Lana Del Rey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ultra-Violence (álbum))
Ir para: navegação, pesquisa
Lana Del Rey
Lana Del Rey no Jaguar F-Type,em Paris em 2014. [1]
Informação geral
Nome completo Elizabeth Woolridge Grant
Também conhecido(a) como
  • Lizzy Grant
  • May Jailer
Nascimento 21 de junho de 1986 (28 anos)[2] [3]
Origem Adirondacks, Nova Iorque[4]
País  Estados Unidos
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Instrumento(s)
Extensão vocal Contralto[5]
Período em atividade 2006—atualmente
Gravadora(s)
Página oficial lanadelrey.com

Elizabeth Woolridge Grant (Adirondack, 21 de junho de 1986),[2] conhecida por seu nome artístico Lana Del Rey, é uma cantora, compositora, modelo e atriz norte-americana.

Del Rey é conhecida por reinventar o estilo dos anos 1950 e 1960[6] e pela sua semelhança com as famosas pin ups do passado.[7] Lana é uma grande referencias na moda nessa geração,sem contar que para muitos Lana e um dos grandes Sex Symbols dessa geração.[8] [9] [10] [11] Ficou conhecida após postar o vídeo da canção "Video Games" em seu canal através do serviço VEVO e com o lançamento "Born to Die", as canções logo conseguiram se destacar em vários países do mundo no iTunes Store.

Lana Del Rey já havia lançado uma EP chamado Kill Kill em 2008 sob o nome Lizzy Grant. Lançou seu primeiro álbum de estúdio em janeiro de 2010, intitulado Lana Del Ray A.K.A. Lizzy Grant que foi vendido por um breve período antes de ser removido após a editora não poder mais promover o álbum.

Em 30 de janeiro de 2012, através das gravadoras Interscope Records e Stranger Records, lançou seu primeiro álbum de estúdio sob o nome artístico Lana Del Rey, intitulado Born to Die. O álbum gerou sete singles, sendo dois promocionais. No último bimestre de 2012, aconteceu o relançamento do álbum, que foi intitulado Born to Die - The Paradise Edition. Em 2012, o álbum original e seu relançamento totalizaram vendas de mais de 2,9 milhões de cópias, sendo o quarto mais vendido do ano.[12]

Lana Del Rey também tem sido comparada a Nancy Sinatra (filha de Frank Sinatra) pelos críticos de música, embora ela cite outros cantores como sua influência musical.[13] Após ficar conhecida no mundo inteiro, a interprete foi contratada pela empresa de moda "Next Model Management", pela empresa multinacional sueca H&M e pela marca de automóveis Jaguar.

A cantora tem recebido diversas nomeações a prêmios musicais, O álbum Born to Die foi bem recebido pela crítica especializada, fazendo com que ele ficasse entre os 50 melhores álbuns de 2012 segundo rankings de muitas revistas e jornais.[14] [15] Lana Del Rey fechou o ano de 201? sendo a personalidade mais procurada da internet de acordo com o Google. Foram 722.000.000 buscas que a deixaram na frente de cantoras como Rihanna, Adele, Cher e Lady Gaga.[16]

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Elizabeth Grant é filha do empresário norueguês Robert Grant e da advogada Pat Woolridge, na qual possui certa descedência francesa por linha materna. Lana Del Rey [17] [18] nasceu em Adirondack, Nova Iorque em 1985[19] , tendo crescido na cidade Lake Placid.[20] Del Rey, em seguida, participou da Fordham University, em Nova Iorque, estudando um ramo da filosofia conhecido como metafísica.[21] [22] [23] Após seu tio ter ensinado-lhe a tocar guitarra, ela percebeu que provavelmente poderia escrever um milhão de canções com essas seis cordas, e começou a se apresentar em clubes ao redor da cidade sob vários nomes, como Sparkle Jump Rope Queen e Lizzy Grant and the Phenomena.[24] Para dar início à sua transformação de Lizzy Grant.

Lana Del Rey em concerto ao vivo, em Amesterdão, 2011

Lana Del Rey, muda-se para Londres, passando 2010 em reuniões com gravadoras, que recusaram o seu trabalho.[25] No início da sua carreira o seu representante escolheu o nome artístico "Lana Del Rey", tendo a cantora comentado este fato dizendo que queria fazer parte de uma banda, mas que a editora e equipe queriam que fosse uma artista solo.[26] [27] [28] A própria artista descreve a sua personagem como uma "Nancy Sinatra gangster", ideia corroborada pelo que Lana transmite com a sua imagem, que apresenta cabelos compridos, lábios muito demarcados, lembrando o estilo da década de 60 e o glamour decadente do hollywood de antigamente.[29] Em 25 de abril de 2005, um Compact Disc com sete faixas foi registradas no United States Copyright Office sob o nome Elizabeth Woolridge Grant. Os títulos das faixas são presentemente desconhecidos.[30] Entre 2005 e 2006, o álbum Sirens foi gravado sob o nome de "May Jailer" e vazou em maio de 2012.[31] [32] [33] [34] [35]

David Kahne, produtor de Del Rey e também produtor de álbuns de Paul McCartney, Regina Spektor e Kelly Clarkson, elogiou as suas habilidades de voz e composição, dizendo que Lana é uma compositora inteligente, mas definitivamente com um ângulo muito poderoso sobre a imagem.[25] Del Rey foi aconselhada por um grupo de representantes e advogados durante cinco anos que buscavam o nome que melhor se adaptava a seu estilo musical. Lançou o EP chamado Kill Kill em 2009 sob o nome Lizzy Grant.[36] Gravou também um álbum intitulado Lana Del Ray, numa pequena editora com o produtor David Kahne, que foi vendido por um breve período antes de ser removido após a editora não poder mais promover o álbum.[37] A 2 de setembro de 2010, juntamente com Ray Davies, Juliette Lewis e Klaus Voormann grava, em Berlim, uma sessão MTV Unplugged com os Mando Diao. O concerto foi transmitido na televisão e lançado em CD/DVD, no final de 2010. Lana é conhecida por adornar as suas músicas e vídeos com um ato incrivelmente nostálgico pesado em temas americanos, incluindo imagens antigas de várias pessoas e lugares, como a ilha Coney Island, e artistas como Frank Sinatra e Marilyn Monroe.[38]

Born to Die e Paradise (2012–2013)[editar | editar código-fonte]

Del Rey no Festival Terra no Brasil em 2013.

Born to Die foi lançado em 30 de janeiro de 2012 pelas gravadoras Interscope Records e Stranger Records. Del Rey participa como co-compositora em todas as faixas. Uma semana antes do lançamento, o disco vazou na internet.[39] Born to Die chegou ao topo das paradas do iTunes em 18 países e se tornou, na França, o disco que vendeu mais rápido na história em formato digital.[40] O single "Video Games", é lançado em outubro de 2011,[41] precedendo o lançamento do seu álbum de estreia Born to Die, que foi lançado em 30 de janeiro de 2012, no Reino Unido, e a 31 de janeiro no resto do mundo.[42] A canção foi nomeada "Best New Track" pela Pitchfork Media e foi incluída na série de televisão Ringer.[43] O EP para os singles "Video Games"/"Blue Jeans" chegou à posição nº 5 no iTunes Albums Chart, apenas algumas horas após seu lançamento. A 11 de outubro de 2011, apresentou "Video Games" ao vivo no Later with Jools Holland, sendo a sua estreia na televisão britânica, depois de ter feito alguns concertos ao vivo, em que os bilhetes esgotaram em meia hora.[37] No dia 24 de outubro, foi anunciada como "The Next Big Thing", ou, "O Próximo Grande Sucesso", nos prémios Q.[44] A banda Bombay Bicycle Club fez uma versão de "Video Games" no programa da BBC Radio 1 Live Lounge, [45] a banda britânica Kasabian, fez também uma versão da canção no mesmo programa, durante a digressão Student Tour.[46]

Lana Del Rey em concerto ao vivo, em Nova Iorque, 2011.

O primeiro compacto obteve um bom desempenho comercial, atingindo a primeira posição na Alemanha, e ficando entre as dez mais tocadas na Áustria, Bélgica, Holanda, França, Irlanda, Suíça e no Reino Unido.[47] A canção foi divulgada com um videoclipe realizado e editado pela própria cantora. Lana utilizou fragmentos de vídeo com skates, desenhos animados, cenas da atriz Paz de la Huerta bêbada, e ainda, a própria em frente a uma câmara, tendo para essas cenas, usado uma webcam.[48] O segundo single, "Born to Die", lançado em dezembro de 2011, recebeu uma recepção positiva da crítica, sendo no Reino Unido número 9, o que fez com que tivesse dois singles entre as dez primeiras posições num único ano.[49] A próxima faixa lançada, "Blue Jeans", teve um desempenho considerável nas paradas, alcançando boas posições nos gráficos da Austrália,[50] da França e de Portugal.[51] [50] O compacto "Summertime Sadness" conseguiu estar entre as dez primeiras posições da Áustria,[52] Alemanha,[53] Israel e Suíça.[54] [55] Em junho de 2012, a canção foi certificada de disco de ouro pela Bundesverband Musikindustrie (BVMI), por mais de 150 mil cópias vendidas na Alemanha.[56] Também foi autenticada de disco de ouro na Suíça, de acordo com a IFPI Schweiz,[57] e na Áustria de acordo com a IFPI Austria, por mais de 15 mil exemplares.[58] O último single do álbum foi a faixa "National Anthem".

A 15 de junho de 2012, a canção "Ghetto Baby" escrita por Lana Del Rey esteve inclusa no álbum da cantora Cheryl Cole, intitulado A Million Lights.[59] [60] [61] Em julho de 2012, Lana anunciou que haveria um relançamento do álbum, sob o nome Born To Die - Paradise Edition, e contaria com sete faixas inéditas.[62] [63] A reedição foi lançado mundialmente em 09 de novembro de 2012.[64] Lana Del Rey também lançou um EP intitulado Paradise que estrou em novembro vendendo mais de 151 mil cópias na primeira semana.[65] [66] Quase uma semana após o vídeo ter estreado, o single da canção foi lançado nas rádio tornou-se disponível para compra.[67] Após o lançamento, "Ride" ficou entre as dez primeiras posições das paradas musicais da Russia e da Bélgica.[68] [69] "Cola" serviu como a segunda faixa lançada.

Lana del Rey faz parte dos artistas convidados a integrarem a banda sonora do filme The Great Gatsby, dirigido por Baz Luhrmann, juntamente com outros artistas como Beyoncé, Fergie, Florence and the Machine e Gotye. Lana contribuiu com a sua canção Young & Beautiful, inicialmente destinada a integrar Paradise Edition. A canção que foi lançada oficialmente no dia 23 de abril, e seu vídeo oficial em 10 de maio, alcançou a posição 22 do ranking da Billboard, sendo a posição mais alta que a cantora conseguiu alcançar. O álbum foi lançado no dia 7 de maio de 2013, três dias antes do lançamento do filme.

No dia 2 de julho de 2013, o remix de Summertime Sadness feito pelo DJ francês Cedric Gervais alcançou a posição 6 da Billboard, ultrapassando Young and Beautiful e se tornando um dos hits mais icônicos da cantora, ganhando um grammy de Melhor Gravação Remixada, Não Clássica.

Ultraviolence e Once Upon a Dream (2014–atualmente)[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de Janeiro de 2014, Lana Del Rey anunciou que cantaria a música tema do filme Malévola, Once Upon a Dream, um cover da versão original do filme A Bela Adormecida, da Disney.

A cantora revelou o nome do terceiro álbum no lançamento de seu curta metragem, “Tropico", com o nome "Ultraviolence". No dia 7 de maio de 2014, Lana divulgou em seu canal do Youtube um vídeo com a nova música de seu álbum, "West Coast", o vídeo possui 4 minutos e repete cenas de Lana na praia e em um carro. No dia 25 de Maio de 2014, o áudio da canção "Shades of Cool" foi lançado no YouTube, seguido da canção "Ultraviolence", que dá nome ao álbum, no dia 4 de junho, e finalmente, pela canção "Brooklyn Baby" no dia 8 de junho. No dia 17 de Junho de 2014, Lana divulgou, em seu canal do YouTube, o videoclipe oficial de sua música ''Shades of Cool''.

O álbum foi lançado no dia 17 de Junho de 2014, estreando como número 1 em doze países, incluindo Reino Unido e Estados Unidos, e alcançando o 1º lugar da Billboard. "Ultraviolence" foi considerado um ícone da música atual, vendendo cerca de 200,000 cópias na primeira semana, e tendo a melhor venda de um álbum feminino na primeira semana desde 2013, com o álbum Beyoncé, da cantora Beyoncé Knowles.[70]

No dia 27 de Junho de 2014, a cantora divulgou o nome do seu próximo álbum, intitulado "Music to Watch Boys to".[71]

Estilo musical e influências[editar | editar código-fonte]

Noah Levy, editor sênior da revista In Touch Weekly, notou que sua dedicação e talento são inegáveis, citado como dizendo: "Eu acho que ela se preocupa com a arte que ela está criando. Eu não acho que é falso em tudo."[72] O estilo musical de Lana del Rey tem-se demarcado pelo seu som cinemático e nostálgico, com referências a diversos aspectos da cultura pop, com grande incidência na música americana dos anos 1950 e 1960.[73] A própria artista, descreve a sua personagem como uma "Nancy Sinatra gangster" e a "Lolita perdida na floresta".[74] [73] Lana Del Rey tem vindo a enumerar diversos artistas como suas influências, entre eles, Allen Ginsberg, Elvis Presley, Amy Winehouse, Britney Spears, Nina Simone, Green Day, Nirvana, Leonard Cohen, Bob Dylan, The Beach Boys, Antony and the Johnsons, Kurt Cobain e Eminem .[75] [38]

Seus filmes favoritos, The Godfather, The Godfather II e Beleza Americana também inspiraram o seu estilo musical.[76] Inspirada pela poesia, Del Rey cita Walt Whitman e Allen Ginsberg como instrumentos para suas composições. Antes de se tornar cantora, Del Rey queria ser uma poeta.[77] [78] [79] Lana inspira-se, também, nos livros de Vladimir Nabokov, nomeadamente a sua obra prima Lolita, tendo inclusive uma canção com o mesmo nome que a obra e outras canções como Off to the Races, em que canta a frase icónica com que o livro abre, "Light of my life, fire of my loins". A paixão por Nabokov e Whitman é tão grande que a cantora tem uma tatuagem que diz "Nabokov Whitman".

Imagem pública[editar | editar código-fonte]

Lana Del Rey e o Jaguar F-Type, no Mundial do Automóvel, em 2012.

Em 2011, foi contratada pela empresa de moda "Next Model Management", estando ao lado de Ali Lohan (irmã de Lindsay Lohan), Alexa Chung e Solange Knowles.[80] [81] Em 2011, Lana Del Rey se destacou como capa da revista Q Magazine,[82] e em 2012 na Billboard.[83] A cantora também posou para capa da revista Vogue italiana, em qual se inspirou nos filmes do espião 007 dos anos 60. Del Rey usou vestidos vintage e penteados retrô.[84]

Em 2012 a empresa multinacional sueca H&M confirmou que Del Rey seria modelo da campanha de outono e que gravaria uma versão da música "Blue Velvet", um clássico dos anos 50, que foi interpretada pela cantora para promover a marca em um comercial televisivo.[85] Em 22 de agosto de 2012, os executivos anunciaram que Del Rey endossaria seu novo Jaguar F-Type, que foi revelado por Del Rey no Paris Motor Show, em setembro de 2012. Adrian Hallmark, diretor da Jaguar, marca global, explicou sua escolha, dizendo Del Rey teve "uma mistura única de autenticidade e modernidade."[86] [87] [88] [89]

Em abril de 2013, Lana Del Rey foi capa da revista francesa L'Officiel. As fotos foram da fotografa Nicole Nodland e a direção de estilo de Vanessa Bellugeon.[90] A cantora pousou para as fotos em um estilo diferente, sendo romântica e sugerindo relação entre sexo e religião, ela segura rosas vermelhas, ajoelha na cama, parece levitar do chão enquanto se assemelha a um anjo negro.[91] Robbie Daw do portal Idolator comentou que as fotos são como "um paraíso visual para os olhos".[90]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns
Ano Álbum Formato(s) Gravadora(s)
2010 Lana Del Ray A.K.A. Lizzy Grant DD 5 Points Records
2012 Born to Die CD, LP, DD Interscope, Polydor, Stranger
2014 Ultraviolence LP, CD, DD Interscope
Extented Play(s)
Ano Álbum Formato(s) Gravadora(s)
2008 Kill Kill CD, DD 5 Points Records
2012 Lana Del Rey DD Stranger, Interscope
Paradise CD, LP, DD Interscope, Polydor, Stranger, Universal Music
2013 Tropico DD, CD Polydor, Interscope

Videografia[editar | editar código-fonte]

Ano Papel Filme Nota
2012 Lisa Poolside Curta-metragem
2013 Eve Tropico Curta-metragem

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Lana Del Rey afirmou ter sofrido de dependência de álcool na adolescência. Aos 15 anos, seus pais a enviaram para um internato em Connecticut, onde ela estudou por três anos e atingiu a sobriedade. Ela falou sobre o assunto em setembro de 2012, numa entrevista com GQ Magazine: "Eu bebia muito na época. Gostava de beber todos os dias. Eu bebia sozinha, e achava o conceito daquilo tão legal. Uma grande parte do que escrevi em Born To Die é sobre esses anos. Quando escrevo sobre uma perda que tive, eu estou falando sobre o álcool, porque esse foi o primeiro amor da minha vida. Meus pais estavam preocupados, e eu também. Eu sabia que aquilo havia virado um problema quando percebi que gostava mais de fazer aquilo do que qualquer outra coisa. Eu pensei, 'eu estou fodida. Eu estou totalmente fodida'. Em um momento, é bom e você acha que tem um lado obscuro, e é interessante, mas então você percebe que esse lado escuro ganha cada vez mais força se você decidir entrar nele. Foi a pior coisa que já aconteceu comigo." [92] [93] [94] [95]

Ainda sobre o assunto, em entrevista para a revista NYLON em 2013, Lana disse: "Às vezes quando escrevo sobre meu sentimento, estou na verdade escrevendo sobre como me sentia quando estava embriagada, o que era bom até não funcionar mais. Pensar em nunca mais beber foi muito assustador, mas uma vez que parei não foi mais difícil, porque todos esses milagres aconteciam e me lembravam que estava no caminho certo."[96] [97]

Apesar de ter nascido em Adirondack, cresceu em Lake Placid, uma pequena cidade no extremo norte do estado de Nova York. Em entrevista para o site australiano "The Age" ela disse :“É o local mais frio do país”. “É muito insular, muito tranquilo. Não tinha grandes lojas, não tínhamos TV.” Seus pais, Robert e Pat Grant, abandonaram carreiras lucrativas em publicidade em Nova York. Robert tornou-se um agente imobiliário e mais tarde um empresário de internet, enquanto Pat tornou-se professora. Del Rey é a mais velha de três irmãos, e seu irmão mais novo e uma irmã, Charlie e Caroline, agora compartilham uma casa com ela em Los Angeles. Caroline, uma fotógrafa talentosa, é responsável por muitas das imagens mais conhecidas da Lana e suas capas. [98] [99] [100]

Também em entrevista para o "The Age" ela disse que Lake Placid era um lugar difícil de ser um adolescente com ambições artísticas: “Eu realmente queria ser uma cantora. Foi difícil porque…” Ela para e começa de novo. “Eu não gostaria de dizer nada de ruim sobre isso porque é a minha casa, mas eu amo cidades. Viver no Bronx era o paraíso. Eu morei em Nova Jersey. Morei no Brooklyn, e foi quando eu realmente voltei para casa.” [98] [99] [100]

Quando completou 15 anos começou a sair o tempo todo e a faltar à escola, época em que vários problemas lhe foram gerados, inclusive o do vício em álcool : “Eu estava redirecionando minha energia. Comecei a sair o tempo todo e faltar à escola um pouco e sim, eu me meti em problema.” , ela diz. O conflito com os professores na escola, onde sua mãe também lecionou, fato que, além do vício de Lana Del Rey em álcool, também levou seus pais a mandarem ela para um internato particular em Connecticut; seu tio tinha tomado recentemente uma posição lá como funcionário de admissão, e ele ajudou a organizar a ajuda financeira.

Sobre seu tio ela disse na entrevista“Eu estava sozinha, mas eu tinha esse professor que era meu único amigo na escola. Seu nome era Gene. Ele nos leu ‘Leaves of Grass’ e lemos ‘Lolita’ em sala de aula, e isso mudou meu mundo, que era uma mundo realmente solitário. Eu não tinha uma conexão com ninguém na sala de aula e quando eu encontrei esses escritores, eu sabia que eles eram meu povo.”, diz ela. Gene era apenas alguns anos mais velho que ela, saído da Universidade de Georgetown. “Ele iria me liberar e ouviríamos Tupac e outras coisas em seu carro e ele iria me ensinar sobre filmes antigos, como ‘Cidadão Kane’. Ele me ensinou tudo.” [98] [99] [100]

Desde então, se tornou colecionadora de primeiras edições de livros clássicos, incluindo uma primeira edição autografada de Howl por Allen Ginsberg. Os nomes de suas fontes de inspiração são tatuados em seu corpo: “Whitman” e “Nabokov”, homenagens aos escritores que Gene apresentou-a, em seu antebraço direito; “Chateau Marmont”, o famoso hotel de Hollywood. “Nina” e “Billie” estão acima do seu peito esquerdo, por Billie Holiday e Nina Simone, seus cantores favoritos. Sobre a tatuagem disse: “Eu só gosto da ideia de mantê-los por perto. Eu gosto da ideia deles vindo em turnê comigo.” .“Isso me faz feliz.” [98] [99] [100]

Depois de seus problemas na adolescência, Del Rey ingressou na Fordham University, no Bronx, para estudar filosofia e começou a ser voluntária em programas de reabilitação para mendigos e viciados em drogas e álcool. Chegou até a viajar para o outro lado do país para pintar e reconstruir casas numa reserva natural americana. Nesta época ela também começou a cantar em clubes de Williamsburg e do Lower East Side, como o Laila Lounge, Galapagos, The Living Room e Bitter End." [101] [102]

Mas a vida de estudante na faculdade não durou muito tempo, já que a Lana Del Rey se sentia fora desse tipo de vida. Aquilo não era para ela. Concluiu então o bacharelado e foi o suficiente para ela dar adeus à faculdade e decidir ir morar sozinha. [98] [99] [100]

Com os $10.000 que recebeu com o seu primeiro contrato de gravação, ela alugou um trailer na cidade de Nova Jersey de North Bergen por $400 ao mês, e dedicou-se à composição e gravação de vídeos. Seus pais tinham “expectativas tradicionais” para a sua carreira, que foram “orientados para me manter segura” depois da sua adolescência problemática, por isso “mais do meu mundo musical foi mantido em segredo… Eu não quero dizer que era uma perspectiva sem valor, mas temos enfermeiros na família, e professores, o que era uma profissão de mais confiança.”, diz Lana Del Rey. [98] [99] [100]

Em sua mão esquerda, Del Rey tem a letra "M" tatuada, uma homenagem a sua avó, Madeleine, e a palavra "paradise".[103] Na mão direita, tem a frase "trust no one".[104] Ela também tatuou "die young" em seu dedo anelar direito. [105] Em uma entrevista, Lana Del Rey revelou o seu significado: “Eu a uso como forma de inspiração para viver cada dia como se fosse o meu último. É apenas uma inspiração para me manter jovem em minha mente, mesmo que eu me sinta cansada e velha.” Ela também admitiu que a tatuagem não deve ser interpretada literalmente.  Lana Del Lovers: Tatuagens de Lana Del Rey. Página visitada em 10/05/2014.

Del Rey também possui mais duas tatuagens, são elas: "Nabokov Withman", localizada no braço direito e "Chateau Marmont", localizada no braço esquerdo. A primeira, é uma tatuagem em homenagem ao escritor Vladimir Nobokov e ao poeta Walt Whitman. Ambos são influências para a cantora. Já a segunda, é uma homenagem ao local onde Lana Del Rey passou grande parte de sua vida, no luxuoso hotel Chateau Marmont. Lana Del Lovers: Tatuagens de Lana Del Rey. Página visitada em 10/05/2014. Lana Del Rey Tattoos. Página visitada em 10/05/2014.

Em numerosas ocasiões, Del Rey foi acusada de ter feito rinoplastia e aumento dos lábios, o que ela nega.[106] [107] [108] Desde agosto de 2011, namora o músico Barrie-James O'Neill, vocalista da banda Kassidy.[109] [110] O romance acabou em junho de 2014. Atualmente Del Rey esta namorando o fotografo italiano Francesco Carrozzini. Quanto a sua religião, em uma entrevista a um veículo de comunicação alemão disse: "Eu sou católica. Gosto de cantar na igreja, pois amo os hinos, canções de Natal. 'Noite Feliz', é particularmente linda."[111]

Apresentações[editar | editar código-fonte]

Em 14 de setembro 2011, Del Rey realizou um "show secreto" em Brooklyn, Nova Iorque na Galeria Glasslands. A cantora também apresentou-se na Holanda através do programa televisivo De Wereld Draait Door e no programa britânico Later... with Jools Holland.[112] [113] Em 2012 Del Rey faz uma série de espectáculos pela Europa, sendo atração em diversos festivais de verão, como o Festival da Ilha de Wight,[114] o Sónar, em Barcelona, e o Hove Festival, na Noruega.[115] Del Rey se apesentou no Super Bock Super Rock, em Portugal.[116] A cantora abriu o show com a canção "Blue Jeans", onde surgiu mais comparações a cantora britânica Amy Winehouse.[117]

Uma nova performance foi realizada no Le Grand Journal, na França, no dia 30 de janeiro de 2012.[118] Em 28 de abril, ela executou a faixa na primeira temporada do The Voice UK — a gravação foi ao ar no dia seguinte, na BBC One.[119] Del Rey também apresentou a obra no festival londrino Lovebox em 16 de junho.[120] No Reino Unido, em 13 de julho a interprete se apresentou no Latitude festival.[121] Em 15 de julho de 2012, Del Rey mais uma vez demonstrou que não está de brincadeiras como muitos falavam, ela se apresentou no Melt! Music Festival na Alemanha, onde mais uma vez fumou e bebeu no palco.[122]

Em 2013 Lana, começou a segunda turnê Paradise Tour 34 datas foram anunciadas para turnê européia de Lana Del Rey, que esteve prevista para ser realizada em 2013, de abril a junho. Os países serão a Alemanha, Suécia, Noruega, Dinamarca, Áustria, França, Luxemburgo, Suíça, Itália, Espanha, Inglaterra, Escócia, Irlanda, Holanda, Bélgica, Lituânia, Rússia e Ucrânia.[123]

Apresentação no Saturday Night Live[editar | editar código-fonte]

Lana Del Rey com seus fãs no dia da apresentação no Saturday Night Live.

Em 14 de janeiro de 2012, Del Rey cantou as canções "Video Games" e "Blue Jeans" no programa de televisão Saturday Night Live, do canal estado-unidense NBC.[124] [125] Sua apresentação, recebeu muitas críticas negativas, por ela estar nervosa e por sua desafinação.[126] [127] A atriz Juliette Lewis postou em seu twitter: "Uau, ver essa "cantora" no Saturday Night Live é como assistir uma criança de doze anos fingindo cantar e dançar no quarto",[128] ao passo que no dia seguinte, Lewis escreveu novamente na rede social: "Acordei cantando a música da Lana Del Rey! Que melodia incrível e assombrosa! Apesar do meu gosto sobre ela ao vivo, ela é uma ótima nova compositora. Fim."[129] O redator da NBC, Brian Williams, afirmou que a apresentação de Del Rey foi a pior performance de toda a história do Saturday Night Live.[130] O ator Daniel Radcliffe, que estava apresentando o programa no dia da apresentação de Del Rey, saiu em defesa da cantora afirmando que as críticas eram menos sobre sua apresentação no programa, e mais sobre o seu passado e sua família."[131] Matthew Perpetua, da revista Rolling Stone, comentou em defesa da cantora dizendo que: "Apesar de Del Rey estar nervosa e ansiosa ao mesmo tempo, quando tocava a música ao vivo, a cantora cantava com uma confiança considerável."[132] Após as críticas negativas, foi anunciado que a sua turnê seria adiada. Foi publicado no jornal O Globo que "Lana Del Rey ficou muito triste". Eles perceberam que ela precisa de tempo para esfriar a cabeça e depois disso voltar a vender ingressos para shows."[126] [133] Os vídeos da apresentação no programa foram mais tarde enviados para a conta da cantora no Vevo.[125] [124]

O curta-metragem "Tropico"[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de dezembro de 2013, Lana Del Rey lançou seu primeiro e tão aguardado curta-metragem intitulado "Tropico". Ele conta a história de Adão e Eva nos tempos atuais , desde o Jardim do Éden, até chegar à Los Angeles dos dias atuais. O vídeo traz um visual sombrio e de temas bíblicos como a história de Adão e Eva, baseando-se no pecado e na redenção. "Tropico" também traz Lana Del Rey em diversas situações diferentes. Em uma delas, ela se encontra no Jardim do Éden, onde estão presentes também, Elvis Presley, Jesus Cristo e Marilyn Monroe e em seguida, a cantora, que interpreta Eva no curta, cai em um clube de striptease em Los Angeles junto com Adão. "Tropico" traz três músicas presentes no EP "Paradise". São elas: "Body Eletric", "Gods and Monsters" e "Bel Air". "Tropico" foi escrito pela própria cantora e dirigido por Anthony Mandler, que já havia trabalhado com Del Rey nos clipes de "National Anthem" e "Ride". O modelo Shaun Ross participou do curta interpretando Adão. O irmão de Lana Del Rey, Charlie Grant, também fez uma curta aparição no vídeo. "Tropico" possui 27 minutos de duração. [134]

"Tropico" foi primeiramente exibido no Cinerama Dome em Hollywood, Los Angeles, Califórnia, em sua Première . Lana Del Rey utilizou suas redes sociais para divulgar o evento e convidar os fãs para que assistissem ao curta junto com ela. Ela distribui ingressos grátis para todos os fãs que aguardavam na fila do local e custeou todo o evento sozinha. Um dia depois, "Tropico" foi divulgado no site oficial da VEVO e alguns dias depois, foi novamente divulgado no canal oficial da cantora no You Tube, obtendo mais de 1 milhão de acessos. [135] [136]

Dias depois, Lana Del Rey lançou um EP no Itunes, intitulado "Tropico", contendo o vídeo do curta-metragem e todas as músicas presentes no mesmo.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Em 2011, Lana Del Rey lançou seu primeiro single, "Video Games". No mesmo ano a interprete foi premiada no Q Awards na categoria Q's Next Big Thing, e foi nomeada ao Virgin Media Music Awards na categoria Best New Artist.[137] Em 2012 lançou o segundo álbum de estúdio de sua carreira, Born to Die. A cantora foi nomeada ao BRIT Awards na categoria International Breakthrough Act, vencendo-a. Lana Del Rey recebeu duas indicações no ECHO Awards nas categorias International Newcomer e Hit of The Year, porém não ganhou em nenhuma.

A canção "Video Games" venceu algumas categorias em diversos prêmios, se destacando no Ivor Novello Awards que venceu na categoria Best Contemporary Song. A cantora recebeu três nomeações no MTV Europe Music Awards, tendo vencido apenas na categoria Best Alternative. No UK Music Video Awards a interprete recebeu três indicações, sendo que as canções "Blue Jeans", "National Anthem" e "Born to Die" foram nomeadas na mesma categoria, tendo sido "Born to Die" a vencedora.[138] Lana Del Rey também foi indicada no World Music Awards em quatro categorias.[139] [140] [141] [142]

Em 2013, a música "Young And Beautiful" de Lana Del Rey, que faz parte da trilha sonora do filme "The Great Gatsby", foi indicada a pré-lista do Oscar de 2014, mas não entrou para a lista oficial. Também em 2013, Lana Del Rey foi pré indicada a 7 categorias do Grammy Awards de 2014, mas na lista oficial foi indicada a três delas, sendo elas a categoria de Melhor Álbum Pop Solo, com o álbum "Paradise", a de Melhor Canção Escrita Para Mídia Visual com a música "Young And Beautiful" , e vencendo a de Melhor Gravação Remixada, Não-Clássica com o remix de "Summertime Sadness" feito pelo DJ francês, Cedric Gervais. [143] [144] [145]

Ano Prémio Categoria Indicação Resultado
2011 Q Awards[44] Q's Next Big Thing Lana Del Rey Venceu
2012 Brit Awards[146] International Breakthrough Act Lana Del Rey Venceu
MTV Video Music Awards[147] Best New Act Lana Del Rey Nomeada
Best Push Act Lana Del Rey Nomeada
Best Alternative Lana Del Rey Nomeada
NME Awards[148] Best New Band Lana Del Rey Nomeada
Best Song "Video Games" Nomeada
Best Video "Video Games" Nomeada
ECHO Awards[149] Hit of The Year "Video Games" Nomeada
International Newcomer "Born to Die" Nomeada
Ivor Novello Awards[150] Best Contemporary Song "Video Games" Venceu
MTV Europe Music Awards[151] Best Alternative Lana Del Rey Venceu
UK Music Video Awards[152] Best Cinematography In A Video "Blue Jeans" Nomeada
Best Pop Video - International "Born to Die" Venceu
"National Anthem" Nomeada
"Blue Jeans" Nomeada
2013 Brit Awards International Female Solo Artist Lana Del Rey Venceu
ECHO Awards Revelação Internacional Lana Del Rey Venceu
Melhor Artista Rock/Pop internacional Lana Del Rey Nomeada
2014 56° Grammy Awards Melhor Álbum Pop Vocal Paradise (EP) Nomeada
Melhor Canção Escrita para Mídia Visual "Young and Beautiful" Nomeada
Melhor Gravação Remixada, Não-Clássica "Summertime Sadness" Venceu

Referências

  1. Finalist List-Billboard Music Awards 2014 (BBMA Finalist). Billboard. Página visitada em April 9, 2014.
  2. a b Vogue Italia
  3. 18 Things You Learn After Two Long Days With Lana Del Rey
  4. FULL INTERVIEW – LANA DEL REY FOR NYLON MAGAZINE. Lana Del Rey Online. Página visitada em 16 de novembro de 2013.
  5. OMG, have you heard Lana Del Rey?. The Declaration. Página visitada em 6 de março de 2012.
  6. Estilo da cantora Lana Del Rey. portaisdamoda.com.br. Página visitada em 25 de novembro de 2013.
  7. Jotabê Medeiros (/16/6/2013). Lana Del Rey, a pin up do pop, vem ao Brasil em novembro. estadao.com.br.
  8. Lukas Clark-Memler. "The Creation of Lana Del Ray tentation of Sex Symbol Status", 2012-03-03. Página visitada em 2014-03-09.
  9. Lana Del Rey - AskMen. Askmen.com.
  10. Johnson, Randal; Stam, Robert. In: Randal. Brazilian Cinema. [S.l.]: Columbia University Press, January 1995. p. 232. ISBN 978-0-231-10267-4
  11. Flexner, Stuart Berg; Soukhanov, Anne H.. Speaking freely: a guided tour of American English from Plymouth Rock to Silicon Valley. [S.l.]: Oxford University Press, 1997. p. 373. ISBN 0-19-510692-X
  12. Veja os discos mais vendidos do ano. O Debate. Página visitada em 08 de janeiro de 2012.
  13. Lana Del Rey's Official Facebook Page. Página visitada em 22 de dezembro, 2011.
  14. NME‘s 50 Best Albums Of 2012. Stereogum. Página visitada em 08 de janeiro de 2012.
  15. Album of the Year. Página visitada em 08 de janeiro de 2012.
  16. Lana Del Rey, Rihanna e Cher são as mulheres mais populares da internet; veja lista. Revistas Caras. Página visitada em 08 de janeiro de 2012.
  17. Rising: Lana Del Rey | Features (8 de setembro de 2012). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  18. One to watch: Lana Del Rey. The Guardian (8 de setembro de 2012). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  19. FULL INTERVIEW – LANA DEL REY FOR NYLON MAGAZINE. Lana Del Rey Online. Página visitada em 16 de novembro de 2013.
  20. Introducing… Lana Del Rey (8 de setembro de 2012). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  21. Sowray (10 de fevereiro de 2012). Lana Del Rey Biography, Quotes and Facts. Vogue. Condé Nast Publications. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  22. Smart, Gordon. Lana Del Rey: I've ended up good friends with lots of fans ...we got out to dinner. The Sun. News International. Página visitada em 17 de outubro de 2012.
  23. Hopper, Jessica. Deconstructing Lana Del Rey. Spin. Buzz Media. Página visitada em 17 de outubro de 2012.
  24. Savage (27 de janeiro de 2012). Love, the law, and Lana Del Rey. Página visitada em 20 de junho de 2012.
  25. a b Lana na Billboard. Billboard. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  26. Rob Jackson (abril 2008). The Domain Giant You Didn’t Know. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  27. Hypnotic New Album from Domainer's Daughter Lana Del Ray (AKA Lizzy Grant) Now Available on iTunes (8 de setembro de 2012). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  28. Steve Bateman (08-09-2011). Interview Lana Del Rey. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  29. The new Nancy Sinatra or is Lana Del Rey just a fake?. Daily Mail. Página visitada em 10-01-2012.
  30. Registration Number / Date: PAu002950687 / 2005-04-25. digitalspy.com (2005). Página visitada em 21 de agosto de 2012.
  31. Spinner: Lana Del Rey, May Jailer: Did Singer Have ANOTHER Alter Ego? (2012). Página visitada em 31 de maio de 2012.
  32. Another early album from Lana Del Rey leaks online?. NME (2012). Página visitada em 30 de julho de 2012.
  33. LISTEN: Unheard Lana Del Rey Album Leaks Online. entertainmentwise.com (2012). Página visitada em 30 de juilho de 2012.
  34. Lana Del Rey's May Jailer 'Sirens' album leaks in full. digitalspy.com (2012). Página visitada em 30 de julho de 2012.
  35. Lana Del Rey's first album 'Sirens' leaks. strut.com (2012). Página visitada em 30 de julho de 2012.
  36. Felicia C. Sullivan: Interview: Singer/Songwriter Lizzy Grant on Cheap Thrills, Elvis, The Flamingos, Trailer Parks, and Coney Island. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  37. a b Rosie Swash (8 de setembro de 2012). One to watch: Lana Del Rey | Music | The Observer. The Guardian. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  38. a b Biography. The Guardian. Página visitada em 02-01-12.
  39. Faltando menos de uma semana para o lançamento, álbum de estreia de Lana Del Rey vaza na internet. 24 de janeiro de 2012. Página visitada em 24 de janeiro de 2012.
  40. Segundo gravadora, Lana Del Rey possuía mais de 60 músicas inéditas quando assinou contrato. Página visitada em 21 de março de 2012.
  41. Lana Del Rey Announces U.S. Live Debut | News (8 de setembro de 2012). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  42. Lana Del Rey to Release Interscope Debut January 2012. Billboard (8 de setembro de 2012). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  43. Lana Del Rey : "Video Games" | Tracks. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  44. a b Lana Del Rey Wins Q Award, Says Album Due Out January. Paste Magazine. Página visitada em 27-01-2012.
  45. Bombay Bicycle Club cover Lana Del Rey's Video Games (8 de setembro de 2011). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  46. Video: Kasabian perform cover of Lana Del Rey's 'Video Games'. Telegraph (8 de setembro de 2011). Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  47. Chartifacts – Week Commencing: 17th October 2011. Acharts. Página visitada em 27 de outubro de 2012.
  48. Dobbins, Amanda (8 de setembro de 2011). "Meet Lana Del Rey, the New Singer Music Bloggers Love to Hate". New York Magazine. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  49. Posição nos charts. Página visitada em 01 de março de 2012.
  50. a b Lana Del Rey - Blue Jeans. acharts.us. Página visitada em 15 de setembro de 2012.
  51. TOP OFICIAL DA ASSOCIAÇÃO FONOGRÀFICA PORTUGUESA. Página visitada em 22 de março de 2012.
  52. LANA DEL REY - SUMMERTIME SADNESS (SONG). Página visitada em 12 de dezembro de 2012.
  53. Summertime Sadness. musicline.de. Página visitada em 12 de dezembro de 2012.
  54. LANA DEL REY - SUMMERTIME SADNESS. swisscharts.com. Página visitada em 12 de dezembro de 2012.
  55. WEEKLY CHARTS - 23-09-12. Página visitada em 12 de dezembro de 2012.
  56. Gold-/Platin-Datenbank (em German). BVMI. Página visitada em 2 DE MARÇO de 2012.
  57. Edelmetall – Lana Del Rey (em alemão). HitParade.ch. Página visitada em 27 de Fevereiro de 2012.
  58. Gold & Platin. Página visitada em 15 de dezembro de 2012.
  59. Cheryl Cole Teases Lana Del Rey Collaboration. MTV. Página visitada em 30 de junho de 2012.
  60. Bain, Becky. Who Did "Ghetto Baby" Better: Lana Del Rey Or Cheryl Cole?. Idolator. Buzz Media. Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  61. Copsey, Robert. Lana Del Rey's version of Cheryl Cole's 'Ghetto Baby' leaks. Digital Spy. Hearst Corporation. Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  62. Tolipan, Heloisa (25 de julho de 2012). "Com sete novas músicas, Lana Del Rey relançará CD de estreia em novembro". Jornal do Brasil. Página visitada em 25 de julho de 2012.
  63. Lana Del Rey anuncia edição especial de disco com {{subst:Número2palavra2|7}} faixas inéditas. Multishow. Globo.com (25 de julho de 2012). Página visitada em 25 de julho de 2012.
  64. Born to Die - The Paradise Edition. iTunes. Página visitada em 31 de dezembro de 2012.
  65. Kaufman, Gil. Lana Del Rey's Paradise Edition Of Debut Features Eight New Songs. MTV. Viacom. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  66. Lipshutz, Jason. Lana Del Rey Releases 'Ride' Single From 'Born To Die' Deluxe Edition. Billboard. Prometheus Media Group. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  67. Lana Del Rey: Blue Velvet. Amazon.com (setembro de 2012). Página visitada em 16 de setembro de 2012.
  68. "Ultratop.be – Lana Del Rey – RIDE" (em francês) (Ultratop 40. Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch). Página visitada em 09 de novembro de 2012.
  69. Российские музыкальные чарты. Недели 39 и 40 - 2012. lenta.ru. Página visitada em 22 de novembro de 2012.
  70. [1].
  71. [2].
  72. Harris, Paul (21 de janeiro de 2012). Lana Del Rey: The strange story of the star who rewrote her past. Guardian News and Media. The Guardian. Página visitada em 31 de maio de 2012.
  73. a b Frere-Jones, Sasha (06 de fevereiro de 2012). Lana Del Rey's Image on "Born to Die". The New Yorker. Condé Nast Publications. Página visitada em 30 de junho de 2012.
  74. Lana Del Rey: 'Video Games' - Single review. Página visitada em 13 de maio de 2012.
  75. Lana Del Rey aponta Kurt Cobain como inspiração: "Ele era a pessoa mais bonita que eu tinha visto". Blitz. Página visitada em 02-01-12.
  76. Rosen, Christopher. Lana Del Rey's Movie Dreams: 'Hopefully I Will Branch Into Film Work And Stay There'. The Huffington Post. Página visitada em 8 de setembro de 2012.
  77. Lana Del Rey hates personal critics. STV. STV Group plc. Página visitada em 5 de outubro de 2012.
  78. Moore, Alex. Here's Lana Del Rey's new Walt Whitman-referencing track, 'The Body Electric'. Death and Taxes. Página visitada em 5 de outubro de 2012.
  79. Idolator Staff. Lana Del Rey Revs Up For Her "Ride" Video Premiere. Idolator. Buzz Media. Página visitada em 11 de outubro de 2012.
  80. Solange Knowles, irmã de Beyoncé, assina contrato com agência de modelos. Virgula (04-01-2012). Página visitada em 12-01-12.
  81. Lana Del Rey é a nova contratada da agência Next Model. Virgula (04-01-2012). Página visitada em 12-01-12.
  82. Lana Del Rey "sangra" em capa de revista inglesa. POPLine. Página visitada em 10 de janeiro de 2012.
  83. Lana Del Rey figura na capa da nova edição da Billboard norte-americana como grande aposta musical do ano. Virgula. Página visitada em 11 de janeiro de 2012.
  84. Lana Del Rey posa como 'Bond Girl' para revista italiana. Multishow.
  85. Giulia Parca. H&M divulga campanha de outono com Lana Del Rey. gloss.abril.com. Página visitada em 31 de dezembro de 2012.
  86. Elliott, Hannah (22 de agosto de 2012). Jaguar Taps Lana Del Rey For F-Type. Forbes. Forbes Publishing. Página visitada em 23 de agosto de 2012.
  87. Massey, Ray (1 de outubro de 2012). Ray Massey: Lana del Rey unveils Jaguar's flashy new F-Type sports car. Daily Mail. Associated Newspapers. Página visitada em 1 de outubro de 2012.
  88. Amanda Faia. Lana Del Rey canta "Blue Velvet" em comercial da marca "H&M". POPLine. Página visitada em 31 de dezembro de 2012.
  89. Carolina Baggi. Lana Del Rey estrela segunda campanha da H&M. Página visitada em 31 de dezembro de 2012.
  90. a b Robbie Daw. Lana Del Rey Covers ‘L’Officiel Paris’ And Remains Stunning. Idolator. Página visitada em 13 de março de 2013.
  91. Neodiva Lana Del Rey é capa da L'Officiel Paris, com pegada romântica. Virgula. Página visitada em 14 de março de 2013.
  92. No clothing needed! Lana Del Rey is more than comfortable in her own skin as she strips off for nude GQ shoot. Daily Mail (9 de setembro de 2012). Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  93. LANA DEL REY REVEALS 'WILDERNESS' YEARS AS A HEAVY DRINKING TEENAGER. gigwise.com (9 de setembro de 2012). Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  94. Lana Del Rey: 'I was sent to boarding school age 14 to get sober'. NME (8 de setembro de 2012). Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  95. Lana Del Rey: Stranger searching is my passion. Metro (9 de setembro de 2012). Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  96. LANA DEL REY FALA SOBRE SEU PRÓXIMO ÁLBUM E MUITO MAIS EM ENTREVISTA À NYLON. Lana Del Rey Brasil (5 de novembro de 2013). Página visitada em 16 de novembro de 2013.
  97. FULL INTERVIEW – LANA DEL REY FOR NYLON MAGAZINE. Lana Del Rey Online. Página visitada em 16 de novembro de 2013.
  98. a b c d e f The Age: Lana Del Rey fala sobre críticas, problemas com álcool e vida pessoal. Página visitada em 10/05/2014.
  99. a b c d e f Kirsten Tranter. Lolita in the 'hood. Página visitada em 10/05/2014.
  100. a b c d e f Jason Treuen. I'm not naturally controversial: Lana Del Rey answers her critics. Página visitada em 10/05/2014.
  101. LANA DEL REY FALA SOBRE SEU PRÓXIMO ÁLBUM E MUITO MAIS EM ENTREVISTA À NYLON. Lana Del Rey Brasil (5 de novembro de 2013). Página visitada em 16 de novembro de 2013.
  102. FULL INTERVIEW – LANA DEL REY FOR NYLON MAGAZINE. Lana Del Rey Online. Página visitada em 16 de novembro de 2013.
  103. Kirby, Iona. Wardrobe malfunction? Lana Del Rey shows off her bra straps and needs assistance with her dress as she leaves TV appearance. Daily Mail. Associated Newspapers. Página visitada em 16 de outubro de 2012.
  104. Hogan, Marc. Dead Kennedys: Watch Lana Del Rey's 'National Anthem' Video. Spin (magazine). Buzz Media. Página visitada em 16 de outubro de 2012.
  105. It's Lana Del Tache! Singer sports a hairy upper lip as she arrives in Cannes. Daily Mail. Página visitada em 16 de outubro de 2012.
  106. Savage, Mark. Love, the law, and Lana Del Rey. BBC. The Crown. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  107. Baker, Ernest. Interview: Lana Del Rey Talks Backlash, Plastic Surgery, and New Album. Complex (magazine). Complex Media. Página visitada em 16 de outubro de 2012.
  108. {{citar web|título=Lana Del Rey's Hipster Problem: Plastic Surgery, 'SNL,' and Her Past as Lizzy Grant|url=http://www.thedailybeast.com/articles/2012/01/30/lana-del-rey-s-hipster-problem-plastic-surgery-snl-and-her-past-as-lizzy-grant.html%7Cobra=The Daily Beast|publicado=The Newsweek Daily Beast Company|acessodata=16 de outubro de 2012
  109. Anisiobi, JJ (11 de fevereiro de 2012). You kept that quiet! Lana Del Rey has been secretly dating Barrie James O'Neil of Kassidy. Daily Mail. Página visitada em 6 de novembro de 2012.
  110. Buckingham, Olivia. Interview: Lana del Rey. hk.asiatatler.com/. Página visitada em 6 de novembro de 2012.
  111. Dallach, Christoph (26 de janeiro de 2012). Himmel ist ein tolles Wort (em German). Der Spiegel. SPIEGEL-Verlag. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  112. Watch Lana Del Rey Perform "Video Games" on "Later With Jools Holland". Pitchfork Media (11-10-2011). Página visitada em 20 de dezembro, 2011.
  113. Idolator Staff (12 de novembro de 2011). Lana Del Rey Sings “Video Games” On Amsterdam’s ‘DWDD’. Idolator. Página visitada em 20 de dezembro, 2011.
  114. Lana Del Rey é atração confirmada para o Isle of Wight. MTV (09-03-12). Página visitada em 16-03-2012.
  115. News. Lana Del Rey offical. Página visitada em 17 de março de 2012.
  116. Pedro Pereira. Fertagus e TST com circuitos especiais para SBSR. Página visitada em 18 de julho de 2012.
  117. Super Bock Super Rock: reportagem do 2º dia (6/7), com Lana Del Rey, M.I.A. e The Horrors [texto + fotos]. blitz.sapo.net. Página visitada em 18 de julho de 2012.
  118. ALEX YOUNG. Video: Lana Del Rey hits Le Grand Journal. Le Grand Journal. Consequence of Sound. Página visitada em 16 de setembro de 2012.
  119. Lana Del Rey for The Voice UK. Digital Spy (20 de abril de 2012). Página visitada em 16 de setembro de 2012.
  120. Vídeos: Lana Del Rey faz show no LoveBox Festival com seus maiores hits. POPLine. Página visitada em 23 de dezembro de 2012.
  121. Latitude Festival is proud to announce the amazing. thedms.co.uk. Página visitada em 18 de julho de 2012.
  122. LANA DEL REY ASSUME POSTURA ROCK EM SHOW NA ALEMANHA; CONFIRA. puretrend.com.br. Página visitada em 28 de junho de 2012.
  123. Lana Del Rey - Live 2013. LanaDelRey.com. Página visitada em 11 de janeiro de 2012.
  124. a b Lana Del Rey - Video Games (Live on SNL). Vevo (15 de janeiro de 2012). Página visitada em 1 de maio de 2012.
  125. a b Lana Del Rey - Blue Jeans (Live on SNL). Vevo (15 de janeiro de 2012). Página visitada em 1 de maio de 2012.
  126. a b Lana Del Rey adia início da turnê após fiasco na TV, diz jornal. folha.com (7 de fevereiro de 2012). Página visitada em 9 de abril de 2012.
  127. Atuação de Lana Del Rey mal recebida pelo público (16 de janeiro de 2012). Página visitada em 9 de abril de 2012.
  128. Juliette Lewis alfineta Lana Del Rey e a compara a uma criança. Terra Networks. (15 de janeiro de 2012). Página visitada em 9 de abril de 2012.
  129. Depois de criticar, Juliette Lewis elogia Lana Del Rey. MTV Brasil (17 de janeiro de 2012). Página visitada em 9 de abril de 2012.
  130. Daulerio, A.J... "Brian Williams Says Gawker Should Have Torched Lana Del Rey: 'One Of The Worst Outings In SNL History'. Gawker. Gawker Media.. Página visitada em 9 de abril de 2012.
  131. "Lana Del Rey's 'SNL' Set Defended By Andy Samberg" (em inglês) (20 de janeiro de 2012). Página visitada em 9 de abril de 2012.
  132. Perpetua, Matthew (Rolling Stone. Jann Wenner). "Lana Del Rey Tries to Live Up to Her Glamorous Image at New York Show" (em inglês). 6 de dezembro de 2011. Página visitada em 8 de abril de 2012.
  133. Lana Del Rey adia turnê após apresentação em programa de TV. O Globo (7 de fevereiro de 2012). Página visitada em ? de abril de 2012.
  134. Assista a “Tropico”, o curta de 30 minutos da Lana Del Rey. Papel Pop (05 de dezembro de 2013). Página visitada em 26 de dezembro de 2013.
  135. Lana Del Rey convida fãs para a premiére de Tropico. Lana Del Rey Brasil (04 de dezembro de 2013). Página visitada em 26 de dezembro de 2013.
  136. Tropico (Short Film). VEVO (05 de dezembro de 2013). Página visitada em 26 de dezembro de 2013.
  137. Virgin Media Music Awards: Best Newcomer. Virgin Media. Página visitada em 7 de junho de 2012.
  138. 2012 UK MVA Nominations. ukmva.com. Página visitada em 8 de outubro de 2012.
  139. World's Best Album. World Music Awards. Página visitada em 11 de dezembro de 2012.
  140. World's Best Female Artist. World Music Awards. Página visitada em 11 de dezembro de 2012.
  141. World's Best Song. World Music Awards. Página visitada em 11 de dezembro de 2012.
  142. World's Best Video. World Music Awards. Página visitada em 11 de dezembro de 2012.
  143. Lana Del Rey é pré indicada ao Grammy Awards 2014. Lana Del Rey Brasil (18 de outubro de 2013). Página visitada em 16 de Janeiro de 2014.
  144. Gregory Ellwood (7 de dezembro 2013). It's Adele vs. Lana Del Rey at the 2014 Grammys as 'Skyfall' and 'Gatsby' face off. Hitifix Awards. Página visitada em 16 de janeiro de 2014.
  145. Pré-lista do Oscar tem canções de Jay Z, Lana del Rey e Florence. UOL São Paulo (16 de dezembro de 2013). Página visitada em 16 de janeiro de 2014.
  146. The BRIT Awards 2012 winners. brits.co.uk. Página visitada em 21-02-2012.
  147. Indicações. Página visitada em 9-03-2012.
  148. Arctic Monkeys, Noel Gallagher, The Vaccines, Lana Del Rey nominated for NME Awards 2012. NME. Página visitada em 11-02-2012.
  149. Die Nominierten 2012. Echo Pop. Página visitada em 22-03-2012.
  150. Winners of the 57th Ivor Novello Awards - BEST CONTEMPORARY SONG. Página visitada em 17 de maio de 2012.
  151. MTV EMA 2012 Complete Winners List. Página visitada em 12 de novembro de 2012.
  152. 2012 UK MVA Nominations. ukmva.com. Página visitada em 8 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons