Cronologia da história da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.

Esta é uma cronologia com a história da China. Entre as mudanças de dinastia, a maior parte das datas se sobrepõe, já que os períodos de reinado não são imediatamente transferidos. Datas anteriores a 841 AC (início da regência Gonghe) são provisórias e sujeitas a controvérsias.

China pré-histórica[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
400,000 AC Homem de Pequim do Zhoukoudian (est.)
7600 AC Cultura Zhenpiyan Evidências arqueológicas do início da domesticação de porcos.[1]
7500 AC Cultura Pengtoushan Análise de resíduos chineses de arroz demonstram que ele já era cultivado nessa época.
7000 AC Cultura Peiligang
6600 AC Escrita Jiahu: ainda é discutido se esses símbolos podem ser considerados uma forma de escrita
6000 AC Cultura Cishan Evidências arqueológicas do início da domesticação de cães e galinhas.[1]
5000 AC Cultura Baijia Evidências arqueológicas do início da domesticação de bovinos e ovinos.[1]
4500 AC Fim aproximado da cultura Hemudu.
4000 AC Escrita Banpo; estudiosos ainda discutem se pode ser considerada uma forma de escrita ou não.
3630 AC Data aproximada da mais antiga seda descoberta na China, encontrada por arqueólogos no que é hoje a província de Henan, datada do final do período Yangshao.
3000 AC Cultura Longshan Durante o período neolítico Longshan, iniciou-se a domesticação de búfalos na China, e possivelmente o arado já era empregado na agricultura.
2570 AC Data aproximada da seda e outros artefatos provenientes da cultura Liangzhu, encontrados num sítio em Qianshanyang, distrito de Wuxing, Zhejiang; entre os itens de seda encontrados estavam um cinto trançado, fios e tecido.

China Antiga[editar | editar código-fonte]

Três Augustos e os Cinco Imperadores[editar | editar código-fonte]

Data Governante Eventos Outras pessoas/eventos
2852 AC Fu Xi Esse período é parte da mitologia chinesa
2737 AC Imperador Yan
2698 AC Imperador Amarelo A Batalha de Banquan, a primeira da história chinesa, e a Batalha de Zhuolu, a segunda, foram travadas pelo Imperador Amarelo.
2650 AC A lenda de Cangjie, inventor dos caracteres chineses
2597 AC Imperador Shaohao
2514 AC Imperador Zhuanxu
2436 AC Imperador Ku
2366 AC Imperador Zhi
2358 AC Yao Yao ordenou que Gun domasse as cheias dos rios.
2255 AC Imperador Shun Gun não conseguiu domar os rios e foi executado por ordem de Shun. Shun permitiu que o filho de Gun, Yu, to continuasse o trabalho de seu pai.
2205 AC O fim dos Três Augustos e os Cinco Imperadores

Dinastia Shang[editar | editar código-fonte]

Data Governante Eventos Outras pessoas/eventos
1723 AC
1400 AC Cultura Erligang
1398 AC Rei Pan Geng Por volta dessa época, a capital foi movida de Zhengzhou para Yin Xu.
1250 AC Rei Wu Ding
1200 AC Foi encontrado um osso entalhado com um oráculo, que consiste na primeira evidência do calendário chinês. Por volta desse período, a consorte militante Fu Hao é enterrada em seu mausoléu em Yin Xu.
1122 AC A Dinastia Chou é fundada na periferia do reino de Shang.
1101 AC Rei Di Yi
1075 AC Rei Chou
1050 AC Ji Chang (conhecido postumamente como Conde Wen) falece, fazendo com que essa seja a data alegada para a criação da sequencia matemática do Conde Wen.
1047 AC O Rei Chou toma Daji como concubina.
1046 AC Batalha de Muye; alega-se que o Rei Chou faleceu enquanto seu palácio era destruído pelas chamas.

Dinastia Chou Ocidental[editar | editar código-fonte]

Data Governante Eventos Outras pessoas/eventos
1034 AC Rei Wu Escrita em bronze era mais amplamente empregada.
1042 AC Rei Cheng
1027 AC
1020 AC Rei Kang
1000 AC Mais antiga data possível da compilação do Livro das Canções
995 AC Rei Zhao
976 AC Rei Mu Durante o 12º ano do reinado de Mu, forças Chou atacaram e derrotaram alguns ramos do povo Rong, permitindo a expansão territorial dos Chou. Os críticos do Rei Mu, incluindo o Duque de Zhai (conforme registrado posteriormente no século IV AC, na Biografia do Rei Mu), afirmou que as expedições de Mu para expulsar o povo Rong eram injustificadas, já que eles mantinham suas próprias terras e, assim, respeitavam seu lugar na ordem cosmológica e política, com a China no centro.
922 AC Rei Gong
899 AC Rei Yi
891 AC Rei Xiao
885 AC Rei Yi Quando o povo nômade Rong, de Taiyuan, encenou um ataque à capital Chou de Haojing (atual Xian), o Rei Yi pediu ajuda aos seus nobres, um evento significante que marcou o início da dependência dos monarcas Chou em relação a seus vassalos regionais para defender o reino. Sob o comando de Guo Gong, os Chou foram capazes de derrotar o povo Rong em uma batalha importante ocorrida por volta de 854 AC, na qual relata-se a captura de cerca de mil cavalos.
877 AC Rei Li Durante o reinado de Li, o povo Rong Ocidental iniciou uma invasão que adentrou o território chinês antes que fosse expulso.
841 AC Regência Gonghe Primeiro ano de contagem concisa e consecutiva de data.
827 AC Rei Xuan
781 AC Rei You
771 AC Após Rei You substituir a Rainha Shen pela concubina Baosi, o pai da rainha, o Marquês de Shen, aliou-se com a tribo nômade Quanrong para saquear a capital. O filho da Rainha Shen, Ji Yijiu, foi coroado, dando início à era Chou Oriental.

Dinastia Chou Oriental[editar | editar código-fonte]

Data Governante Eventos Outras pessoas/eventos
770 AC Rei Ping
722 AC Inicia-se o Período das Primaveras e Outonos, O Estado de Lu começa a crônica dos Anais de Primavera e Outono. A capital muda se Haojing (atual Xian) para Luoyang.
720 AC Rei Huan
707 AC Rei Huan lidera a campanha contra o Duque Zhuang de Zheng, após este se recusar a aparecer na capital, rancoroso por Huan o haver despedido de seu antigo posto como conselheiro da côrte. Alega-se que o Rei Huan ficou envergonhado quando foi ferido no ombro por uma flecha durante a batalha. O Duque Zhuang continuou a governar o Estado de Zheng até sua morte, em 701 AC.
697 AC Rei Zhuang
685 AC Duque Huan de Qi começou seu reinado sobre o Estado de Qi nesse ano, e foi o primeiro dos Cinco Soberanos que assumiram grande autonomia do monarca da Dinastia Chou, que passou a ser uma figura meramente representativa durante a Dinastia Chou Oriental.
682 AC Rei Xi
677 AC Rei Hui
651 AC Rei Xiang
645 AC Morte de Guan Zhong, o chanceler do Estado de Qi, indicado pelo Duque Huan como recomendado por Bao Shuya. Guan iniciou a centralização da reforma administrativa e econômica que, por um período, fez de Qi o estado mais bem sucedido e desenvolvido da China antiga.
632 AC Batalha de Chengpu
618 AC Rei Qing
612 AC Rei Kuang
606 AC Rei Ding Sunshu Ao, o primeiro engenheiro hidráulico conhecido da China.
595 AC Batalha de Bi
585 AC Rei Jian
575 AC Batalha de Yanling
571 AC Rei Ling
551 AC Lao Zi, Confúcio
548 AC A mais antiga referência conhecida ao jogo weiqi (conhecido como Go em japonês.
544 AC Rei Jing Data estimada do início da organização hierárquica que classes sociais nas Quatro ocupações
543 AC Guiado pelo estadista aristocrático Zi Chan, o Estado de Zheng formaliza um código civil.
520 AC Rei Jing
515 AC O Rei Liao de Wu é assassinado por Zhuan Zhu, permitindo que o Rei Helü de Wu subisse ao trono do Estado de Wu.
506 AC Batalha de Boju
500 AC Data aproximada da invenção do ferro fundido na China e a mais antiga data possível para a invenção do arado de ferro. Data aproximada do início do uso de moedas de bronze em formato de faca.
486 AC O Rei Fuchai de Wu construiu o Canal Han, uma seção inicial do Grande Canal da China
484 AC Morte de Wu Zixu, um oficial do Estado que Wu e conselheiro do Rei Helü.
482 AC O Rei Goujian de Yue captura a capital do Estado de Wu em um ataque surpresa quando o Rei Fuchai estava fora, em Huangchi.
481 AC Fim do Período das Primaveras e Outonos
475 AC Rei Yuan
473 AC O Estado de Wu é anexado ao Estado de Yue.
470 AC Nascimento de Mozi
468 AC Rei Zhending
465 AC Morte do Rei Goujian de Yue; sua espada foi posteriormente encontrada em um sítio arqueológico em Hubei na década de 1960.
441 AC Rei Ai e Rei Si
440 AC Rei Kao
432 AC Mausoléu do Marquês Yi de Zeng
425 AC Rei Weilie
403 AC O Estado de Jin é dividido, marcando o início do Período dos Reinos Combatentes. Enquanto isso, o Marques Wen de Wei sobe ao poder, patrocinando o Confucionismo no Estado de Wei, e empregando conselheiros hábeis como legalista Li Kui, o militante Wu Qi e o engenheiro hidráulico Ximen Bao.
401 AC Rei An
400 AC Os astrônomos Gan De e Shi Shen criam o Catálogo de estrelas (est.) Data aproximada da criação dos mais antigos mapas chineses, no Estado de Qin.
389 AC Data mais tardia possível do texto histórico Zuo Zhuan.
386 AC É fundada a cidade de Handan, servindo como capital do Estado de Zhao.
381 AC Wu Qi é assassinado no funeral do Rei Diao do Estado de Chu; seu livro, Wuzi, é considerado um dos Sete Clássicos Militares.
375 AC Rei Lie O Estado de Zheng é anexado ao Estado de Han.
370 AC Chuang-Tzu nasce em torno desse ano.
368 AC Rei Xian
354 AC Batalha de Guiling
350 AC Data mais antiga proposta para as estacas de Guodian Chu, contendo a mais antiga versão conhecida do Tao Te Ching, partes do Livro da História, e um capítulo do Livro dos Rituais
342 AC Batalha de Maling A besta é usada na China.
320 AC Rei Shenjing
319 AC Mêncio se torna um oficial no Estado de Qi
316 AC Morte de Sun Pin
314 AC Rei Nan
310 AC Nascimento de Xunzi
307 AC Imitando os exércitos nômades do norte, o Rei Wuling de Zhao reforma a força militar do Estado de Zhao, adotando patentes formais de cavalaria e importando o estilo nômade de calças para os soldados.
305 AC Nascimento de Zou Yan, cuja escola de pensamento iria, pela primeira vez, combinar sistematicamente as duas teorias pré-modernas do Yin-yang e dos Cinco Elementos.
300 AC Erya, o mais antigo dicionário chinês conhecido
293 AC Batalha de Yique
278 AC Qu Yuan escreve o poema Lamento por Ying e comete suicídio após a queda de Ying, a capital do Estado de Qin.
260 AC Batalha de Changping
256 AC Morte do Rei Nan. Sistema de Irrigação de Dujiangyan
250 AC Rei Hui A arma Cho-ko-nu é representada em desenhos do Estado de Chu.
246 AC O Canal de Zhengguo é terminado por Zheng Guo, do Estado de Qin.

China Imperial[editar | editar código-fonte]

Dinastia Qin[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
361 AC Duque Xiao
356 AC Shang Yang inicia um movimento de reforma do Estado de Qin, que é descrito no Livro do Lorde Shang.
338 AC Rei Huiwen Shang Yang é executado. Os governantes do Estado de Qin começam a adotar o título de "Rei" no lugar de "Duque".
316 AC Os Estados de Shu e Ba são conquistados pelo Estado de Qin
311 AC Rei Wu
306 AC Rei Zhaoxiang
293 AC Batalha de Yique
255 AC Início dos Sete Estados em Guerra
250 AC Rei Xiaowen
249 AC Rei Zhuangxiang
246 AC Ying Zheng
(como Rei de Qin)
Ying Zheng se torna rei de Qin
230 AC Início da guerra para unificação de Qin. O Estado de Han é conquistado pelo Estado de Qin
227 AC Jing Ke fracassa na tentativa de assassinar Ying Zheng.
223 AC O Estado de Chu é conquistado pelo Estado de Qin
222 AC Os Estados de Yan e de Zhao são conquistados pelo Estado de Qin.
221 AC Primeiro Imperador de Qin
O Estado de Qin unifica a China sob a Dinastia Qin, com um poderoso governo central. Ying Zheng se proclama "Qin Shi Huang" (que significa "Primeiro Imperador de Qin"). Selo Imperial da China
220 AC Início da construção da Grande Muralha da China O chanceler Lǐ Sī padroniza o sistema de escrita com caracteres Xiaozhuan.
214 AC O Canal Lingqu, mais antigo canal para contorno (segue uma curva de nível) do mundo, é arquitetado por Shi Lu
213 AC Início da política de Queima de livros e enterro de eruditos
210 AC Enterro do Exército de terracota, figurando mais de 8,000 estátuas de terracota e o mais antigo guarda-chuva chinês conhecido.
209 AC Segundo Imperador de Qin O Capitão Modu Chanyu estabelece o Império Xiongnu na estepe do norte. Os oficiais militares Chen Sheng e Wu Guang se rebelam contra a Dinastia Qin após temerem a execução, devido ao atraso na chegada a um posto com novos recrutas. A pequena rebelião inicia uma gradual, porém grande e descoordenada revolta contra a autoridade Qin em várias frentes.
208 AC O chefe eunuco Zhao Gao faz com que o chanceler Lǐ Sī seja executado, desestabilizando Qin, enquanto as rebeliões de Xiang Yu e outras se alastram. O exército de Qin, liderado pelo general Zhang Han, derrota a força rebelde de Chen Sheng e Wu Guang.
207 AC Ziying Batalha de Julu. As forças rebeldes de Liu Bang entram em Guanzhong, o coração de Qin. O último governante de Qin, Ziying, assassina Zhao Gao e se rende a Liu Bang. O Estado de Nanyue é estabelecido no atual Vietnã pelo general de Qin Zhao Tuo.
206 AC No primeiro mês de 206 AC, após Liu Bang ocupar Xianyang (a capital de Qin), as forças rebeldes de Xiang Yu chegam à cidade e a saqueiam, destruindo com fogo o Palácio de Epang e matando Ziying e membros da família real de Qin. Embora Ziying já houvesse se rendido a Liu Bang no último mês de 207 AC, esse é visto pelos historiadores como o evento final da Dinastia Qin.

Dinastia Han Ocidental[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
206 AC Início da contenção Chu-Han, uma guerra civil entre as forças de Liu Bang e Xiang Yu, após a queda de Qin. Banquete de Hong Gate
205 AC Batalha de Jingxing
202 AC Imperador Gaozu Batalha de Gaixia
200 AC Batalha de Baideng Durante o século II AC, a semeadeira com perfuradores múltiplos foi inventada, aumentando a eficiência agrícola, já que permite com que as sementes sejam plantadas em linha.
193 AC Morte de Xiao He, o primeiro chanceler da Dinastia Han
195 AC
190 AC Imperador Hui Changan se torna o extremo final da Rota da Seda, que leva à Europa
189 AC Morte de Zhang Liang, um importante conselheiro do Imperador Gaozu.
180 AC Imperador Wen Reinado de Wen e Jing Desordens do Clã Lü
168 AC Os Textos em Seda de Mawangdui são enterrados nos mausoléus de Mawangdui, contendo algumas das mais antigas versões do I Ching.
157 AC Imperador Jing
141 AC Imperador Wu
140 AC Persuadido pelos ensaios de Dong Zhongshu em uma competição literária, o Imperador Wu, ou seu conselheiro Wei Wan, adotam o Confucionismo na côrte.
139 AC Sob o patrocínio do Príncipe Liu An, os eruditos conhecidos como os Oito Imortais de Huainan publicam Huainanzi, um texto filosófico que também abordou temas de estratégia militar, geografia e cartografia.
133 AC Guerra Xiongnu-Chinesa Batalha de Mayi
130 AC Relações entre Império Romano e China
125 AC Zhang Qian retorna à China para relatar suas viagens pelos reinos de Dayuan (Fergana), Kangju (Sogdiana), Daxia (Reino Greco-Bactriano), Shendu (Reino Indo-Grego), Anxi (Partos), e Taozhi (Mesopotâmia).
119 AC Batalha de Mobei
108 AC Batalha de Loulan Wiman Joseon, na Coreia, cai sob as forças de Han.
102 AC As forças do Imperador Wu cercam Kokand, no Vale de Fergana
100 AC Aço na China.
94 AC Imperador Zhao
91 AC Sima Qian finaliza os Registros do Historiador, um trabalho pioneiro na historiografia chinesa.
86 AC Morte de Jin Midi, um oficial da etnia Xiongnu que se tronou regente da Dinastia Han durante o início do reinado do Imperador Zhao.
74 AC Imperador Xuan
67 AC Batalha de Jushi
60 AC Estabelecido o Protetorado das Regiões Ocidentais.
48 AC Imperador Yuan A Consorte Ban, uma poetisa, nasce por volta desse ano.
40 AC O dicionário Ji Jiu Pian registra o primeiro martelo de forja operado por pedal, enquanto que o livro posterior Xinlun, de Huan Tan, descreve o primeiro malho movido a força hidráulica, que teria sido operado por uma roda de água.
37 AC Morte de Jing Fang, o primeiro a perceber que, na teoria musical, 53 quintas se aproximam de 31 oitavas. Como Zhang Heng, ele também propôs a teoria de influência da irradiação, que afirmava que a luz da lua era somente o reflexo da luz do sol.
36 AC Batalha de Zhizhi
30 AC Primeira menção de um carrinho de mão na história.
18 AC Biografias de mulheres exemplares, um livro sobre mulheres exemplares na história chinesa, é compilado pelo erudito Liu Xiang.
32 AC Imperador Cheng
6 AC Imperador Ai
1 AC Imperador Ping
1 Entre esse ano e o final do século, é feita a primeira representação chinesa de um leme de popa para guiar navios, em um modelo de junco encontrado num túmulo.
2 O censo do governo Han conta 59 milhões de habitantes no Império.
3 O Imperador Ping estabelece um sistema de ensino nacional nos níveis central, das prefeituras, e dos condados.
6 Imperador Ruzi
8 Liu Xin finaliza seu Catálogo de Estrelas, com 1080 estrelas. Além disso, fixa a duração do ano em 365.25016 dias (11 minutos mais longo que o ano moderno) por meio do cálculo do mês sinódico (29 43/81 dias de duração), com um total de 235 meses sinódicos formando 19 anos. Ele também realizou a primeira tentativa chinesa para uma determinação mais acurada do valor de pi em 3,154, uma vez que seus precedentes simplesmente o arredondavam para 3. Zhang Heng e Liu Hui mais tarde melhorariam os cálculos de Liu nos séculos II e III, respectivamente.

Dinastia Xin[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
9 Wang Mang O Imperador Ruzi é destituído; Wang Mang dá início à breve Dinastia Xin Wang Mang introduz o sistema de distribuição de terras e produção agrícola.
10 Wang Mang introduz um imposto de renda de 10% para profissionais e trabalhadores qualificados. Wang Mang torna ilegal o uso privado de bestas. Apesar disso, Liu Xiu (mais tarde, Imperador Guangwu de Han) compra-as no mercado negro para auxiliar na rebelião de seu irmão Liu Yan e do líder Li Tong no início do inverno de 22.
12 Com as pressão dos aristocratas, Wang é forçado a abrir mão de seu sistema de distribuição de terras.
17 Wang Mang impõe monopólio do governo sobre bebidas, sal, ferro, produção de moedas, produção silvícola e pesca. Mãe Lü dá início a uma rebelião contra os magistrados do condado na província de Shandong.
18 Morte de Yang Xiong, poeta taoísta e autor do primeiro dicionário de dialeto chinês, o Fangyan.
23 Batalha de Kunyang Ataque ao Palácio de Weiyang, Wang Mang é morto e o Imperador Gengshi restaura a Dinastia Han.

Dinastia Han Oriental[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
23 Imperador Gengshi
25 Imperador Guangwu
27 Rebeldes de Chimei se rendem a autoridade Han após derrota
31 O Prefeito Du Shi inventa o fole de ferreiro movido por roda de água para ser empregado no alto forno na fabricação de ferro fundido.
33 Rebelião de Gongsun Shu; Gongsun bloqueia Rio Yangtzé com uma ponte flutuante fortificada, mas suas defesas cedem quando o general de Han Cen Peng emprega navios para atacar a marinha rebelde de Gongsun
43 Segunda dominação chinesa do Vietnã
52 É escrito o Yuejue Shu, primeiro gazetteer conhecido da China.
57 Relações Nipo-Chinesas
58 Morte do chanceler Deng Yu.
65 Liu Ying, filho do Imperador Guangwu, patrocina o budismo.
68 O Templo do Cavalo Branco, primeiro templo budista da China, é fundado.
73 Batalha de Yiwulu
83 Wang Chong teoriza acertadamente acerca do ciclo hidrológico na natureza. Ele é também o primeiro historiador chinês a mencionar o uso da bomba de cadeia.
87 Yuan An, um defensor de alianças políticas por meio de casamento com os Xiongnu, é promovido à posição de Ministro das Massas.
88 Imperador He
89 Batalha de Ikh Bayan
97 Ban Chao manda o enviado Gan Ying para a periferia do Império Romano.
100 O dicionário Shuowen Jiezi é finalizado por Xu Shen.
105 Cai Lun inventa o processo de fabricação do papel Guerras entre Han e Koguryo
106 Imperador Shang
111 Ban Zhao termina o Livro de Han, iniciado por seu pai, Ban Biao, e continuado por seu irmão mais velho Ban Gu.
120 Zhang Heng finaliza seu Catálogo de Estrelas, documentando 2,500 astros de mais de 100 constelações, escreve uma nova fórmula para pi, corrige os erros calendário chinês, fundamentou o conceito de uma lua esférica que reflete luz e notou que o eclipse lunar occurria quando a Terra obstruia a luz do sol em direção à lua, enquanto que o eclipse solar ocorria quando a lua obstruia a luz solar em direção à Terra.
125 Zhang Heng inventa a primeira esfera armilar movida a força hidráulica, dando potência motora por meio de uma roda de água e incorporando uma clepsidra, a qual ele mais tarde melhorou ao adicionar um tanque de compensação entre a reserva de água e o recipiente de influxo. A mais antiga representação chinesa conhecida de um odômetro mecânico é desenhada em um mural do Mausoléu de Xiaotangshan.
132 Zhang Heng inventa um sismógrafo que, em conjunto com um pêndulo e um mecanismo complexo de engrenagens e manivelas, é capaz de discenir os pontos cardeais dos terremotos por meio da queda de bolas de bronze dentro da boca de um sapo forjado que indica a direção. Nascimento de Cai Yong, um matemático, astrônomo, músico e calígrafo.
142 Imperador Shun O Parentesco dos Três
147 Nascimento de Lokaksema, um monje Yuezhi dos Kushana que traduziu os textos budistas do maaiana para o chinês.
148 An Shigao, um príncipe persa de Partos, chega à China nesse ano, para traduzir os textos budistas do teravada e do maaiana para o chinês.
166 A Embaixada Romana chega à China. O Desastre das Proibições dos Partidários
168 Imperador Ling
177 Nascimento de Cai Wenji, poetisa de compositora.
179 Mais antiga referência conhecida à obra Os Nove Capítulos sobre a Arte Matemática
180 Ding Huan inventa o primeiro Ventilador com motor rotativo manual, que é mais tarde registrado no Livro de Han Posterior como sendo capaz de fazer os cômodos ficarem frios o suficiente para as pessoas tremerem no verão. Durante a Dinastia Tang, força hidráulica foi empregada para acionar o ventilador inicialmente desenvolvido por Ding.
184 Rebelião dos Turbantes Amarelos Rebelião de Liangzhou
185 Zhi Yao, um monge Yuezhi dos Kushana, traduz textos budistas para o chinês.
189 Imperador Shao Dong Zhuo depoe o Imperados Shao (rebaixado para Príncipe de Hongnong) | Massacre dos eunucos]]
190 Imperador Xian Campanha contra Dong Zhuo Batalha de Xingyang
191 Batalha de Jieqiao Batalha de Yangcheng, Batalha de Xiangyang
192 Lü Bu assassina Dong Zhuo em uma trama arquitetada pelo ministro Wang Yun.
193 Batalha de Fengqiu
194 Sun Ce conquista o território de Wu Batalha da Província de Yan
197 Batalha de Wancheng
198 Batalha de Xiapi Batalha de Yijing
199 Campanha contra Yuan Shu
200 Batalha de Guandu
202 Batalha de Bowang
204 Gongsun Kang, um caudilho chinês de Liaodong, estabelece a Comenda Daifang no norte da Coreia.
208 Batalha dos Penhascos Vermelhos Batalha de Changban, Batalha de Xiakou, Batalha de Yiling, Batalha de Jiangling
211 Batalha de Tong Pass
213 Cerco de Jicheng Batalha de Licheng
214 Liu Bei se apossa da Província de Yi Batalha da Passagem de Jiameng
215 Batalha de Yangping Batalha de Baxi
217 Batalha de Hefei Batalha de Ruxukou
218 Batalha do Monte Dingjun
219 Lü Meng invade a Província Jing Batalha do Rio Han, Batalha de Fancheng
220 Cao Pi força o Imperador Xian a abdicar e se proclama Imperador de Cao Wei.

Três Reinos[editar | editar código-fonte]

Data Imperador
(Cao Wei)
Imperador
(Shu Han)
Imperador
(Wu Oriental)
Eventos Outras pessoas/eventos
221 Cao Pi Liu Bei Batalha de Xiaoting
222 Sun Quan Batalha de Yiling
225 Liu Chan Campanha Sul de Zhuge Liang
227 Cao Rui Batalha de Xincheng
228 Zhuge Liang realiza expedições ao norte Batalha de Tianshui, Batalha de Jieting, Batalha de Shiting, Cerco de Chencang
232 Morte de Cao Zhi, famoso poeta filho de Cao Cao.
234 Batalha das Planices de Wuzhang
244 Cao Fang Batalha de Xingshi
247 Jiang Wei faz expedições ao norte
248 A rebelião de Triệu Thị Trinh, no Vietnã, é reprimida por Wu Oriental.
249 Incidente nos Túmulos de Gaoping
250 Introdução do budismo na China
255 Cao Mao Sun Liang Ma Jun inventa a Carruagem que Aponta o Sul, um mecanismo de guia direcional que atua como uma bússola. Esse dispositivo empregava um sistema de engrenagem diferencial, o mesmo utilizado nos automóveis modernos. Batalha de Didao, Guanqiu Jian e Wen Qin dão início a uma rebelião em Shouchun
263 Cao Huan Sun Xiu Wei conquista Shu Liu Hui publica a revisão de Os Nove Capítulos sobre a Arte Matemática, com comentários de Liu.
265 Sun Huan Sistema de nomeação civil de nove níveis
280 Imperador Wu de Jin Jin conquista Wu

Dinastia Jin Ocidental[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
265 Imperador Wu Entre esse ano e 271, o cartógrafo e geógrafo da Dinastia Jin, Pei Xiu, notou um desenvolvimento sem precedentes na cartografia chinesa, já que foi o primeiro a descrever o uso de grades de referência e escalas graduadas de medição nos mapas chineses. Entretanto, é sabido que o uso de grades e familiaridade com distâncias em escala já existiam antes disso, e estudiosos apontam para evidências que podem ter sido originalmente desenvolvidas por Zhang Heng.
271
280 Unificação da China, Jin conquista Wu Crônicas dos Três Reinos por Chen Shou
290 Imperador Hui
291 Guerra dos Oito Príncipes
304 Dezesseis Reinos (Han Zhao, Zhao Posterior, Cheng Han, Liang Anterior, Liang Posterior, Liang do Norte, Liang Ocidental, Liang do Sul, Yan Anterior, Yan Posterior, Yan do Norte, Yan do Sul, Qin Anterior, Qin Posterior, Qin Ocidental e Xia)
306
307 Imperador Huai
311 Imperador Min O Imperador Huai é capturado pelas forças de Han Zhao, a capital é transferida de Luoyang para Changan.
313 O Estado de Koguryo, na Manchúria e na Coreia, conquista a Comenda Lelang.
316 Changan cai, o Imperador Min se rende a Liu Yao, um general do Estado de Xiongnu, em Han Zhao. A capital da Dinastia Jin Oriental é estabelecida em Jiankang (atual Nanjing).
318 O Imperador Min é executado por Liu Cong, imperador de Han Zhao.

Dinastia Jin Oriental[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
317 Imperador Yuan Dezesseis Reinos e Seis Dinastias
322 Primeira representação acurada de estribos (em um túmulo)
323 Imperador Ming
324 Doente, o rebelde Wang Dun morre, enquanto suas forças são derrotas pelas tropas do Imperador Ming.
325 Imperador Cheng
328 Su Jun, que gerreava contra o regente Yu Liang, é derrotado pelos generais Tao Kan e Wen Jiao.
342 Imperador Kang
344 Imperador Mu
353 O calígrafo Wang Xizhi escreve Lantingji Xu em escrita semi-cursiva.
361 Imperador Ai
365 Imperador Fei
366 O pintor Gu Kaizhi se torna um oficial em Jin.
369 O general de Jin, Huan Wen, é derrotado por Murong Chui, um general da etnia Xianbei do Estado de Yan Anterior.
372 Imperador Xiaowu
383 Batalha do Rio Fei
396 Imperador An
399 Fa Xian navega para o Sri Lanka e a Índia em busca de textos budistas.
405 O poeta Tao Yuanming isola-se em retiro, que dura os 22 anos subsequentes, até sua morte.
419 Imperador Gong
420 O regente Liu Yu se apodera do trono do Imperador Gong, dando início à Dinastia Liu Song.

Dinastias do Sul e do Norte[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
386
404 Huiyuan, fundador do Budismo Terra Pura, escreve o livro Sobre o Por Que Monges não se Curvam Diante de Reis, no qual argumenta que o clero budista deveria ficar distante da política, mas que os budistas leigos fazem bons indivíduos, devido à crença no carma.
439
475 Bodhidharma chega na China
477 Data da mais antiga pintura retratando um arreio, em um mural nas Grutas de Mogao em Dunhuang, Wei do Norte.
485 Após o sistema de "distribuição de terra em poços" haver caído em desuso, o Imperador Xiaowen de Wei do Norte introduz o "sistema de distribuição igualitária de terra".
496 Mudança dos nomes de Xianbei para nomes de Han
501 Cui Hong começa a compilar o Shiliuguo Chunqiu
523 É construído o Pagode de Songyue, o mais antigo pagode de tijolos conhecido na China, após uma tradição de construção em madeira. Ainda existe, tendo uma altura de 40 m.
543 Gu Yewang finaliza o dicionário chinês Yupian.
581 O Imperador Jing de Zhou do Norte é forçado a deixar o trono por seu regente Yang Jian, que assume o poder como Imperador Wen de Sui, dando início à Dinastia Sui.

Dinastia Sui[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
581 Imperador Wen
582 Início da compilação do dicionário Jingdian Shiwen.
589 Yan Zhitui faz a primeira referência ao papel higiênico na história.
598 Início das guerras Goguryeo–Sui na atual Coreia do Norte.
600 Primeira das Missões Japonesas à China Imperial.
601 Lu Fayan publica o dicionário de rima Qieyun.
602 Terceira dominação chinesa no Vietnã
604 Imperador Yang
605 São instituídos os exames imperiais, dando início a uma longa tradição burocrática de oficiais eruditos na China. É finalizada a ponte de Zhaozhou.
607 O emissário japonês Ono no Imoko chega à China.
609 O Grande Canal da China é completado.
610 Os engenheiros Geng Xun e Yuwen Kai aperfeiçoam o modelo de relógio clepsidra, adicionando uma balança romana que permitia ajuste sazonal na pressão do tanque de compensação e permitia o controle da taxa de fluxo para diferentes durações de dia e noite. O Imperador Yang coopera com um grande esforço para que todas as comendas da China enviem gazetteers descrevendo suas áreas locais e fornecendo mapas para o governo central, num esforço para manter o controle e fornecer melhor segurança.
611 Fim da construção do Pagode de Quatro Portões.
612 Batalha de Salsu
617 Após capturar Changan, o rebelde Li Yuan rebaixa o Imperador Yang para o status de Taishang Huang (imperador reformado).

Dinastia Tang[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
618 Imperador Gaozu Transição de Sui para Tang
621 Batalha de Hulao
624 A enciclopédia Yiwen Leiju é finalizada por Ouyang Xun.
626 Imperador Taizong Campanha do Imperador Taizong contra Tujue Oriental Incidente no Portão de Xuanwu
635 Primeiros missionários cristãos chegam à China. (Monges nestorianos da Ásia Menor e da Pérsia. Construção do Pagode Daqin. Alopen, um bispo persa da Igreja Assíria do Oriente escreve os Sutras de Jesus. Campnha do Imperador Taizong contra Tuyuhun. É publicado o Livro de Liang.
636 O Pagode Xumi é completado. Compilações das obras Livro de Chen, Livro de Qi do Norte, Livro de Zhou e Livro de Sui.
638 Campanha do Imperador Taizong contra Tufan
639 Campanha do Imperador Taizong contra Xueyantuo
640 Protetorado Geral para Pacificar o Oeste Campanha do Imperador Taizong contra os estados de Xiyu
643 O Imperador Taizong commissiona o artista Yan Liben na pintura do retrato de 24 diferentes imperadores e 18 eruditos notáveis para os Retratos do Pavilhão Lingyan.
644 Campanha do Imperador Taizong contra Goguryeo, Tang se alia ao Silla coreano durante as guerras entre Goguryeo e Tang
646 Os Grandes Registros de Tang das Regiões Ocidentais é compilado por Bianji, documentando as viagens do monge budista Xuanzang através do Deserto de Gobi, Kucha, Tashkent, Samarcanda, Gandara, e finalmente à Índia, onde ele estudou em Nalanda.
647 Protetorado Geral para Pacificar o Norte
648 O Livro de Jin é compilado.
649 Imperador Gaozong Data estimada das Quatro Artes dos Erudito Chineses
650 Nesse ano os Registros da Dinastia Tang descrevem a visita de Sa`d ibn Abi Waqqas, um dos sahaba, à China. Esse evento é considerado o nascimento do islamismo na China.
657 O Imperador Gaozong comissiona a compilação de uma grande materia medica documentando o uso de 833 medicamentos.
659 Compilações das obras História das Dinastias do Sul e História das Dinastias do Norte são finalizadas.
663 Batalha de Baekgang, as forças Silla-Tang derrotam a marinha Japonesa-Baekje.
666 Dois monges budistas chineses, Zhi Yu e Zhi You, constroem uma Carruagem que Aponta o Sul mecânica para o Imperador japonês Tenji.
668 Protetorado Geral para Pacificar o Leste
684 Wu Zetian O Mausoléu Qianling é finalizado. Morte do poeta Luo Binwang.
699 As tropas chinesas retomam as Quatro Guarnissões de Anxi dos tibetanos.
700 Data aproximada da criação da tabela astronômica Mapa de Dunhuang.
704 Reconstrução do Pagode do Grande Ganso Selvagem.
709 Imperador Zhongzong O Pagode do Pequeno Ganso Selvagem é finalizado.
710 Imperador Ruizong O Shitong, uma história da historiografia chinesa até o final do século VIII, é compilado por Liu Zhiji. Morte de Shangguan Wan'er, escritora, oficial do governo e concubina.
712 Imperador Xuanzong O Jardim das Pêras, uma Academia de Música que treinava trupes de teatro.
713 Jornal de Kaiyuan
725 Yi Xing inventa um globo celestial movido a água dotado de um mecanismo de escape e um relógio que bate as horas.
729 Gautama Siddha finaliza a compilação do Tratado de Astrologia da Era Kaiyuan.
740 Nesse ano, morrem o pintor Wu Daozi e o poeta Meng Haoran.
744 Os poetas Du Fu e Li Bai se encontram pela primeira vez.
751 Batalha de Talas; essa batalha marca o início da transmissão para o oeste do antigo processo chinês de fabricação de papel.
755 Rebelião de An Lushuan Morte do pintor Zhang Xuan.
756 Imperador Suzong Batalha de Yongqiu
758 Piratas árabes e persas saqueiam e incendeiam o porto do Cantão, fazendo com que os oficiais chineses fechem o porto por cinco décadas. Enquanto isso, os navios estrangeiros vindos do Oceano Índico foram direcionados, em sua maioria, para Hanói, no Vietnã, então controlado pela China.
757 Batalha de Suiyang
760 Data estimada mais antiga do Clássico do Chá, por Lu Yu.
761 Morte de Wang Wei, um pintor, músico, poeta, erudito e oficial.
762 Imperador Daizong O Jingxingji é escrito por Du Huan, descrevendo vários países estrangeiros importantes, incluindo o Califado de Abássidas e o Império Bizantino.
763 Shi Siming é morto por seu filho. A Rebelião de An Lushuan termina.
781 Imperador Dezong É composta a Pedra Nestoriana.
783 Morte do famoso pintor Han Gan.
785 O oficial Jia Dan inicia um trabalho monumental de cartografia e geografia. Nesse trabalho, ele descreve diversos lugares estrangeiros, incluindo os atuais Japão, Coreia, Índia, Sri Lanca, Península Árabe, o Rio Eufrates e Bagdá (no atual Iraque), e faróis de minaretes no Golfo Pérsico que foram mais tarde descritos por Almaçudi e Mocadaci.
794 O Príncipe Li Gao promove a construção dos primeiros barcos com rodas de pás chineses.
798 O Exército da Estratégia Divina, composto por oficiais eunucos, chega a 240 mil tropas, em grande parte devido à Comissão do Sal.
799 Nesse ano, o comércio lucrativo da Comissão do Sal, um monopólio governamental, é responsável por metade da renda do governo.
801 Compilação da história Tongdian e da enciclopédia, por Du You.
806 Imperador Xianzong Com um corpo militar renovado, o Imperador Xianzong inicia uma série de sete grandes campanhas militares nas quais ele domina todas as províncias rebeldes remanescentes, com exceção de duas.
824 Imperador Jingzong Morte de Han Yu, um ensaísta e poeta que foi um dos primeiros proponentes do Movimento de Prosa Clássica, e cujos trabalhos são considerados fundações para o posterior Neo-Confucionismo. Ele também foi um precursor como polemicista advogando contra o Budismo.
831 Imperador Wenzong A Uigur turco processa o filho de um grande general Tang que havia falhado em pagar um débito de 11 milhões de moedas de cobre. O Imperador Wenzong, ao saber da notícia, fica tão contrariado que não só bane o general como também tenta banir todo o comércio entre chineses e estrangeiros, com exceção da troca em gado. Esse banimento é mal sucedido e o comércio com estrangeiros continua, especialmente em questões marítimas no estrangeiro.
843 Imperador Wuzong Em Changan, um grande incêndio consome 4 mil lares, armazéns e outras construções no Mercado Oriental. Ainda assim, o resto da cidade permanece a uma distância segura das chamas (bastante isoladas no centro-leste de Changan, devido à grande largura das vias da cidade).
845 A Grande Perseguição Anti-Budista
846 Imperador Xuānzong Morte de Bai Juyi, um poeta que escreveu mais de 2.800 poemas durante sua vida.
851 O mercador árabe Suleiman al-Tajir visita o porto do Cantão e descreve a manufatura de porcelana chinesa, consumo de chá, tea consumption, os celeiros e a mesquita islâmica da cidade. Ele nota que os chineses usam papel higiênico ao invés de se lavarem com água.
852 Morte de Du Mu, um poeta famoso renomado por seu estilo vívido e realista.
853 Duan Chengshi publica shes his Pedaços Diversos de Youyang.
858 Uma grande enchente no Grande Canal e na planície do norte da China mata dezenas de milhares de pessoas.
863 Imperador Yizong Duan Chengshi descreve o comércio de escravos, de marfim e de âmbar cinza em Berbera, na Somália e na África Oriental.
868 Impressão xilográfica do Sutra do Diamante
874 Imperador Xizong Rebelião de Huang Chao
879 Huang Chao queima e saqueia o porto internacional do Cantão, matando milhares de chineses nativos e mercadores estrangeiros de todo o continente asiático.
884 A Rebelião de Huang Chao é esmagada pelas tropas de Tang.
907 Imperador Ai Zhu Wen depõe a Dinastia Tang e dá início à Dinastia Liang Posterior Dez mil anos (est.)

Período das Cinco Dinastias e Dez Reinos[editar | editar código-fonte]

Data 5 Dinastias 10 Reinos Eventos
907 Dinastia Liang Posterior Wu
Wuyue
Min
Chu
Han do Sul
Shu Anterior
Shu Posterior
Jingnan
Tang do Sul
Han do Norte
917 A mais antiga representação chinesa conhecida do fogo grego.
919 A mais antiga representação chinesa conhecida do lança-chamas.
923 Dinastia Tang Posterior
936 Dinastia Jin Posterior
947 Dinastia Han Posterior
950 A mais antiga representação conhecida de uma lança de fogo e de uma granada rústica.
960 Por volta dessa época, Gu Hongzhong pinta o clássico Divertimentos Noturnos de Han Xizai.
951 Dinastia Zhou Posterior
960
961 Á construída a Torre de Huqiu.
979

Dinastia Liao[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
907 Imperador Taizu
926 Imperador Taizong
947 Imperador Shizong
951 Imperador Muzong
969 Imperador Jingzong
993 Imperador Shengzong Primeira Guerra Goryeo–Khitan, marcando o início das guerras Goryeo–Khitan
997 O dicionário chinês Longkan Shoujian é compilado pelo monge Xingjun.
1005 Tratado de Shanyuan
1010 Segunda Guerra Goryeo–Khitan
1018 Terceira Guerra Goryeo–Khitan Batalha de Gwiju
1031 Imperador Xingzong
1056 Imperador Daozong É terminado o Pagode do Templo Fogong.
1120 Imperador Tianzuo É terminado o Pagode do Templo Tianning.
1124 Kanato de Kara-Khitan
1125 Conquista de Liao por Sung e Jin.

Dinastia Sung do Norte[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
960 Imperador Taizu Motim de Chenqiao No Wuli Xiaoshi (1630), Fang Yizhi afirma que nesse ano Sung Taizu foi presentado com flechas de fogo impegnadas com pólvora. Os Cem Nomes de Família (est.)
971 As tropas Sung derrotam os elefantes de guerra de Han do Sul.
974 As tropas Sung constroem e defendem uma ponte flutuante no Rio Yangtzé, de forma a assegurar linhas de abastecimento durante as lutas contra as forças de Tang do Sul.
976 Imperador Taizong É fundada a Academia de Yuelu.
977 Construção do Pagode de Longhua.
978 Os Registros Extensos da Era Taiping são finalizados. Esse é o primeiro dos Quatro Grandes Livros de Sung.
981 Batalha de Bạch Đằng
983 É finalizada a obra Leituras Imperiais da Era Taiping.
984 A eclusa de canal é inventada por Qiao Weiyo
986 A obra Melhores Buquês do Jardim da Literatura é finalizada.
990 O famoso pintor Fan Kuan nasce por volta desse ano.
1100 Imperador Zhenzong Entre esse ano e o fim do século, os chineses descobriram como utilizar coque ao invés de carvão nos alto-fornos para fundir ferro, poupando milhares de acres da desflorestação.
1005 O Tratado de Shanyuan é assinado entre Liao e Sung.
1010 Após 39 ano sendo confeccionado, o enorme atlas da China comissionado pelo imperador e desenhado por uma equipe de eruditos sob Lu Duosun e Sung Zhun é finalizado, contendo 1556 capítulos, incluindo mapas das cidades, distritos, condados, circuitos (províncias) e um mapa de toda a China.
1011 O dicionário de rima Guangyun é concluído por Chen Pengnian e Qiu Yong.
1013 A enciclopédia Primeira Tartaruga do Escritório de Registro é finalizada.
1037 Imperador Renzong Ding Du publica o dicionário de rima Jiyun.
1041 Bi Sheng inventa a mais antiga prensa de tipos móveis.
1043 Fan Zhongyan e Ouyang Xiu introduzem as Reformas Qingli, que logo sofreriam rescisão em 1045.
1044 Wujing Zongyao, o primeiro livro contendo a fórmula escrita da pólvora. O livro também descreve o lança-chamas de pistão duplo.
1045 É finalizado o Pagode Lingxiao.
1049 É finalizado o Pagode de Ferro.
1055 É finalizado o Pagode Liaodi.
1060 A compilação do Novo Livro de Tang, editada por Ouyang Xiu, é apresentada ao imperador.
1063 Imperador Yingzong O Pagode Pizhi é comcluído.
1068 Imperador Shenzong Primeiro uso do dique seco na China
1069 O chanceler Wang Anshi introduz as reformas das Novas Políticas, que incluíam o sistema Baojia. Suas políticas trazem facciosismo à côrte, e mais tarde o chanceler Sima Guang lideraria os conservadores contra o partido de Wang Anshi.
1070 Su Song publica o Bencao Tujing, um tratado farmacêutico interdisciplinar que incorpora informações sobre botânica, zoologia e mineralogia.
1072 Guo Xi pinta Início da Primavera.
1075 O diplomata Shen Kuo reivindica as fronteiras legítimas de Sung, empregando arquivos da côrte contra o blefe do Imperador Daozong de Liao. Shen Kuo viaja para Cizhou e descreve o processo de forja de ferro fundido sob uma corrente fria, que é considerado pelos historiadores Needham e Hartwell como um predecessor do processo de Bessemer.
1076 Wang Anshi renuncia do cargo de chanceler.
1077 Su Sung é enviado a uma missão diplomática junto à Dinastia Liao, descobre que o calendário do povo Khitan é matematicamente mais preciso que o de Sung. Mais tarde, o Imperador Zhezong patrocina a torre do relógio de Su Sung, para competir com os astrônomos de Liao.
1078 De acordo com pesquisas de Robert Hartwell, nessa época a China estava produzindo uma média anual de 127.000.000 kg de ferro fundido, um aumento de seis vezes desde o ano 806, durante a dinastia Tang.
1080 As forças de Sung infligem derrotas na Dinastia Xia Ocidental, Shen Kuo se dedica a defesa em Yan'an.
1081 Um oficial desobedece o comando e seu exército é destruído pelos Tanguts. Apesar de haver defendido Yan'an com sucesso, Shen Kuo é culpado pelo fiasco e deposto. Su Sung publica um trabalho de 200 volumes sobre as relações entre Liao e Sung.
1084 Sima Guang conclui a compilação de Zizhi Tongjian, um texto de história universal com 294 volumes, contendo 3 milhões de caracteres chineses. Nascimento da poetisa Li Qingzhao.
1085 Imperador Zhezong O Grupo de Novas Políticas, uma facção política anteriorermente liderada por Wang Anshi, é destituída de poder conforme a Imperatriz viúva e regente decidem pelo jovem Imperador Zhezong se alinhar à facção política liderada por Sima Guang.
1088 Mengxi Bitan por Shen Kuo, o primeiro livro a descrever a bússola magnética. Shen também postula teorias iniciais de geomorfologia e paleoclimatologia, descreve a prensa de tipos móveis de Bi Sheng, a refração atmosférica, problemas de cálculo e trigonometria, métodos de arqueologia, e é o primeiro na China a descrever a câmera escura (após Ibn al-Haytham) e o conceito de norte verdadeiro.
1090 Primeira descrição conhecida da correia é encontrada no Livro de Sericultura de Qin Guan.
1094 [A Torre do Relógio de Su Sung é concluída em Kaifeng, dotada de um mecanismo de escape e de uma cadeia de transmissão que rotaciona uma esfera armilar, soando o intrincado relógio.
1094 A Academia Dongpo é estabelecida na ilha de Hainan, no mesmo local onde o famoso poeta e oficial Su Shi foi exilado pela facção da côrte das Novas Políticas.
1103 Imperador Huizong O tratado de arquitetura Yingzao Fashi é publicado por Li Jie e promovido pelo governo de Huizong como um manual padrão para construção e edificações.
1107 Morte do pintor, calígrafo e poeta Mi Fu.
1111 A Academia Donglin é fundada.
1119 Zhu Yu publica Conversas de Mesa de Pingzhou, confirmando a descrição de Shen Kuo da bússola magnética ao afirmar seu uso nas viagens marítimas.
1125 As forças da Dinastia Sung se aliam com os rebeldes Jurchens para derrubar a Dinastia Liao dos Khitan.
1127 Imperador Qinzong Incidente de Jingkang, o terço norte da China é conquistado pelos Jurchens sob a Dinastia Jin. A capital da Dinastia Sung é transferida de Kaifeng para Hangzhou.

Dinastia Sung do Sul[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1132 Imperador Gaozong A primeira marinha permanente da China é estabelecida, com os quartéis navais de Sung em Dinghai. Um incêndio destrói cerca de 13 mil lares na nova capital, Hangzhou.
1135 Yue Fei derrota os rebeldes sob Yang Yao, de início emaranhando seus navios com rodas de pás em troncos apodrecidos e outros detritos flutuantes.
1141 O Tratado de Shaoxing é assinado entre Jin e Sung.
1142 Yue Fei é acusado de suposta traição pelo chanceler Qin Hui, e executado por ordem do Imperador Gaozong.
1161 Batalha de Tangdao e Batalha de Caishi, vitórias navais de Sung sobre Jin após a última tentativa de conquistar a parte sul da China. ) dicionário de rima Yunjing é compilado por Zhang Linzhi.
1162 Imperador Xiaozong O Pagode Beisi é concluído.
1165 O Pagode Liuhe é concluído
1179 A Academia da Gruta do Cervo Branco é reconstruída por Zhu Xi.
1215 Imperador Ningzong Batalha de Pequim
1241 Imperador Lizong O Imperador Lizong patrocina os Quatro Livros de Zhu Xi e o Neo-Confucionismo.
1247 Ch’in Chiu-Shao escreve seu Tratado Matemático em Nove Setores, que incluiu o uso do esquema de Horner centenas de anos antes deste ser descoberto independentemente por William George Horner.
1259 Mongke Khan morre em Chongqing durante a Batalha da Cidade Pesqueira.
1260 Ariq Böke ameaça uma guerra civil, forçando Kublai Khan a se retirar para o norte enquanto o chanceler Jia Sidao repele as tropas mongóis para o norte do Rio Yangtzé em um ataque oportuno.
1261 Imperador Duzong Ainda que tenha sido escrito por volta de 1100, Yang Hui desenha o primeiro diagrama chinês conhecido do triângulo de Pascal. A partir desse ano até a conquista de Sung, Kublai Khan tenta ganhar aceitação no sul da China por meio de demonstrações benevolentes, libertando grandes bandos de mercadores de Sung do Sul após curtos períodos de captura e detenção na fronteira.
1265 Os mongóis, sob a liderança de Kublai Khan, invadem Sichuan e capturam 146 navios de Sung como recompensa de guerra.
1267 Começa a Batalha de Xiangyang
1269 Nesse ano, e em todo ano consecutivo até 1272, a marinha de Sung tenta romper o enorme bloqueio naval dos mongóis e dos chineses do norte no Rio Han. Todas as tentativas são mal sucedidas, milhares de homens são mortos e centenas de navios perdidos no processo.
1271 Início da viagem de Marco Polo
1273 A Batalha de Xiangyang termina com vitória de Yuan.
1275 O general turco Bayan derrota o exército do chanceler Sung Jia Sidao, composto por 130 mil tropas. Jia é deposto da côrte e morto por um de seus próprios guardas.
1276 Imperador Duanzong Diferentemente de seu contemporâneo e colega pintor Zhao Mengfu, o erudito e oficial Qian Xuan recusa a proposta de servir o governo Yuan e passa o resto de sua vida criando trabalhos artísticos.
1278 O general erudito Wen Tianxiang lidera as forças Sung na resistência contra os invasores mongóis. Wen é capturado e se recusa à rendição ao governo Yuan. Ele passa quatro anos na prisão antes de ser executado por ordem de Kublai Khan em 1283.
1279 Imperador Bing Batalha de Yamen. O general de Yuan, Zhang Hongfan, derruba a última resistência de Sung do Sul.

Xia Ocidental[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1038 Imperador Jingzong
1048 Imperador Yizong
1067 Imperador Huizong
1086 Imperador Chongzong
1139 Imperador Renzong
1193 Imperador Huanzong
1206 Imperador Xiangzong
1211 Imperador Shenzong
1223 Imperador Xianzong
1226 Imperador Mozhu
1227 Gengis Khan morre durante o cerco da última fortaleza de Xia Ocidental. Seu sucessor, Ögedei Khan, conquista Xia Ocidental e conclui a guerra contra a Dinastia Jin dos Jurchens ].

Dinastia Jin[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1115 Imperador Taizu Wanyan Aguda (Imperador Taizu) lidera os jurchens no ataque à Dinastia Liao.
1127 Imperador Taizong Incidente de Jingkang
1153 Imperador Hailingwang A capital de Jin é transferida de Huining Fu para Zhongdu (atual Pequim)
1157 A capital é novamente transferida, dessa vez de Pequim para Kaifeng.
1161 Imperador Shizong Hailingwang tenta invadir a conquistar a Dinastia Sung do Sul, mas suas forças navais são destruídas na Batalha de Tangdao e na Batalha de Caishi
1164 O Tratado de Longxing, entre Sung e Jin, leva a quatro décadas de paz.
1189 O Pagode Chengling é construído.
1211 Imperador Weishaowang O líder mongol Gengis Khan lança uma campanha militar contra a Dinastia Jin.
1214 Imperador Xuanzong Nos termos de um tratado com Gengis Khan, a Dinastia Jin se torna um estado vassal do crescente Império Mongol.
1215 Quando a côrte de Jin transfere a capital de Pequim para Kaifeng novamente, Gengis Khan vê o fato como uma revolta declarada e saqueia a capital anterior Pequim, incendiando toda a cidade.
1216 A Dinastia Sung ataca Jin ao sul e novamente em 1223, enquanto o império Jin entra em colapso.
1227 Imperador Aizong Gengis Khan morreu durante o último cerco à única fortaleza remanescente de Xia Ocidental em 1227. Seu sucessor, Ögedei Khan, conclui a guerra contra Jin nesse mesmo ano.
1233 A capital de Jin em Kaifeng é capturadas pelas forças de Ögedei Khan.
1234 Imperador Modi O Imperador Modi é morto pelas forças mongóis no que é atualmente o Condado de Runan, de Henan.

Dinastia Yuan[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1260 Kublai Khan torna o lama tibetano Drogön Chögyal Phagpa Preceptor de Estado, assegurando seu poder sobre o Tibete. Seu regime Sakya durou até sua deposição em na década de 1350, pelo capitão Phagmodru.
1270 Rebelião Sambyeolcho na Coreia, contra Goryeo sob dominação mongol.
1271 Imperador Shizu
(Kublai Khan)
Kublai Khan funda a Dinastia Yuan.
1273 Batalha de Xiangyang
1274 Invasões mongóis do Japão
1276 É construído o Observatório Astronômico Gaocheng.
1279 Batalha de Yamen
1287 Rabban Bar Sauma, um Uigur turco nestoriano de Pequim, viaja à Europa nesse ano, e é recebido por Andrónico II Paleólogo do Império Bizantino, Filipe IV de França e Eduardo I de Inglaterra, na esperança de formar uma aliança para conquistar Jerusalém, então sob a dinastia islâmica mameluca Bahri. Batalha de Pagan, fim do Reino de Pagan
1288 Batalha de Bạch Đằng
1289 Frades franciscanos iniciam o trabalho missionário na China
1298 Imperador Chengzong Wang Zhen faz melhorias no prensa móvel de Bi Sheng ao introduzir pela primeira vez caracteres em tipos de madeira. Ele também experimentou com caracteres em tipos de estanho.
1316 Imperador Renzong Morte de Guo Shoujing. Entre suas realizações, estão o acerto do ano do calendário para 365,2425 dias (o mesmo do calendário gregoriano), a introdução do triângulo esférico baseado nos trabalhos matemáticos de trigonometria de Shen Kuo, e o projeto do lago artificial Kunming, em Pequim.
1324 Imperador Taiding o dicionário de rima Zhongyuan Yinyun é publicado por Zhou Deqing.
1330 Imperador Wenzong O Pagode do Templo Bailin é concluído
1334 Imperador Huizong Wang Dayuan se aventura no Norte de África.
1352 Zhū Yuánzhāng se junta à Rebelião do Turbante Vermelho
1356 As forças rebeldes de Zhū Yuánzhāng capturam Nanjing.
1363 Batalha do Lago Poyang, uma das maiores batalhas navais da história em termos de pessoal envolvido.
1368 O general rebelde Xu Da derrota as forças Yuan, enquanto o Imperador Huizong foge de Dadu (atual Pequim). Zhū Yuánzhāng funda a Dinastia Ming e se torna o Imperador Hongwu.

Dinastia Ming[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1368 Imperador Hongwu Zhu Yuanzhang depõe a Dinastia Yuan e funda a Dinastia Ming. Ele adota o título de "Hongwu".
1371 Haijin (proibição do comércio marítimo)
1373 O Imperador Hongwu bane os exames imperiais em favor de um sistema de indicações. O Templo das Seis Árvores Banyan é reconstruído.
1375 Mais tardia data possível em que foi escrito o Huolongjing, tratado sobre armas de pólvora, uma vez que a morte de seu co-editor Liu Ji ocorre em 16 de maio desse ano.
1380 Hongwu abole a chancelaria na China, assumindo responsabilidade direta dos Três Departamentos e Seis Ministérios, ainda que o posterior Grande Secretariado auxiliasse o imperador no gerenciamento do estado.
1381 A Dinastia Ming anexa terras do Reino de Dali, nas atuais províncias de Yunnan e Guizhou, incentivando a migração de centenas de milhares de chineses.
1382 A Jinyi Wei, uma organização de polícia secreta, é fundada.
1384 Os exames imperiais são reinstaurados por Hongwu. Ele, porém, determinou a execução do examinador chefe por acusações de corrupção.
1397 O Código de Leis é concluído, contendo muitas das cláusulas do Código de Tang, de 653.
1402 Imperador Yongle Yongle sobe ao trono após uma guerra civil de 3 anos com seu sobrinho, o Imperador Jianwen.
1405 As viagens marítimas do almirante Zheng He têm início, com navegação ao redor do Sudeste Asiático, através do Oceano Índico, e até a África Oriental, para reestabeler as relações tributárias de países estrangeiros com a China. O Mausoléu Ming Xiaoling é concluído.
1406 Início da construção da Cidade Proibida, assim como de novas fortificações da cidade de Pequim
1407 Quarta Dominação Chinesa do Vietnã, ainda que duas décadas mais tarde as tropas chinesas tenham sido expulsas por Lê Lợi, da Dinastia Lê. Deshin Shekpa, o quinto Karmapa do Tibete, visita a côrte de Yongle.
1408 A grande Enciclopédia Yung-lo Ta-tien é concluída.
1415 O trabalho de restauração no Grande Canal da China é finalizado.
1420 Após 13 anos de um grande projeto de construção da nova capital e da Cidade Proibida, o Imperador Yongle declara Pequim a nova capital, enquanto Nanjing é rebaixada. Construção dos Túmulos da Dinastia Ming.
1427 Imperador Xuande Nascimento do famoso pintor Shen Zhou.
1431 A Dinastia Lê do Vietnã é reconhecida pela côrte Ming como um estado subordinado.
1443 Imperador Zhengtong Construção do Templo Zhihua.
1446 Reconstrução da Ponte Baodai.
1449 Imperador Jingtai Crise de Tumu. O Imperador Zhengtong é capturado mongóis após perder a batalha, sendo libertado um ano depois
1457 Imperador Tianshun Zhu Qizhen (anteriormente Imperador Zhengtong) toma o poder do Imperador Jingtai após um golpe e dá início ao seu segundo reinado como "Imperador Tianshun".
1461 Rebelião de Cao Qin
1464 Imperador Chenghua O povo Miao e o povo Yao, de Guangxi, rebelam-se contra a autoridade Ming. Uma força Ming combinada de 190 mil homens (incluindo mil mongóis) reprime a rebelião em dois anos.
1473 O Templo Zhenjue é concluído.
1488 Imperador Hongzhi O oficial coreano Choe Bu naufraga na costa de Zhejiang, na China. Ele viaja por todo o percurso do Grande Canal para voltar à Coreia da Dinastia Joseon. Choe Bu mais tarde escreveu um famoso livro sobre suas viagens, que foi impresso tanto na Coreia quanto no Japão, na segunda metade do século XVI.
1516 Imperador Zhengde Primeiro contato dos portugueses, feito por Jorge Álvares em Macau, seguido de Rafael Perestrelo em Cantão.
1517 Fernão Pires de Andrade e Tomé Pires são enviados como embaizadores à China por Manuel I de Portugal. Eles desembarcam no Cantão.
1521 Imperador Jiajing Eventos como a conquista portuguesa de Malaca levaram à rejeição da embaixada portuguesa e ao pedido do Imperador Jiajing para que os portugueses devolvessem o poder de Malaca ao vassalo Ming Mahmud Shah. Embarcações chinesas e portuguesas combatem em Tuen Mun, mas as relações finalmente se suavizaram pela determinação de Leonel de Sousa e outros de reparar a reputação que os portugueses inicialmente conquistaram na China.
1529 Morte do filósofo Wang Yangming
1530 Por volta dessa época, o engenheiro mecânico Zhou Shuxue faz melhorias no relógio mecânico movido à areia, desenvolvido por Zhan Xiyuan no século XIV, ao adicionar uma quarta engrenagem, revisar as razões dos dentes das engrenagens e ampliar o orifício que coletava areia, já que Zhou reclamava que o dispositivo entupia com muita frequência. Ainda que não fosse dotado do essencial mecanismo de escape dos relógios chineses anteriores, esse relógio movido a areia de Zhan e Zhou possuía um mostradot estacionário sobre o qual circulava um ponteiro.
1549 A partir desse ano, navios portugueses fazem paradas anuais para comércio em Sanchoão.
1550 Altan Khan rompe a Grande Muralha, captura Pequim e incendeia seus subúrbios após saqueá-los.
1553 A cidade exterior de Pequim ao sul é finalizada, o que ampliou o tamanho total da cidade para 4 por 4½ milhas.
1556 Sismo de Shaanxi de 1556. 850 mil fatalidades
1557 Os portugueses estabelecem assentamento permanente em Macau.
1558 Forças Ming lideradas por Qi Jiguang derrotam os piratas japoneses em Cengang.
1567 Imperador Longqing As leis Haijin são formalmente revogadas. O governo permite comércio marítimo privado, ainda que o estado tenha conduzido todo o comércio internacional durante a proibição.
1573 Imperador Wanli Após os espanhóis estabelecerem uma base permanente em Manila, nas Filipinas, o comércio de prata extraída nas américas com a China supera o comércio de prata entre portugueses e japoneses.
1574 Nascimento de Qin Liangyu, de origem Miao, que mais tarde se tornaria uma oficial militar.
1576 Construção do Pagode do Templo Cishou.
1577 Construção do Templo Wanshou.
1581 O Grande Secretário Zhang Juzheng implementa a Reforma do Único Chicote, que permite que a taxa sobre a terra seja integralmente paga com prata, devido à inflação do papel-moeda e da falsificação disseminada de moedas.
1582 Jesuítas iniciam o trabalho missionário na China É feita a primeira referência à publicação de um jornal privado em Pequim.
1584 Abraham Ortelius, em seu atlas Theatrum Orbis Terrarum, é o primeiro europeu conhecido a expor uma ilustração da invenção chinesa conhecida como 'carruagem navegadora', essencialmente um carrinho de mão com o mastro e a vela de um barco.
1587 O médico e farmacêutico Li Shizhen publica Bencao Gangmu, detalhando o uso de mais de 1.800 drogas medicinais.
1590 Wu Cheng'en escreve Jornada ao Oeste.
1592 Quando o Japão invade a Coreia na Guerra Imjin, a China Ming auxilia a Coreia com tropas e suprimentos.
1593 Cerco de Pyongyang
1597 Cerco de Ulsan
1598 Batalha de Sacheon Batalha de Noryang. O drama teatral O Pavilhão das Peônias, escrito pelo dramaturgo Tang Xianzu, é encenado no Pavilhão do Príncipe Teng.
1602 Entre esse ano e 1682, a Companhia Holandesa das Índias Orientais enviou cerca de 6 milhões de itens em porcelana chinesa para a Europa.
1604 Movimento Donglin
1607 O tratado de matemática grego Os Elementos, de Euclides, é traduzido para o chinês por Xu Guangqi, Sabatino de Ursis e Matteo Ricci.
1609 A enciclopédia Sancai Tuhui é publicada.
1610 É publicado o romance Ameixa no Vaso Dourado.
1615 O dicionário chinês Zihui é compilado por Mei Yingzuo.
1616 Nurhachi funda a Dinastia Jin Posterior (mais tarde renomeada Dinastia Qing) na Manchúria Início do Incidente Religioso de Nanjing, quando todos os jesuítas estrangeiros foram expulsos da côrte Ming e do escritório astronômico. Esse foi um triunfo temporário dos oficiais tradicionalistas de Confúcio que rejeitavam a ciência ocidental em favor da ciência chinesa. Em 1622 essa política foi revertida e os escritórios de astronomia mais uma vez empregaram jesuítas europeus e chineses que apoiavam a ciência ocidental.
1619 Batalha de Sarhu Nascimento do filósofo chinês Wang Fuzhi.
1624 Imperador Tianqi Com escritório em Jacarta, a Companhia Holandesa das Índias Orientais estabelece governo holandês sobre Taiwan.
1626 Johann Adam Schall von Bell escreve o primeiro tratado sobre o telescópio na língua chinesa. O jesuíta Nicolas Trigault escreve Xiru Ermu Zi, estabelecendo o primeiro sistema de romanização do chinês.
1627 Imperador Chongzhen Primeira Invasão Manchu à Coreia. Queda do eunuco Wei Zhongxian, que governou praticamente como ditador durante sete anos. Zhang Zilie publica o dicionário chinês Zhengzitong. O jesuíta polonês Michał Boym é o primeiro a introduzir o modelo heliocêntrico do Sistema Solar à astronomia chinesa.
1628 Batalha de Ningyuan
1632 Nessa época, os manchus já haviam conquistado a maior parte da Mongólia Interior.
1634 O Imperador Chongzhen adquire o telescópio do falecido Johann Schreck.
1635 Liu Tong adiciona seu prefácio ao Dijing Jingwulue, um clássico da prosa chinesa.
1637 Segunda Invasão Manchu da Coreia Song Yingxing publica a enciclopédia Tiangong Kaiwu. Devido a suas realizações, o cientista e sinologista Joseph Needham o chama de "Diderot da China".
1638 Nesse ano, a Gazeta de Pequim muda seu método de produção de impressão xilográfica para impressão com tipos móveis.
1639 O tratado de agricultura Nongzheng Quanshu, de Xu Guangqi, é publicado. O pintor Chen Hongshou viaja para Pequim e é instantaneamente aclamado pela côrte.
1641 Morte de Xu Xiake, cujo diário de viagem publicado com cerca de 404 mil caracteres chineses inclui notas de geografia regional, clima e mineralogia.
1642 Enchente de Kaifeng Com a adição da bandeira da etnia Han, todas as Oito Bandeiras da Dinastia Manchu Qing são estabelecidas.
1644 Batalha da Passagem de Shanhai. O Imperador Chongzhen se enforca na Árvore do Chinês Culpado, após saber que os rebeldes, sob a liderança de Li Zicheng, haviam adentrado os portões de Pequim O general Ming Wu Sangui e o príncipe manchu Dorgon ocupam Pequim. Logo depois, o Imperador Shunzhi é proclamado governante da China sob a Dinastia Qing.

Dinastia Shun[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1644 Li Zicheng

Dinastia Qing[editar | editar código-fonte]

Data Imperador Eventos Outras pessoas/eventos
1644 Imperador Shunzhi A Dinastia Qing se estabelece na China.
1652 O Quinto Dalai Lama do Tibete visita o côrte de Shunzhi em Pequim.
1659 Os jesuítas Martino Martini e Ferdinand Verbiest chegam à China, o primeiro pela seguna vez .
1661 Com a morte do Imperador Shunzhi, seu confidente Johann Adam Schall von Bell é mandado à prisão. Ele é mais tarde libertado, mas falece em seguida.
1662 Imperador Kangxi O Cerco do Forte Zeelândia termina com a rendição da Companhia Holandesa das Índias Orientais de Taiwan para Koxinga.
1674 Revolta dos Três Feudatários
1682 O jesuíta belga Antoine Thomas chega à China.
1683 Batalha de Penghu, rendição do Reino de Tungning
1689 Tratado de Nerchinsk com a Rússia
1690 Morte de Yun Shouping, um pintor considerado um dos "Seis Mestres" da era Qing.
1698 Reconstrução da Ponte Marco Polo.
1705 O embaixador papal Charles-Thomas Maillard De Tournon chega à China.
1700 As Treze Fábricas
1711 A Companhia Britânica das Índias Orientais estabelece um posto de comércio no Cantão O dicionário de rima Peiwen Yunfu é concluído.
1716 Publicação do Dicionário de Kangxi
1720 Em oposição do povo dzungar, as tropas Qing conquistam e ocupam Lhasa, no Tibete.
1721 No ápice da controvérsia dos ritos na China, o Imperador Kangxi publica um decreto banindo a pregação cristã na China, em resposta a uma bula pontifícia do Papa Clemente XI.
1725 Imperador Yongzheng A enciclopédia Gujin tushu jicheng é concluída.
1732 Morte de Jiang Tingxi, pintor, calígrafo e enciclopedista
1750 Imperador Qianlong O jesuíta francês Jean Joseph Marie Amiot é enviado à China.
1755 As Dez Grandes Campanhas O Templo Puning é construído em comemoração à derrota dos dzungares.
1760 Início do Sistema do Cantão.
1771 O Templo Putuo Zongcheng é concluído.
1774 Construção da Câmara Wenjin.
1780 Construção do Pagode das Colinas Fragrantes.
1782 A enciclopédia Siku Quanshu é concluída.
1791 O Sonho da Câmara Vermelha é publicado.
1793 Relações Sino-Britânicas e a Embaixada Macartney. Lorde Macartney, o primeiro enviado britânico a Pequim, é recebido por Heshen, o confidente de Qianlong.
1796 Imperador Jiaqing Rebelião do Lótus Branco
1807 Robert Morrison, primeiro missionário protestante, chega à China
1823 Imperador Daoguang Publicação da Bíblia na língua chinesa
1839 Primeira Guerra do Ópio
1842 Primeiro dos Tratados Desiguais,
Tratado de Nanquim
1844 Wei Yuan publica seu Tratado Ilustrado dos Reinos Marítimos, um gazetteer inspirado pelo desejo de aprender mais sobre o Oeste e a ameaça que este apresentava à China de Qing. Tratado de Wanghia, entre o Império Qing Empire e os Estados Unidos, com o primeiro embaixador norte-americano na China.
1850 Os Dez Tigres do Cantão
1851 Imperador Xianfeng Rebelião Taiping Revolta Jintian
1855 Terceira Pandemia de peste negra Guerras do clã Punti–Hakka
1856 Segunda Guerra do Ópio
1858 Batalha de Sanhe Tratado de Aigun,
Tratado de Tientsin
1860 Incêndio do Antigo Palácio de Verão Convenção de Pequim
1861 Após a Convenção de Pequim, o Príncipe Gong estabelece o Zongli Yamen (Ministério das Relações Exteriores ).
1862 Imperador Tongzhi Revolta Dungan A Tongwen Guan, ou Escola de Aprendizado Combinado, é estabelecida para o ensino de idiomas ocidentais a alunos chineses.
1864 Após lutar contra os rebeldes de Taiping por quatro anos, e Exército Sempre Vitorioso foi dissolvido. Foi o primeiro exército chinês a empregar forças armadas europeias, bem como táticas, estratégias e técnicas.
1868 Revolta de Yangzhou Fim da Rebelião Nien
1870 Massacre de Tianjin
1871 O famoso general Li Hongzhang é indicado à posição de vice-rei de Zhili, um cargo que ocuparia até 1895, servindo novamente no mesmo posto de 1900 a 1901, até ser substituído por Yuan Shikai.
1873 Fim da Rebelião Panthay
1876 Imperador Guangxu Após o assassinato de Augustus Raymond Margary no 'Caso Margary', a Convenção de Chefoo é conduzida para solucionar a questão, mas se torna um pretexto para os britânicos pressionarem por concessões adicionais.
1884 Guerra Franco-Chinesa
1885 Batalha de Fuzhou
1891 Fundação da Associação de Acionistas de Xangai
1894 Primeira Guerra Sino-Japonesa

(Batalha de Pungdo,
Batalha de Seonghwan,
Batalha de Pyongyang,
Batalha do Rio Yalu,
Batalha de Jiuliangcheng,
Batalha de Lushunkou,
Batalha de Weihaiwei,
Batalha de Yingkou)
1895 Tratado de Shimonoseki
1898 Reforma dos Cem Dias golpe liderado pela Imperatriz Viúva Tseu-Hi
1900 Levante dos boxers
1901 Protocolo dos boxers
1910 Imperador Xuantong Levante de Huanghuagang
1911 Revolução Xinhai Levantamento de Wuchang

China Moderna[editar | editar código-fonte]

República da China[editar | editar código-fonte]

Data Chefe de Estado Eventos Outras pessoas/eventos
1912 Sun Yat-sen Revolução Xinhai Fundação do Kuomintang 
1913 As Quatro Grandes Famílias da República da China
1915 Yuan Shikai Império da China

Movimento da Nova Cultura
Guerra de Proteção Navional

Vinte e Uma Exigências do Japão

Chen Duxiu dá início à Nova Juventude
1916 (vários líderes) Início da era dos senhores da guerra
1919 Movimento Quatro de Maio Tratado de Versalhes
1920 Pressão pelo chinês vernacular  
1921 Fundação do Partido Comunista da China A Verdadeira História de Ah Q
1923 Corporação de Rádio da China
1924 Primeira Frente Unida
1926 Expedição do Norte
1927 Revolta de Nanchang

Guerra Civil Chinesa
Divisão Kuomintang-Communista
1928 Zhang Zuolin Década de Nanquim Incidente de Jinan
1930 Chiang Kai-shek Campanha de Cerco contra o Jiangxi Soviético Nordeste
1931 República Soviética da China

Inundações na China de 1931
Invasão japonesa da Manchúria

Incidente de Mukden
1932 Lin Sen Colonialismo imperial japonês em Manchukuo

Pacificação de Manchukuo
Incidente de 28 de janeiro

Defesa de Harbin
1933
1934 Grande Marcha Movimento Nova Vida
1935 Movimento de 9 de dezembro Primeira Campanha de Cerco contra Hubei–Henan–Shaanxi
1936 Incidente de Xi’an O Japão estabelece o Mengjiang
1937 Segunda Guerra Sino-Japonesa

Incidente da Ponte Marco Polo,
Batalha de Xangai,
Batalha de Pingxingguan,
Batalha de Nanquim,
Batalha de Tai'erzhuang,
Batalha de Changsha de 1939,
Ofensiva dos Cem Regimentos,
Batalha de Changsha de 1941,
Batalha de Changsha de 1942,
Batalha de Changsha de 1944)
Massacre de Nanquim

Segunda Frente Unida
1938 Bombardeio de Chongqing
1939
1940
1941 Movimento de Retificação Yan'an
1942
1943
1944 Chiang Kai-shek
1945 Bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki, fim da Segunda Guerra Mundial

O governo nacionalista se torna um dos membros fundadores da Organização das Nações Unidas

Campanha para suprimir o banditismo no nordeste da China
1947 Incidente de 28 de fevereiro em Taiwan  
1948 Campanha Liaoshen, Campanha Pingjine Campanha Huaihai

República Popular da China / República da China (Taiwan)[editar | editar código-fonte]

Data
República Popular da China
República da China (Taiwan)
Líder Soberano Eventos Outras pessoas/eventos Presidente Eventos Outras pessoas/eventos
1949 Mao Tse-tung

(Maoísmo)
Fundação da República Popular da China Li Tsung-jen O Kuomintang se retira para Taiwan, tornando-se o governo da República da China Terror Branco
1950 Batalha do Rio Ch'ongch'on, Campanha de Hainan Guerra da Coreia

Massacre de Canidrome
Chiang Kai-shek
1951 Invasão do Tibete
1952 Campanhas Três-Anti e Cinco-Anti
1953
1956 Desabrochar de Cem Flores, ocupação do Turquestão Oriental, renomeado para Região Autônoma Uigur de Xinjiang
1957 Campanha Antidireitista Gripe asiática
1958 Grande Salto Adiante
1959 A Grande Campanha do Pardal leva à carestia

Início dos três anos de desastres naturais
Revolta no Tibete
1960 Ruptura sino-soviética
1961
1962 Guerra sino-indiana
1964 Destruição dos Quatro Velhos

O Conselho de Estado da República Popular da China força o uso de chinês simplificado
Primeira detonação de uma bomba atômica da República Popular da China, o teste nuclear 596 Taiwan continua a usar o chinês tradicional
1966 Revolução Cultural Chinesa

Movimento da Tríade Patriota

Movimento Descida ao Campo
O Livro Vermelho Renascença Cultural Chinesa
1967
1968 Incidente que levou à deficiência física de Deng Pufang
1969 Conflito fronteiriço sino-soviético na Ilha de Zhenbao Metrô de Pequim
1970 Foguete Longa Marcha, o primeiro lançamento de satélite
1971 Henry Kissinger visita Pequim A Resolução 2758 da Assembleia Geral das Nações Unidas substitui a República da China pela República Popular da China como representante da China na ONU
1972 Comunicado de Xangai

Richard Nixon visita a China
1974
1975 Quatro Modernizações Yen Chia-kan
1976 Hua Guofeng

(Os Dois "Seja o que for")
Protestos de Tian'anmen após a morte de Chu En-Lai

O Grande Sismo de Tangshan

Morte de Mao Tse-tung
1977 Primavera de Pequim
1978 Deng Xiaoping

(Teoria de Deng Xiaoping)
Reformas econômicas chinesas Movimento do Muro da Democracia Chiang Ching-kuo
1979 Política do filho único

Os quatro princípios cardeais

Relações entre China e Estados Unidos
Guerra Sino-vietnamita O Ato de Relações de Taiwan é aprovado no Congresso dos Estados Unidos Incidente de Kaohsiung
1980 Zonas econômicas especiais Julgamnento da
Camarilha dos Quatro
1984 Margaret Thatcher vai à China e assina a Declaração conjunta sino-britânica sobre a questão de Hong Kong
1987 Levantamento da Lei Marcial dos aborígenes taiwaneses
1988 Lee Teng-hui
1989 Protesto na Praça da Paz Celestial A República Poprlar da China declara lei marcial em Lhasa, Tibete Autoimolação de Cheng Nan-jung
1990 Movimento estudantil Lírio Silvestre
1991 Primeiro restaurante do McDonald's em Pequim O Partido Democrático Progressista
representa a
indenpendência taiwanesa
1992 Jiang Zemin

(Representatividade Tripla)
Consenso de 1992
1996 Incêndio de Karamay Terceira Crise do Estreito de Taiwan
1997 Hong Kong é entregue à China, tornando-se uma Região administrativa especial Morte de Deng Xiaoping
1998 Grande Muralha de Fogo da China Banimento do Partido Democrático da China
1999 Transferência da soberania de Macau

Borbardeio da Embaixada Chinesa em Belgrado pela Organização do Tratado do Atlântico Norte
Falun Gong é banido pelo governo da República Popular da China Resolução sobre o Futuro de Taiwan
2000 A República Popular da China ultrapassa o Japão como o país com o qual os EUA mantêm o maior déficit na balança comercial Chen Shui-bian O Partido Democrático Progressista coloca um fim ao governo do Kuomintang nas Eleições Presidenciais de 2000 Os Quatro Nãos
2001 Incidente de autoimolação na praça Tiananmen

Adesão à Organização Mundial do Comércio
Incidente da Ilha de Hainan
2002 Adesão à Organização Mundial do Comércio
2003 Surto de SARS Shenzhou 5, a primeira missão espacial tripulada da República Popular da China Surto de SARS
2004 Hu Jintao

(Conceito do Desenvolvimento Científico)
Jiang Zemin se aposenta do cargo de Presidente da Comissão Militar Central Incidente do Tiroteio de 19 de Março
2005 Lei Anti-Secessão Explosões das Usinas Químicas de Jilin

Revisionismo da história anti-japonesa
Visitas de delegações Kuomintang
2006 Conclusão do trabalho estrutural na Hidrelétrica de Três Gargantas Renomeação do "Aeroporto Chiang Kai-shek" para "Aeroporto Internacional de Taiwan Taoyuan"
2007 O chefe da Administração Estatal de Alimentos e Medicamentos, Zheng Xiaoyu, é executado

Chang'e 1, do Programa de Exploração Lunar Chinês
Escândalo dos escravos chineses

Ordem N°5 do Escritório para Assuntos Religiosos, que determina que todos os templos budistas devem preencher um Requerimento de Reencarnação antes que possam reconhecer tulkus
Mudança do nome do "Salão Memorial Chiang Kai-shek" para "Salão Memorial Memorial Nacional da Democracia de Taiwan"
2008 Jogos Olímpicos de Verão de 2008

Jogos Paraolímpicos de Verão de 2008

Abertura da Ponte da Baía de Hangzhou

Primeira caminhada no espaço de Shenzhou 7, por Zhai Zhigang
Temporais do início do inverno

Distúrbios no Tibete

Sismo de Sichuan

Escândalo da adulteração do leite
Ma Ying-jeou Início dos voos que cruzam o Estreito de Taiwan

Demonstração 1025

Segunda Conferência de Chen-Chiang

Movimento estudantil Morango Silvestre
Lien Chen e Hu Jintao vão à conferência APEC Peru
2009 Distúrbios em Xinjiang

60º Aniversário da República Popular da China
Tufão Morakot

Notas

  1. a b c Huang et al. (2002).

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Zhenguo, Huang et al. (2002). "The relative stability of prehistorical geographic environment in China´s tropics on the basis of archaeology," em Journal of Geographical Sciences, Vol. 12, No. 4.

Ver também[editar | editar código-fonte]

História da República da China (1912 - 1949)
História da República da China em Taiwan
História da República Popular da China
História de Macau

Ligações externas[editar | editar código-fonte]