Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Birdman (filme))
Ir para: navegação, pesquisa
Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance)
Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) (PT/BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2014 •  cor •  119 min 
Direção Alejandro González Iñárritu
Produção Alejandro González Iñárritu
John Lesher
Arnon Milchan
James W. Skotchdopole
Roteiro Alejandro González Iñárritu
Nicolás Giacobone
Alexander Dinelaris, Jr.
Armando Bó
Elenco Michael Keaton
Zach Galifianakis
Edward Norton
Andrea Riseborough
Amy Ryan
Emma Stone
Naomi Watts
Gênero Comédia dramática
Música Antonio Sánchez
Direção de arte Kevin Thompson
Direção de fotografia Emmanuel Lubezki
Figurino Albert Wolsky
Edição Douglas Crise
Stephen Mirrione
Companhia(s) produtora(s) Regency Enterprises
New Regency Productions
M Productions
Le Grisbi Productions
TSG Entertainment
Worldview Entertainment
Distribuição Fox Searchlight Pictures
Lançamento 17 de outubro de 2014
Idioma Inglês
Orçamento US$ 18 milhões[1]
Receita US$ 103 215 094[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance) (no Brasil e em Portugal, Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)), comumente chamado de Birdman, é um filme norte-americano de 2014 dirigido por Alejandro González Iñárritu e escrito por Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris, Jr. e Armando Bó. Ele é estrelado por Michael Keaton e tem em seu elenco coadjuvante Zach Galifianakis, Edward Norton, Andrea Riseborough, Amy Ryan, Emma Stone e Naomi Watts. A história segue Riggan Thomson, um ator de Hollywood famoso por interpretar um super-herói chamado Birdman e que caiu no ostracismo, enquanto ele luta para montar uma adaptação na Broadway de um conto escrito por Raymond Carver.

O filme foi gravado de maneira que parecesse que ele foi realizado inteiramente em apenas uma única tomada, com a exceção das imagens que abrem o longa. Essa foi uma ideia que Iñárritu tinha desde a concepção, apesar do diretor de fotografia Emmanuel Lubezki acreditar que o tempo de filmagem necessário para tal abordagem fosse impossível com tecnologias antigas. Birdman foi filmado em Nova Iorque em 2013 com um orçamento de de aproximadamente dezoito milhões de dólares, estreando no ano seguinte com distribuição da Fox Searchlight Pictures.

Birdman teve um lançamento limitado nos Estados Unidos em 17 de outubro, seguido por um lançamento amplo a partir de 14 de novembro, eventualmente arrecadando 103 milhões de dólares de bilheteria mundialmente. Na cerimônia do Oscar 2015, ele foi indicado em nove categorias e venceu quatro: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia. Além disso, ele também foi premiado com o Prêmio Screen Actors Guild de Melhor Elenco em Cinema e o Globo de Ouro de Melhor Ator – Filme Comédia ou Musical e Melhor Roteiro.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

No passado, Riggan Thomson (Michael Keaton) fez muito sucesso interpretando o Birdman, um super-herói que se tornou um ícone cultural. Entretanto, desde que se recusou a estrelar o quarto filme com a personagem, sua carreira começou a decair. Em busca da fama perdida e também do reconhecimento como ator, ele decide dirigir, roteirizar e estrelar a adaptação de um texto consagrado para a Broadway. Entretanto, em meio aos ensaios com o elenco formado por Mike Shiner (Edward Norton), Lesley (Naomi Watts) e Laura (Andrea Riseborough), Riggan precisa lidar com seu agente Brandon (Zach Galifianakis) e seu relacionamento conturbado com sua ex-esposa (Amy Ryan) e com sua filha (Emma Stone). No meio dessa tensão da pré-estreia, ele começa a ser atormentado por uma estranha voz que insiste em permanecer em sua mente.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator / Atriz Personagem
Michael Keaton Riggan Thomson
Edward Norton Mike Shiner
Emma Stone Sam Thomson
Naomi Watts Lesley
Zach Galifianakis Jake
Andrea Riseborough Laura
Amy Ryan Sylvia Thomson
Lindsay Duncan Tabitha Dickinson
Merritt Wever Annie
Jeremy Shamos Ralph

Produção[editar | editar código-fonte]

Filmagem[editar | editar código-fonte]

Com exceção de algumas tomadas no início e no final do filme, Birdman parece como um plano sequência longo e contínuo. Iñárritu afirmou que depois de perceber que "nós vivemos nossas vidas sem edição", usar uma tomada para o filme faria o protagonista estar em uma "realidade incontornável" e levar o público a esse sentimento.[3] Ele não sabia se a técnica seria bem sucedida mas a descreveu como "quase suicida" [4] além de enfrentaram a resistência de "grandes" e "importantes" pessoas.[5] Apesar da dificuldade de gravar o filme desta forma, Iñárritu estava mais preocupado em que ela não fosse uma distração para a história: "queria mantê-la de uma forma humilde e em serviço da narrativa".[4]

Uma vez com o roteiro terminado, Iñárritu conversou com seu amigo e diretor de fotografia Emmanuel Lubezki para discutir sua ideia para o filme.[6] Depois de ler o roteiro, Lubezki estava preocupado que Iñárritu iria oferecer-lhe o trabalho, já que "[Birdman] tinha todos os elementos de um filme que eu não quero fazer" - comédia, trabalho de estúdio e tomadas longas - mas mudou de ideia depois de uma discussão mais aprofundada com o diretor.[7]

Lubezki estava preocupado que nenhum filme tinha sido feita da forma que Iñárritu tinha pensado (outros como Festim Diabólico de Alfred Hitchcock não mantinham as cenas por mais de 10 minutos), ou seja, não haveria material de referência. Os dois decidiram que a única maneira de aprender seria fazendo testes próprios, de modo que eles contrataram um armazém na Sony Studios, em Los Angeles, e construíram um palco.[6][8] Usando uma câmera e alguns substitutos, a dupla trabalhou com o filme para ver se era possível. Tendo percebido nenhum teatro tinha todas as áreas de bastidores necessárias, eles contrataram Kaufman Astoria Studios, em Nova Iorque.[9] Ainda assim, Iñárritu queria gravar em um teatro da Broadway, mas teria que esperar até várias semanas em ensaios antes de assegurar o St. James Theatre. Eles foram trabalhar no roteiro e nos substitutos para ver o quão grande o conjunto deveria ser. Depois, eles fizeram storyboards de todas as cenas. O planejamento foi preciso. Iñárritu disse: "Não havia espaço para improvisar. Tudo, cada movimento, cada linha, cada abertura de porta, absolutamente tudo foi ensaiado.". Os atores começaram a ensaiar uma vez que este trabalho preliminar foi concluído: de acordo com Lubezki, eles fizeram as cenas com os atores uma vez que todos já tinham uma previsão do ritmo da cena. Ele descreveu a abordagem atípica "como um filme de cabeça para baixo, onde você faz pós-produção antes da produção".

Durante os ensaios, Iñárritu reuniu seus editores de longa data Douglas Crise e Stephen Mirrione no set, para que eles pudessem discutir como a edição se tornar imperceptível. O diretor de arte Kevin Thompson também estava nas reuniões, uma vez que muitas das tomadas de Iñárritu precisavam de construções específicas. Por exemplo, espelho de maquiagem da Riggan e a mesa foram construídos para que o câmera percebesse seu reflexo. Thompson também levou em consideração as necessidades da equipe, por exemplo, projetar as escadas um pouco mais largas para operador de Steadicam Chris Haarhoff. O baterista Antonio Sanchez também foi envolvido nesse ponto da produção, fornecendo esboços de música a partir do ritmo da cena. Durante os locais, incluindo o estúdio, as cenas foram iluminadas com luz natural, uma vez que Lubezki queria que o filme "parecesse tão naturalista quanto possível." As cenas noturnas se tornaram possíveis de filmar devido ao brilho de Nova Iorque.

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Categoria Complemento Resultado
Melhor Filme
Venceu
Melhor Diretor Alejandro González Iñárritu Venceu
Melhor Ator Michael Keaton Indicado
Melhor Ator Coadjuvante Edward Norton Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Emma Stone Indicado
Melhor Roteiro Original
Venceu
Melhor Fotografia Emmanuel Lubezki Venceu
Melhor Mixagem de Som
  • Jon Taylor
  • Frank A. Montaño
  • Thomas Varga
Indicado
Melhor Edição de Som
  • Martín Hernández
  • Aaron Glascock
Indicado
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
Categoria Complemento Resultado
Globo de Ouro de Melhor Filme - Comédia ou Musical
Indicado
Globo de Ouro de Melhor Direção Alejandro González Iñárritu Indicado
Globo de Ouro de Melhor Ator - Comédia ou Musical Michael Keaton Venceu
Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante em cinema Edward Norton Indicado
Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante em cinema Emma Stone Indicado
Globo de Ouro de Melhor Trilha sonora Original Antonio Sanchez Indicado
Globo de Ouro de Melhor Roteiro
Venceu
Categoria Complemento Resultado
SAG de Melhor Elenco em cinema
  • Zach Galifianakis
  • Michael Keaton
  • Edward Norton
  • Andrea Riseborough
  • Amy Ryan
  • Emma Stone
  • Naomi Watts
Venceu
SAG de Melhor Ator em cinema Michael Keaton Indicado
SAG de Melhor Ator Coadjuvante Edward Norton Indicado
SAG de Melhor Atriz Coadjuvante Emma Stone Indicado
Ano Categoria Recipiente Resultado
2014 BAFTA de Melhor Filme Indicado
BAFTA de Melhor Direção Alejandro González Iñárritu Indicado
BAFTA de Melhor Ator em cinema Michael Keaton Indicado
BAFTA de Melhor Ator Coadjuvante em cinema Edward Norton Indicado
BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante em cinema Emma Stone Indicado
BAFTA de Melhor Roteiro Original Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr, Armando Bo Indicado
BAFTA de Melhor Trilha sonora Antonio Sanchez Indicado
BAFTA de Melhor Fotografia Emmanuel Lubezki Venceu
BAFTA de Melhor Edição Douglas Crise, Stephen Mirrione Indicado
BAFTA de Melhor Som Thomas Varga, Martin Hernández, Aaron Glascock, Jon Taylor, Frank A. Montaño Indicado

Referências

  1. a b «Birdman (2014)». Box Office Mojo. Consultado em 25 de março de 2015 
  2. Internet Movie Database (em inglês). Imdb.com http://www.imdb.com/title/tt2562232/.  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. Foundas, Scott. «Interview: 'Birdman' Director Alejandro Gonzalez Inarritu on His First Comedy» (em inglês). Variety 
  4. a b Hammond, Pete (6 de janeiro de 2015). «Daring Do» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  5. «Birdman: "Completely one shot? Don't even try it"». Creative Screenwriting Magazine. Creativescreenwriting.com 
  6. a b Tapley, Kristopher (20 de dezembro de 2014). «Oscar-winning cinematographer Emmanuel Lubezki details the 'dance' of filming 'Birdman'» (em inglês). HitFix. Consultado em 3 Febuary 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Emmanuel Lubezki ASC, AMC on BIRDMAN». Arri News (em inglês). Arri. Consultado em 3 de fevereiro de 2015 
  8. Clarke, Cath (15 de outubro de 2014). «Alejandro González Iñárritu interview: 'Everyone's terrified of being mediocre'» (em inglês). Time Out. Consultado em 1 de fevereiro de 2014 
  9. Murphy, Mekado (31 de dezembro de 2014). «Below the Line: 'Birdman' Production Design». The New York Times (em inglês). NYT 
  10. (em inglês). Sagawards.com http://www.sagawards.com/.  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  11. BBC (em inglês). Bbc.co.uk http://www.bbc.co.uk/news/entertainment-arts-30741418  Em falta ou vazio |título= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.