Lista de recordes da Fórmula 1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lista dos recordes da Fórmula 1, desde 1950.

Recordes de construtores[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Equipes Campeãs do Mundial de Pilotos[editar | editar código-fonte]

Equipes Campeãs do Mundial de Construtores[editar | editar código-fonte]

GPs disputados[editar | editar código-fonte]

Equipe Temporadas Total de GPs
1 Itália Ferrari 1950-presente 918
2 Reino Unido McLaren 1966-presente 791
3 Reino Unido Williams 1978-presente 646
4 Reino Unido Lotus 1958-1994, 2010-2011,[1] 2012-2015 491
5 Reino Unido Tyrrell 1970-1998 430
6 Suíça/Alemanha Sauber[2] 1993-presente 411
7 Reino Unido Brabham 1962-1987, 1989-1992 394
8 Reino Unido Arrows[3] 1978-2002 368
9 Itália Minardi 1985-2005 340
10 França Ligier 1976-1996 326

Vitórias[editar | editar código-fonte]

Equipe Temporadas Total de GPs Vitórias Percentagem
1 Itália Ferrari 1950-presente 918 224 24,40%
2 Reino Unido McLaren 1966-presente 791 182 23,01%
3 Reino Unido Williams 1978-presente 646 114 17,65%
4 Reino Unido Lotus 1958-1994, 2010-2011,[4] 2012-2015 491 79 16,09%
5 Alemanha Mercedes 1954-1955, 2010-presente 160 71 44,38%
6 Áustria Red Bull 2005-presente 214 51 23,83%
7 França Renault 1977-1985, 2002-2011, 2016-presente 314 35 11,15%
8 Reino Unido Brabham 1962-1987, 1989-1992 394 35 8,88%
9 Reino Unido/Itália[5] Benetton 1986-2001 260 27 10,38%
10 Reino Unido Tyrrell 1970-1998 430 23 5,35%

Pole Positions[editar | editar código-fonte]

Equipes Temporadas Total de GPs Poles Percentagem
1 Itália Ferrari 1950-presente 918 208 22,66%
2 Reino Unido McLaren 1966-presente 791 155 19,60%
3 Reino Unido Williams 1978-presente 646 128 19,81%
4 Reino Unido Lotus 1958-1994, 2010-2011,[6] 2012-2015 491 107 21,79%
5 Alemanha Mercedes 1954-1955, 2010-presente 160 83 51,88%
6 Áustria Red Bull 2005-presente 214 58 27,10%
7 França Renault 1977-1985, 2002-2011, presente 314 51 16,24%
8 Reino Unido Brabham 1962-1987, 1989-1992 394 39 9,90%
9 Reino Unido/Itália[7] Benetton 1986-2001 260 15 5,77%
10 Reino Unido Tyrrell 1970-1998 430 14 3,26%

Voltas mais rápidas[editar | editar código-fonte]

Equipe Temporadas Total de GPs Voltas mais rápidas Percentagem
1 Itália Ferrari 1950-presente 917 233 25,41%
2 Reino Unido McLaren 1966-presente 790 152 19,24%
3 Reino Unido Williams 1978-presente 645 133 20,62%
4 Reino Unido Lotus 1958-1994, 2010-2011,[8] 2012-2015 491 71 14,46%
5 Áustria Red Bull 2005-presente 213 49 23,00%
6 Alemanha Mercedes 1954-1955, 2010-presente 160 53 33,13%
7 Reino Unido Brabham 1962-1987, 1989-1992 394 41 10,41%
8 Reino Unido/Itália[9] Benetton 1986-2001 260 36 13,85%
9 França Renault 1977-1985, 2002-2011, presente 313 31 9,90%
10 Reino Unido Tyrrell 1970-1998 430 20 4,65%

Pódios[editar | editar código-fonte]

Quantidade de vezes que algum piloto da equipe subiu ao pódio, podendo contar mais de um por corrida.

Equipes Temporadas Total de GPs Pódios
totais*
Pódios
corridas
Percentagem
1 Itália Ferrari 1950-presente 917 705 529 57,69%
2 Reino Unido McLaren 1966-presente 790 485 391 49,49%
3 Reino Unido Williams 1978-presente 645 311 242 37,52%
4 Reino Unido Lotus 1958-1994, 2010-2011,[10] 2012-2015 491 172 157 31,98%
5 Reino Unido Brabham 1962-1987, 1989-1992 394 124 106 26,90%
6 Áustria Red Bull 2005-presente 213 124 90 42,25%
7 Alemanha Mercedes 1954-1955, 2010-presente 137 108 70 51,09%
8 Reino Unido/Itália[11] Benetton 1986-2001 260 102 94 36,15%
9 França Renault 1977-1985, 2002-2011, 2016-presente 313 100 88 28,12%
10 Reino Unido Tyrrell 1970-1998 430 77 66 15,35%

Pontos[editar | editar código-fonte]

Equipe Temporadas Campeonato de Construtores Campeonato de Pilotos
1 Itália Ferrari 1950-presente 6466,5 7368,27
2 Reino Unido McLaren 1966-presente 5072,5 5390,5
3 Reino Unido Williams 1978-presente 3424 3430
4 Áustria Red Bull 2005-presente 3250,5 3250,5
5 Alemanha Mercedes 1954-1955, 2010-presente 2620 2759,14
6 Reino Unido Lotus 1958-1994, 2010-2011,[12] 2012-2015 1368 1514
7 França Renault 1977-1985, 2002-2011, presente 1324 1324
8 Reino Unido Brabham 1962-1987, 1989-1992 864 983
9 Reino Unido/Itália[13] Benetton 1986-2001 851,5 861,5
10 Suíça/Alemanha Sauber[14] 1993-presente 810 810

*A contagem dos pontos varia de acordo com os regulamentos de cada época.

Recordes de pilotos[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 03/09/2017

Títulos[editar | editar código-fonte]

Pilotos Campeões do Mundial de Pilotos[editar | editar código-fonte]

Pilotos Campeões do Mundial de Construtores[editar | editar código-fonte]

Número de GPs[editar | editar código-fonte]

O GP é contado se o piloto completa os treinos antes da prova com um lugar no grid. É considerado que o piloto começou um GP se ele fizer parte do grid de largada. Se a prova é paralisada e re-começada, só a segunda largada é considerada.

Total de GPs[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Total de GPs
1 Brasil Rubens Barrichello 19932011 326
2 Inglaterra Jenson Button 20002017 309
3 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 308
4 Espanha Fernando Alonso 2001, 2003–presente 286
5 Finlândia Kimi Raikkonen 20012009, 2012–presente 266
6 Brasil Felipe Massa 2002, 2004–presente 265
7 Itália Riccardo Patrese 19771993 257
8 Itália Jarno Trulli 19972011 256
9 Escócia David Coulthard 19942008 247
10 Itália Giancarlo Fisichella 19962009 231

GPs iniciados[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas GPs Iniciados
1 Brasil Rubens Barrichello 19932011 322
2 Inglaterra Jenson Button 20002017 307
3 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 306
4 Espanha Fernando Alonso 2001, 2003–presente 285
5 Finlândia Kimi Raikkonen 20012009, 2012–presente 265
5 Brasil Felipe Massa 2002, 2004–presente 263
6 Itália Riccardo Patrese 19771993 256
8 Itália Jarno Trulli 19972011 252
9 Escócia David Coulthard 19942008 246
10 Itália Giancarlo Fisichella 19962009 229

Vitórias[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Total de GPs Vitórias %
1 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 308 91 30%
2 Inglaterra Lewis Hamilton 2007–presente 201 60 29%
3 França Alain Prost 19801991, 1993 202 51 25%
4 Alemanha Sebastian Vettel 2007–presente 192 46 24%
5 Brasil Ayrton Senna 19841994 162 41 25%
6 Espanha Fernando Alonso 2001,2003–presente 286 32 11%
7 Inglaterra Nigel Mansell 19801992, 19941995 191 31 16%
8 Escócia Jackie Stewart 19651973 100 27 27%
9 Escócia Jim Clark 19601968 73 25 34%
9 Áustria Niki Lauda 19711979, 19821985 177 25 14%

Pole Position[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Total de GPs Poles %
1 Inglaterra Lewis Hamilton 2007–presente 201 69 34%
2 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 308 68 22%
3 Brasil Ayrton Senna 19841994 162 65 40%
4 Alemanha Sebastian Vettel 2007-presente 192 47 24%
5 Escócia Jim Clark 19601968 73 33 45%
6 França Alain Prost 19801991, 1993 202 33 16%
7 Inglaterra Nigel Mansell 19801992, 19941995 191 32 17%
8 Alemanha Nico Rosberg 20062016 206 30 15%
9 Argentina Juan Manuel Fangio 19501951, 19531958 52 29 56%
10 Finlândia Mika Hakkinen 19912001 165 26 16%

Voltas mais rápidas[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Total de GPs Voltas mais rápidas %
1 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 308 77 25%
2 Finlândia Kimi Räikkönen 20012009, 2012–presente 266 45 17%
3 França Alain Prost 19801991, 1993 202 41 20%
4 Inglaterra Lewis Hamilton 2007–presente 201 37 18%
5 Inglaterra Nigel Mansell 19801992, 19941995 191 30 16%
5 Alemanha Sebastian Vettel 2007-presente 192 30 16%
7 Escócia Jim Clark 19601968 73 28 38%
8 Finlândia Mika Hakkinen 19912001 165 25 15%
9 Áustria Niki Lauda 19711979, 19821985 177 24 14%
10 Argentina Juan Manuel Fangio 19501951, 19531958 52 23 44%
10 Brasil Nelson Piquet 19781991 208 23 11%
10 Espanha Fernando Alonso 2001,2003–presente 284 23 8%

Recordes múltiplos[editar | editar código-fonte]

Poles convertidas em vitórias[editar | editar código-fonte]

Piloto Quantidade
1 Alemanha Michael Schumacher 40
2 Inglaterra Lewis Hamilton 38
3 Brasil Ayrton Senna 29
3 Alemanha Sebastian Vettel 29
5 França Alain Prost 18
6 Inglaterra Nigel Mansell 17
7 Argentina Juan Manuel Fangio 15
7 Escócia Jim Clark 15
7 Alemanha Nico Rosberg 15
10 Espanha Fernando Alonso 14

Maior número de hat-tricks (Pole-position, melhor volta e vitória numa mesma corrida)[editar | editar código-fonte]

Piloto Quantidade
1 Alemanha Michael Schumacher 22
2 Inglaterra Lewis Hamilton 14
3 Escócia Jim Clark 11
4 Argentina Juan Manuel Fangio 9
5 França Alain Prost 8
Alemanha Sebastian Vettel
7 Itália Alberto Ascari 7
Brasil Ayrton Senna
9 Inglaterra Nigel Mansell 5
Inglaterra Damon Hill
Finlândia Mika Häkkinen
Espanha Fernando Alonso
13 Inglaterra Stirling Moss 4
Bélgica Jacky Ickx
Escócia Jackie Stewart
Brasil Felipe Massa
17 Inglaterra John Surtees 3
Austrália Jack Brabham
Áustria Niki Lauda
Brasil Nelson Piquet
Alemanha Nico Rosberg
22 Inglaterra Graham Hill 2
Inglaterra James Hunt
Estados Unidos Mario Andretti
França Jacques Laffite
Austrália Alan Jones
Áustria Gerhard Berger
Canadá Jacques Villeneuve
Brasil Rubens Barrichello
Finlândia Kimi Raikkonen
29 Itália Giuseppe Farina 1
Estados Unidos Bill Vukovich
Inglaterra Mike Hawthorn
Inglaterra Tony Brooks
Estados Unidos Phil Hill
Áustria Jochen Rindt
Suíça Jo Siffert
Suíça Clay Regazzoni
Suécia Ronnie Peterson
Canadá Gilles Villeneuve
Argentina Carlos Reutemann
Escócia David Coulthard
Colômbia Juan Pablo Montoya
Inglaterra Jenson Button

Maior número de grand-chelem (Hat-Trick com direito a vitória de ponta a ponta)[editar | editar código-fonte]

Piloto Quantidade
1 Escócia Jim Clark 8
2 Itália Alberto Ascari 5
Alemanha Michael Schumacher
Inglaterra Lewis Hamilton
5 Escócia Jackie Stewart 4
Brasil Ayrton Senna
Inglaterra Nigel Mansell
Alemanha Sebastian Vettel
9 Brasil Nelson Piquet 3
10 Argentina Juan Manuel Fangio 2
Austrália Jack Brabham
Finlândia Mika Häkkinen
Alemanha Nico Rosberg
14 Suíça Clay Regazzoni 1
Inglaterra Damon Hill
Áustria Gerhard Berger
Canadá Gilles Villeneuve
Bélgica Jacky Ickx
França Jacques Laffite
Suíça Jo Siffert
Inglaterra Mike Hawthorn
Áustria Niki Lauda
Inglaterra Stirling Moss
Espanha Fernando Alonso

Pódios[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Total de GPs Pódios %
1 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 308 155 50%
2 Inglaterra Lewis Hamilton 2007 –presente 201 112 56%
3 França Alain Prost 19801991, 1993 202 106 52%
4 Espanha Fernando Alonso 2001, 2003–presente 286 97 34%
5 Alemanha Sebastian Vettel 2007–presente 192 96 50%
6 Finlândia Kimi Raikkonen 20012009, 2012-presente 266 88 33%
7 Brasil Ayrton Senna 19841994 162 80 49%
8 Brasil Rubens Barrichello 19932011 326 68 21%
9 Escócia David Coulthard 19942008 247 62 25%
10 Brasil Nelson Piquet 19781991 207 60 29%

Pontos[editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Pontos
1 Inglaterra Lewis Hamilton 2007–presente 2485
2 Alemanha Sebastian Vettel 2007–presente 2343
3 Espanha Fernando Alonso 2001, 2003–presente 1842
4 Alemanha Nico Rosberg 20062016 1594,5
5 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 1566
6 Finlândia Kimi Räikkönen 20012009, 2012-presente 1498
7 Inglaterra Jenson Button 20002017 1235
8 Brasil Felipe Massa 2002, 2004– presente 1155
9 Austrália Mark Webber 2002-2013 1047,5
10 França Alain Prost 19801991, 1993 798,5

Pontos (Se a pontuação atual fosse aplicada desde 1950)[15][editar | editar código-fonte]

Piloto Temporadas Pontos
1 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 3890
2 Inglaterra Lewis Hamilton 2007–presente 2838
3 Espanha Fernando Alonso 2001, 2003–presente 2683
4 França Alain Prost 19801991, 1993 2483
5 Alemanha Sebastian Vettel 2007–presente 2529
6 Finlândia Kimi Raikkonen 20012009, 2012-presente 2416
7 Brasil Rubens Barrichello 19932011 1897
8 Brasil Ayrton Senna 19841994 1881
9 Inglaterra Jenson Button 20002017 1849
10 Alemanha Nico Rosberg 19942008 1741

Corridas como líder do mundial[editar | editar código-fonte]

Nesta contagem a Wikipedia em língua portuguesa desconsidera os trinta e cinco casos de empate na liderança do mundial de Fórmula 1.[nota 1]

Piloto Temporadas Total de GPs Corridas como líder do mundial
1 Alemanha Michael Schumacher 19912006, 20102012 308 117
2 França Alain Prost 19801991, 1993 202 77
3 Inglaterra Lewis Hamilton 2007–presente 202 63
4 Alemanha Sebastian Vettel 2007–presente 193 55
5 Espanha Fernando Alonso 2001, 2003–presente 287 50
6 Brasil Ayrton Senna 19841994 162 46
7 Áustria Niki Lauda 19711979, 19821985 177 41
8 Escócia Jackie Stewart 19651973 100 33
9 Argentina Juan Manuel Fangio 19501951, 19531958 52 32
10 Alemanha Nico Rosberg 20062016 206 29

Piloto do dia (concedido desde 2016)[editar | editar código-fonte]

Piloto Quantidade
1 Países Baixos Max Verstappen 9
2 Alemanha Sebastian Vettel 8
3 Austrália Daniel Ricciardo 3
4 França Romain Grosjean 2
México Sergio Perez
Finlândia Valtteri Bottas
Finlândia Kimi Raikkonen
Inglaterra Lewis Hamilton
9 Rússia Daniil Kvyat 1
Dinamarca Kevin Magnussen
Alemanha Nico Rosberg
Canadá Lance Stroll

Recordes dos GPs[editar | editar código-fonte]

Detalhes Recorde Info
Prova com o maior número de abandonos 25 Estados Unidos Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1951 (dos 33 pilotos que largaram, 25 não completaram a prova)
Prova com o maior número de abandonos (porcentagem) 85.7% Mónaco Grande Prêmio de Mônaco de 1996 (dos 21 classificados, 18 não receberam a bandeirada final.)
Prova com o Menor Número de Pilotos passando na linha de chegada 1 Mónaco Grande Prêmio de Mônaco de 1982
Prova com o Maior Número de Pilotos passando na linha de chegada 24 Espanha Grande Prêmio da Europa de 2011 (dos 24 pilotos inscritos, não houve nenhum abandono)
Prova com o Maior Número de pitstops 88 Hungria Grande Prêmio da Hungria de 2011
Prova com o Menor Número de pitstops 0 Países Baixos Grande Prêmio da Holanda de 1961
Prova com o Maior Número de Ultrapassagens (corrida sem chuva) 161 China Grande Prêmio da China de 2016
Prova com o Maior Número de Ultrapassagens (corrida com chuva) 144 Brasil Grande Prêmio do Brasil de 2012
Prova com o Menor Número de Ultrapassagens 0 Mónaco Grande Prêmio de Mônaco de 2003
Estados Unidos Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2005
Espanha Grande Prêmio da Europa de 2009
Rússia Grande Prêmio da Rússia de 2017
Prova com mais pilotos largando 34 Alemanha Grande Prêmio da Alemanha de 1953
Prova com menos pilotos largando apenas 6 pilotos, de 3 equipes Estados Unidos Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2005 (para atender o regulamento, 20 pilotos fizeram a volta de apresentação, mas 14 pilotos desistiram de correr e nem foram para o grid de largada)
Menor Margem de Vitória (cronometragem com 3 casas decimais) 0.011 seg Estados Unidos Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2002 (Brasil Rubens Barrichello para Alemanha Michael Schumacher)
Menor Margem de Vitória (cronometragem com 2 casas decimais) 0.01 s Itália Grande Prêmio da Itália de 1971 (Reino Unido Peter Gethin para Suécia Ronnie Peterson)
Menor Margem de Vitória (1o para o 3o colocado) 0.09 s Itália Grande Prêmio da Itália de 1971
Menor Margem de Vitória (1o para o 4o colocado) 0.18 s Itália Grande Prêmio da Itália de 1971
Menor Margem de Vitória (1o para o 5o colocado) 0.61 s Itália Grande Prêmio da Itália de 1971
Maior Margem de Vitória 2 voltas de vantagem do 1o pro 2o colocado Espanha Grande Prêmio da Espanha de 1969 (Reino Unido Jackie Stewart para Nova Zelândia Bruce McLaren)
Austrália Grande Prêmio da Austrália de 1995 (Reino Unido Damon Hill para França Olivier Panis)
Maior Margem de Vitória (pilotos na mesma volta) 5 min 12.75 sec de diferença do 1o colocado (Reino Unido Stirling Moss) pro segundo colocado (Reino Unido Mike Hawthorn) Portugal Grande Prêmio de Portugal de 1958
Maior média de velocidade (corrida) 247,585 km/h (153 842 mph) (Alemanha Michael Schumacher) Itália Grande Prêmio da Itália de 2003
Maior média de velocidade (treinos livres) 262,242 km/h (162 950 mph) (Colômbia Juan Pablo Montoya[16]) Itália Grande Prêmio da Itália de 2004
Maior média de velocidade (pole position) 260,395 km/h (161 802 mph) (Brasil Rubens Barrichello[16]) Itália Grande Prêmio da Itália de 2004
Maior Velocidade (corrida) 372,6 km/h (231 523 mph) (Colômbia Juan Pablo Montoya) Itália Grande Prêmio da Itália de 2005 (Colômbia Juan Pablo Montoya[17])
Maior Velocidade (treino classificatório) Finlândia Valtteri Bottas (378 km/h (234 878 mph)) Azerbaijão Grande Prêmio da Europa de 2016
Corrida mais curta disputada 16 voltas completadas e 14 válidas Grande Prêmio da Austrália de 1991 (Com apenas 16 voltas completadas e 14 válidas, o GP da Austrália de 1991 entrou para a história como a corrida mais curta disputada até hoje na Fórmula 1.[18])
Corrida completa mais curta disputada (ou seja, sem interrupção da bandeira vermelha) 1 h 14 min 19.838 s Itália Grande Prêmio da Itália de 2003
Corrida com o menor número de voltas para ser completada 12 voltas Alemanha Grande Prêmio da Alemanha de 1971 (disputado no circuito de Nürburgring Nordschleife, a prova toda foi disputada em 12 voltas.)
Corrida mais demorada da história (tempo) 70 laps,
4 h 4 min 39.537 s
Canadá Grande Prêmio do Canadá de 2011 (Interrompido várias vezes por causa das chuvas que caíram sobre o circuito, a prova durou 4h 04 min 39 s para ser completada, superando um recorde de sessenta anos que pertencia às 500 Milhas de Indianápolis de 1951, que na época fazia parte do calendário oficial da categoria.[19])
Prova com maior número de entradas do Safety Car 6 vezes[20] Canadá Grande Prêmio do Canadá de 2011
Prova com a menor velocidade média (média aritmética entre a distância percorrida e o tempo total de corrida) para o vencedor 74,864 km/h[20] Canadá Grande Prêmio do Canadá de 2011
Prova com maior número de pit stops para um vencedor O vencedor fez 6 pit stops[20] Canadá Grande Prêmio do Canadá de 2011
Prova com maior distância percorrida 200 laps,
500 mi (804 672 km)
Estados Unidos [[500 Milhas de Indianapolis de 1951 1951, 1952, 1953, 1954, 1955, 1956, 1957, 1958, 1959, e 1960
Prova com maior distância percorrida sem ser as 500 Milhas de Indianapolis 77 laps,
601,832 km (373 961 mi)
França Grande Prêmio da França de 1951
Prova com mais bandeiras vermelhas na classificação 4 Hungria Grande Prêmio da Hungria de 2016
Prova com o maior numero de pilotos cravando o mesmo tempo no treino classificatório 3 pilotos Espanha Grande Prêmio da Europa de 1997 (No treino classificatório para este GP, Jacques Villeneuve (Williams-Renault), Michael Schumacher (Ferrari) e Heinz-Harald Frentzen (Williams-Renault) marcaram exatamente 1:21,072. O regulamento definia que, quem obtivesse o tempo primeiro, poderia largar da pole-position. Como Villeneuve foi o primeiro dos três a marcar o tempo, foi pole.[21])
Grande Premio com maior média de idade dos pilotos inscritos média de 46 anos e 27 dias por piloto Suíça Grande Prêmio da Suíça de 1950
Grande Premio com maior numero de pilotos inscritos 34 concorrentes Alemanha Grande Prêmio da Alemanha de 1953
Grande Premio com o maior número de pilotos com o mesmo sobrenome inscritos 4 Grande Prêmio da Inglaterra de 1959 (4 pilotos com o sobrenome "Taylor" participaram desta prova, são eles: Trevor Taylor, Mike Taylor, Henry Taylor e Dennis Taylor[20])
Grande Premio com Mais Voltas Lideradas pelo Safety Car (com o Safety Car entrando com a corrida já em andamento) 27 voltas Canadá Grande Prêmio do Canadá de 2011
Grande Premio com Mais Voltas Lideradas pelo Safety Car (com o Safety Car entrando já na largada) 17 voltas Japão Grande Prêmio do Japão de 2007
Grande Premio com Menos Voltas Lideradas pelo Safety Car (em que este precisou "interceder" na corrida) 1 Volta Alemanha Grande Prêmio da Alemanha de 2000
Grande Premio com Mais Entradas do Safety Car 6 vezes Canadá Grande Prêmio do Canadá de 2011

Recordes das Temporadas[editar | editar código-fonte]

  • Temporada que foi encerrada mais tarde no ano: Temporada de 1962 - Ela foi encerrada no dia 29 de Dezembro daquele ano.[20]
  • Temporada que foi iniciada mais cedo no ano: Temporadas de 1965, 1966 e 1968 - Elas foram iniciadas no dia 01 de janeiro dos respetivos anos.[20]
  • Temporada encerrada com mais antecedência: 2002 (Michael Schumacher conquistou o pentacampeonato no GP da França , o décimo primeiro GP entre 17 corridas).
  • Temporada com Mais corridas disputadas: 2016 - 21 provas
  • Temporada com Menos corridas disputadas: 1950 e 1955 - 7 provas
  • Temporada com menor média de ultrapassagens - 2001 e 2005 - 9,9 por GP[22]
  • Temporada com a maior diferença entre o campeão e o vice: 2013 (Sebastian Vettel conquistou o tetracampeonato com 397 pontos, 155 à frente do vice-campeão, Fernando Alonso).
  • Temporada com a menor diferença entre o campeão e o vice: 1984 (Niki Lauda venceu Alain Prost, seu companheiro de equipe na McLaren, por meio ponto).[23]
  • Temporada com a menor diferença entre o campeão e o terceiro colocado: 2007 (Kimi Räikkönen ficou à frente de Lewis Hamilton e Fernando Alonso por apenas um ponto).
  • Temporada com mais vencedores diferentes: 1982 (11 vencedores).
  • Temporada com o maior número de vencedores diferentes: 1982, com onze pilotos diferentes vencendo pelo menos uma corrida (Alain Prost, Niki Lauda, Didier Pironi, John Watson, Riccardo Patrese, Nelson Piquet, René Arnoux, Patrick Tambay, Elio De Angelis, Keke Rosberg e Michele Alboreto).
  • Temporada com o maior número de vencedores diferentes nas primeiras corridas: 2012, com sete vencedores diferentes nas 7 primeiras corridas.
  • Temporada com o maior número de equipes vencedoras diferentes nas primeiras corridas: 2012, com cinco equipes vencedoras diferentes nas 5 primeiras corridas.

Outros recordes[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Idade[editar | editar código-fonte]

  • Pódio mais jovem: Sebastian Vettel, Heikki Kovalainen e Robert Kubica (GP da Itália de 2008 - média de idade: 23 anos e 350 dias).
  • Pódio mais velho: Giuseppe Farina, Luigi Fagioli e Louis Rosier (GP da Suíça de 1950 - média de idade: 46 anos e 263 dias).
  • Piloto com a maior diferença de anos entre a primeira e a última temporada: Rubens Barrichello (19 anos: 1993-2011).
  • Max Verstappen é o mais jovem a testar um carro de Fórmula 1 com dezessete anos e 2 dias. No caso, ele fez o teste com uma STR no primeiro treino do GP do Japão de 2014. Ele também é o piloto mais jovem da história da categoria, ao estrear com apenas 17 anos e 166 dias, e também é o piloto mais novo a subir ao pódio.
  • Louis Chiron é o mais velho a participar de um GP com 58 anos e 288 dias, apesar de não ter se classificado neste GP. Em corridas, o piloto mais velho a largar foi o francês Philippe Étancelin, que aos 55 anos e 191 dias, disputou o GP da França de 1952.
  • Max Verstappen é o mais jovem a pontuar em uma corrida com dezessete anos e 180 dias ao fazer pontos no GP da Malásia de 2015.
  • Max Verstappen foi o piloto mais jovem a conseguir um pódio com 18 anos e 228 dias.
  • Max Verstappen foi o piloto mais jovem a conseguir uma vitória, com 18 anos e 228 dias.[20]
  • Lance Stroll foi o piloto mais jovem a conseguir um pódio numa temporada de estreia, com 18 anos e 239 dias.
  • Luigi Fagioli foi o piloto mais velho a conseguir uma vitória, com 53 anos e 22 dias.[20]
  • Sebastian Vettel foi o mais jovem a conseguir uma pole position com 21 anos e 72 dias.
  • Giuseppe Farina foi o piloto mais velho a conseguir uma pole: 47 anos e 79 dias (GP da Argentina de 1954).
  • Max Verstappen foi o mais jovem a conseguir uma volta rápida com 19 anos e 44 dias.
  • Sebastian Vettel foi o piloto mais jovem a conseguir uma vitória e pole em uma mesmo GP com 21 anos e 73 dias.
  • Juan Manuel Fangio foi o piloto mais velho a conseguir uma vitória e pole na mesma corrida com 46 anos e 41 dias.
  • Sebastian Vettel foi o piloto mais jovem a conseguir um hat-trick com 21 anos e 353 dias.
  • Juan Manuel Fangio foi o piloto mais velho a conseguir um hat-trick com 46 anos e 41 dias.
  • Sebastian Vettel foi o piloto mais jovem a conseguir um grand-chelem com 24 anos e 119 dias.
  • Juan Manuel Fangio foi o piloto mais velho a conseguir um grand-chelem com 45 anos e 42 dias.
  • Sebastian Vettel se tornou o mais jovem vice-campeão em 2009 com 22 anos, 3 meses e 29 dias.
  • Sebastian Vettel é o mais jovem a levar uma multa da FIA ao levar ao passar do limite de velocidade dos boxes, enquanto acessava a pista pela primeira vez na carreira.
  • Líder de campeonato mais jovem: Lewis Hamilton (2007, aos 22 anos e 126 dias).

Mulheres[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Até 2017 foram trinta e dois casos de empate entre duplas de pilotos e três entre trios de pilotos na liderança do mundial de Fórmula 1.

Referências

  1. A equipe Renault saiu da Fórmula 1 e o filho de James Hunt , Freddie Hunt comprou o nome Lotus Renault em referencia a Lotus de Colin Chapman
  2. A equipe Sauber competiu sob nacionalidade suíça entre 1993 e 2005. Entre 2006 e 2009, correu sob tutela da BMW, voltando a correr com o nome original a partir de 2010.
  3. A equipe Arrows competiu com o nome Footwork entre 1991 e 1996
  4. A equipe Renault saiu da Fórmula 1 e o filho de James Hunt , Freddie Hunt comprou o nome Lotus Renault em referencia a Lotus de Colin Chapman
  5. A Benetton possuía licença britânica de 1986 a 1996 e italiana de 1997 a 2001
  6. A equipe Renault saiu da Fórmula 1 e o filho de James Hunt , Freddie Hunt comprou o nome Lotus Renault em referencia a Lotus de Colin Chapman
  7. A Benetton possuía licença britânica de 1986 a 1996 e italiana de 1997 a 2001
  8. A equipe Renault saiu da Fórmula 1 e o filho de James Hunt , Freddie Hunt comprou o nome Lotus Renault em referencia a Lotus de Colin Chapman
  9. A Benetton possuía licença britânica de 1986 a 1996 e italiana de 1997 a 2001
  10. A equipe Renault saiu da Fórmula 1 e o filho de James Hunt , Freddie Hunt comprou o nome Lotus Renault em referencia a Lotus de Colin Chapman
  11. A Benetton possuía licença britânica de 1986 a 1996 e italiana de 1997 a 2001
  12. A equipe Renault saiu da Fórmula 1 e o filho de James Hunt , Freddie Hunt comprou o nome Lotus Renault em referencia a Lotus de Colin Chapman
  13. A Benetton possuía licença britânica de 1986 a 1996 e italiana de 1997 a 2001
  14. A equipe Sauber competiu sob nacionalidade suíça entre 1993 e 2005. Entre 2006 e 2009, correu sob tutela da BMW, voltando a correr com o nome original a partir de 2010.
  15. «Michael Schumacher seria o maior pontuador desde os tempos, se o modelo atual de pontuação fosse aplicado desde 1950». globoesporte. Consultado em 4 de julho de 2016 
  16. a b «All time Formula One records». F1Technical.net. Consultado em 14 de novembro de 2010 
  17. «A Monza le F1 toccheranno i 370 km/h?». autosprint.corrieredellosport.it (em Italian). Autosprint. 2 de setembro de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2015. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  18. grandepremio.uol.com.br/ CAUSOS DA AUSTRÁLIA: A CORRIDA MAIS CURTA DA HISTÓRIA
  19. «GP do Canadá foi o mais longo da História na F-1». Lancenet. Consultado em 13 de junho de 2011 
  20. a b c d e f g h i j k l m n grandepremium.grandepremio.uol.com.br/ Os recordes mais inusitados da F1
  21. «GRAND PRIX RESULTS: EUROPEAN GP, 1997». GrandPrix.com. Consultado em 8 de setembro de 2015 
  22. esporte.uol.com.br/ Recorde de ultrapassagens na F-1 cria dilema e divide pilotos
  23. globoesporte.globo.com/ Separados por 0,5 ponto, Rubinho e Átila "revivem" duelo de 1984 da F-1
  24. globoesporte.globo.com/ Com pit stop de 1s92, Williams iguala recorde de parada mais rápida da F1
  25. Jonathan Noble (22 de junho de 2016). «Williams: dados mostram que pit stop de Massa é recorde». Mortsport.com. Consultado em 19 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]