José Júlio da Silva Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Silva Ramos
Nome completo José Júlio da Silva Ramos
Nascimento 6 de março de 1853
Recife, Pernambuco
Morte 16 de dezembro de 1930 (77 anos)
Rio de Janeiro, Distrito Federal
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Professor, filólogo e poeta

José Júlio da Silva Ramos (Recife, 6 de março de 1853Rio de Janeiro, 16 de dezembro de 1930) foi um professor, filólogo e poeta brasileiro, membro fundador da Academia Brasileira de Letras.

Vida[editar | editar código-fonte]

Passou grande parte da infância em Portugal, educado pelas tias maternas. Depois de um breve retorno ao Brasil, voltou para Portugal, estabelecendo-se em Coimbra, em cuja universidade se matriculou em 1872, concluindo o curso de Direito cinco anos depois.

Conviveu com os grandes escritores portugueses da época, incluindo entre eles os poetas João de Deus e Guerra Junqueiro. Quando estudante universitário publicou um livro de versos ao qual deu o nome de Adejos (Coimbra, 1871).

Quando de seu regresso definitivo para o Brasil, lecionou em vários colégios. Ensinou português e, na mesma época, colaborou em alguns periódicos, destacando-se entre eles A Semana, dirigida por Valentim Magalhães, na cidade do Rio de Janeiro.

Seu filho Flávio Ramos tornou-se uma figura histórica por fundar o Botafogo Football Club mais tarde Botafogo de Futebol e Regatas, além de ser o primeiro goleiro e goleador de sua história.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Pela vida afora, Rio de Janeiro, 1922
  • Centenário de João de Deus, 1930
  • A reforma ortográfica, 1926.

Olivenkranz.pngAcademia Brasileira de Letras[editar | editar código-fonte]

Fez parte do grupo que fundou a Academia Brasileira de Letras, tendo escolhido para patrono de sua cadeira o poeta português Tomás Antônio Gonzaga. Fez parte da diretoria, na qualidade de 2º secretário, assinando os primeiros estatutos da academia, para cuja presidência chegaria a ser eleito em 22 de dezembro de 1927, recusando, contudo, a indicação.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Tomás Antônio Gonzaga
(patrono)
Olivenkranz.png ABL - fundador da cadeira 37
1897 — 1930
Sucedido por
Alcântara Machado