CEASA

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ceasa do Rio de Janeiro.
Banca de frutas no Ceasa de Brasília, Distrito Federal.

CEASA é a sigla e denominação popular das centrais de abastecimento, que são empresas estatais ou de capital misto destinadas a promover, desenvolver, regular, dinamizar e organizar a comercialização de produtos da hortifruticultura a nível de atacado em uma região de ação.[1][2]

As Ceasas surgiram no Brasil ao final da década de 1960, quando o Governo Federal identificou um grande estrangulamento no sistema de comercialização de hortigranjeiros no país.

Para a sua implantação, buscou-se ajuda de organismos internacionais como a FAO (Órgão das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação) e também se baseou na experiência de outros países em técnicas de planejamento, construção e operação de mercados atacadistas. Com a parceria dos governos estaduais e municipais, foram construídas Ceasas nas principais capitais do país.[3]

Os comércios de hortifrutigranjeiros são alugados pelas Ceasas às empresas privadas, na forma de licitação, e cada armazém é denominado "BOX". No Ceasa do Distrito Federal existem vários destes boxes, havendo nele também uma área em que pequenos comerciantes montam bancas e comercializam seus produtos.

As Ceasas no Brasil são de capital misto, ou seja, baseado no sistema de ações S/A. Por esse motivo, todos os funcionários estão em regime Consolidação das Leis do Trabalho e não estatutários.[1]

Diversos Estados do Brasil possuem as suas Ceasas atualmente,[4][5][6][7] sendo a localizada na capital paulista como referência à nível nacional, denominada CEAGESP.[8][9][10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «O que é CEASA? | Agric.com.br». www.agric.com.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  2. «Perguntas Frequentes». www.ceasa-ce.com.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  3. Moreira da Silva, Ivan (Junho de 1987). «A Experiência Brasileira na Operacionalização de Sacolões» (PDF). Consultado em 28 de março de 2018 
  4. «Ceasa - Mato Grosso». Consultado em 28 de março de 2018 
  5. «CEASA». www.ceasa.rj.gov.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  6. CELEPAR. «CEASA». www.ceasa.pr.gov.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  7. User, Super. «A Ceasa». www.ceasa.sc.gov.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  8. http://www.cdztecnologia.com.br, CDZ. «CEAGESP». www.ceagesp.gov.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  9. http://www.cdztecnologia.com.br, CDZ. «CEAGESP - Institucional». www.ceagesp.gov.br. Consultado em 28 de março de 2018 
  10. «Ceagesp: saiba quando e onde ocorrem as feiras mais bacanas». VEJA SÃO PAULO. 1 de junho de 2017. Consultado em 28 de março de 2018