza e riqueza de Beatriz, guardando fotos dela em capas de jornais e revistas, e sempre cultivando raiva de sua felicidade. Ela vive em uma mansão com o marido, Homero, que mesmo humilhado diariamente por ela, sustenta seus luxos, já que ele não quer se separar da esposa por ser muito apegado a filha, Alice (Sophie Charlotte), jovem moderna e livre, que sempre está em guerra com a mãe, que quer controlar sua vida, e fazer com que seus desejos de riqueza sejam satisfeitos através da filha. Alice está noiva de um senhor milionário, um árabe dono de minas de petróleo. Ela não gosta do homem e só está com ele por pressão da mãe, que quer que a filha se case com um homem rico e tenha desde cedo uma vida de luxo e prazer. Alice sempre desobedeceu a mãe, e só aceitou ficar com esse homem pois ele não a força a beijá-la e nem tocá-la, por ser um árabe, é comum querer levar a noiva virgem ao altar. Então Alice sempre ganha presentes caros e viagens, porém ela se apaixona pelo motorista desse senhor, um alemão de olhos verdes. Ela se entrega a ele e engravida, mas o homem se recusa a assumir a paternidade, para desespero de Alice, que conta a mãe que está grávida. Inês comemora, achando que o filho é do velho rico, mas ela se decepciona quando a filha diz que se entregou ao motorista que a abandonou grávida. Inês bate na cara da filha, e lhe chama de incompetente. Cansada da dominação da mãe, Alice a agride e lhe chama de cretina. As duas passam a brigar diariamente, com muitas humilhações e acusações mútuas. Isso desencadeia um estresse muito grande em Homero, que passa mal, e recebe o diagnóstico de aneurisma cerebral. Alice sofre muito pela doença do pai, e com as brigas constantes com sua mãe, acaba sofrendo um aborto espontâneo. Sempre má, Inês fica aliviada com o aborto, e planeja que a filha fique com outro milionário, mas Alice se recusa, e diz odiá-la.[48]

Passam-se meses. Inês passa a infernizar a vida de Homero, acusando-o de ser um péssimo pai e marido. Os dois começam a brigar diariamente, e Homero chama Inês de monstro. Ele chora e sofre, pois não suporta este casamento infeliz. Ele pede o divórcio, e Inês diz que arrancará tudo dele na separação. Em mais uma briga, ele tem uma crise devido a um aneurisma, e morre. Alice se desespera e acusa a mãe de tê-lo matado. Inês não se importa com a morte dele, e quer saber do que tem direito para receber. Alice fica chocada com a frieza da mãe. Como Homero as sustentava, com seu falecimento, ela e a filha são obrigadas a voltar para o Brasil, para o ódio de Inês e alegria de Alice. Elas voltam a morar em um pequeno apartamento no Leme, de frente para o Morro da Babilônia, o que deixa Inês furiosa. Ela volta a procurar Beatriz e a ameaça, dizendo que não apagou o vídeo comprometedor. Beatriz fica com muito ódio, mas se alia a Inês, e a contrata como advogada da Construtora Rangel. Através de ordens de Beatriz, Inês aplicará diversos golpes e falsificações para desviar dinheiro da empresa.[49]

No Rio, Alice conhece e se apaixona por Murilo (Bruno Gagliasso). Eles começam a namorar, mas a intenção de Murilo para com Alice é completamente outra. Ele é um rapaz cruel, mimado e muito perigoso. Cafetão e envolvido com tráfico, ninguém na sua família sabe de sua atividade, e pensam que ele é produtor de eventos. Ele é filho de Olga (Lu Grimaldi), dedicada ao lar e aos cuidados de Murilo. Ela é mãe de criação de Vinícius (Thiago Fragoso), advogado honesto, inteligente e sincero, que causa a fúria de Murilo ao deixar seu emprego na cidade de Jatobá, interior do Rio, por conta de corrupções, e voltar a morar com ele e a mãe para voltar a estudar e ser juiz. Murilo o humilha por ser o filho da empregada, que foi mãe solteira e faleceu de câncer quando Vinícius era criança, e Olga decidiu criá-lo. Murilo nasceu anos depois, quando Olga não achava mais que conseguiria ter filhos. O relacionamento dos dois é difícil, mas Vinícius tenta sempre entender essa revolta do irmão, pois Murilo sente inveja de Vinícius, e pensa que a mãe gosta mais do irmão do que dele.[50]

O objetivo de Murilo é transformar Alice em uma prostitua de luxo, e ao longo do relacionamento, ele vê que Alice não consegue encontrar emprego de jeito nenhum, e lhe propõe isso. Ela o agride, e não aceita a proposta, terminando o namoro. Sabendo que a mãe dela é gananciosa, por Alice ter lhe contado sobre ter sido pressionada a ficar noiva do velho rico, Murilo procura Inês, que fica meio chocada a princípio, mas aceita convencer a filha a faturar muito através desse modo de vida. Com muito tato e domínio maquiavélico, ela, ao longo do tempo, acaba por convencer a filha, e se transforma em sua cafetina, junto de Murilo, que passa a ser seu cafetão. Os dois voltam a namorar, e Murilo agência Alice para milionários das áreas nobres do Rio, e a relação se transforma em um triângulo amoroso, já que Murilo é amante de Heloísa (Carla Salle), outra prostituta que ele agência. Sua família sequer imagina qual é a sua profissão, já que ele finge ser produtor de eventos.[51]

Beatriz é filha da socialite Estela Marcondes (Nathalia Timberg), que por ter vindo de uma família rica e tradicional, reprimiu por muitas décadas a sua homossexualidade. Ela é divorciada, e seu ex-marido faleceu há poucos anos. Ela escandalizou a sociedade conservadora da época, há trinta e cinco anos, quando, cansada de esconder sua verdadeira essência, e de viver um casamento infeliz, se divorciou do marido, pai de Beatriz, e assumiu um romance lésbico, tendo ido viver junto com sua amada, Teresa Petruccelli (Fernanda Montenegro), uma das maiores advogadas do Brasil. Beatriz aceita com naturalidade a relação da mãe, embora não se dê bem com Teresa, que sabe realmente o monstro que Beatriz é, pois enxerga facilmente seu modo dissimulado de ser. Teresa é inteligente e dominadora, sempre à frente da época em que vivia, não aceitava as imposições que a mulher era obrigada a aceitar, começou a trabalhar cedo e saiu de casa para ter liberdade. Ela optou por não casar, nem ter filhos, e sim estudar. Apesar de ter namorado homens e mulheres, só encontrou o amor de verdade nos braços de Estela. Teresa questiona muito a aproximação de Inês com Beatriz. Ela é uma mulher íntegra, honesta e fiel aos cumprimentos da lei, e fará o possível para que Estela se livre da influência maligna de Beatriz, que domina a mãe. Estela perdeu sua outra filha no parto, e o genro abandonou seu neto, e então, Estela e Teresa criaram o menino, Rafael (Chay Suede) desde que nasceu. Ele chama as duas de mãe, e juntos delas, são alvo do preconceito social. Outra polêmica colocará ainda mais em evidência preconceitos, quando decidem casar-se oficialmente. Por conta da relação homoafetiva que vivem, Rafael é vítima de preconceito, sendo chamado de gay por Murilo e pelo melhor amigo dele, primo de consideração de Rafael, e enteado de Beatriz, o playboy Gustavo (Bruno Gissoni).[52]

Regina, atualmente, é vendedora de coco na praia do Leme, e batalha muito para sustentar a filha. Sua mãe trabalha como garçonete no mesmo clube onde trabalhou no passado, e seu irmão se tornou competidor de natação. Regina continua sendo uma mulher simples e verdadeira, porém mais brigona, que não leva desaforo para casa, e se fechou totalmente para o amor, não querendo mais saber de romances sérios, passando a viver para criar sua filha. Porém, o destino lhe pregará uma peça, ao se apaixonar perdidamente por Vinícius. Ele fica apaixonado também, e passa a persegui-la para, pelo menos, serem amigos, mas Regina é durona, briga com ele, o chama de playboy, e vive fugindo, com medo de uma nova decepção, porém se aproximam mais quando Gustavo, bêbado e dirigindo um barco, atropela Wolnei, vizinho de Regina. Ela faz de tudo para o caso não sair impune, e Beatriz fica furiosa ao ver que o passado a está assombrando, já que Regina é filha do motorista que ela assassinou.[53]

Inês tenta comprar Regina, lhe oferecendo dinheiro para inocentar Gustavo, mas Regina lhe dá um tapa e briga muito com ela, provando ser uma mulher de moral. Inês, então, é humilhada por Beatriz, que fica com raiva, pois para comprar alguém tem que observar se a pessoa é ou não corruptível. Inês, então, tem uma ideia, e compra Wolnei, que muda seu depoimento e diz que Regina lhe deu bebida alcoólica, e por ele ser menor, perderia a licença da barraca de praia. Após muito sofrer para comprovar que é inocente, com ajuda de Vinícius, que de graça, aceita ser seu advogado, Wolnei volta atrás e inocenta Regina. Vinícius fica chocado ao saber que seu irmão estava dando dinheiro para Wolnei ficar calado, e os dois brigam, e para não chatear a mãe deles, Vinícius se cala. Regina fica desconfiada de Vinícius ao saber que um dos caras do barco é irmão dele, ela prefere se afastar, mas a cada dia se vê mais apaixonada, e então, decide ser amiga dele, ainda mais ao saber que ele não é arrogante como pensava.[54]

Com muitas artimanhas, Inês compra a delegada, e Gustavo acaba ficando impune. Ele não se dá bem com o pai, pois largou a faculdade, nunca quis trabalhar e só vive bebendo nas baladas e saindo com as prostitutas que Murilo arruma para ele. Beatriz alimenta todas as vontades do enteado, como modo de se vingar das traições do marido.

Regina, após muitos conselhos da mãe, decide se abrir novamente paras o amor, e passa a viver uma relação intensa e apaixonada com Vinícius. Por ele, Regina sente amor de verdade, o que não sentia por Luís Fernando. Apesar de viverem uma relação sincera, carinhosa, verdadeira, o conto de fadas vai por água abaixo, e Regina sofre mais uma decepção: apesar de ser separado, Vinícius ainda é oficialmente casado com Cristina (Tainá Müller), que volta de viagem e passa a infernizar a vida do casal. Regina sofre muito e decide acabar com o romance, se sentindo mais uma vez enganada e usada, querendo entender por que seu carma é atrair homens casados. Vinícius, então, faz de tudo para provar seu amor verdadeiro a Regina, e tenta reconquistá-la, além de conseguir logo seu divórcio.[55]

Aderbal (Marcos Palmeira) é um prefeito corrupto, ex-patrão de Vinícius, que administra a fictícia cidade de Jatobá, no interior fluminense, onde Vinícius morava e trabalhava, tendo pedido demissão após descobrir as falcatruas do chefe. É articulado, e mesmo sendo um grande ladrão, é admirado pela população – ninguém desconfia que uma empresa fantasma venceu uma licitação para que ele possa desviar verba pública. É casado com a sensível pianista Maria José (Laila Garin), que é submissa e ingênua, e não sabe das traições do marido. Ela conta com o apoio da filha, Laís (Luisa Arraes), que não aceita o jeito prepotente e ambicioso do pai, e faz de tudo para a mãe conseguir se libertar e ser feliz. Elas ainda tem que conviver com Consuelo (Arlete Salles), mãe de Aderbal, uma perua de trejeitos engraçados, que é cheia de manias de grandeza, e apoia o filho em tudo, pensando sempre em obter mais dinheiro. Maria José e Laís tem um choque cultural quando Aderbal decide se mudar para o Rio, para obter maior visibilidade política, e as duas sentem dificuldades em viver numa cidade grande, com diversos políticos visitando a casa. Aderbal se envolve com sua empregada, Rosângela, moça do interior que trabalha na casa a alguns anos. Ela acaba engravidando, e ele lhe dá dinheiro para abortar, e, com medo, a jovem aceita, e logo depois é demitida. Como se mostra um homem temente a Deus e tendo eleitorado evangélico, e capaz de tudo pelo poder, ele simplesmente tira do seu caminho o que o incomoda. Laís fica revoltada, por ser amiga da empregada, pois seus pais mentem, afirmando que Rosângela foi embora por que quis.[56]

No Rio, Aderbal encontra sua parceira ideal para golpes: Beatriz. Rapidamente se unem, e se tornam amantes, em busca pelo dinheiro fácil e poder absoluto. Dois grandes psicopatas, capazes de tudo para concretizar seus mais perversos planos. Eles se conhecem pois Laís, sua filha, acaba por se apaixonar por Rafael, sobrinho de Beatriz, mas Aderbal é totalmente contra o romance, e não aceita sua filha namorar um rapaz que é criado pela avó lésbica e pela companheira dela. Ele só visualiza sua campanha política, e é capaz de destruir a felicidade da filha para não perder votos de seu eleitorado conservador. Expulsa Rafael de casa quando o rapaz revela que é ateu. Laís o ama mas fica confusa e, influenciada pelo pai e pela avó, destrata Rafael, e diz que não aceita que ele seja criado por duas mulheres, e que tem nojo de lésbicas. Isso o deixa muito triste e chocado.[57]

Para se vingar de Beatriz, Inês seduz o marido dela, e leva Evandro para a cama, e depois joga isso na cara de Beatriz. As duas brigam, e Beatriz a humilha, dizendo que o sexo que ele fez com Inês, é o que faz com qualquer garota de programa. Após discutirem e se agredirem, decidem se acalmar e unirem-se novamente, para conseguir com que a construtora continue dando bastante lucro para as duas. Beatriz passa a tentar arrumar um homem rico para Inês, que é uma mulher complexada e frígida, tendo dificuldade de sentir prazer.[58]

Sempre obcecada por sexo, Beatriz não se contenta em ter um marido e um amante só. Ela precisa de mais, e aventuras perigosas a atraem. Ela leva Pedro (André Bankoff), engenheiro bem mais jovem, e amigo de seu marido, para o chuveiro, onde transam. Beatriz não tem limites, e fica excitada com a possibilidade de ser flagrada pelo marido, e se diverte com a situação, que deixa o engenheiro tenso. Sempre sensual, ela se aproxima de Diogo (Thiago Martins), irmão de Regina. Ela o seduz de todas as formas, e, mesmo sendo fiel a sua noiva, Diogo transa com Beatriz na mesa da sala dela, na Construtora Rangel, e fica arrependido por ter traído a noiva, mas mesmo assim os dois passam a ter um caso fixo. Ainda mais vulgar, Beatriz fica muito interessada em um desconhecido ao fazer compras numa loja, e mesmo sem nem saber o nome dele, arrasta-o para o provador de roupas, onde transam.[47]

A vida coloca Regina novamente frente a frente com Beatriz e Inês. Ela não desistiu de colocar Gustavo na cadeia, e nem de achar o assassino do seu pai, e para isso tenta encontrar formas de denunciar Inês, tentando provar que ela comprou até a delegada. Beatriz, sempre hábil, finge-se de amiga de Regina, e tenta ajudá-la a fazer justiça, mas Regina não a acha muito sincera. A partir daí, Beatriz e Inês terão que se unir para que Regina evite descobrir o crime, já que Beatriz e Inês possuem provas de que ambas são bandidas, e se não se unirem, uma conseguirá destruir a outra, e sairão perdendo nesse jogo de poder.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ambox rewrite.svg
Esta seção precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Ator/Atriz Personagem
Camila Pitanga Regina Rocha [59][60][61][62]
Glória Pires Beatriz Rangel Amaral [25][63][64][65][66][67][68][69][70]
Adriana Esteves Inês Junqueira [71][72][73][74][75]
Thiago Fragoso Vinícius Teixeira [76]
Sophie Charlotte Alice Junqueira [77]
Bruno Gagliasso Murilo Teixeira [78][79][80]
Cássio Gabus Mendes Evandro de Souza Rangel [25][81]
Thiago Martins Diogo Rocha [82]
Tainá Müller Cristiana Loureiro (Cris) [83]
Marcos Palmeira Aderbal Pimenta [84][85]
Fernanda Montenegro Teresa Petruccheli [86]
Nathalia Timberg Estela Amaral [87]
Chay Suede Rafael Petruccheli Amaral [88]
Luisa Arraes Laís Pimenta [89]
Arlete Salles Consuelo Pimenta [90][91]
Laila Garin Maria José Pimenta [92][93]
Bruno Gissoni Carlos Augusto de Souza Rangel (Guto) [94][95]
Carla Salle Heloísa Gomes Batista (Helô) [96][97]
Gabriel Braga Nunes Luís Fernando Vidal [98][99][100][101]
Maria Clara Gueiros Karen Fonseca Vidal[102][103]
Sheron Menezzes Paula Ferreira Machado [104]
Débora Duarte Celina Junqueira [105]
Herson Capri Otávio Borges [106]
Marcos Pasquim Carlos Alberto da Matta [107]
Marcello Melo Jr. Ivan Ferreira [108]
Claudio Lins Sérgio da Matta [109][110]
Dudu Azevedo Bento Machado [111]
Virgínia Rosa Dora Rocha [112]
André Bankoff Pedro [113]
Juliana Alves Valeska de Paiva [114][115]
Marcos Veras Norberto Vidal[116]
Igor Angelkorte Clóvis Bevilaquá[117]
Kizi Vaz Gabriela Alvarenga (Gabi) [118]
Peter Brandão Wolnei Toledo de Jesus [119]
Lu Grimaldi Olga Teixeira [120]
César Mello Tadeu Toledo de Jesus [121][122]
Maíra Charken Delegada Vera [123]
Rosi Campos Zélia Fonseca [124][125]
Werner Schünemann Osvaldo Alvarenga Jr. [126]
Rogéria Úrsula Andressa/Osvaldo Alvarenga [127]
Tadeu Aguiar Antônio Xavier [128]
Cristina Galvão Wilma [129]
Filipe Ribeiro Frederico da Matta (Fred) [130]
Mary Sheila Ivete [131]
Marcelo Laham Ronaldo Queiroz [132]
Jacqueline Laurence Simone [133]
Daisy Lúcidi Dulce [134]
Paulo Verlings Tom Cruzes [135][136]
Antonio Gonzalez Zé Henrique [137]
Lara Tremouroux Sandra (Sandrinha) [138]
Luísa Thiré Flávia [139]
Rodrigo Fagundes Rubi [140][141]
Viviane Porto Cilene [142]
Luisa Friese Silvia [143]
Alex Brasil Valdecir [144][145]
Beatrice Sayd Carla [146]
Pedro Dondé Nelson [147]
Sabrina Nonata Júlia Rocha Vidal [148]
Xande Valois Joaquim Fonseca Vidal [149]
Bernadete Wilhelm Nina Fonseca Vidal [150]
Cauê Campos José Carlos Toledo de Jesus (Carlinhos) [151]

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Tuca Andrada Homero Junqueira [152]
Val Perré Cristóvão Rocha [153][154]
Yanna Lavigne Susana [155]
Hanna Romanazzi Cecília [156]
Dennis Carvalho Lauro [157]
Nelson Xavier Sebastião [158]
Roberto Bonfim Cadelão [155]
Giovanna Ewbank Vanessa (Vanessinha Pitbull) [159]
Bia Arantes Lara [160]
Jurema Reis Rosângela [161]
Cinara Leal Penélope [162]
Marcos Pitombo Iuri [163]
Bruno Dubeux João Paulo [164]
Cris Nicolotti Glória
Michele Birkheuer Olívia [165]
Narjara Turetta Augusta
Guilherme Logullo Caio [166]
Marcos Rubio John [167]
Gabriella Gomes Monique [168][169]
Marcela Ramalho Alice (criança) [170]
Camila Moreira Inês (adolescente) [171]
Arianne Botelho Beatriz (adolescente)
Tereza Rachel Mary Poppins [172]
Susana Vieira Ela mesma [173]
Cláudia Raia Ela mesma [174]
Dira Paes Ela mesma [175]
Leandra Leal Ela mesma [176]
Fátima Bernardes Ela mesma [177]
Gal Costa Ela mesma [178]
Ludmilla Ela mesma [179]
Zico Ele mesmo [180]
Charles Daves Davi Toledo

Música[editar | editar código-fonte]

Volume 1[editar | editar código-fonte]

Babilônia, Vol. 1
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 11 de maio de 2015
Duração 51:59
Idioma(s) Português, Inglês
Formato(s) CD
Download Digital
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de Vários artistas
Vol. 2
(2015)

Capa: Camila Pitanga e Thiago Fragoso como Regina e Vinicius [181]

N.º Título Música Personagem Duração
1. "Ink"   Coldplay Alice e Murilo 03:44
2. "Eu Te Desejo Amor (Que reste-t-il de nos amours)"   Maria Bethânia Estela e Teresa 02:42
3. "Ô Sorte"   Mosquito Clóvis e Norberto 02:53
4. "Ilusão a Toa"   Gal Costa   02:57
5. "Splendor"   Dan Torres   03:39
6. "Pra Que Chorar"   Mart'nália Abertura 02:37
7. "Deixa Se Envolver"   Melanina Carioca Valeska e Norberto 03:41
8. "Like Nice"   Celso Fonseca   03:07
9. "Azul da Cor do Mar"   Tim Maia Paula e Bento 03:18
10. "Sonhos"   Caetano Veloso Regina e Vinícius 03:00
11. "Don't Wanna Touchdown"   Johnny Glövez Part. Esp.: Polina   04:04
12. "Não Diga Não"   Nana Caymmi Beatriz e Diogo 03:37
13. "Alvorada"   Cartola   02:38
14. "Convicted"   Alisha Pillay   03:38
15. "Till I Forget About You"   Cymcolé   03:36
16. "A Presença" (Instrumental) Roger Henri   02:48
Duração total:
51:59

Volume 2[editar | editar código-fonte]

Babilônia, Vol. 2
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 15 de junho de 2015
Duração 56:06
Idioma(s) Português, Inglês
Formato(s) CD
Download Digital
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de Vários artistas
Vol. 1
(2015)

Capa: Sophie Charlotte e Bruno Gagliasso como Alice e Murilo[182]

N.º Título Música Personagem Duração
1. "I'm Not the Only One"   Sam Smith Diogo e Beatriz 04:00
2. "Esperta"   Ana Carolina Aderbal e Inês 02:14
3. "Mania"   Zizi Possi Vinícius e Cris 05:05
4. "Estava Escrito"   Ney Matogrosso   03:18
5. "All of You"   Karina Duque Estrada   02:53
6. "Um Trem para As Estrelas"   Cazuza Murilo e Alice 03:37
7. "Amor Marginal"   Johnny Hooker Alice e Evandro 04:46
8. "O Samba de Nós Dois"   Daniel Chaudon Part. Mart'nália   04:17
9. "I'm Alive"   Mister Jam Part. Francinne   03:21
10. "Tango do Mal"   Simone Mazzer Luís Fernando e Karen 03:00
11. "Sabe Você?"   Leila Pinheiro Regina e Vinícius 04:27
12. "Love Is on My Mind"   Blushed   03:47
13. "Que Bandeira"   Daúde   03:45
14. "Only U"   Leo Von   03:37
15. "Amor, Meu Grande Amor"   Lucas Santtana Laís e Rafael 03:59
Duração total:
56:06

Lançamento e repercussão[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Babilônia começou a ser exibida em 16 de março de 2015.[183] O primeiro capítulo alcançou 32,8 pontos no IBOPE na Grande São Paulo.[184] Sua antecessora registrou 32,1 pontos.[185] Já o segundo capítulo obteve 29,8 pontos no IBOPE na Grande São Paulo.[186] Ao final de sua primeira semana, já havia perdido um terço de seu público.[187]

No dia 24 de março, registrou uma diferença de apenas 1,5 ponto a mais que Alto Astral, a "novela das sete" então exibida pela emissora. Essa seria a menor diferença a ser registrada nas audiências das duas produções em cinco anos.[188] No dia seguinte, Babilônia teve menos audiência que a outra telenovela.[189] Enquanto Alto Astral ficou com 25.3 pontos, Babilônia ficou com 24.9 pontos.[190] No dia 1º de abril, consolidou menos ainda, 23,4 pontos.[191][192]

Em 4 de abril, Babilônia bateu recorde negativo, a novela registrou 20,2 pontos na Grande São Paulo, audiência mais baixa desde a estreia, em 16 de março, e o pior desempenho de uma trama das 21h aos sábados (a marca anterior também era de Babilônia, 21,5 na semana anterior).[193][194] Só não foi a pior audiência das 21h porque Salve Jorge (2012) e Esperança (2002) deram 18.[195]

Com a baixa audiência, a Rede Globo promoveu mudanças na trama e apostou em mais chamadas e Babilônia estancou a queda de audiência nos últimos dias e consolidou 25,8 pontos na Grande São Paulo em 6 de abril. É o melhor desempenho da novela em duas semanas.[196] No dia seguinte, 7 de abril, Babilônia subiu dois pontos em uma semana, consolidando 26,3 pontos na Grande São Paulo, crescimento de 7% em comparação com o capítulo de 31 de março (24,5). É a maior audiência da trama das 21h em duas semanas e o segundo melhor desempenho às terças-feiras, atrás apenas da semana de estreia (29,8).[197] Mesmo assim, a audiência é considera baixa, pois em 8 de abril a trama registrou 25,2 pontos, abaixo dos 26,2 pontos registrados por Alto Astral.[198]

A produção também enfrentou uma rejeição em outros estados. Em Goiânia, pela primeira vez na história da dramaturgia da Rede Globo, uma novela das 21h teve menos audiência que uma novela da Rede Record.[199] Em 3 de abril, Babilônia registrou apenas 14,5 pontos de audiência.[199] Exibida um pouco mais cedo, sem embate com a novela global , Os Dez Mandamentos marcou 15,5. Cada ponto de audiência equivale a 7 mil domicílios na Grande Goiânia.[199] Em Recife, Vitória e Manaus, a novela ainda não emplacou.[199] Em Belo Horizonte, praça onde a Rede Globo sempre registrou boa audiência,[199] Babilônia chegou a marcar 19 pontos da semana do dia 30 de março ao dia 3 de abril, índice muito abaixo da média do horário, que costuma ficar entre 30 e 35 pontos.[199] Cada ponto equivale a 18 mil lares em BH.[199]

Os seus maus resultados, no entanto, não foram atribuídos somente aos polêmicos temas abordados — uma vez que a telenovela das 23 horas, Verdades Secretas, exibida no mesmo período, obteve sucessivos recordes de audiência para o seu horário mesmo apresentando uma trama com alto teor erótico —, mas também ao roteiro considerado inconsistente pela imprensa.[200][201]

Já na reta final, recupera boa parte dos telespectadores. No capítulo 133, exibido em 17 de agosto, Babilônia atinge 29,9 pontos de média, mesmo com a forte concorrência com a estreia do programa Xuxa Meneghel, na Record[202], e, no dia seguinte, atinge 30,5 pontos.[203]

O último capítulo de Babilônia marcou 33,5 pontos, com pico de 38.1 pontos na Grande São Paulo, representando com grande margem a pior audiência de um capítulo final de novela das 21 horas, 30% abaixo do número registrado pelo último capítulo de sua antecessora Império, e No PNT (Painel Nacional de Televisão) registrou 25 pontos de média-geral.[204][205][206][207]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

O deputado federal João Campos, líder da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional emitiu uma nota de repúdio ao beijo protagonizado por Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg no primeiro capítulo, convocando os evangélicos a boicotarem[208] a novela e não consumirem os produtos anunciados durante o programa.[209] O senador Magno Malta disseminou mensagens contra a novela na redes sociais Facebook e WhatsApp[210] e o pastor Silas Malafaia manifestou indignação a respeito da imoralidade presente na trama.[211] Já o pastor e Deputado Federal Marco Feliciano, defendeu o boicote a patrocinadora da telenovela.[212][213] Ricardo Linhares, em entrevista, afirmaria que o boicote é um direito a todos, mas que acreditava que ele era promovido com motivação "obscurantista e ditatorial", visando "discriminação e a intolerância".[214] Ao final da primeira semana, a audiência da telenovela havia diminuído consideravelmente, numa queda que segundo o jornalista Lauro Jardim, da revista Veja, nunca teria ocorrido na história da emissora, e que poderia estar relacionada ao boicote.[187][215] As criticas também vieram por parte de ramos da igreja católica como a Renovação Carismática e a rede Canção Nova, que pediram ações semelhantes por parte de seus fieis.[216]

Resposta da emissora[editar | editar código-fonte]

Nos 10 primeiros capítulos a trama alcançou 27.7 pontos de média, e 42.5% de participação. Este é o pior resultado em 50 anos.[217] Para conter a queda de audiência, foram lançadas novas chamadas, houve a troca do logotipo, alterando para cores mais leves e o grupo de discussão foi adiantado.[218][219][220][221] Mesmo com críticas ao casal homossexual, o coautor Ricardo Linhares afirma que a trama seguirá como foi planejado desde o início.[222][223] Linhares também afirma que busca a aceitação, em relação ao casal Teresa e Estela.[224][225]

Após a realização de grupos de discussão com telespectadores, foi concluído que parte do público rejeita a maldade, a violência e o tema da corrupção presente na trama.[226][227] Para reverter a baixa audiência, a emissora cortou cenas de prostituição, alterando os rumos da personagem de Sophie Charlotte (Alice), que não será mais prostituta, visto que telespectadoras consideraram a trama, mau exemplo.[228][229][230] Linhares, entretanto, alegaria que a mudança não se dava pela rejeição do público, mas por questões de "classificação indicativa" da produção.[231] A atriz e Bruno Gagliasso regravaram cerca de 40 cenas, além de ganharem mais destaque na trama.[232][233][234][235] Beatriz (Glória Pires), não "atacará" mais os homens; a fotografia que era considerada escura, foi clareada; as tramas românticas serão aumentadas; demonstrações de afeto entre o casal homossexual foram cortadas e o segredo envolvendo as vilãs foi revelado antecipadamente.[226][236][237][238][239][240] Pela sinopse da telenovela, o personagem de Marcos Pasquim (Carlos Alberto) teria um envolvimento com o de Marcello Mello (Ivan), mas a direção da emissora alterou a trama; fazendo com que o personagem de Pasquim, se apaixone por Regina (Camila Pitanga).[241][242][243][244][245] Herson Capri interpretaria o traficante Osvaldo, mas foi deslocado para interpretar Otávio, amante de Beatriz (Gloria Pires).[106][246]

Com os índices de audiência abaixo do esperado, Silvio de Abreu, Diretor de Dramaturgia da emissora, reescreveu cinco capítulos e reeditou doze capítulos em seis, para que a trama fosse agilizada.[247][248] A interferência de Abreu na trama, acontece após suposto desentendimento entre os autores, e boatos do casal homossexual ser assassinado.[249][250][251] Apesar das mudanças realizadas, a telenovela perdeu 18 capítulos e foi reduzida em cerca de 3 semanas, novamente devido a sua baixa audiência. Com isso, as gravações de A Regra do Jogo, trama sucessora no horário, do autor João Emanuel Carneiro, foram aceleradas.[252][253][254]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2015
Prêmio Extra de Televisão
Melhor Novela
Gilberto Braga
Ricardo Linhares
João Ximenes Braga
Indicado [255]
Melhor Atriz
Glória Pires
Indicado [255]
Melhor Ator Coadjuvante
Marcos Palmeira
Indicado [255]
Melhor Ator/Atriz Mirim
Sabrina Nonata
Indicado [255]
Xande Valois
Indicado [255]
Melhor Tema de Novela
"Pra que Chorar?", Mart'nália
Indicado [255]
Troféu AIB de Imprensa
Melhor Atriz
Adriana Esteves
Venceu [255]
Glória Pires
Indicado [255]
Melhores do Ano
Melhor Ator/Atriz Mirim
Sabrina Nonata
Indicado [256][257]
2016
Prêmio TV Brasil
Melhor Atriz
Glória Pires
Venceu

Notas

  1. Ilusões Perdidas, de Enia Petri, foi a primeira telenovela exibida pela emissora. Contudo, sua produção recaiu à TV Paulista, que tinha sido recém-comprada por Roberto Marinho, o que culminaria na sua transformação em Globo São Paulo.[8]

Referências

  1. 27 de abril de 2015. «Babilônia - Capítulo de segunda-feira, dia 27/04/2015, na íntegra». Globo TV. Consultado em 07 de maio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. a b «Babilônia – Atores ordenados por personagem». GShow. Consultado em 29 de outubro de 2015. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2017 
  3. TV Foco (20 de janeiro de 2015). «Globo define tema de abertura de Babilônia». 20 de janeiro de 2015. Consultado em 26 de março de 2015 
  4. «Globo começa a divulgar a novela Babilônia; Estreia é dia 16 de março». 23 de fevereiro de 2015. Consultado em 30 de março de 2015 
  5. Natália Boere (11 de julho de 2015). «Thiago Martins diz que Paloma Bernardi não sente ciúmes de cenas quentes com Gloria Pires: 'Ela é fã'». O Globo. Consultado em 19 de julho de 2015 
  6. Aaron Racanicchi (13 de maio de 2015). «Com baixa audiência, "Babilônia" será uma das novelas mais rápidas já exibidas pela Globo». 13 de maio de 2015. Consultado em 13 de maio de 2015 
  7. Gshow | Babilônia - Créditos Visitado em 3 de julho de 2015
  8. Memória Globo. «Ilusões Perdidas». Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  9. «O Ébrio». Memória Globo. Globo.com. Consultado em 28 de janeiro de 2011 
  10. «O Ébrio». Teledramaturgia. Consultado em 10 de janeiro de 2014 
  11. [1]
  12. «Globo deixa de adotar título de "novela das oito" - A TARDE On Line - CULTURA». www.atarde.com.br. Consultado em 31 de Janeiro de 2011 
  13. Em Insensato Coração, Gilberto Braga tem seu momento mais Manoel Carlos
  14. «Globo ganha audiência com mudanças de horário - 17/01/2011 - Colunas - Flavio Ricco». televisao.uol.com.br. Consultado em 31 de Janeiro de 2011 
  15. Júnior, João Miguel (30 de dezembro de 2010). «Globo deixa de adotar título de "novela das oito"». A Tarde. atarde. Consultado em 13 de janeiro de 2011 
  16. Redação Na Telinha (30 de dezembro de 2010). «Globo muda tradição e deixa de adotar título de "novela das oito"». Na Telinha UOL. uol. Consultado em 23 de janeiro de 2011 
  17. Maia, Maria Carolina. «Em Insensato Coração, Gilberto Braga tem seu momento mais Manoel Carlos». abril 
  18. Ricco, Flávio (17 de janeiro de 2011). «Globo ganha audiência com mudanças de horário». Coluna do Flávio Ricco. UOL Televisão. Consultado em 23 de janeiro de 2011 
  19. Carol Gregnanin (22 de agosto de 2011). «Primeiro capítulo de 'Fina Estampa' tem audiência maior do que estreia de 'Insensato Coração'». Consultado em 14 de março de 2015 
  20. Meire Kusumoto (6 de outubro de 2014). «'Império': a melhor novela das nove desde 'Avenida Brasil'». Veja. Consultado em 14 de março de 2015 
  21. «Com morte do Comendador, último capítulo de "Império" iguala audiência recorde e reergue faixa das nove». TV Foco. 13 de março de 2015. Consultado em 14 de março de 2015 
  22. Redação F5 (14 de fevereiro de 2015). «Às vésperas da estreia de Babilônia, Camila Pitanga trabalha no Carnaval». Folha de S. Paulo. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  23. Patrícia Kogut (22 de abril de 2013). «Globo define ordem dos autores que sucederão a Walcyr Carrasco às 21h». Consultado em 16 de março de 2015 
  24. Flávio Ricco (25 de janeiro de 2015). «Caio Castro se empolga com novo trabalho na Globo». UOL Televisão. Consultado em 16 de fevereiro de 2015. Veja o subtítulo Time respeitável. 
  25. a b c Natalia Castro (15 de fevereiro de 2015). «Vilãs em 'Babilônia', Gloria Pires e Adriana Esteves gravam primeiro encontro de suas personagens». O Globo. Revista da TV. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  26. Flavia Muniz (04 de outubro de 2014). «Isabelle Drummond recusa papel de prostituta em 'Rio Babilônia'». O Dia. Consultado em 07 de outubro de 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  27. Patrícia Kogut (02 de dezembro de 2014). «Gloria Pires e Cássio Gabus Mendes gravam no Tour D'Argent». O Globo. Consultado em 16 de dezembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  28. Fernando Eichenberg (07 de dezembro de 2014). «Gloria Pires e Cássio Gabus Mendes gravam 'Babilônia', próxima novela das 21h, em Paris». O Globo. Revista da TV. Consultado em 16 de dezembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  29. Hellen Couto (07 de dezembro de 2014). «Gloria Pires dribla o frio e grava deslumbrante em Paris; fotos!». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de dezembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  30. Carla Bittencourt (25 de novembro de 2014). «'Babilônia' começa a ser gravada em Dubai e Paris». Extra. Telinha. Consultado em 16 de dezembro de 2014 
  31. Gshow (05 de dezembro de 2014). «Direto de Paris! Cassio Gabus Mendes grava cenas de Babilônia». Gshow - Foi dada a largada. Consultado em 16 de dezembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  32. UOL RJ (15 de dezembro de 2014). «Globo usa sessenta quilos de luz para gravação de "Babilônia" em Paris». UOL Televisão. Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  33. Hellen Couto (02 de fevereiro de 2015). «Dubai vai invadir a telinha! Saiba mais sobre a cidade que virou cenário para nova das 9». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  34. CGCOM (15 de dezembro de 2014). «Trama de "Babilônia" começa a ser gravada em Paris». Na Mira. Consultado em 14 de março de 2015 
  35. Patrícia Kogut (15 de junho de 2014). «Daisy Lúcidi será mulher rica e refinada em novela das 21h». O Globo. Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  36. Guilherme Scarpa (08 de janeiro de 2015). «Daisy Lúcidi não será mais homofóbica em novela: 'Estou aliviada', diz». O Globo. Consultado em 22 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  37. Thaís Britto (11 de abril de 2014). «Camila Pitanga, Gloria Pires e Deborah Evelyn serão protagonistas da nova novela de Gilberto Braga». O Globo. Revista da TV. Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  38. Guilherme Scarpa (28 de outubro de 2014). «Mudanças às 21h: Deborah Evelyn deixa produção de 'Rio Babilônia'». Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  39. «Com vilãs de peso, 'Babilônia' será difícil para mocinha Camila Pitanga». F5 - televisão. 13 de março de 2015. Consultado em 14 de março de 2015 
  40. Babilônia nem estreou e vira salvação para canal português
  41. Las distintas facetas de la ambición son reveladas en una trama repleta de codicia, venganza y lucha de poder.
  42. Destaque do catálogo Globo 2016 chega a Moçambique
  43. "Verdades Secretas" chega a mais um país; "Babilônia" com data de estreia no Equador!
  44. In July, Ambitious Women
  45. (Cabo Verde) Flor del Caribe y Mujeres Ambiciosas
  46. Adriana Esteves, Gloria Pires y Camila Pitanga protagonizan la nueva novela brasileña que llega a Telemundo.
  47. a b [2]
  48. [3]
  49. [4]
  50. [5]
  51. [6]
  52. [7]
  53. [8]
  54. [9]
  55. [10]
  56. [11]
  57. [12]
  58. [13]
  59. UOL RJ (26 de janeiro de 2015). «Após minissérie, Adriana Esteves será vilã invejosa em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  60. Gshow (9 de dezembro de 2014). «Gravando 'Babilônia', Adriana Esteves faz sucesso em Dubai por causa de Carminha». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  61. Gshow (12 de dezembro de 2014). «Rio 40º! Adriana Esteves grava cenas de nova novela na cidade maravilhosa». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  62. Gshow (15 de dezembro de 2014). «Parabéns! Adriana Esteves faz aniversário e grava novas cenas de 'Babilônia'». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  63. UOL RJ (29 de janeiro de 2015). «Em "Babilônia", Gloria Pires volta ao horário nobre como vilã inescrupulosa». UOL Televisão. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  64. Lucas Neves (14 de dezembro de 2014). «Glória Pires vive vilã sexy em 'Babilônia', próxima novela das 21h». Folha de S. Paulo. Ilustrada. Consultado em 16 de dezembro de 2014 
  65. Gshow (7 de dezembro de 2014). «Gloria Pires dribla o frio e grava deslumbrante em Paris; fotos!». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  66. Keila Jimenez (25 de fevereiro de 2015). «Gloria Pires e Adriana Esteves voltam a interpretar vilãs em nova novela». Folha de S.Paulo. Ilustrada. Consultado em 04 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  67. Giselle de Almeida (04 de março de 2015). «"Não pretendo ser a coroa sexy", diz Gloria Pires sobre novo papel». UOL Celebridades. Consultado em 04 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  68. Flávia Muniz (03 de março de 2015). «Gloria Pires será uma ricaça sexualmente insaciável em 'Babilônia'». O Dia. Consultado em 04 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  69. Patrícia Villalba (25 de fevereiro de 2015). «'Não estou aqui para malhar corpinho', diz Glória Pires sobre 'Babilônia'». VEJA.com. Quanto Drama!. Consultado em 04 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  70. «Gloria Pires fala de desejo sexual da personagem para próxima novela das 9, 'Babilônia': 'Gosta do esporte'». Extra. 30 de dezembro de 2014. Consultado em 04 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  71. Giselle de Almeida (04 de fevereiro de 2015). «Inspirada em mulheres batalhadoras, Camila Pitanga é heroína de "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  72. Vitor Moreno (17 de janeiro de 2015). «Camila Pitanga será mocinha barraqueira em 'Babilônia', nova novela das 21h». F5 - televisão. Outro Canal. Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  73. Gshow (9 de dezembro de 2014). «Camila Pitanga aumenta a temperatura nas areias do Leme em cenas de nova novela». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  74. Gshow (20 de janeiro de 2015). «Camila Pitanga vive mulher batalhadora em nova novela das 9; veja fotos inéditas!». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  75. Gshow (4 de fevereiro de 2015). «Camila Pitanga 'cai da cama', chega animada para gravar e mostra boa forma». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  76. UOL RJ (11 de fevereiro de 2015). «Advogado honesto de Thiago Fragoso conquista Camila Pitanga em "Babilônia"». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  77. Hellen Couto (05 de dezembro de 2014). «De visual novo, Sophie Charlotte vibra com gravação em Dubai: 'Abençoada'». Gshow - Foi dada a largada. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  78. Gshow (05 de fevereiro de 2015). «Bruno Gagliasso muda visual para viver novo vilão; confira fotos inéditas!». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  79. Keila Jimenez (05 de fevereiro de 2015). «Após psicopata, Bruno Gagliasso será cafetão e traficante na TV; veja». F5 - televisão. Outro Canal. Consultado em 24 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  80. Marcela Ribeiro (02 de março de 2015). «"Não sou moralista", diz Gagliasso que vive cafetão em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  81. Regina Rito (03 de setembro de 2014). «Próxima novela de Gilberto Braga será gravada em Paris e Dubai». O Dia. Consultado em 24 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  82. Regina Rito (15 de fevereiro de 2015). «Thiago Martins e Kizi Vaz serão namorados na próxima novela das 21h». O Dia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  83. Patrícia Kogut (10 de novembro de 2014). «Júlia Rabello assina com GNT e estrelará série em 2015». O Globo. Consultado em 16 de fevereiro de 2015. Veja o subtítulo Marido perdido. 
  84. Gshow (14 de março de 2015). «Marcos Palmeira aposta em relação familiar para 'dar tempero' ao personagem». Extras - Babilônia. Consultado em 14 de março de 2015 
  85. Felipe Abílio (10 de dezembro de 2014). «Marcos Palmeira se prepara para viver deputado corrupto em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  86. Regina Rito; Gabriel Sobreira (07 de janeiro de 2015). «Em 'Império': José Alfredo caça seu verdadeiro inimigo». O Dia. Consultado em 29 de janeiro de 2015. Veja o subtítulo Renomada advogada em Babilônia.  Verifique data em: |data= (ajuda)
  87. Gshow (16 de dezembro de 2014). «Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg gravam primeira cena juntas; veja fotos!». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  88. Gshow (24 de dezembro de 2014). «Para abalar corações! Chay Suede esbanja charme em 1ª gravação de nova novela». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  89. Juliana Lessa (28 de janeiro de 2015). «Repaginada, Luisa Arraes volta à TV em par romântico com Chay Suede». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  90. «Após superar câncer, Arlete Salles se prepara para voltar à TV em 'Babilônia'». F5 - televisão. Contigo!. 20 de novembro de 2014. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  91. Ana Cora Lima (23 de maio de 2015). «"É hipócrita e canalha", diz Arlete Salles sobre Consuelo de "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 24 de maio de 2015 
  92. Florença Mazza (18 de janeiro de 2015). «Dennis Carvalho e Laila Garin repetem parceria em 'Babilônia'». O Globo. Patrícia Kogut. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  93. Natalia Castro (02 de março de 2015). «Sucesso como Elis Regina no palco, Laila Garin aparece transformada em sua estreia em novelas». O Globo. Revista da TV. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  94. Gshow (18 de fevereiro de 2015). «Adeus mocinhos! Bruno Gissoni será um playboy arrogante em Babilônia». Extras - Babilônia. Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  95. Flávia Muniz (11 de outubro de 2015). «Bruno Gissoni é escalado para a novela 'Rio Babilônia'». O Dia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  96. Hellen Couto (05 de fevereiro de 2015). «Ex-Malhação comenta cenas quentes em Babilônia: 'Não sou cheia de pudores'». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  97. Marcelle Carvalho (01 de janeiro de 2015). «Carla Salle conversou com prostitutas para viver uma na próxima novela das nove». Extra. Consultado em 29 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  98. Gshow (17 de dezembro de 2014). «Gabriel Braga Nunes exibe boa forma em gravação da nova novela das 9». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  99. Carla Bittencourt (18 de dezembro de 2014). «'Babilônia': casado com Maria Clara Gueiros, Gabriel Braga Nunes beija Camila Pitanga em gravação». Extra. Telinha. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  100. Gshow (17 de dezembro de 2014). «De volta à telinha, Gabriel Braga Nunes grava cena de beijo com Camila Pitanga». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  101. Gshow (7 de fevereiro de 2015). «Em boa forma, Gabriel Braga Nunes avisa: 'A tendência é perder a linha geral'». Rede Globo. Vídeo Show - Bastidores. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  102. Gshow (16 de fevereiro de 2015). «Maria Clara Gueiros será esposa de Gabriel Braga Nunes em Babilônia». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  103. Regina Rito; Gabriel Sobreira (21 de janeiro de 2015). «'Alto Astral': Castilho joga Caíque nos braços de Samantha». O Dia. Consultado em 29 de janeiro de 2015. Veja o subtítulo Vencida pelo charme do marido. 
  104. Nina Ramos (10 de dezembro de 2014). «Sheron Menezzes fala sobre sua personagem em "Babilônia». iG. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  105. Hellen Couto (07 de abril de 2015). «Débora Duarte entra em Babilônia para revelar segredo de Beatriz e Inês». Extras - Babilônia. Consultado em 23 de abril de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  106. a b Flávia Muniz (16 de maio de 2015). «Herson Capri será mais um dos amantes de Beatriz em 'Babilônia'». O Dia. Consultado em 24 de maio de 2015 
  107. Carla Bittencourt (19 de janeiro de 2015). «Marcos Pasquim será instrutor de saltos ornamentais em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  108. Marcelle Carvalho (05 de fevereiro de 2015). «Marcello Melo Jr. e Chay Suede se equilibram no slackline em gravação de 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  109. > Gshow (14 de março de 2015). [http://gshow.globo.com/novelas/babilonia/extras/noticia/2015/03/marcos-palmeira-aposta-em-relacao-familiar-para-dar-tempero-ao-personagem.html «Marcos Palmeira aposta em relação familiar para 'dar tempero' ao personagem». Extras - Babilônia. Consultado em 14 de março de 2015 nagem-gay.html Claudio Lins interpretará um gay em 'Babilônia': 'Longe de ser meu limite']
  110. Carla Bittencourt (4 de junho de 2015). «Claudio Lins entra em 'Babilônia' para viver romance que seria de Marcos Pasquim». Extra. Telinha. Consultado em 5 de junho de 2015 
  111. Carla Bittencourt (22 de janeiro de 2015). «Camila Pitanga, Thiago Fragoso e Dudu Azevedo em dia de confusão em cena de 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 31 de janeiro de 2015 
  112. Regina Rito; Gabriel Sobreira (15 de janeiro de 2015). «'Império': Téo Pereira investiga segredo de Maria Marta». O Dia. Consultado em 29 de janeiro de 2015. Veja o subtítulo Babilônia. 
  113. Flávio Ricco (08 de fevereiro de 2015). «André Bankoff será o amante de Glória Pires em nova novela». UOL Televisão. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  114. Gshow (13 de março de 2015). «Juliana Alves é disputada por personagens de Marcos Veras e Igor Angelkorte». Extras - Babilônia. Consultado em 14 de março de 2015 
  115. Felipe Abílio (05 de fevereiro de 2015). «Juliana Alves se prepara para viver periguete em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  116. Regina Rito; Gabriel Sobreira (24 de janeiro de 2015). «Em 'Alto Astral', Maria Inês dá golpe em Marcos». O Dia. Consultado em 29 de janeiro de 2015. Veja o subtítulo Aspirante a chef de cozinha. 
  117. Carla Bittencourt (21 de janeiro de 2015). «Igor Angelkorte vai fazer dupla cômica com Marcos Veras em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  118. Gshow (17 de fevereiro de 2015). «Kizi Vaz será a apaixonada e sonhadora Gabi e fará par com Thiago Martins». Extras - Babilônia. Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  119. Carla Bittencourt (02 de março de 2015). «Ex-gente inocente, Peter Brandão vai fazer um bandido em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  120. «"Babilônia": Regina é bem desconfiada no amor». NaMira. 12 de fevereiro de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  121. Natalia Castro; Gabriel Menezes (22 de março de 2015). «As novas composições familiares estão em destaque em 'Babilônia' e 'Sete vidas'». O Globo. Revista da TV. Consultado em 31 de março de 2015 
  122. Gshow (16 de março de 2015). «Tadeu - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 27 de março de 2015 
  123. Fernando Oliveira (03 de fevereiro de 2015). «No ar no 'Caldeirão', Maíra Charken estará em 'Babilônia', próxima novela das nove». R7. Mundo da TV. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  124. Gshow (13 de janeiro de 2015). «A sogra do horário nobre! Rosi Campos interpreta Zélia em nova novela das 9». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  125. Carla Bittencourt (13 de janeiro de 2015). «Rosi Campos será manicure alto astral e fofoqueira em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 31 de janeiro de 2015 
  126. Carla Bittencourt (1 de julho de 2015). «Werner Schünemann será bandido Osvaldo em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 8 de julho de 2015 
  127. Gabriel Menezes (11 de março de 2015). «Em Babilônia Rogéria diz: todo mundo reclama de homofobia mas tenho 71 anos estou no horário nobre». O Globo. Consultado em 13 de março de 2015 
  128. Caras Digital (Dezembro de 2014). «Longe da TV há 14 anos, Tadeu Aguiar, de O Dono do Mundo, voltará em novela das 20h». Caras.com.br. Consultado em 06 de Abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  129. Gshow (16 de março de 2015). «Wilma - Personagem - Babilônia». Gshow. Consultado em 17 de março de 2015 
  130. Regina Rito; Gabriel Sobreira (27 de janeiro de 2015). «Salvador terá final feliz em 'Império' com direito a fama e casamento». O Dia. Consultado em 29 de janeiro de 2015. Veja o subtítulo Medalha de ouro no horário nobre. 
  131. Gshow (2015). «Ivete - Personagem - Babilônia». Gshow. Consultado em 17 de março de 2015 
  132. Gshow (16 de março de 2015). «Queiroz - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 04 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  133. «Simone - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 28 de abril de 2015 
  134. Regina Rito; Gabriel Sobreira (11 de janeiro de 2015). «Em 'Império', José Alfredo descobre armação de Maurílio». O Dia. Consultado em 29 de janeiro de 2015. Veja o subtítulo Trio de preconceituosos em Babilônia. 
  135. Gshow (21 de fevereiro de 2015). «Paulo Verlings interpreta mototaxista metido a galã em Babilônia, nova das 9». Extras - Babilônia. Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  136. Carla Bittencourt (25 de fevereiro de 2015). «Paulo Verlings será mototaxista que se apaixona por Camila Pitanga, em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  137. Gshow (16 de março de 2015). «Zé Henrique - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 04 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  138. Gshow (16 de março de 2015). «Sandrinha - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 25 de junho de 2015 
  139. Carla Bittencourt (31 de março de 2015). «Luisa Thiré vive secretária que vai viver no pé de Inês em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 31 de março de 2015 
  140. Carla Bittencourt (10 de fevereiro de 2015). «Nathalia Timberg e Rodrigo Fagundes serão vizinhos em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  141. Gabriel Menezes (18 de março de 2015). «Famoso pelo Patrick de 'Zorra total', Rodrigo Fagundes celebra estreia em novelas e diz ter Adriana Esteves como inspiração». O Globo. Revista da TV. Consultado em 31 de março de 2015 
  142. «Babilônia - Personagens - Cilene Farias». Gshow. 16 de março de 2015. Consultado em 28 de abril de 2015 
  143. Gshow (16 de março de 2015). «Silvia - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 06 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  144. Carla Bittencourt (11 de março de 2015). «Alex Brasil será amigo de Camila Pitanga em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 14 de março de 2015 
  145. Nina Ramos (08 de janeiro de 2015). «Alex Brasil, o barraqueiro de Camila Pitanga». iG. Vem, gente!. Consultado em 14 de março de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  146. «Atriz de MS ganha papel em novela da Globo e já faz selfie com Glória Pires». Lado B. 20 de março de 2015. Consultado em 28 de abril de 2015 
  147. Gshow (16 de março de 2015). «Nelson - Personagens - Babilônia». Gshow. Consultado em 25 de junho de 2015 
  148. Marcela Ribeiro (25 de fevereiro de 2015). «Ludmilla se empolga com participação em "Babilônia": "Ansiosa para outras"». UOL Televisão. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  149. UOL RJ (20 de fevereiro de 2015). «Personagem de Gabriel Braga Nunes em "Babilônia" vive às custas da mulher». UOL Televisão. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  150. Giselle de Almeida (27 de fevereiro de 2015). «Gabriel Braga Nunes sobre fazer comédia em "Babilônia": "Dá um certo medo"». UOL Televisão. Consultado em 02 de março de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  151. Gshow (16 de março 2015). «Carlinhos - Personagem - Babilônia». Gshow. Consultado em 17 de março de 2015 
  152. Hellen Couto (19 de janeiro de 2015). «Tuca Andrada apresenta região dos 'souks', em Dubai! Confira no vídeo». Extras - Babilônia. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  153. Carla Bittencourt (14 de outubro de 2014). «Val Perré vai ser amante de Glória Pires em 'Babilônia' e os dois farão cenas quentes». Extra. Telinha. Consultado em 31 de janeiro de 2015 
  154. O Globo (06 de fevereiro de 2015). «Flerte de Vera Holtz em 'O rebu', ator comenta caso com Gloria Pires em 'Babilônia': 'Massagem no ego'». Revista da TV. Consultado em 16 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  155. a b Mônica Pina (27 de abril de 2015). «Alice (Sophie Charlotte) começa a trabalhar no bar de Cadelão (Roberto Bonfim) e o novo chefe tenta abusar sexualmente dela, em 'Babilônia'». Pure People. Consultado em 29 de abril de 2015 
  156. Gshow (13 de abril de 2015). «Ex-Malhação Hanna Romanazzi pode estremecer romance de Rafa e Laís». Extras - Babilônia. Consultado em 23 de abril de 2015 
  157. Carla Bittencourt (03 de abril de 2015). «'Babilônia': Lauro, filho de Teresa, aparece no casamento da mãe e ela desmaia». Extra. Telinha. Consultado em 23 de abril de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  158. Flávio Ricco (12 de maio de 2015). «Próxima vítima de Beatriz em "Babilônia", Nelson Xavier grava nesta quinta». UOL Televisão. Consultado em 24 de maio de 2015 
  159. Paula Paiva (10 de agosto de 2015). «Gio Ewbank grava cenas na cama com marido: 'Ensaiamos em casa'». Gshow. Consultado em 13 de agosto de 2015 
  160. Hellen Couto (22 de março de 2015). «Ex-Malhação, Bia Arantes interpreta Lara em 'Babilônia': 'Patricinha sem escrúpulos'». Extras - Babilônia. Consultado em 23 de abril de 2015 
  161. «Jurema Reis se despede de 'Babilônia' e lembra que sofreu com seu nome: 'Minha mãe perguntou se eu queria trocá-lo'». Extra. 29 de março de 2015 
  162. Hellen Couto (18 de março de 2015). «Inspirada em cantoras como Anitta e Valesca, Cinara Leal vive funkeira». Extras - Babilônia. Consultado em 31 de março de 2015 
  163. Beatriz prepara vingança contra Inês
  164. Bruno Dubeux entra na reta final de Babilônia
  165. Regina é humilhada por Olívia
  166. Regina arrasa em ensaio
  167. 'Babilônia': Murilo se encanta com Regina e assedia namorada do irmão
  168. Natália Boere (28 de março de 2015). «Nova prostituta de 'Babilônia' diz ter se inspirado em Danny Bond, de 'Felizes para sempre?': 'Amei!'». O Globo. Revista da TV. Consultado em 23 de abril de 2015 
  169. Cristiane Rodrigues (10 de abril de 2015). «'Encaro numa boa cenas de nudez', diz Gabriella Gommes, de 'Babilônia'». Ego. Consultado em 23 de abril de 2015 
  170. Carla Bittencourt (26 de fevereiro de 2015). «Elenco de 'Babilônia' grava cenas de réveillon na Praia do Leme». Extra. Telinha. Consultado em 23 de abril de 2015 
  171. Thayná Rodrigues (17 de março de 2015). «Camila Moreira, a Inês adolescente de 'Babilônia', desistiu de perder 10kg para ficar com o papel». Extra. Consultado em 23 de abril de 2015 
  172. «Atriz Tereza Rachel morre no Rio». G1. 04 de abril de 2016. Consultado em 04 de abril de 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  173. Gshow (20 de maio de 2015). «Susana Vieira causa em Babilônia ao gravar participação e não dispensa selfie». Extras - Babilônia. Consultado em 8 de julho de 2015 
  174. «Claudia Raia faz participação como ela mesma em 'Babilônia'». O Dia. 25 de junho de 2015. Consultado em 8 de julho de 2015 
  175. Patrícia Kogut (6 de julho de 2015). «'Os Saltimbancos Trapalhões' terá nova versão para o cinema». O Globo. Consultado em 8 de julho de 2015. Veja os subtítulo Ponta de luxo. 
  176. «Leandra Leal grava participação em 'Babilônia'». Caras. 7 de agosto de 2015. Consultado em 8 de agosto de 2015 
  177. Hellen Couto (21 de abril de 2015). «Fátima Bernardes grava com Fernanda Montenegro: 'Vou colocar no currículo'». Gshow. Consultado em 18 de agosto de 2015 
  178. Hellen Couto (4 de julho de 2015). «Sophie Charlotte e Gal Costa trocam elogios em gravação». Bastidores - Gshow. Consultado em 8 de julho de 2015 
  179. «Com microshort sensual, Mc Ludmilla grava cenas de Babilônia em casa noturna do Rio». Extras - Babilônia. 11 de fevereiro de 2015. Consultado em 29 de junho de 2015 
  180. Hellen Couto (12 de março de 2015). «Zico vira ator por um dia, participa de Babilônia e comenta relação com o elenco». Extras - Babilônia. Consultado em 31 de março de 2015 
  181. «Babilônia, Vol. 1 por Vários Artistas». iTunes Store. 11 de maio de 2015. Consultado em 15 de maio de 2015 
  182. «Babilônia - Vol. 2 por Vários Artistas». iTunes Store. 15 de junho de 2015. Consultado em 22 de junho de 2015 
  183. http://kogut.oglobo.globo.com/noticias-da-tv/audiencia/noticia/2015/03/babilonia-estreia-com-31-pontos-de-audiencia.html
  184. Daniel Castro (18 de março de 2015). «Reprise de Carrossel no SBT surpreende e supera Chiquititas». UOL. Consultado em 18 de março de 2015 
  185. Paulo Pacheco (17 de março de 2015). «Estreia de Babilônia». UOL. Notícias da TV. Consultado em 31 de março de 2015 
  186. Daniel Castro (17 de março de 2015). «Segundo capítulo de Babilônia cai 9% e fica abaixo de 30 pontos». UOL. Consultado em 18 de março de 2015 
  187. a b Lauro Jardim (22 de março de 2015). «Sinal amarelo». VEJA.com. Consultado em 31 de março de 2015 
  188. Redação (25 de março de 2015). «Novelas das 19h e das 21h da Globo têm menor diferença em cinco anos». UOL. Notícias da TV. Consultado em 31 de março de 2015 
  189. Redação (26 de março de 2015). «Big Brother e novela das sete superam audiência de Babilônia». UOL. Notícias da TV. Consultado em 31 de março de 2015 
  190. Keila Jimenez (26 de março de 2015). «"Babilônia" assusta Globo: trama dá menos audiência que novela das 19h». UOL. Consultado em 30 de março de 2015 
  191. Keila Jimenez (02 de abril de 2015). «"Babilônia" volta a dar susto na Globo e tem menos público que o "BBB"». Folha de S. Paulo. Outro Canal. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  192. Redação (02 de abril de 2015). «Record bate Jô Soares com festa de Anitta e Fala que Eu te Escuto». UOL. Notícias da TV. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  193. Keila Jimenez (06 de abril de 2015). «"Babilônia" volta a bater recorde negativo de audiência». Folha de S. Paulo. Outro Canal. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  194. Redação (30 de março de 2015). «Com Babilônia, novela das 21h da Globo tem pior sábado da história». UOL. Notícias da TV. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  195. Redação (6 de abril de 2015). «Babilônia bate recorde negativo e tem pior sábado de todos os tempos». UOL. Notícias da TV. Consultado em 9 de abril de 2015 
  196. Redação (7 de abril de 2015). «Babilônia estanca queda e tem maior audiência em duas semanas». UOL. Notícias da TV. Consultado em 9 de abril de 2015 
  197. Redação (8 de abril de 2015). «Em recuperação, Babilônia cresce dois pontos em uma semana». UOL. Notícias da TV. Consultado em 9 de abril de 2015 
  198. Redação (9 de abril de 2015). «Novela Alto Astral bate recorde e supera Jornal Nacional e Babilônia». UOL. Notícias da TV. Consultado em 9 de abril de 2015 
  199. a b c d e f g Vitor Moreno (13 de abril de 2015). «'Babilônia' enfrenta crise nacional de audiência». UOL. Folha de S. Paulo. Consultado em 14 de abril de 2015 
  200. «"Babilônia" termina com cenas ridículas, muitos clichês e nenhuma graça». UOL. Consultado em 30 de agosto de 2015 
  201. «Provocativa e pretensiosa, "Babilônia" afastou-se do folhetim e fracassou». UOL. Consultado em 30 de agosto de 2015 
  202. Alex Klein (18 de abril de 2015). «Audiências consolidadas de segunda-feira (17/08)». Bastidores da TV. Consultado em 18 de abril de 2015 
  203. Alex Klein (19 de abril de 2015). «Audiências consolidadas de terça-feira (18/08)». Bastidores da TV. Consultado em 19 de abril de 2015 
  204. Vitor Peccoli (28 de agosto de 2015). «Último capítulo de "Babilônia" amarga audiência pífia e recorde negativo histórico». TV Foco. Consultado em 29 de agosto de 2015 
  205. Thell de Castro (29 de junho de 2014). «Globo apaga novela de Fábio Jr. considerada maior fiasco da história». Notícias da TV. Consultado em 15 de julho de 2014 
  206. Castro, Daniel. «Babilônia bate próprio recorde, mas entra para história por pior ibope». Consultado em 1 de setembro de 2015 
  207. «Final de "Babilônia" bate recorde negativo histórico». R7. Consultado em 30 de agosto de 2015 
  208. Débora Melo (19 de março de 2015). «Bancada Evangélica propõe boicote a novela após beijo gay». Terra Notícias. Consultado em 21 de março de 2015 
  209. Pedro Venceslau (19 março 2015). «Frente evangélica da Câmara lança nota de repúdio a beijo gay em 'Babilônia'». O Estado de S. Paulo. Consultado em 21 de março de 2015 
  210. Tayná Biazus (20 de março de 2015). «Senador faz campanha na internet contra novela da Globo». MSN Notícias. Consultado em 21 de março de 2015 
  211. UOL SP (20 de março de 2015). «Por conta de beijo lésbico, parlamentares fazem campanha contra "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 31 de março de 2015 
  212. Estadão Conteúdo (23 de março de 2015). «Feliciano propõe boicote à Natura por patrocínio a novela com beijo gay». Revista Época. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  213. Lauro Jardim (23 de março de 2015). «Feliciano versus Natura». VEJA.com. Radar on-line. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  214. Daniel Castro (20 de março de 2015). «Para autor de Babilônia, boicote a beijo gay tem motivação 'ditatorial'». UOL. Consultado em 21 de março de 2015 
  215. Ricardo Feltrin (22 de março de 2015). «"Babilônia" perde um terço do público na 1ª semana». UOL Televisão. Consultado em 31 de março de 2015 
  216. Lauro Jardim (22 de março de 2015). «Padre da Canção Nova pede a católicos pra não assistirem Babilônia». VEJA.com. Consultado em 16 de abril de 2015 
  217. Ricardo Feltrin (29 de março de 2015). «Início de "Babilônia" é pior resultado da Globo em 50 anos». UOL. Consultado em 30 de março de 2015 
  218. Daniel Castro; Paulo Pacheco (29 de março de 2015). «Globo faz operação de salvamento e relança Babilônia após queda». UOL. Notícias da TV. Consultado em 31 de março de 2015 
  219. UOL SP (28 de março de 2015). «Globo realiza mudanças em abertura de "Babilônia" doze dias após estreia». UOL Televisão. Consultado em 31 de março de 2015 
  220. iG (30 de março de 2015). «Globo muda a abertura de 'Babilônia'». O Dia. Consultado em 31 de março de 2015 
  221. Flávio Ricco (26 de março de 2015). «Com baixa audiência, "Babilônia" tem grupo de discussão antecipado». UOL Televisão. Consultado em 31 de março de 2015 
  222. Giselle de Almeida (23 de março de 2015). «Tramas de personagens gays não vão mudar, garante autor de "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 31 de março de 2015 
  223. Keila Jimenez; Camila Alvarenga (27 de março de 2015). «Mesmo com queda em audiência, autor diz que não mudará novela». UOL. Ilustrada. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  224. Vitor Moreno (26 de janeiro de 2015). «'Busco a aceitação', diz autor sobre casal formado por Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg». F5 - televisão. Outro Canal. Consultado em 31 de março de 2015 
  225. Paulo Ricardo Moreira (18 de março de 2015). «'Beijo gay não pode ser tratado como um evento', dispara Ricardo Linhares». O Dia. Consultado em 31 de março de 2015 
  226. a b Patrícia Kogut (07 de abril de 2015). «'Babilônia' passará por ajustes depois de grupo de discussão». O Globo. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  227. Giselle de Almeida (13 de abril de 2015). «Corrupção em "Babilônia" é rejeitada; autor relaciona aos escândalos reais». UOL Televisão. Consultado em 23 de abril de 2015 
  228. Keila Jimenez (06 de abril de 2015). «Globo corta cenas de prostituição em "Babilônia"». Folha de S. Paulo. Outro Canal. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  229. Paulo Ricardo Moreira (07 de abril de 2015). «'Babilônia' sofre mudanças para tentar recuperar a audiência». O Dia. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  230. Giselle de Almeida (10 de abril de 2015). «Trama de Alice foi considerada mau exemplo, afirma autor de "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 23 de abril de 2015 
  231. Anna Luiza Santiago (03 de abril de 2015). «Alice não vai mais ser prostituta em 'Babilônia', diz autor». O Globo. Patrícia Kogut. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  232. Patrícia Kogut (03 de abril de 2015). «Daniel Rocha é cotado para novela das 19h». O Globo. Consultado em 09 de abril de 2015. Veja o subtítulo Mais leve.  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  233. Flávio Ricco (07 de abril de 2015). «Globo aumenta participação de Bruno Gagliasso em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  234. Daniel Castro; Márcia Pereira (03 de abril de 2015). «Pressionada, Globo elimina trama de garota de programa de Babilônia». UOL. Notícias da TV. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  235. Keila Jimenez (10 de abril de 2015). «Sophie Charlotte e Bruno Gagliasso podem roubar a cena com mudanças em 'Babilônia'». F5 - televisão. Outro Canal. Consultado em 23 de abril de 2015 
  236. Patrícia Kogut (31 de março de 2015). «'Babilônia' sofrerá ajustes para os próximos capítulos». O Globo. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  237. Márcia Pereira (07 de abril de 2015). «Globo corta 'ateu' e começa a mudar Babilônia; Alice desiste de programa». UOL. Notícias da TV. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  238. Daniel Castro; Márcia Pereira (06 de abril de 2015). «Para salvar Babilônia, Globo revela grande mistério de vilãs; saiba mais». UOL. Notícias da TV. Consultado em 09 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  239. Giselle de Almeida (11 de abril de 2015). «Apaixonada, Beatriz deixará de ser devoradora de homens em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 23 de abril de 2015 
  240. Daniel Castro (10 de abril de 2015). «Globo recua e corta beijos e carinhos de idosas lésbicas de Babilônia». UOL. Notícias da TV. Consultado em 23 de abril de 2015 
  241. Carla Bittencourt (21 de fevereiro de 2015). «Marcos Pasquim e Marcello Melo Jr. serão um casal em 'Babilônia'». Extra. Telinha. Consultado em 12 de maio de 2015 
  242. Flávia Muniz (21 de março de 2015). «'Estou a serviço da arte', diz Marcos Pasquim sobre beijo gay». O Dia. Consultado em 12 de maio de 2015 
  243. Márcia Pereira; Daniel Castro (7 de maio de 2015). «Globo cancela trama gay, e Marcos Pasquim agora viverá heterossexual». UOL. Notícias da TV. Consultado em 12 de maio de 2015 
  244. Regina Rito (8 de maio de 2015). «Antes previsto em sinopse, Carlos Alberto não será mais gay em 'Babilônia'». O Dia. Consultado em 12 de maio de 2015 
  245. Márcia Pereira (12 de maio de 2015). «Agora hétero, Carlos Alberto se encanta com Regina e gera ciúme». Notícias da TV. Consultado em 12 de maio de 2015 
  246. Redação (24 de maio de 2015). «Babilônia: Herson Capri deixa de ser traficante e vira braço-direito de vilã». Notícias da TV. Consultado em 24 de maio de 2015 
  247. Ana Cora Lima (27 de abril de 2015). «"Babilônia" tem capítulos reescritos por diretor de dramaturgia da Globo». UOL Televisão. Consultado em 29 de abril de 2015 
  248. Patrícia Kogut (29 de abril de 2015). «'Babilônia': autores aceleram a trama da novela». O Globo. Consultado em 29 de abril de 2015 
  249. Paulo Ricardo Moreira (29 de abril de 2015). «Com baixa audiência, 'Babilônia' sofre mudanças e é alvo de especulações». O Dia. Consultado em 29 de abril de 2015 
  250. Daniel Castro (28 de abril de 2015). «Lésbicas não vão morrer, diz autor de Babilônia: 'Onda de boatos'». UOL. Notícias da TV. Consultado em 29 de abril de 2015 
  251. Carla Bittencourt (29 de abril de 2015). «Em 'Babilônia', autor diz que não vai matar Estela e Teresa: 'Não tem fundamento'». Extra. Telinha. Consultado em 29 de abril de 2015 
  252. Daniel Castro (12 de maio de 2015). «Babilônia perde 18 capítulos e será terceira novela mais curta das 21h». UOL. Notícias da TV. Consultado em 12 de maio de 2015 
  253. «Com audiência baixa, 'Babilônia' será encurtada em três semanas.» 
  254. «'A regra do jogo' acelera sua produção» 
  255. a b c d e f g h «Prêmio Extra de TV 2015: vote nos melhores da televisão». 11 de outubro de 2015 
  256. 'Melhores do Ano': conheça os indicados ao prêmio em 2015
  257. Confira os vencedores do Prêmio Melhores do Ano de 2015

Ligações externas[editar | editar código-fonte]