Ramiz Galvão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Benjamim Franklin de Ramiz Galvão Academia Brasileira de Letras
Nascimento 16 de junho de 1846
Rio Pardo, RS
Morte 9 de março de 1938 (91 anos)
Rio de Janeiro, Distrito Federal
Nacionalidade brasileiro
Cidadania Brasil
Ocupação médico, professor, reitor, filólogo, biógrafo, orador
Empregador Universidade Federal do Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional do Brasil, Colégio Pedro II

Benjamim Franklin de Ramiz Galvão, primeiro e único barão de Ramiz (Rio Pardo, 16 de junho de 1846Rio de Janeiro, 9 de março de 1938), foi um médico, professor, reitor, filólogo, biógrafo e orador brasileiro.

Lecionou grego, retórica, poética e literatura brasileira no Colégio Pedro II (1869—1870) e foi professor da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro tendo sido o primeiro reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro[1]. Também foi tutor do Príncipe Imperial D. Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança, durante sua infância até a Proclamação da República Brasileira, em 1889, quando esse partiu ao exílio, juntamente a sua família, com catorze anos de idade. Dirigiu a Biblioteca Nacional por 12 anos.

É patrono da cadeira 9 da Academia Rio-Grandense de Letras. Foi eleito membro honorário da Academia Nacional de Medicina em 1919, onde é patrono da Cadeira 94.[2]

Lorbeerkranz.pngAcademia Brasileira de Letras[editar | editar código-fonte]

Foi eleito em 12 de abril de 1928 para ser o segundo ocupante da cadeira 32, sendo recebido em 23 de junho pelo acadêmico Fernando Magalhães.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Carlos de Laet
Lorbeerkranz.png ABL - segundo acadêmico da cadeira 32
1928 — 1938
Sucedido por
Viriato Correia
Precedido por
Gustavo Barroso
Presidente da Academia Brasileira de Letras
1933 — 1934
Sucedido por
Afonso Celso
Precedido por
Frei Camilo de Monserrate
Diretor da Biblioteca Nacional do Brasil
1870-1882[3]
Sucedido por
João Saldanha da Gama

Referências

  1. Galeria de Reitores, Universidade Federal do Rio de Janeiro
  2. Biografia na página oficial da Academia Nacional de Medicina
  3. FONSECA, Edson Nery. A biblioteconomia brasileira no contexto mundial. Rio de Janeiro; INL.1979.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.